James Bond Island, na Tailândia
jun30

James Bond Island, na Tailândia

Segunda-feira, 30 de junho de 2014 às 20h24   Imagem do Dia | Wikipedia – Ko Tapu é um monólito com cerca de 20 metros de altura. Esta coluna rochasa fica a cerca de 200 metros da costa dos dois pares de ilhotas conhecidas como Ko Khao Phingkan que em Tailandês significa “colinas descansando sobre o outro”. As ilhas estão localizadas dentro do Parque Nacional de Ao Phang Nga.     Da ilha de Phuket, saem excursões de viagem que utilizam utilizando barcos longos, geralmente nas proximidades de Ko Khao Phingkan onde existem opções de compras nas bancas do mercado. Ko Tapu tornou-se uma atração turística popular desde que foi apresentado no filme de James Bond , O Homem com a Pistola de Ouro em 1974, por esta razão, muitas vezes também é referido como o James Bond Island (o último filme de 1997 de James Bond O Amanhã Nunca Morre também inclui uma cena em Phang Nga Bay, perto da ilha de James...

Leia mais
Obesidade entre os Xavantes
jun30

Obesidade entre os Xavantes

Segunda-feira, 30 de junho de 2014 às 20h02 Tese chama a atenção para o aumento da obesidade entre indígenas xavante ENSP – A obesidade é um problema de saúde entre adultos indígenas xavante do Mato Grosso, sendo associada a fatores socioeconômicos e padrões de subsistência e consumo alimentar. A informação vem da pesquisa do aluno do doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) Felipe Guimarães Tavares. Dela, participaram 479 indígenas (homens e mulheres), sendo que mais da metade da população apresentava excesso de peso (sobrepeso: 43%; obesidade 20,9%), correspondendo a 92,4% da população-alvo. “Entre os povos indígenas no Brasil, a emergência de obesidade tem sido associada a mudanças nos padrões de alimentação, de atividade física e de exposição a determinantes sociais da saúde, em geral relacionados à história de contato com sociedades não indígenas”, observa Tavares. O estudo é um inquérito nutricional realizado na população xavante das terras indígenas Pimentel Barbosa e Wedezé com idade de 15 anos em diante, residente no estado do Mato Grosso, no período de junho a agosto de 2011. Foram investigadas 8 das 10 aldeias existentes no território. De acordo com Tavares, no modelo de regressão, as prevalências de obesidade foram maiores nos indivíduos com idade entre 20 e 49 anos, morando em domicílios com nível médio de consumo de alimentos de cultivo e criação, e com nível baixo de consumo de alimentos de coleta, caça e pesca. Essas prevalências, informa o aluno, também foram maiores em indivíduos classificados nos níveis médio e alto do indicador socioeconômico de bens de casa, estimado por análise fatorial. “Foram observadas fortes correlações do índice de massa corporal, do perímetro da cintura e do percentual de gordura corporal entre si e com medidas de peso e dobras cutâneas (tricipital e subescapular)”.   Além do elevado domínio de sobrepeso e obesidade, estudos mais recentes evidenciaram o surgimento de doenças e agravos não transmissíveis (DANT) nesta população, tais como hipertensão e diabetes, apesar das doenças infecciosas e parasitárias ainda ocuparem lugar de destaque nesta população. Nesses estudos, foram encontradas prevalências de 17% e 25% de hipertensão arterial e diabetes mellitus tipo 2 entre os xavante do Mato Grosso, respectivamente. A população-alvo do estudo reside nas terras indígenas Pimentel Barbosa e Wedezé, localizadas ao nordeste do Mato Grosso com uma área total de 328.966 hectares, sendo delimitada pelo Rio das Mortes e pela Serra do Roncador, a leste e oeste, respectivamente. Estão interligadas com regiões urbanas de comércio por meio de estradas vicinais e rodovias, por onde circulam caminhões, ônibus e outros veículos. Antes dos primeiros contatos com a sociedade não indígena, por volta da...

Leia mais
Plano Diretor é aprovado
jun30

Plano Diretor é aprovado

Leia mais
Chapa Unidos pelo Brasil oficializa apoio a Eduardo Campos
jun30

Chapa Unidos pelo Brasil oficializa apoio a Eduardo Campos

Segunda-feira, 30 de junho de 2014 às 18h40   Carolina Gonçalves – Repórter da Agência Brasil Edição: Talita Cavalcante Por aclamação e em clima de festa, quase mil delegados dos partidos que integram a chapa Unidos pelo Brasil (PSB, Rede Sustentabilidade, PPS, PPL, PRP e PHS) formalizaram neste sábado (28), em Brasília, o apoio à candidatura de Eduardo Campos (PSB) à Presidência da República e de Marina Silva como vice-presidente.     O presidenciável reiterou as críticas ao atual modelo político que, segundo ele, está “esgotado” e tem efeito “paralisante da energia social”. Campos criticou o revezamento de legendas que dominam o cenário político dos últimos anos sem apresentar novas propostas. “Rejeitamos a trilha fácil da acomodação e conformismo. Rejeitamos a inércia e colocamos nossa indignação e sonho. Para continuarmos fiéis à nossa história tivemos que mudar e ter o compromisso de mudar junto com Marina. Escolhemos o caminho mais desafiador.” Eduardo Campos ainda garantiu que um dos principais objetivos é a manutenção de conquistas e assegurou que, eleito, manterá programas de sucesso como o Minha Casa, Minha Vida, o Bolsa Família e o Programa Universidade para Todos (ProUni), além da estabilidade econômica. “As conquistas do passado serão garantidas no nosso governo. Temos que acabar com essa política rasteira do medo e da difamação. O Brasil quer ir adiante, debater como avançar, quer um novo governo que em vez de discutir o que fez no passado, defina como vai resolver o que não resolveu.”     O candidato do PSB defendeu a reforma tributária. “Vou colocar a carga tributária numa descendente. Nessa reforma tributária vamos salvar os municípios brasileiros que estão de joelhos, mendigando, em Brasília, favores e migalhas.” Marina Silva lembrou que a aliança com Campos completou nove meses e comparou o período a uma gestação. “Essa criança nasceu. Nada melhor que a simbologia do nascimento de uma criança que traz esperança e alegria. Determinamos que nossa aliança era uma aliança programática no dia 5 de outubro”. A candidata à vice-presidência voltou a defender a mudança do atual modelo econômico “predatório” para um sistema sustentável de desenvolvimento. “Muita gente atribui a nós, ambientalistas, que somos os que defendem o verde pelo verde e que não nos preocupamos com as pessoas. Nada mais errado. Para ser sustentável tem que ser sustentável não apenas na dimensão ambiental, mas social, econômica e também cultural.” Roberto Freire, presidente do PPS, alertou que a disputa eleitoral deste ano vai exigir mais dos candidatos e que os partidos que integram a chapa “Unidos pelo Brasil” precisam consolidar um programa que reflita a mudança proposta pela junção das...

Leia mais
PTC apoiará Aécio
jun30

PTC apoiará Aécio

Segunda-feira, 30 de junho de 2014 às 18h26 PTC confirma Aécio Neves como candidato à Presidência e Carolina Gonçalves-Repórter da Agência Brasileira Edição: Talita Cavalcante O PTC oficializou no último sábado (28) que defenderá a candidatura do senador Aécio Neves à Presidência da República. O apoio já havia sido anunciado no início do mês pelo presidente e fundador da legenda, Daniel Tourinho, e foi confirmado durante a convenção nacional, neste sábado, em Salvador.       O Partido Trabalhista Cristão segue a mesma trilha do PTB ao qual se juntou em 1989, quando era conhecido sob a sigla de Partido da Reconstrução Nacional (PRN). O PTB, que nos últimos anos integrou a base do governo de Dilma, agora também decidiu apoiar a candidatura do senador tucano. Como PRN, o partido lançou e elegeu, em 1989, Fernando Collor como presidente do Brasil. Com o impeachment, em 1992, a legenda perdeu força e seis anos depois mudou o nome para PTC. Criado em 1985, o partido se enquadra na linha centro-direita e defende a economia de mercado e o livre...

Leia mais
Falecimento de Antonio Colaneri
jun30

Falecimento de Antonio Colaneri

Segunda-feira, 30 de junho de 2014 às 17h57   Faleceu hoje (30), aos 95 anos, Antonio Colaneri, o Xixa. Amigo dos amigos, fundador do Futebol das Quintas e do Futebol das Quartas, capitão elegante da várzea e antes de tudo querido por todos, o tatuapeense assistiu as mudanças do bairro passarem pelos seus olhos. O velório vai ser realizado no Cemitério da Quarta Parada, no bairro da Água Rasa, e o sepultamento está marcado para amanhã às 11h. Colaneri nasceu, viveu e morreu ao lado da Praça Sílvio Romero. Aos familiares nossos votos de amizade e profundos sentimentos de carinho....

Leia mais
As ruas continuam mandando seu recado
jun30
Leia mais
Pelo direito de manifestação
jun30
Leia mais
Aloysio Nunes Ferreira é vice de Aécio Neves
jun30

Aloysio Nunes Ferreira é vice de Aécio Neves

Segunda-feira, 30 de junho de 2014 às 14h52 O líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes Ferreira, é o candidato a vice-presidente na chapa encabeçada pelo senador Aécio Neves na disputa pela Presidência da República. O nome de Nunes Ferreira foi anunciado nesta segunda-feira (30) após reunião da Executiva Nacional do PSDB em Brasília. Aloysio é o senador mais votado da história de São Paulo com 11.189.168 votos, informou o diretor do partido. Segundo Aécio Neves, a escolha de Aloysio conta com o apoio do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, do ex-governador José Serra e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, além dos partidos aliados. “A escolha de Aloysio levou em conta os interesses do país”, afirmou Aécio. Emocionado, Aloysio Nunes afirmou que ficou muito feliz com indicação e lembrou sua trajetória política até aqui. “Tenho certeza que não os decepcionarei”,...

Leia mais
Temos tanto para comemorar… Ôôeaaaa!
jun30

Temos tanto para comemorar… Ôôeaaaa!

Segunda-feira, 30 de junho de 2014 às 8h31 – atualizado às 11h23   Gerson Soares Jazidas de minérios, ouro, montanhas de ferro, água, aquíferos, fauna, flora, uma beleza imensa, natureza magnífica, pedras preciosas, petróleo e a chegada às quartas de final da Copa do Mundo, que não é nossa, é da Fifa e seus critérios polêmicos, exigências rígidas e as belas propagandas, muito bem elaboradas, aí sim com a nossa cara, como a Fifa imagina, apropriadas para ilustrar a nossa realidade. Um menino sonha, os prédios são desalinhados, coqueiros frondosos se misturam aos telhados das favelas que dividem os gritos de Brasil, Brasil, com os moradores dos prédios de apartamentos luxuosos, ao lado delas. Essas são as favelas de zinco e papelão, onde a lei se esquece de existir, mas que viram cenário de filmes famosos. E assim, o sonho acontece, o caos se transforma em alegria aos olhos do mundo. Um povo tão bom, alegre e feliz que pode doar carinho até quando está triste, porque esquece de si mesmo. Mas quando a alegria passa, se lembra. Até o próximo jogo, são momentos de verdade e ilusão. É difícil entender. Mas o Brasil ainda joga, está vivo na Copa.       Temos tanto a comemorar que o próprio mundo nos vê com esperança e nós também parece que a guardamos num cantinho do coração. Ela rebrilha como as estrelas da bandeira nacional quando a seleção entra em campo com o verde e amarelo canarinho. Verde das nossas matas, que os estrangeiros conhecem melhor e valorizam-nas muito além da nossa imaginação. Japoneses, ingleses, americanos, franceses, extraem o conhecimento da natureza exuberante e documentam para o mundo a sabedoria dos povos da floresta, dos índios brasileiros. Os europeus desfrutam momentos extasiantes durante a Copa, seu dinheiro vale o dobro do nosso, são bem recebidos e aclamados, como num mundo de fantasia, onde chegam para receber toda a atenção e serem os protagonistas. Nada contra. Afinal, além de terem conquistado essa condição sob o signo da liberdade lutando contra a opressão em seus países, vieram para a nossa casa agora, a fim de festejar, são nossos convidados e manda a tradição brasileira recebê-los bem, como está sendo feito. Eles podem comemorar, passaram por anos de guerra, crueldades e o medo, agora merecem viver em paz. Uma tranquilidade conquistada a duras penas que a história é capaz de mostrar. No Brasil não há canhões, nem tampouco campos de concentração, descriminação religiosa ou racional, a guerra aqui é surda e muda. Mas existe um sistema enraizado sob um manto escuro que não é revelado. Ele mantém a maior parte da população sob...

Leia mais
Dilma comemora vitória brasileira e elogia Julio Cesar pelo Twitter
jun30

Dilma comemora vitória brasileira e elogia Julio Cesar pelo Twitter

Segunda-feira, 30 de junho de 2014 às 8h29   Mariana Jungmann – Repórter da Agência Brasil Edição: Luana Lourenço A presidente Dilma Rousseff comemorou, pelo Twitter, a vitória sofrida da seleção brasileira sobre o Chile ontem (28). “Foi difícil. Foi com raça, garra, lágrimas e defesas de Julio Cesar. Vencemos!”, escreveu a presidenta no perfil @dilmabr.       Em uma sequência de cinco postagens, Dilma voltou a dizer que foi uma vitória com a garra e a torcida do povo brasileiro e ressaltou a confiança de que a seleção seguirá ainda mais longe na Copa do Mundo. “Confio no time de Felipão e do Parreira. Confio na #seleçãobrasileira”, escreveu. E completou? “Confio na torcida do povo brasileiro! #VaiBrasil #CopadasCopas” Dilma ainda postou uma foto da comemoração de Julio Cesar e outros jogadores após o fim da decisão por pênaltis com a frase “Valeu Seleção” e acrescentou: “Obrigada, jogadores. O Brasil acredita em vocês”. A seleção brasileira conseguiu a vitória difícil sobre o Chile após empatar por 1 x 1 no tempo regulamentar e não conseguir novos gols na prorrogação de 30 minutos. A vitória por 3 x 2 nos pênaltis só veio no último lance, quando o chileno Jara chutou na trave. Dilma irá entregar a taça da Copa do Mundo para a seleção campeã após a final, no dia 13 de...

Leia mais
Purê de Abóbora
jun30

Purê de Abóbora

Leia mais
Copa do Mundo: Brasil x Chile. Ufs!
jun29
Leia mais
Molho Cremoso de Mel
jun29

Molho Cremoso de Mel

Leia mais
Brasil x Chile, no Mineirão
jun28
Leia mais
Votação do Plano Diretor é adiada
jun28

Votação do Plano Diretor é adiada

Sábado, 28 de junho de 2014 às 6h05 Com informações de Rodolfo Blancato Edição final: Alô São Paulo CMSP – A sexta-feira (27) amanheceu com a mesma face em frente a Câmara Municipal de São Paulo (CMSP). Se a ideia dos manifestantes do MTST é atormentar os trabalhadores e vereadores da CMSP, o objetivo está sendo alcançado. Porém, já se nota o desgaste da relação pacífica entre eles, onde a revolta manifestada pelos vereadores conta contra.     Segundo informou a assessoria da CMSP, os vereadores paulistanos encerraram durante a noite de quinta-feira (26) as discussões do projeto do novo PDE (Plano Diretor Estratégico) da cidade. O debate durou cerca de quatro horas – o dobro do exigido pelo Regimento Interno. A intenção da base de apoio ao governo era aprovar a proposta ontem (27). Para tanto, o presidente José Américo (PT) convocou sessões extraordinárias de manhã, à tarde e de madrugada – esta última para o caso de votação se estender além do planejado. O projeto já havia sido discutido por meia hora na tarde da quarta-feira (25), quando o relator do PDE na Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente, Nabil Bonduki (PT), defendeu a aprovação. Ontem o primeiro a falar foi o presidente da comissão, Andrea Matarazzo (PSDB), que considera que o texto ainda não está maduro para ir a plenário. “O Plano Diretor evoluiu bastante, graças ao trabalho dos 55 vereadores. Esses são os pontos que eu entendo que precisam ser melhorados, e eu acho que não temos tempo para tratar esses assuntos e votar a proposta amanhã”, comentou Matarazzo. O tucano discorda de algumas medidas, como a limitação da altura dos prédios nos miolos dos bairros. Para ele, regras como essas deveriam ser estabelecidas em planos regionais, respeitando as particularidades de cada local. Em defesa do projeto, Paulo Frange (PTB) lembrou que ele está sendo debatido há quase um ano na Câmara, período no qual incorporou dezenas de contribuições dos vereadores e da sociedade em geral. “Eu estou em meu quinto mandato, e nunca vi nessa casa um processo de trabalho legislativo com essa intensidade, com tantas audiências públicas”, elogiou o petebista. “Tem artigos que precisam ser corrigidos sim, mas em sua maioria são correções técnicas, o que é natural em um projeto tão grande.” A primeira sessão foi convocada para as 11h desta sexta-feira e os debates se prolongaram durante o dia, porém a votação do PDE foi adiada novamente. Os vereadores mais atentos, chamaram a atenção para as emendas e substitutivos que estão sendo propostos, lembrando que uma vírgula pode alterar o texto original. Analisando o que disse Andrea Matarazzo, observamos...

Leia mais
Vereadores chegam a acordo com MTST
jun28

Vereadores chegam a acordo com MTST

Sábado, 28 de junho de 2014 às 8h56 Rodolfo Blancato CMSP – O líder do PT, Alfredinho, afirmou na noite desta sexta-feira (27/6) que o governo chegou a um acordo com o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) sobre o projeto que permite a construção de moradias populares da ocupação Copa do Povo, na Zona Leste. Atualmente, o local é uma zona predominantemente industrial, não podendo receber habitação de interesse social.     Anteontem já havia sido feito um acordo com o líder do PSD, José Police Neto, para que a alteração fosse incluída em um substitutivo para uma proposta de sua autoria, o Projeto de Lei (PL) 209/2011. Originalmente, o projeto tratava apenas da readequação de edifícios subutilizados para abrigar moradia popular, mas o autor aceitou protocolar um substitutivo para incluir a questão da Copa do Povo. Mais cedo, antes do início da sessão, a proposta foi debatida em uma audiência pública. Àquela altura, ainda existiam divergências em torno do texto. Guilherme Boulos, coordenador do MTST, questionou um dos artigos do texto, que não permitia que os imóveis erguidos no terreno fossem destinados para o programa federal Minha Casa, Minha Vida – Entidades, no qual os beneficiados são indicados por movimentos sociais. “Na medida em que o projeto coloca a restrição da demanda ao cadastro da Sehab, ele está restringido o empreendimento a uma única modalidade. Nós não achamos cabível nem que seja o escopo desse projeto”, afirmou o militante. “Nós não queremos furar fila. O que nós queremos é que seja resguardada também a possibilidade de se fazer pela modalidade entidades.” Segundo Alfredinho, será aprovada uma emenda extinguindo a restrição ao programa federal. Ele ressaltou, entretanto, que as moradias não serão destinadas apenas a membros do MTST. “O cálculo que se tem é que vamos conseguir construir mais unidades do que foi combinado com eles (MTST). Então, esse excedente será distribuído para outros movimentos da própria região”, disse o petista. No início da noite, o presidente da Câmara, vereador José Américo (PT), o líder do governo, Arselino Tatto (PT), e o líder do PT, Alfredinho, deixaram o plenário e foram explicar aos manifestantes acampados na porta do Palácio Anchieta que os projetos da Copa do Povo e do Plano Diretor não seriam votados nesta sexta-feira, como era esperado, já que haviam ainda trâmites formais a serem concluídos. Eles, porém, garantiram que ambos os projetos serão votados e aprovados na sessão da segunda-feira (30/6).   Saiba mais Votação do Plano Diretor é adiada Principais propostas do Plano Diretor Estratégico Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira Vereadores chegam a acordo com MTST Vereadores se...

Leia mais
Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira
jun28

Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira

Sábado, 28 de junho de 2014 às 9h10 Rodolfo Blancato CMSP – O líder do governo na Câmara Municipal de São Paulo (CMSP), Arselino Tatto (PT), foi à tribuna do plenário na noite desta sexta-feira (27/6) para afirmar que o Plano Diretor só será votado na próxima segunda-feira (30/6). Ontem, a expectativa da situação era aprovar o projeto hoje.     Segundo Tatto, não haveria tempo suficiente para analisar todas as emendas protocoladas pelos vereadores. “Não é falta de vontade política, é uma questão operacional. São muitas emendas, emendas importantes que precisam ser analisadas. Isso não dá pra fazer de afogadilho. Trata-se da lei mais importante que temos na cidade”, disse o petista. No entanto, ele garantiu que o governo terá os 33 votos necessários para aprovar o projeto na segunda. “Uma coisa eu posso garantir para vocês: o Plano Diretor será votado na segunda-feira!”, afirmou Tatto, se dirigindo às galerias, onde militantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) pressionavam pela votação ainda hoje. O movimento está acampado em frente à Câmara desde a última quarta-feira (25/6) e, segundo os líderes do grupo, só deixará o local quando o Plano Diretor for aprovado. Eles também pedem a mudança da legislação para permitir a construção de moradias populares no terreno da ocupação Copa do Povo, na zona leste.   Saiba mais Votação do Plano Diretor é adiada Principais propostas do Plano Diretor Estratégico Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira Vereadores chegam a acordo com MTST Vereadores se dividem sobre acampamento do MTST em frente à...

Leia mais
Principais propostas do Plano Diretor Estratégico
jun28

Principais propostas do Plano Diretor Estratégico

Sábado, 28 de junho de 2014 às 7h24   CMSP – Em tramitação desde o ano passado, o novo Plano Diretor Estratégico de São Paulo (PDE) vai definir as diretrizes para o desenvolvimento urbano no município nos próximos 16 anos. Elaborado pela prefeitura e aperfeiçoado pela Câmara após nove meses de debates, o projeto tem o objetivo de criar uma cidade mais funcional e justa para seus moradores. Para isso, a proposta prevê uma série de medidas, como a aproximação da moradia e do emprego, a prioridade ao transporte público e a diminuição do déficit habitacional do município.   Os membros da Comissão de CPUMMA (Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente) responsáveis pela elaboração do PDE, estão assim definidos pelos vereadores: Presidente Andrea Matarazzo (PSDB) Vice-presidente Paulo Frange (PTB) Relator Nabil Bonduki (PT) Demais integrantes Dalton Silvano (PV) José Police Neto (PSD) Nelo Rodolfo (PMDB) Toninho Paiva (PR) Apenas o substitutivo do PDE, votado no último mês de abril, forma um caderno de 136 páginas. O que veremos aqui é um resumo das principais e mais polêmicas propostas debatidas com a sociedade e entre os vereadores. Leia a seguir: Cidade compacta A construção de prédios altos na cidade, hoje dispersa, será reordenada, concentrando o adensamento construtivo e populacional ao longo dos eixos de transporte de massa. O plano propõe tornar a cidade mais “compacta”, com mais pessoas morando em áreas já urbanizadas, reduzindo deste modo, os deslocamentos, e aproximando moradia e emprego. Ao mesmo tempo, áreas mais periféricas receberão maior infraestrutura e emprego, com a implantação dos Polos de Desenvolvimento Econômico, o que também contribuirá para reduzir os deslocamentos. O processo de adensamento ao longo dos eixos, somado ao desenho da malha de corredores de ônibus estruturados na cidade e a construção de ciclovias, contribuirá para a racionalização do uso do automóvel. Por outro lado, as zonas estritamente residenciais serão preservadas e haverá um limite de altura de 28 metros nos miolos dos bairros, evitando os espigões. Dessa forma, o plano regulará a atuação do mercado imobiliário, levando-o para onde a cidade deve crescer e restringindo onde não deve mais. Recriação da zona rural Após 12 anos de extinção, a zona rural, no extremo-sul da cidade, será recriada e abrangerá 25% do território paulistano. O objetivo é conter a expansão horizontal da cidade, proteger o que resta do cinturão verde e fazer essas áreas serem melhor utilizadas, criando emprego e renda com atividades que garantam a preservação do meio ambiente, como a agricultura orgânica e o ecoturismo. Limite de vagas de garagens Na construção de novos prédios, será permitida sem cobrança extra a construção de uma vaga...

Leia mais
Vereadores se dividem sobre acampamento do MTST em frente à Câmara
jun28

Vereadores se dividem sobre acampamento do MTST em frente à Câmara

  Vídeo publicado pela TV Câmara São Paulo, mostra integrantes do MTST acampados em frente à Câmara Municipal de São Paulo e as opiniões divergentes de vereadores. Publicado em 27/06/2014 Trabalhadores sem-teto acampam em frente à Câmara Municipal há três dias. É pressão para que a revisão do plano diretor da cidade seja votada, a manifestação divide os vereadores.   Sábado, 28 de junho de 2014 às 9h52 CMSP – Em entrevista à TV Câmara, os vereadores Coronel Telhada (PSDB) e Juliana Cardoso (PT) comentaram a decisão do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) de acampar em frente à Câmara para pressionar pela aprovação do Plano Diretor. Enquanto Telhada qualifica o ato como “uma afronta à democracia”, Juliana acredita que a ocupação é uma forma válida de protesto.   Saiba mais Votação do Plano Diretor é adiada Principais propostas do Plano Diretor Estratégico Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira Vereadores chegam a acordo com MTST Vereadores se dividem sobre acampamento do MTST em frente à...

Leia mais
Felipão mantém segredo sobre atuação contra o Chile
jun27

Felipão mantém segredo sobre atuação contra o Chile

Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 16h56 Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil Edição: Talita Cavalcante Belo Horizonte – O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, não revelou qual será a escalação nem o esquema tático do Brasil amanhã (28) contra o Chile, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. O jogo está marcado para as 13h, no Mineirão, em Belo Horizonte. Em entrevista coletiva concedida no final da manhã de hoje (27) no estádio mineiro, Felipão escondeu a estratégia para a partida, porque, segundo ele, é impossível revelar isso antes do treino desta tarde, quando eventualidades podem ocorrer.     “Não sei o time que vai jogar amanhã, porque sempre tem um problema ou outro acontecendo. Em um treinamento comum pode ter probleminha”, disse ele, ao ressaltar que a equipe brasileira já alcançou hoje 80% das condições em que estava na Copa das Confederações no ano passado, quando o Brasil foi campeão do torneio. De acordo com Scolari, o time vai pressionar e defender. “Vamos montar nossa equipe de acordo com nosso padrão de jogo, independentemente de como o Chile vai se oferecer para nós. Se dá certo ou se dá errado, temos alternativas que vamos conversar antes do jogo para que saibamos nos portar em determinadas situações.” Sobre o fato de jogar uma etapa eliminatória de Copa no Brasil, Felipão admitiu que isso mexe com o dia a dia da equipe, apesar de sua experiência. “É normal que a gente sinta ou que tenhamos algum incômodo e ansiedade. Na fase de mata-mata, não podemos perder. Ficamos um pouco mais envolvidos, diferentes, um pouco mais assustados, um pouco mais nervosos. E isso é normal em uma competição.” Felipão elogiou o técnico chileno Jorge Sampaoli e disse que a equipe tem condições de vencer o Brasil. “Penso que desde a chegada dele, a equipe teve nova dinâmica, joga muito melhor. Os jogadores se adaptaram perfeitamente ao esquema”, ponderou. “Taticamente, o Chile é bem evoluído, organizado. Se não formos corretos, poderemos ter dificuldade grande e até não passar dessa fase”, acresentou. Para o capitão da seleção brasileira, o zagueiro Thiago Silva, o Chile tem um dos melhores times na competição. “É uma equipe perigosa e extremamente habilidosa. Estamos tomando os cuidados para não sermos surpreendidos.” Competir no Brasil traz mais ânimo ao grupo, de acordo com o jogador. “Jogar em casa dá motivação melhor. É motivação a mais que temos, pois o torcedor brasileiro é apaixonado por sua seleção. Gostamos sempre de ganhar, nunca de perder. Mas do outro lado tem uma equipe que tem os mesmos sonhos que o nosso.” A imprensa chilena também...

Leia mais
Após a Copa dos humanos, vem a Robocup
jun27

Após a Copa dos humanos, vem a Robocup

    Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 10h39 Paraíba sedia copa do mundo de futebol de robôs Agência FAPESP – Uma semana depois de encerrada a Copa do Mundo de Futebol no Brasil terá início em João Pessoa, na Paraíba, outro torneio internacional de futebol, só que dessa vez de robôs. Entre 19 e 25 de julho, participantes de mais de 45 países trarão ao país robôs dotados de inteligência artificial para disputar a RoboCup, um dos principais eventos de tecnologia do mundo. Nas partidas de futebol, participarão robôs livres de controle remoto, que deverão obedecer as regras de um jogo convencional, com dois tempos, marcação de gols e até cobrança de lateral. Haverá um juiz humano, que poderá ser auxiliado por um juiz robô.     A RoboCup é organizada anualmente desde 1997 por professores voluntários do mundo todo. A primeira edição ocorreu em Nagoya, no Japão. Um dos objetivos dos organizadores, no longo prazo, é formar em 2050 um time de futebol composto por robôs humanoides e totalmente autônomos que jogue com a equipe humana campeã da Copa do Mundo – e vença. O torneio inclui, além de disputas futebolísticas, competições em outras categorias, como a “Rescue”, na qual são apresentados robôs projetados para substituir humanos em situações de resgate arriscadas. Em 2011, após o acidente nuclear de Fukushima, por exemplo, foram usados esses tipos de robôs. Na categoria @Home, participam os robôs que desempenham atividades domésticas. Há ainda uma modalidade industrial, para tarefas logísticas. A programação contará com oficinas de robótica voltadas a professores da rede pública de ensino, demonstrando como robôs podem ser usados em sala de aula para despertar os alunos para a ciência. No último dia do evento, haverá um simpósio, no qual serão apresentados trabalhos acadêmicos. O cientista australiano Rodney Brooks, professor emérito do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e fundador da empresa iRobot, proferirá uma palestra. A RoboCup 2014 ocorrerá no centro de convenções Poeta Ronaldo Cunha Lima, na Rodovia PB-008, km...

Leia mais
Jaguar produzirá 250 unidades do F-Type Project 7
jun27
Leia mais
Oposição mantém obstrução contra PNPS
jun27

Oposição mantém obstrução contra PNPS

Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 18h02 Oposição anuncia que vai manter obstrução em Plenário e não quer recesso Reportagem – Carol Siqueira Edição – Rachel Librelon Congresso Nacional – Deputados pretendem inviabilizar as votações até que seja analisado projeto que anula decreto de criação da Política Nacional de Participação Social (PNPS), do Executivo. A oposição vai manter a obstrução no Plenário da Câmara contra a Política Nacional de Participação Social, do Executivo (Decreto 8243/14), e pretende inviabilizar as votações até que seja analisado o projeto que anula o decreto que criou a política (PDC 1491/14). Além disso, o líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE), anunciou que os partidos também querem impedir a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para cancelar o recesso e garantir o funcionamento da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras. A obstrução contra o decreto já cancelou as votações da segunda semana de junho, e os deputados oposicionistas estão dispostos a impedir qualquer votação até que o Plenário da Câmara decida se o decreto continuará ou não em vigor. Publicado no final de maio, o decreto cria um sistema de participação popular associado ao Executivo, em que os representantes poderão opinar no processo de formulação das políticas públicas. São criados, por exemplo, conselhos populares para assessorar os órgãos do governo federal, cujos integrantes serão indicados pelo Executivo. Para a oposição, o governo invadiu uma prerrogativa do Congresso e criou uma política de participação de forma “ditatorial”. “Esse decreto afronta a instituição Congresso e cria uma falsa democracia paralela num ato arbitrário que precisa ser derrubado. Acreditamos que temos maioria para derrubar o decreto dos conselhos ditos populares”, afirmou Mendonça Filho. Em junho, a obstrução contra o decreto uniu o PSD à oposição e, durante os debates, o líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ), disse que o partido poderia até apoiar a derrubada do decreto. Mendonça Filho disse ainda que a oposição pretende impedir a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias para acabar com o recesso e garantir o funcionamento da CPMI da Petrobras e dos plenários durante o mês de julho. “Assim nós continuamos votando no mês de julho e com o pleno funcionamento da CPMI que, infelizmente, acabou prejudicada pela Copa do Mundo, que colocou o Congresso em banho-maria”, disse. Em julho, segundo ele, a CPMI vai começar a receber documentos e ganhará mais visibilidade. O deputado Afonso Florence (BA), vice-líder do PT, criticou o posicionamento da oposição. Ele defendeu o decreto sobre participação social. “O decreto sistematiza algo que já existe há algum tempo e serve para que a sociedade fiscalize o Executivo. Permite mais fiscalização e...

Leia mais
PF prende argentino procurado pela Interpol
jun27

PF prende argentino procurado pela Interpol

Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 17h34   Brasília/DF – A Polícia Federal prendeu ontem (26/6), na ilha de Itaparica, na Bahia, um argentino suspeito de ser traficante de drogas internacionalmente procurado. O estrangeiro estava foragido da justiça argentina, desde o ano de 2010, quando a polícia daquele país encontrou, na residência do foragido, um laboratório para refino de drogas. A prisão foi uma operação coordenada pelo Centro de Cooperação Policial Internacional, em Brasília, que reúne mais de 200 policiais de diversas partes do mundo para a segurança na Copa 2014, com apoio da Superintendência Regional da Bahia, na parte operacional. O argentino foi preso depois do pedido de extradição do governo da Argentina e do rápido cumprimento do mandado de prisão cautelar, expedido pelo Supremo Tribunal Federal. O preso aguardará o julgamento definitivo pelo STF do pedido de extradição argentino. A PF divulga nesta tarde (27/6), no Centro de Cooperação Policial Internacional-CCPI, localizado no Setor Policial Sul, Quadra 07, Brasília-DF, um balanço sobre deportações, prisões de estrangeiros e outros resultados da cooperação internacional da segurança pública na Copa do Mundo de...

Leia mais
Obras da Linha 6-Laranja começam no segundo semestre
jun27

Obras da Linha 6-Laranja começam no segundo semestre

Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 16h32 Metrô – Com o início da construção da linha que liga Brasilândia a São Joaquim, serão cinco grandes empreendimentos em execução simultânea para expansão da rede metroviária. De acordo com a Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, o Consórcio Move São Paulo vai iniciar as obras de implantação da Linha 6-Laranja no segundo semestre de 2014. O Move São Paulo – composto pelos grupos Odebrecht, Queiroz Galvão, UTC Participações e pelo Fundo Eco Realty – foi o vencedor da licitação que concretizou a primeira PPP integral de metrô do Brasil. O contrato com o Governo do Estado, assinado em dezembro de 2013, tem vigência de 25 anos, contando os seis para implantação da linha e mais 19 para operação e manutenção (incluindo o pátio de manobra, aquisição de sistemas operacionais e a compra de uma frota de 23 trens).     O governador Geraldo Alckmin e o presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, assinaram contrato de financiamento de R$ 1,7 bilhão que irá compor os 50% do aporte financeiro do Estado de São Paulo. O valor global do empreendimento é de R$ 9,6 bilhões, sendo que R$ 8,9 bilhões são divididos entre o Governo do Estado (50%) e o consórcio (50%). Os outros R$ 673 milhões são referentes às desapropriações que serão executadas pelo Estado. “A Linha 6 é importante e será uma das maiores de São Paulo. Esse financiamento assinado hoje é importantíssimo porque vai nos ajudar a cumprir a nossa parte na PPP”, disse Alckmin, ao se referir ao fato dessa linha ser construída por meio de PPP (Parceria Público Privada). A Linha 6 vai ligar a Vila Brasilândia, na zona norte da capital, à estação São Joaquim (Linha 1-Azul), com 15,9 quilômetros de extensão e 15 estações (Brasilândia, Vila Cardoso, Itaberaba, João Paulo I, Freguesia do Ó, Santa Marina, Água Branca, Sesc Pompeia, Perdizes, PUC-Cardoso de Almeida, Angélica-Pacaembu, Higienópolis-Mackenzie, 14 Bis, Bela Vista e São Joaquim). A Linha Laranja vai se integrar com as linhas 7 e 8 da CPTM, na futura estação Água Branca; Linha 4, na futura estação Higienópolis-Mackenzie; e Linha 1, na estação São Joaquim. O percurso todo será feito em apenas 27 minutos. A demanda prevista para este ramal é de 633,6 mil passageiros/dia, beneficiando ainda grandes centros educacionais, como Unip (Universidade Paulista), PUC (Pontifícia Universidade Católica), Faap (Fundação Armando Álvares Penteado), Mackenzie e FMU (Faculdade Metropolitanas Unidas). Por essa razão, já é conhecida como a “linha das universidades”. Obras de expansão simultâneas São Paulo vive um momento histórico em que contabiliza quatro grandes empreendimentos de...

Leia mais
A.C. Camargo cria escola avançada de patologia
jun27

A.C. Camargo cria escola avançada de patologia

Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 15h41   Agência FAPESP – Com a proposta de oferecer educação continuada aos patologistas brasileiros e a médicos residentes, o A.C. Camargo Cancer Center criou em São Paulo a Escola de Patologia Oncológica Avançada Humberto Torloni (Epoaht). O anúncio formal será feito durante a décima sétima edição Jornada de Patologia, que ocorrerá no A.C. Camargo entre 7 e 9 de agosto. Além das tradicionais jornadas e dos simpósios internacionais de patologia promovidos pela instituição desde 1997, a Epoaht oferecerá cursos curtos e de média duração, estágios de 120 dias contínuos e o programa Preceptorship, que, entre outras atividades, terá aulas para grupos de até nove alunos em microscópio de dez cabeças, que permite a observação simultânea de uma mesma lâmina por até 10 pessoas. Este ano, a programação da 17ª Jornada de Patologia terá como alvo os tumores de pulmão, tireoide, mama, pâncreas, melanoma, endométrio, adreno-cortical e gliomas. Haverá ainda discussão de casos em microscópio e serão dadas dicas para publicação de paper em revista científica. O evento é voltado a professores, pesquisadores, alunos de pós-graduação, estudantes de iniciação científica, médicos patologistas e médicos residentes. As inscrições para a apresentação de trabalhos científicos inéditos durante o evento estão abertas e podem ser feitas até 1º de julho. Uma comissão científica analisará os resumos e selecionará seis trabalhos para apresentação oral e outros 56 para apresentação da forma de pôster. Os resumos selecionados serão enviados para publicação em um suplemento especial da revista Applied Cancer Research. Concomitantemente à jornada, ocorrerão o 7º Encontro Internacional de Patologia Investigativa e o 3º Encontro com o Especialista. Os eventos ocorrerão no anfiteatro Senador José Ermírio de Moraes do A.C. Camargo, que fica na Rua Professor Antônio Prudente, 211, em São Paulo. Mais informações sobre a escola em http://www.accamargo.org.br/epoaht/. Informações sobre a 17ª Jornada de Patologia em...

Leia mais
Panorama da Suinocultura no Estado de SP
jun27

Panorama da Suinocultura no Estado de SP

Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 15h40 IEA – A suinocultura paulista, diferentemente da praticada no Sul do país, não tem como característica a concentração em conglomerados de processamento, nos quais a produção de animais para o abate é obtida pelo sistema de integração aos abatedouros, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Semelhante ao que ocorre no setor avícola, a suinocultura praticada em São Paulo é constituída principalmente por uma variada gama de produtores, normalmente independentes, que podem ou não estar vinculados aos abatedouros.     O número de suínos enviados para o abate por São Paulo em 2013 foi de aproximadamente 1,77 milhão de cabeças, cerca de 4,9% do total nacional, que é de 36,0 milhões de cabeças. O rebanho nacional de suínos tem como destaque, com 49,5%, os estados do Sul. São Paulo aparece em quinto lugar, com 4,6%. “A produção brasileira está inserida em uma grande cadeia de produção mundial. Segundo previsão do USDA, espera-se uma produção global de 107,4 milhões de toneladas. Os principais países produtores são: China, com 53,8 milhões (50,1%); União Européia, com 22,5 milhões (21%), Estados Unidos, com 10,6 milhões (9,9%), e demais países, com 18,9 milhões (19%). O Brasil com sua produção prevista para 2014 de 3,3 milhões (3,1%) participa deste ranking na quarta posição. Nas exportações, a carne suína é menos representativa que as carnes bovina e de frango”, informa Carlos Bueno, pesquisador do IEA. O Valor Bruto da Produção (VBP) paulista para a carne suína, calculado pelo IEA em 2013, ficou em torno de R$434,7 milhões. A produção está concentrada nos Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDRs) de Sorocaba, Avaré e Bragança Paulista, que representam 37% do total de suínos abatidos. Comparativamente a 2012, a suinocultura aumentou sua participação no VBP paulista. Esse aumento da participação ocorreu principalmente devido ao comportamento dos preços médios recebidos pelo produtor. A média dos valores nominais de 2013 apresentou um crescimento de 20,7% em relação a 2012, ou seja, a média do valor da arroba suína em 2012 foi de R$53,00, enquanto em 2013 foi de R$64,00. O total de mais de 3 milhões de toneladas de carne suína brasileira produzida em 2013 garantiu o consumo brasileiro estimado de 15,6 kg/per capita/ano. Os números da suinocultura paulista indicam que ano a ano ocorre queda na produção e, para 2014, não parece ser diferente. Contudo, a suinocultura paulista enfrenta problemas de difícil resolução, como falta de escala na produção, custos de produção elevados, concorrência com outras atividades agropecuárias de maior rentabilidade e falta de aptidão cooperativista. Soma-se a estes problemas...

Leia mais
Jaguar Project 7 foi lançado em 2013, agora será fabricado
jun27
Leia mais
Jaguar: das vitórias em Le Mans até o Project 7
jun27
Leia mais