Zé do Pedal chega a Manaus. Conheça esta história pela acessibilidade.
abr06

Zé do Pedal chega a Manaus. Conheça esta história pela acessibilidade.

Cruzada pela Acessibilidade: Dignidade, Igualdade, Respeito Depois de caminhar 1.070 km empurrando uma cadeira de rodas, Zé do Pedal chega a Manaus. Ativista começou a caminhada do Caburaí ao Chuí às margens do Rio Uailã, primeiro rio brasileiro no extremo norte. Caminhando até 52 km por dia, enfrentando chuvas torrenciais e suportando temperaturas de até 40 graus na constante busca de um mundo mais justo e humano baseado na trilogia dos conceitos de igualdade, dignidade e respeito e tentando eliminar barreiras que dificultam à pessoa com deficiência a participarem ativamente da vida social, o ativista mineiro, José Geraldo de Souza Castro, Zé do Pedal, 56, membro do Lions Clube de Viçosa, chegou a Manaus – AM, em frente ao centenário Teatro Amazonas, depois de percorrer os primeiros 1.070 km do seu projeto: “Extremas Fronteiras – Barreiras Extremas” (Cruzada pela Acessibilidade). Uma caminhada, de 10.700km, empurrando uma cadeira de rodas, saindo de Uiramutã, Fronteira norte com a Venezuela passando por 20 estados brasileiros: Roraima, Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Goiás, Brasília, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Após ser recebido por amigos, membros do Lions Clube e pelo Deputado Estadual Chico Preto, Zé do Pedal fez um breve balanço da primeira etapa do projeto: “Estou muito feliz de haver chegado a Manaus dentro do cronograma estabelecido. Comecei, dia 10 de fevereiro, a caminhada, com uma cerimônia simples, que contou com a presença de alguns indígenas da Maloca Uiramutã, às margens do Rio Uailã, primeiro rio brasileiro no extremo norte e haver superado, com certa tranqulidade, os primeiros 10% da caminhada, deixando pra traz a parte mais difícil e complicada da caminhada que era cruzar pelo menos 60% da área Indígena Raposa Serra do Sol, em estradas de terra, e o pior, os mais de 700km que separam Boa Vista de Manaus no meio da maior floresta tropical do mundo e enfrentando altas temperaturas que me causou um principio de insolação”. “Um dos principais objetivos da caminhada, entregar aos poderes público municipais projeto-lei de criação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência vem sendo cumprido à risca e foram entregues nos seguintes municípios: Uiramutã, Mucajaí, Iracema, Caracaraí, Rorainópolis e Presidente Figueiredo. Em Boa vista participei da reunião da Câmara Municipal e durante minha fala cobrei dos vereadores ações que levem às autoridades executivas daquela capital a destruição das barreiras arquitetônicas que estão espalhadas por toda a cidade. Em uma delas, o maior absurdo: ao final de uma faixa de pedestre existe um muro de quase meio metro de altura”. Finalizou Zé...

Leia mais
José Wilker
abr05

José Wilker

Leia mais
Alckmin inaugura nova sede da Secretaria de Agricultura e Abastecimento
abr04
Leia mais
Governador recebe deputada venezuelana María Corina Machado
abr04
Leia mais
Surto de dengue assusta moradores
abr04

Surto de dengue assusta moradores

A notícia está em cada casa. Mosquitos são vistos a todo momento, nas escolas e residências. Muitos estão culpando o mato alto, as chuvas que podem representar um perigo ao mínimo descuido. A verdade é que a Prefeitura está tomando algumas providências; a Joven Pan noticiou nesta manhã um aumento de 50% dos casos na última. Ouça o áudio da rádio Joven Pan Saiba mais...

Leia mais
Prefeitura combate dengue em áreas críticas
abr04

Prefeitura combate dengue em áreas críticas

Prefeitura intensifica ações de combate à dengue em distritos considerados críticos. Na média, a capital tem taxa de incidência com média de 10,4 casos para cada 100 mil habitantes. Número de notificações disparou em distritos próximos a Osasco: Lapa, Jaguaré e Rio Pequeno, na zona oeste, além de Tremembé (norte) e Vila Jacuí (leste). O registro de casos de dengue neste ano em São Paulo aumentou em 15,4% na comparação com o mesmo período de 2013. A comparação é feita considerando as notificações recebidas nas primeiras 13 semanas epidemiológicas e pode variar na medida em que os casos são notificados pelas unidades de saúde. Até o momento, foram notificados 1166 casos de dengue em 2014, o que resulta em uma taxa de incidência de 10,4 (casos para cada 100 mil habitantes) considerada baixa, de acordo com o Ministério da Saúde. Em 2013, foram registrados 2.617 casos e índice 23,3. “São Paulo sempre teve a metade do índice que o Ministério preconiza como de baixa incidência. Mas temos que estar sempre com precaução para não deixar esse índice superar esse patamar baixo”, disse o secretário municipal da Saúde, José De Filippi Jr. “Nós estamos na semana de número 14 agora. Os dados são referentes a semana de número 13 e, por um acompanhamento epidemiológico de todos os últimos anos e da incidência da dengue, sabemos que a semana crítica é a 16, daqui duas semanas, portanto. É preciso essa ação preventiva desde já”. De acordo com o secretário, a ausência de chuvas neste Verão atrasou o aparecimento e transmissão da doença, já que as larvas do mosquito aedes aegypti dependem da água para chegarem na fase adulta, quando o mosquito se torna transmissor da doença. “O que identificamos é que existe uma defasagem em relação aos outros anos de duas a três semanas. Temos de nos preparar porque o pico que acontecia em março, vai acontecer em abril”, explicou o secretário. A Supervisão de Vigilância em Saúde (SUVIS) da região da Lapa e do Jaguaré vem realizando ações de prevenção e combate ao mosquito. Ao todo, já foram realizados 230 bloqueios de criadouros (cada bloqueio equivale em média a nove quarteirões e 500 imóveis) e 224 bloqueios de nebulização (aparelho costal). Além disso, três operações Cata-Bagulho foram realizadas em parceria com as subprefeituras para a retirada de lixos que possam acumular água. Na segunda (7), a COVISA, em parceria com a Subprefeitura Lapa/Pinheiros e Prefeitura de Osasco farão ação conjunta na mesma região. As ações realizadas de casa a casa e a nebulização serão ampliadas nos dois municípios. Durante as ações as equipes distribuem toucas para caixa d’água, uma tela...

Leia mais
Scania quer encontrar MMCB
abr04

Scania quer encontrar MMCB

Leia mais

Teatro infantil

Teatro Alfa apresenta A Rainha Procura, com a Cia do Quintal, eleito Melhor Espetáculo Infantil pela APCA 2013 Espetáculo da trupe do Jogando no Quintal, direcionado para família, utiliza a improvisação e jogos teatrais com a participação da plateia. Ganhador do Prêmio APCA 2013, está indicado em 5 categorias ao Prêmio Femsa Cesar Gouvêa comanda a segunda peça infantil da Cia do Quintal – conhecida por seu trabalho de jogos e improvisação com o espetáculo Jogando no Quintal. Encenado sobre um tabuleiro de xadrez, A Rainha Procura narra a trajetória de uma monarca (Rhena de Faria), que, após perder o marido e seu exército numa batalha, decide procurar novos integrantes para a corte. A personagem conta com a ajuda de um peão (Álvaro Lages), o único sobrevivente da guerra. Mas, apenas dois palhaços aparecem para preencher as vagas, que deveriam ser ocupadas por cavaleiros e bispos. Serviço: Teatro Alfa – Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro – Fone 11 5693 4000. Site: www.teatroalfa.com.br A Rainha Procura – De 05 de Abril a 01 de Junho. Sábados e domingos, 16h. Duração: 60 minutos. Classificação: Recomendado para crianças a partir de 4 anos. Ingressos: Crianças R$ 15,00. Adultos R$ 30,00. Capacidade: 204 lugares. Estacionamento: Valet Park – R$ 20,00 e Self Park – R$15,00. Como comprar: Pela internet: A compra via internet está sujeita a cobrança de taxa de conveniência e taxa de entrega. Por Telefone: Bilheteria do Teatro Alfa: 11 5693.4000 e 0300...

Leia mais
Emei Presidente Dutra reabrirá neste sábado
abr03

Emei Presidente Dutra reabrirá neste sábado

Pais, alunos, funcionários e autoridades comemoram reabertura da Emei Presidente Dutra no ‘Dia da Família na Escola’que tem 68 anos de funcionamento atendendo crianças de Educação Infantil. Está marcada para o próximo sábado (5) a solenidade em comemoração à reabertura da Emei Presidente Dutra, tradicional escola do bairro do Tatuapé, na zona Leste, por iniciativa do Vereador Toninho Paiva, colaborador do processo de restauração do prédio, localizado na Rua Santo Elias, 146. A escola que hoje atende 130 alunos (de 4 e 5 anos) de Educação Infantil I (antigo prezinho), em período integral, voltou a funcionar no dia 6 de janeiro após quase um ano de reforma e manutenção por conta das condições precárias do telhado, sob iminente risco de desabamento, do banheiro e outras necessidades. Durante o período de obra, os 124 alunos (à época) da escola foram atendidos pela Emef Jackson de Figueiredo, situada na Rua Itapura, 110, Vl. Luzitana, na mesma região. Já os cerca de 20 funcionários foram trabalhar em outras unidades da rede de ensino. O prédio da Emei, que atualmente se equipara a um dos CEUS da cidade, pela qualidade das atividades pedagógicas, também é um dos patrimônios históricos do Tatuapé, tombado pelo Conpresp em 1990, além de muito valorizada pela comunidade por seus valores educacional, cultural e histórico. Solenidade e festa com as crianças A solenidade seguida de uma grande festa será realizada no ‘Dia da Família na Escola’, data que já faz parte do calendário escolar com o objetivo de promover atividades e oficinas para os alunos, seus familiares e a comunidade. Além de pais, alunos, funcionários e do Vereador Toninho Paiva, o evento deve contar com a presença do Secretário Municipal de Educação, Cesar Callegari. Histórico A Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Presidente Dutra foi fundada no dia 25 janeiro de 1948, data do aniversário da Cidade de São Paulo, inicialmente com o nome de Parque Infantil 8. Sempre atendeu alunos de Educação Infantil, contudo, nos anos iniciais, a escola era conhecida por proporcionar aos jovens da região práticas esportivas como ginástica olímpica e natação, já que à época havia uma piscina para a prática do esporte e muitas crianças com problemas respiratórios eram tratadas através desta modalidade esportiva. Atualmente, os 16 professores e onze agentes escolares atendem a 130 alunos em período integral (das 8h às 16h) e desenvolvem vários projetos primando por uma educação de qualidade em um espaço amplo dividido por ambientes segmentados e um parque, além de abrigar um teatro com capacidade para 350 pessoas. O prédio de 2200 metros de área total construída possui características diferenciadas dos demais edifícios do entorno e foi tombado...

Leia mais
Canetas Montegrappa homenageiam Ayrton Senna
abr03
Leia mais
Bem de família não deve responder por dívida trabalhista
abr03

Bem de família não deve responder por dívida trabalhista

JUSTIÇA Imóvel único de família não deve sofrer penhora em razão de execução trabalhista e nem de dívidas de natureza previdenciária, civil e fiscal. Esse foi o entendimento do TRT de São Paulo, com base na Lei 8.009/90, para mudar a decisão de primeira instância que determinou a penhora do imóvel residencial do sócio de uma empresa, já falecido, com o objetivo de pagar dívida trabalhista. De acordo o advogado Fábio Christófaro, do Gaiofato e Tuma Advogados, os juízes consideraram os diversos aspectos da Lei 8.009/90, ao analisarem, de maneira criteriosa, o recurso que reconheceu a impenhorabilidade do imóvel, já que o bem de família se refere ao direito à moradia e o crédito trabalhista é direito intrínseco decorrente da relação de trabalho, “ambos reconhecidos como direitos sociais pela Constituição Federal”. Fábio Christófaro explica que, nesses casos, a jurisprudência pode variar sendo favorável ou contrária à penhora de bens de família. “ Nesse caso, em que a decisão foi contrária à penhora, os juízes se basearam no entendimento de que a Lei 8.009/90 é aplicável a todos os casos, mesmo que a discussão verse sobre questões trabalhistas, ou seja,o imóvel único, próprio, onde residem os membros da família não deve ser penhorado e nem responder por dívida de natureza previdenciária, fiscal, civil e nem trabalhista”. Em outras decisões, quando se trata de crédito trabalhista, “alguns juízes são favoráveis à penhora de bem de família por entenderem que esse possui natureza alimentar, garantido pelo Constituição Federal e que a Lei 8.009/90 tem por objetivo proteger o bem de família e não o devedor inadimplente que, por vezes, tenta se esquivar da sua obrigação”. Fábio Christófaro é Advogado Coordenador da Área Trabalhista. Inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, Secção de São Paulo, sob o nº 166.526. Bacharel em Direito pela Universidade de Mogi das Cruzes; pós-graduado em Direito Empresarial, pela UNIFMU – Faculdades Metropolitanas Unidas, São Paulo; pós-graduado em Direito do Trabalho, pela Faculdade de Direito Prof. Damásio de Jesus, São...

Leia mais
Governador dá início a reforço de mil policiais militares nas ruas por dia
abr03

Governador dá início a reforço de mil policiais militares nas ruas por dia

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta quarta-feira, 2, o início da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM), que colocará mil policiais militares por dia a mais nas ruas da Região Metropolitana de São Paulo, da Baixada Santista e de Campinas. A Diária Especial permite aos policiais militares trabalharem voluntariamente em suas folgas, com direito a uma remuneração adicional. Nesta primeira etapa, três mil policiais aderiram à DEJEM, o que irá possibilitar a distribuição de mil PMs por dia. “Vamos ter maior número de policiais e nos pontos mais críticos. Estamos começando com mais de três mil PMs, o que vai garantir mil policiais por dia nas ruas. Eles vão para onde o registro de análise gerencial de crimes indicar, por exemplo o ladeirão e o CPA/M-9, na zona leste. É um ganha-ganha: ganha o policial que vai receber a mais por mês e ganha a população por ter maior números de policiais nos pontos mais críticos”, ressaltou o governador. Os policiais trabalharão fardados, com equipamentos adequados e respaldo do comando da corporação. O efetivo, que também será empregado aos finais de semana, vai ajudar no combate à criminalidade ao reforçar o policiamento preventivo e ostensivo. Cada PM poderá trabalhar até 8 horas diárias fora da jornada normal, por até 10 dias no mês – um total de 80 horas -, para que o serviço extraordinário não prejudique o seu descanso. O Governo investirá, por mês, cerca de R$ 4,8 milhões para pagar as diárias especiais de R$ 193,34 para oficiais e de R$ 161,12 para praças. Até o final do ano, o gasto será de R$ 44,5 milhões. Os primeiros locais de implantação da DEJEM foram estabelecidos de acordo com planejamento do Comando da Polícia Militar, com foco nas áreas com mais demanda de policiamento no Estado. A Diária Especial foi instituída por meio da Lei Complementar 1.227/13, sancionada pelo governador em dezembro do ano passado. Distribuição Na Região Metropolitana de São Paulo, 650 policiais atuarão por meio da Diária Especial. Além disso, o aumento de efetivo nas ruas será de 200 PMs na Baixada Santista e de 150 PMs na cidade de Campinas. Valorização Além do DEJEM, a Polícia Militar recebeu, em dezembro, quatro outras medidas que beneficiam a corporação. A primeira foi a criação de 5 mil cargos de oficiais administrativos, que substituirão gradativamente soldados temporários ao fim de seus contratos. Com as nomeações, policiais que atuam nas ruas não precisarão ser remanejados para as funções administrativas. Os oficiais administrativos serão civis, uma inovação na gestão da Polícia Militar. As contratações se darão por meio de concurso público, que foi autorizado em fevereiro...

Leia mais
Oposição protocola pedido de CPMI para investigar Petrobrás
abr02

Oposição protocola pedido de CPMI para investigar Petrobrás

Por Iolando Lourenço – Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco Brasília – Líderes de partidos de oposição protocolaram, há pouco, na Mesa do Congresso Nacional, requerimento para criação de comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para investigar denúncias de irregularidades na Petrobras. A oposição conseguiu 232 assinaturas de deputados e 30 de senadores. Eram necessárias 171 de deputados e 27 de senadores. De acordo com o requerimento, a criação da a CPMI é para investigar “irregularidades “ na empresa estatal, ocorridas entre os anos de 2005 e 2014 e relacionadas à compra da Refinaria de Pasadena, no estado norte-americano do Texas, ao lançamento de plataformas inacabadas, ao pagamento de propina a funcionários da estatal e ao superfaturamento na construção de refinarias. Após protocolar o requerimento, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que o objetivo da CPMI é investigar denúncias que se sucedem, a cada dia, relacionadas à Petrobras. “O que nós queremos é o que os brasileiros querem: a apuração e investigação das denúncias. Nós não pré-condenamos ninguém. A CPMI é a oportunidade de o governo explicar as denúncias”, disse o senador. Aécio disse que apresentará questão de ordem, ainda hoje, no plenário do Senado para que seja convocada, o quanto antes, sessão do Congresso Nacional para fazer a leitura do requerimento de criação da CPMI. Por se tratar de comissão mista, composta de deputados e senadores, o requerimento só pode ser lido em sessão do Congresso Nacional. Assinaram o requerimento praticamente todos os deputados da oposição, além de muitos da base governista. Ou seja, o requerimento tem assinaturas de deputados do PSDB, DEM, PPS, PSB, PSOL, SDD, PMDB, PSD, PV, PDT, PCdoB, PR, PSC e PP. Dos 21 partidos representados na Câmara, assinaram o requerimento de criação da CPMI deputados de 17 legendas. Foram 43 do PSDB; 37 do PMDB; 24 do DEM; 23 do PSB; 23 do PSD; 21 do PR; 12 do SDD; nove do PSC; nove do PP; nove do PDT; oito do PPS; cinco do PV; três do PSOL; dois do PTdoB; dois do PMN, um do PCdoB e um do PROS. Não constam do requerimento assinaturas de deputados do PT, PRB, PRP e...

Leia mais
Campanha nacional de vacinação contra a gripe começa no próximo dia 22
abr02

Campanha nacional de vacinação contra a gripe começa no próximo dia 22

Neste ano, a faixa etária das crianças foi ampliada, com a inclusão dos menores de cinco anos. O público prioritário para a imunização é de 49,6 milhões de pessoas em todo o país.  A campanha nacional de vacinação contra gripe deste ano será realizada de 22 de abril a 9 de maio, sendo 26 o dia de mobilização nacional. A novidade deste ano é a ampliação da faixa etária para crianças de seis meses a menores de cinco anos. No ano passado, o público infantil foi de seis meses a menores de dois anos. A estratégia de mobilização para todo o país, executada em parceria com estados e municípios, foi anunciada nesta quarta-feira (02) pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro. O público-alvo da campanha é de 49,6 milhões de pessoas e a meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% desta população, considerada de risco para complicações por gripe. Além das crianças de seis meses a menores de cinco anos, integram este grupo pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Para esse grupo não há meta específica de vacinação. Durante a apresentação da campanha, o ministro Arthur Chioro destacou a importância da ampliação da vacina ao público infantil. “A extensão da faixa etária para os menores de cinco anos tem como finalidade reduzir casos graves e óbitos”, ressaltou. Segundo o ministro, a vacinação desta faixa etária beneficia tanto a criança que recebe a vacina, como também os grupos mais vulneráveis que convivem com ela. Assim, são imunizadas, indiretamente, lactentes menores de seis meses de idade (crianças amamentadas); idosos e pessoas com doenças crônicas. Outro fator que contribuiu para a inclusão desta faixa-etária foi o fato de que as taxas de internação em crianças menores de cinco anos, em 2013, terem se igualado a dos idosos. O ministro lembrou ainda que, apesar das diferenças climáticas no país, as recomendações para prevenção da gripe são mesmas para todas as regiões. “É importante manter os hábitos saudáveis de higiene, como lavar as mãos sempre e manter os ambientes arejados”, aconselhou. Ele explicou ainda que o Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias estaduais e municipais de saúde, está preparando a rede e as equipes de saúde para o atendimento dos pacientes com gripe. Esta preparação também inclui a realização de diagnósticos e abastecimento dos estados e municípios com antivirais. “Todo o recurso que investimos em prevenção, retorna à sociedade, seja na melhoria...

Leia mais
Ministros se reúnem em busca da educação de qualidade
abr02

Ministros se reúnem em busca da educação de qualidade

Durante Fórum Internacional, foi anunciado programa de incentivo a pesquisas sobre socioemocionais. Representantes de diversos países compartilharam experiências inovadoras Por Marília Rocha Líderes educacionais de 14 países se reuniram de forma inédita na manhã do dia 24 de março, em São Paulo, para discutir maneiras de ampliar a qualidade da educação pública de forma a preparar melhor as crianças e jovens frente aos diversos desafios socioeconômicos do século 21. Durante o encontro, ministros de Educação identificaram formas de superar as barreiras atuais com ações conjuntas entre governos, escolas, famílias e comunidade. No início da tarde, foi assinado o termo de cooperação entre o Instituto Ayrton Senna e a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) para investir em projetos de pesquisadores e professores que planejem estudar as competências socioemocionais, como persistência e curiosidade. O encontro de ministros e representantes de ministérios (incluindo Portugal, Argentina, Estados Unidos e outros) integra o Fórum Internacional de Políticas Públicas “Educar para as Competências do Século 21”, realizado pelo Instituto Ayrton Senna (IAS), Ministério da Educação do Brasil (MEC), Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O evento se prolongou até o dia seguinte (25), com participação de gestores, pesquisadores e dirigentes de entidades do terceiro setor ligadas à educação. Em sessão fechada, foram realizados debates em mesas-redondas para compartilhar desafios políticos e novas práticas de ensino pertinentes a cada país, com participação de James Heckman, Prêmio Nobel de Economia e professor da Universidade de Chicago e lideranças internacionais. “Foi o primeiro evento deste porte focado na importância das competências socioemocionais, e foi muito frutífero. O Brasil não é membro da OCDE e ainda assim essa reunião ocorreu aqui, o que mostra o potencial que o país tem”, avaliou o representante da OCDE, Yves Leterme. “Captar esses aspectos [socioemocionais] tem grandes consequências para reduzir as desigualdades na educação e é preciso garantir suporte aos sistemas educacionais para que eles possam não só vencer as atuais dificuldades, mas ultrapassar as novas barreiras”, afirmou. De acordo com Leterme, os países presentes no fórum chegaram ao consenso de que os gestores não devem sobrecarregar as escolas no importante papel de melhorar a educação, daí a necessidade de buscarem trabalhos conjuntos com comunidades e famílias, tanto por meio de ações colaborativas como ao elevar o nível de informação sobre o tema. Alinhado com essas necessidades, o Instituto Ayrton Senna e a Capes firmaram o termo de cooperação para a criação de programa de formação de pesquisadores e professores. Assinado pela presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, e o ministro da Educação, José Henrique...

Leia mais
Começa a 3ª etapa do CET no seu bairro
abr02
Leia mais
CET no seu bairro – Tatuapé
abr02

CET no seu bairro – Tatuapé

Leia mais
Metrô de São Paulo – Expansão da Linha 2 – Verde
abr01
Leia mais
Equipe da UBS Sé oferece tratamento odontológico diferenciado e conquista prêmio
abr01
Leia mais
Apesar de você é tema de show na Cassiano Ricardo
abr01
Leia mais