Linha Verde do Metrô: Governador anuncia licitação
abr10

Linha Verde do Metrô: Governador anuncia licitação

Publicado no dia 10 de abril de 2014 Alckmin anuncia licitação da extensão da Linha 2-Verde do Metrô até Guarulhos. Com 15,5 km de extensão e 13 estações, extensão da linha será em sistema de metrô convencional; propostas serão abertas em maio O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 10, a publicação do edital da obra civil para extensão da Linha 2-Verde, de Vila Prudente até Dutra, no município de Guarulhos. A licitação está divida em oito lotes e contempla a contratação do projeto executivo, a obra civil e da via permanente. A publicação estará disponível no Diário Oficial do Estado e no site do Metrô (www.metro.sp.gov.br), a partir desta sexta-feira, 11 de abril. A previsão para a abertura das propostas comerciais é 10/05/2014. Alckmin ressaltou que a extensão da Linha 2-Verde do Metrô representa um grande ganho para São Paulo, Guarulhos e toda a Região Metropolitana. “A linha será toda enterrada, com capacidade para um milhão de passageiros/dia. Também será a primeira que sairá da cidade de São Paulo, com 13 estações e 15,5 km de extensão”, informou. – Veja mapa da extensão Vila Prudente – Dutra da Linha 2-Verde do Metrô: http://saopaulo.sp.gov.br/usr/share/documents/511.jpg A extensão da Linha 2-Verde, que contempla o trecho Vila Prudente – Dutra, terá 15,5 km de extensão e 13 estações (Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva, Penha, Penha de França, Tiquatira, Paulo Freire, Ponte Grande e Dutra). Serão 14,4 km do trecho Vila Prudente – Dutra e mais 1,1 km de extensão operacional à oeste da estação Vila Madalena. Quando completa, de Vila Madalena até Dutra, a Linha 2-Verde transportará um milhão de usuários por dia. O novo trecho funcionará no mesmo padrão existente na Linha 2-Verde entre Vila Prudente e Vila Madalena, em sistema de metrô convencional. A operação será realizada pela Companhia do Metrô e não por consórcios privados. Serão adquiridos mais 35 trens novos. A expectativa é que as obras desse empreendimento sejam iniciadas no final do 2º semestre de 2014. O investimento estimado para essa linha é de R$ 10,1 bilhões. Implantação O Metrô informa que o projeto funcional e o projeto básico para a obra civil já foram concluídos. Também já foram publicados os quatro primeiros Decretos de Utilidade Pública, que correspondem aos trechos Vila Prudente-Aricanduva e Aricanduva-Paulo Freire. Esses decretos não contemplam o trecho do município de Guarulhos, que terá duas estações (Ponte Grande e Dutra). Com o prolongamento, a Linha 2-Verde terá interligação com a Linha 3-Vermelha do Metrô, na estação Penha, e com a futura Linha 6-Laranja (na estação Anália Franco) e também com três linhas da CPTM: 11-Coral, na...

Leia mais
Roteiros turísticos no Estado de São Paulo para o período da Copa
abr10

Roteiros turísticos no Estado de São Paulo para o período da Copa

Disponível em três idiomas, o guia traz 55 passeios em 49 municípios próximos à capital. O governador Geraldo Alckmin lançou nesta quarta-feira, 9, no Museu do Futebol, um guia de roteiros turísticos para promover o Estado de São Paulo durante a Copa do Mundo. O guia Roteiros Paulistas tem dicas de praias paradisíacas, belos cenários nas montanhas, lugares históricos e variadas opções de turismo de aventura que podem ser encontrados a poucos quilômetros da capital. “Há a expectativa de que tenhamos mais de 250 mil turistas estrangeiros durante a Copa e 1,2 milhão de turistas de dentro do país. São Paulo vai receber 15 das 32 seleções que vão disputar o mundial. Eles ficarão na capital, região metropolitana, litoral e interior e nós queremos que os turistas que virão pra cá tenham a oportunidade de conhecer melhor o Estado, nossas praias, gastronomia, cultura, atividades de lazer. Enfim, temos todo tipo de turismo no Estado. E temos, no DNA, a visão cosmopolita de receber bem a todos”, frisou Alckmin. Os passeios são definidos de acordo com o perfil dos turistas das Copas e o curto período que terão disponível entre os jogos. São 55 roteiros em 49 municípios a até 300 quilômetros da capital, com opções de até três dias, que mostram a variedade dos destinos paulistas muito além dos negócios. São quatro temas: sol e praia, cultura e lazer, comer e beber e aventura e natureza. Disponível em três idiomas – português, inglês e espanhol –, o guia Roteiros Paulistas será enviado a multiplicadores de informação para os visitantes, como agências e órgãos de turismo, companhias aéreas, consulados e federações de futebol dos países participantes da Copa do Mundo, prefeituras paulistas e à imprensa. São Paulo é o Estado brasileiro que mais recebe turistas: cerca de 50 milhões por ano, 13 milhões deles somente na capital. No entanto, há ainda muito espaço para crescimento do número de visitantes a lazer e consequente geração de empregos e renda neste setor. São Paulo receberá 15 seleções em seus centros de treinamento. Com o guia, a expectativa é aproveitar a Copa do Mundo para incentivar ainda mais o turismo e a atividade econômica, como já tem sido feito por meio de programas como Roda SP, Turismo do Saber, Festival Gastronômico Sabor SP, Melhor Viagem SP e o Caminha SP. Entre os 55 roteiros estão: uma visita à histórica Santos, na Baixada Santista, em um dia; dois dias de requinte em um passeio gastronômico em Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal, na Serra da Mantiqueira; e três dias de aventura nas cachoeiras e praias preservadas de Ilhabela e São Sebastião, no...

Leia mais
Pronto-socorro para animais
abr10

Pronto-socorro para animais

Projeto cria pronto-socorro gratuito para animais de estimação Uma proposição em tramitação na Câmara quer criar uma rede de prontos-socorros veterinários para oferecer atendimento gratuito aos animais de estimação da população paulistana. O Projeto de Lei (PL 121/2014), de autoria do vereador Orlando Silva (PCdoB), prevê a instalação de uma UPAV (Unidade de Pronto Atendimento Veterinário) em cada subprefeitura da cidade. Na justificativa do projeto, Silva aponta que apenas 20,2% dos animais comparecem pelo menos uma vez ao ano ao veterinário. “Esta reivindicação é um antigo desejo da proteção animal, dada a importância e a necessidade nos trabalhos de atendimento veterinário, tanto por parte dos Protetores quantos aos munícipes de baixa renda.”, afirma o comunista no texto. Outro objetivo da propositura é diminuir o número de animais perambulando nas ruas de São Paulo. Segundo pesquisa da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP (Universidade de São Paulo), existe um cão para cada 4,5 moradores na capital paulista. O Campo Belo, na zona sul, tem a maior proporção do município, com um cachorro para cada 1,5 morador. Fonte: Câmara Municipal de São...

Leia mais
Copa 2014
abr10

Copa 2014

O ministro da Defesa, Celso Amorim, disse há pouco que a atuação das Forças Armadas na Copa do Mundo não pretende cercear o direito de manifestação da população. Ponderou, contudo, que os militares não estão pedindo para atuar no controle de manifestações e sim foram convocados. Durante audiência na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, Amorim frisou que Marinha, Exército e Aeronáutica atuarão, prioritariamente, na defesa do espaço aéreo, fronteira, no controle de explosivos, armamento químico e na defesa cibernética. Mas manterão também uma “força de contingência” para casos em que seja necessário “garantir o emprego da lei e da ordem”. “Esse emprego será normalmente objeto do pedido dos governadores e aceitação da Presidência”, destacou. Ivan Richard – Repórter da Agência Brasil Edição: Valéria...

Leia mais
Governo apressa regulamentação das manifestações de rua
abr10
Leia mais
A Copa do Mundo é nossa? Pelo jeito não
abr10

A Copa do Mundo é nossa? Pelo jeito não

Alguém está sentindo aquela sensação de que a Copa do Mundo no Brasil será só alegria como se diz no jargão? Que a Copa 2014 é sua, é de todos? Gerson Soares Hoje, em Brasília, a presidente Dilma Roussef recebeu várias lideranças políticas e sociais do Movimento de Juventude. Cerca de 30 jovens ouviram dela que não enviará lei ao Congresso para reprimir protestos durante a Copa do Mundo. A conversa girou em torno da Reforma Política – um assunto que há décadas é usado para desconversar –, o enfrentamento do estupro intrafamiliar – aquele que é cometido por um parente da vítima – e a bronca do rapper Mc Chaveirinho, representante da Associação dos Rolezinhos, que cobrou do governo uma linguagem mais informal e próxima dos jovens, principalmente nas periferias. E, logicamente, o convite serviu para sentir o clima das possíveis manifestações – que podem atrapalhar o outro tipo de clima que se tenta criar no país, mas está difícil, o da Copa. Talvez, chegue em cima da hora, assim como o estádio da abertura do mundial, cujas obras no momento estão sob os olhares do Ministério Público de São Paulo. Segundo a Agência Brasil, para o representante do Movimento Passe Livre, Clédson Pereira, a reunião com Dilma teve poucos resultados práticos. Pereira reclamou que, desde a última reunião do movimento com o governo, em 2013, a pauta de reivindicações ligadas ao transporte público não foi adiante. “Neste momento, a gente enfrenta forte aumento de passagem em quatro capitais do país e uma intensificação de políticas e projetos de lei para repressão das manifestações”, listou. “Se não existir intervenção prática na vida das pessoas, as manifestações vão continuar. A gente só vai ser convencido com ações práticas”, advertiu. Se bem lembramos, esse movimento teve papel fundamental para levar milhões de brasileiros a um protesto histórico em junho do ano passado, que se arrastou por mais de dois meses com força em várias capitais brasileiras. As reivindicações foram as mais variadas, mas levaram ao conhecimento mundial a vontade de acabar com a corrupção no país, por políticas mais abrangentes e gestão a altura da grandeza do Brasil, levando ao governo federal e congressistas à realidade nua e crua do pensamento das ruas que já não aguentam mais tanta baderna administrativa. O repórter Ivan Richard da Agência brasil, informou que o ministro da Defesa, Celso Amorim, disse há pouco que a atuação das Forças Armadas na Copa do Mundo não pretende cercear o direito de manifestação da população. Ponderou, contudo, que os militares não estão pedindo para atuar no controle de manifestações e sim foram convocados. Durante audiência na Comissão...

Leia mais