1956: 1ª Turma do Ascendino

Formandos da primeira turma da E. E. ASCENDINO REIS

Os jovens da década de 60 com certeza lembram com saudades dos bailinhos pró-formatura. Há quem diga, que um final de semana sem o baile do Ascendino não era um final de semana feliz. Esses que estão na foto, na escadaria da Catedral Metropolitana de São Paulo, conhecida como Catedral da Sé, são os formandos da primeira turma do Ascendino Reis.

ascendino_joao_perez

Benedito Albuquerque (Ditão) – Diretor
João Perez Filho – Aluno da primeira turma
Ariovaldo A. Peterlini – Professor de latim

A Escola Estadual de Segundo Grau Professor Ascendino Reis, no Tatuapé, foi criada em dezembro de 1952. As aulas começaram no dia 9 de fevereiro do ano seguinte, com alunos matriculados em todas as séries ginasiais.
Começava então a história de uma das mais tradicionais escolas estaduais do bairro. Em 31 de janeiro de 1957, com a instalação do curso científico, o que era escola transformou-se em colégio. No ano seguinte, devidamente autorizado, instalou-se o curso clássico. Em 07 de outubro de 1961, a Escola Normal, localizada no Tatuapé, foi anexada ao colégio.

Durante anos, o Ascendino Reis funcionou apenas no período noturno, no edifício do Grupo Escolar Visconde de Congonhas do Campo, que fica na esquina das ruas Tuiuti e Padre Estevão Pernet. Só em janeiro de 1963, transferiu-se para o prédio da Rua Tuiuti esquina com Rua Azevedo Soares, com os períodos da manhã, tarde e noite dos cursos ginasial, científico, clássico e normal.

O cirurgião dentista, Dr. João Perez Filho, lembra com carinho dos tempos de colégio. Estudante do Ascendino Reis, ele que em 1956 fazia parte da primeira turma, jura ter muita história para contar. João lembra que estudava à noite e tinha aulas aos sábados, o que era um tormento para jovens que queriam se divertir nas noites de final de semana. Por esse motivo, os alunos fizeram greve para que as aulas indesejáveis acabassem. Na noite da “paralização” eles teriam uma prova de latim e como quase todos os alunos aderiram ao movimento, o professor Ariovaldo Peterlini deu zero para todos.

“Uma vez a metade dos alunos resolveu matar aula. Como não existiam shoppings na época e não havia nenhum outro lugar mais agradável do que o Cine Leste da Praça Sílvio Romero, quase todo o colégio foi para lá. Antes de começar o filme, eles exibiam um documentário. Assim que o mesmo acabou, as luzes do cinema foram acesas e para a nossa surpresa, o nosso diretor Benedito Albuquerque (o Ditão) e o bedel Altino passaram lentamente na frente da tela encarando todos os alunos que estavam no cinema. Eu me abaixei e coloquei o rosto embaixo do encosto da cadeira para que eles não me vissem. Só depois desse passeio do Ditão é que o filme começou”, lembra João cheio de saudades.

Há 50 anos ocupando o novo prédio, a escola tem se desenvolvido e possibilitado um ensino de qualidade. Já foi mencionada pelas autoridades de ensino como “Escola Modelo” e recebeu a visita dos então governador e vice do Estado de São Paulo, respectivamente Mário Covas e Geraldo Alckmin.

memoria_ascendinobx

1ª Turma do Ascendino Reis, posam para foto em frente à Catedral da Sé. Também é digna de nota a elegância das moças e dos rapazes. O doutor João Perez Filho está de terno escuro no alto, no centro da imagem.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

8 Comentários

  1. FIQUEI MUITO TRISTE AO DESCOBRIR QUE A MINHA TURMA DO CURSO GINASIAL NÃO CONSTA EM LUGAR NENHUM. TENHO OS DOCUMENTOS E POSSO PROVAR. A PROFa. DE HISTÓRIA ERA A DNA. MERCEDES…O PROF. DE FRANCÊS ERA O PROF. CASAGRANDE. A PROFa. de MATEMÁTICA CHAMAVA-SE GRACIOSA MAS ELA ERA FANHA, FEIA E ME REPROVOU. FUI PRINCESA DA ESCOLA. COLEGAS: BONIFÁCIO WATANABE, HEIDI GALI, GUILHERMINA ERIDAN HOFER, VALDIR RAGAZZI, LODUCA, LENITA…JEANETE PETRILLO… NADIR… AH! QUE SAUDADES!! MAS NÃO SE ACHOU NADA … AH! QUE TRISTEZA!!!

    Envie uma Resposta
    • alotatuape

      Jeanete, seja bem-vinda. Envie-nos os documentos, fotografias e publicaremos. Quer marcar uma entrevista? Aguardamos sua resposta.

      Envie uma Resposta
  2. Me lembro por volta de 1962/63 o professor Ariovaldo de latim se despedia da escola quando houve uma queima de fogos quando até polícia foi chamada, me lembro também do bedel que chamávamos de ‘tangerina”.

    Envie uma Resposta
    • alotatuape

      Jandyr, seja bem-vindo, ao Alô Tatuapé.

      Envie uma Resposta
  3. Sou cearense, mas morei em S Paulo por 12 anos e tive a felicidade de ser aluno deste fantástico colégio.
    Foi nos anos de 1971, 72, 73.
    Me recordo das aulas de física com o gênio prof. Presser, das aulas de matemática, prof Edemir, filosofia, profa. Pilar e Biologia, um médico que o nome me foge à memória.
    Tempo bom. Colégio estadual que era frequentado pelos ricos, menos eu. Tive acesso para estudar lá porque o diretor foi com minha cara e me deu uma vaga.

    Envie uma Resposta
    • alotatuape

      Antônio, seja-bem vindo. Agradecemos seu comentário.

      Envie uma Resposta
      • Olá sou Victoria e queria pedir uma informação, pois ano passado eu ia para o Ascendino,porém houve imprevistos e n tive como ir pra lá. Será que consigo vaga para o ano que vem ou é muito complicado de eu conseguir uma vaga de novo?

        Envie uma Resposta
        • alotatuape

          Prezada Victória, seja bem-vinda. Infelizmente não temos como responder. Mas tente falar com a secretaria da escola amanhã (31/10). Segue o telefone: (11) 2673-0125. Agradecemos seu contato.

          Envie uma Resposta

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*