Proibido máscaras em manifestações
ago31

Proibido máscaras em manifestações

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 13h09 Sancionada lei de iniciativa parlamentar que proíbe uso de máscaras em protestos. Objetivo da norma é garantir segurança de manifestantes e coibir atos de vandalismo. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Foi sancionado nesta sexta-feira, 29/8, o Projeto de Lei 50/2014, que proíbe o uso de máscaras durante manifestações. Proposto por 16 deputados estaduais, o projeto tem por objetivo coibir a destruição do patrimônio público por black blocs e outros mascarados.     Segundo os autores do projeto encabeçado por Campos Machado (PTB), a proibição de paramentos que dificultam a identificação individual visa à segurança das pessoas e do patrimônio, e também garante o livre direito à expressão do pensamento, já que a ação dos black blocs teriam “esvaziado as legítimas manifestações e prejudicado o direito dos demais cidadãos de bem de se manifestarem”. A norma aprovada pela Assembleia no dia 3/7 interpreta ainda a proibição constitucional de portar armas em manifestações e reuniões públicas, incluindo objetos pontiagudos, tacos, bastões, pedras e outros que possam lesionar pessoas e danificar patrimônio. O PL 50/2014 prevê também comunicação antecipada de manifestações em locais e vias públicas às polícias Civil e Militar. A nova lei, que não estabelece punição para quem a infringir, recebeu uma única emenda, elaborada pelo relator Osvaldo Vergínio (PSD), que dá prazo de 180 dias para o Poder Executivo regulamentar a matéria, a contar da data de sua...

Leia mais
Judô: brasileiros garantem prata e bronze
ago31

Judô: brasileiros garantem prata e bronze

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 11h10 – Atualizado às 12h04 Maria Suelen Altheman é prata e Rafael Silva bronze no Mundial 2014 Com quatro medalhas sendo uma de ouro, uma de prata e duas de bronze, o Brasil termina em terceiro lugar no quadro geral de medalhas.   Confederação Brasileira de Judô – Os pesados brasileiros mostraram, mais uma vez, a força da categoria e conquistaram duas medalhas para o Brasil, repetindo o feito do ano passado, neste sábado, dia 30, no Mundial Chelyabinsk 2014. Maria Suelen Altheman chegou novamente à decisão contra a cubana Idalys Ortiz e ficou com a prata. Rafael Silva teve o, agora, heptacampeão mundial Teddy Riner na semifinal e foi derrotado. Voltou para a disputa do bronze contra o holandês Roy Meyer e garantiu seu lugar no pódio por ter tido uma punição a menos que o adversário. David Moura chegou às semifinais, mas não resistiu ao japonês Ryu Shichinohe e também foi para a disputa de bronze. Lutando contra a torcida e um adversário mais alto, acabou derrotado pelo russo Renat Saidov e ficou na quinta colocação em sua primeira participação em Mundiais.     Com as duas medalhas no último dia da competição, o Brasil terminou a competição em terceiro lugar no quadro geral de medalhas, atrás do Japão e da França e à frente de Cuba e Geórgia. Coube ao presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Paulo Wanderley Teixeira, entregar as medalhas para os pesados: Idalys Ortiz, Maria Suelen Altheman, Megumi Tachimoto e Emile Andeol; Teddy Riner, Ryu Shichinohe, Renat Saidov e Rafael...

Leia mais
Mundial Chelyabinsk 2014 de Judô: equipes
ago31

Mundial Chelyabinsk 2014 de Judô: equipes

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 11h47 Brasil fica em quinto no Mundial por Equipes Masculino Com a ausência de Victor Penalber, homens acabam sendo derrotados pela Geórgia por três a dois. Confederação Brasileira de Judô – O Brasil terminou a participação no Mundial Por Equipes com o quinto no lugar no masculino depois de ser derrotada pela Geórgia por três a dois na disputa do bronze. Victor Penalber, que havia sentido o joelho direito durante a competição individual, foi para o sacrifício nas duas primeiras lutas, mas não conseguiu disputar a repescagem contra Cuba e nem o terceiro lugar contra a Geórgia.     Começar perdendo por um a zero não foi fácil, mas o Brasil equilibrou bem as ações com Charles Chibana vencendo Shalva Kardava com um lindo ippon de ura-nague. Na sequencia foi a vez de Alex Pombo contra Nugzari Tatalashvili. A luta foi muito equilibrada. O brasileiro buscou a luta quando vencia de um yuko e chegou a ficar na frente por uma punição, mas faltando 10 segundos para o fim também foi punido. A luta foi para o golden score e Pombo conseguiu projetar o Tatalashvili, mas a arbitragem não deu nada. Numa tentativa do georgiano, o árbitro entendeu que Pombo se apoiou com a cabeça no chão para não sofrer o golpe, colocando sua integridade física em risco e o eliminou da luta (hansuko-make). Avtandili Tchkrishvili entrou no tatame apenas para receber a vitória já que o Brasil não teve representante no meio médio. Com dois a um para a Geórgia, Tiago Camilo precisava, então, vencer Varlam Lipertaliani, número um do mundo. Mas o campeão do mundo em 2007 não conseguiu encaixar seu poderoso uchi-mata e acabou sendo derrotado por ippon. Assim, a Geórgia garantiu a medalha. Rafael Silva entrou para encerrar a participação de forma honrosa e venceu Adam Okruashvili pela diferença de três punições. “Se o Victor tivesse participado, acredito que o panorama teria sido diferente porque é sempre um atleta muito forte. Mas numa decisão é possível tudo acontecer. Não esperava que o Tiago Camilo perdesse da maneira que perdeu, enfim, faz parte da competição. A disputa por equipe é uma competição difícil de apontar favoritismo”, disse Ney Wilson, gestor técnico de alto rendimento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ). “A equipe da casa leva vantagem porque nenhum outro país traz 10 atletas, cinco titulares e cinco reservas. No campeonato mundial, atletas se lesionam e você acaba lutando desfalcado ou com o atleta fazendo sacrifício como foi o caso do Victor. Ele contribuiu muito pra gente ter chegado na disputa de terceiro. Mostrou um espírito de equipe, de superação...

Leia mais
Sanduíche de Peito de Peru defumado com Maçãs
ago31
Leia mais
Capuccino gelado
ago31

Capuccino gelado

Leia mais
Doenças raras: leia esta história
ago29

Doenças raras: leia esta história

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 17h59 Por Carlos Fioravanti, de Monte Santo (BA) Revista Pesquisa FAPESP – José de Andrade Pereira é um homem de fibra. Em 2004, ele levou o filho mais velho, que aos 3 anos era muito baixo, tinha dedos curtos, cabeça grande e dificuldade de fala – e mais uma vez estava com forte dor de ouvido –, a um posto de saúde de Monte Santo, interior da Bahia. O médico lhe disse que, além de cuidar da dor de ouvido, não poderia fazer mais nada diante de uma doença que não conhecia e que ele deveria apenas esperar o menino morrer. Pereira reagiu: “Esperar é o que não vou fazer, nunca!”. Ele fez a viagem de seis horas até Salvador e perguntou a um porteiro do Hospital Universitário Professor Edgard Santos quem ele deveria procurar para tratar de um menino como aquele. Os médicos examinaram o menino e depois o irmão de 11 meses, na viagem seguinte, e concluíram que os dois tinham mucopolissacaridose tipo 6, uma doença rara de origem genética então sem tratamento. Pereira alertou: “Tem outras crianças assim por lá”. Sua visão de mundo mudou a história desta cidade do sertão baiano. Monte Santo foi um acampamento para as tropas do governo que lutaram na guerra de Canudos. A praça principal exibe uma escultura em madeira de Antonio Conselheiro, o beato que liderou os sertanejos vistos como opositores da república nascente. Apontada para a escultura há uma matadeira, canhão usado nas batalhas em que morreram 25 mil revoltosos e 5 mil soldados. Nos últimos anos Monte Santo tem sido o palco de outras batalhas: a identificação, o tratamento e a prevenção de doenças genéticas raras, que começaram a ser reconhecidas a partir da indicação de Pereira. Leia a reportagem completa O caminho das pedras das doenças raras Antes as crianças com doenças como a mucopolissacaridose permaneciam em suas casas. Seus pais achavam que nada mais poderia ser feito. Médicos e pesquisadores de Salvador, Rio de Janeiro e Porto Alegre foram a Monte Santo pela primeira vez em 2006 e se espantaram com a diversidade de doenças raras que viam em um só lugar. Já diagnosticaram 13 pessoas com mucopolissacaridose tipo 6, uma proporção 240 vezes maior do que a média nacional, 84 com deficiência auditiva de possível origem genética, 12 com hipotireoidismo congênito, nove com fenilcetonúria, que pode causar deficiência intelectual se não tratada, quatro com osteogênese imperfeita, marcada pela extrema fragilidade dos ossos, e quatro com síndrome de Treacher Collins, que prejudica a formação dos ossos do crânio. Acredita-se que os casamentos entre parentes, antes muito frequentes, possam...

Leia mais
Conheça o plano de Ciclovias da cidade de SP
ago29

Conheça o plano de Ciclovias da cidade de SP

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 16h31 São Paulo terá 400 quilômetros de ciclovias até o final de 2015. Conheça o projeto divulgado pela Prefeitura, que segundo o órgão vai estimular o uso de bicicleta na capital paulista.     A Prefeitura de São Paulo pretende implementar 400 quilômetros de ciclovias até o final de 2015. De acordo com a SECOM (Secretaria de Comunicação da Prefeitura) esta é a Meta 97, do Programa de Metas, que será realizada a partir do projeto SP 400km. Este ano, a capital já ganhou 11,6 quilômetros; a meta é fechar 2014 com 200 quilômetros implementados. Ciclovias da cidade de São Paulo Conheça o plano completo Atualmente, a cidade conta com 82,41 quilômetros de vias segregadas exclusivamente para o deslocamento de ciclistas. Nesta semana, a região do Tatuapé, Zona Leste, recebeu o primeiro trecho de ciclovia. Em julho deste ano, a cidade ganhou mais 10 quilômetros na avenida Cruzeiro do Sul e no centro da cidade. Outras medidas de incentivo à bicicleta como transporte prioritário foram as inaugurações do do bicicletário público no Largo da Batata e da ciclopassarela sobre a Marginal Pinheiros. Para estimular o uso da bicicleta como meio de transporte na cidade, o projeto SP 400km realizará as intervenções com um custo reduzido, articulado com o transporte público e também visando reduzir acidentes em vias de circulação de ciclistas....

Leia mais
HPV: segunda dose começa 2ª-feira
ago29

HPV: segunda dose começa 2ª-feira

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 16h11 Segunda dose da vacina contra o HPV começa a ser aplicada na próxima semana Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil Edição: Graça Adjuto A segunda dose da vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) começa a ser aplicada segunda-feira (1º) em meninas de 11 a 13 anos. A vacinação será feita em escolas públicas e particulares e também em unidades de saúde. A primeira dose foi aplicada em março deste ano.     O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, lembrou que a vacina protege contra quatro subtipos do HPV (6, 11, 16 e 18). Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo de útero, enquanto os subtipos 6 e 11 respondem por 90% das verrugas anogenitais. Jarbas alertou que a aplicação da segunda dose, seis meses após a primeira, é fundamental para garantir a imunização. “Sem a segunda dose da vacina, não há proteção”. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, elogiou a taxa de cobertura de 87% na aplicação da primeira dose. Ao todo, 4,3 milhões de meninas entre 11 e 13 anos foram imunizadas. Chioro também reforçou a importância da segunda dose, cobrando forte mobilização dos estados e municípios e das redes pública e privada de educação. “Precisamos garantir uma cobertura de pelo menos 80% na segunda dose”, disse. “Com toda certeza, o sucesso da segunda fase vai se repetir neste momento e, com isso, vamos reescrever a história do câncer de colo de útero neste país”, completou. A vacina também está disponível nos postos de saúde para meninas que ainda não tomaram a primeira dose. Para receber a segunda dose, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. A terceira dose da vacina será aplicada cinco anos após a primeira. Em 2015, a vacina será oferecida para meninas de 9 a 11 anos e, em 2016, para meninas de 9 anos. O ministério reforçou a importância do uso do preservativo como proteção contra as demais doenças sexualmente transmissíveis e da realização do exame conhecido como papanicolau em mulheres a partir dos 25...

Leia mais
Governo simula contágio por Ebola
ago29
Leia mais
Aumentam vendas de fertilizantes
ago29

Aumentam vendas de fertilizantes

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 16h59 Pesquisadores do IEA preveêm novo recorde de vendas de fertizantes em 2014 As entregas de fertilizantes aos produtores brasileiros, no primeiro semestre de 2014, totalizaram 12.987 mil toneladas, superando em 6,9% o recorde apresentado para o mesmo período em 2013, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Essa maior demanda reflete a antecipação de compras para a safra 2014/15 aproveitando a retração dos preços dos fertilizantes e o aumento nas vendas para o milho safrinha e trigo.   Entre janeiro e junho de 2014, o Estado do Mato Grosso, maior produtor nacional de soja e algodão, liderou o ranking nas entregas (2.735 milhões de toneladas de produtos), sendo responsável por 21,1% do total nacional. Na região Sudeste, as vendas aumentaram em Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. “O estado de São Paulo, porém, registrou queda nas entregas de 7,3%, influenciado pela redução da demanda da cana-de-açúcar em razão da severa estiagem ocorrida no primeiro trimestre do ano, época de plantio de novos talhões”, afirmam Célia Roncato Ferreira e Celso Vegro. Entretanto, dada a sazonalidade típica nas vendas de fertilizantes, pode ocorrer recuperação parcial ou até total nas vendas em São Paulo, completam os pesquisadores do IEA. Em 2013, as vendas de fertilizantes no Brasil cresceram 5,2% em relação ao ano anterior, perfazendo o total de 31.082 milhões de toneladas de produtos, quantidade que se constituiu em recorde histórico. Em 2013, aumentaram as importações brasileiras de fertilizantes (10,5%), as quais totalizaram 21.619 milhões de toneladas de produtos. O cloreto de potássio continuou sendo o principal produto importado, respondendo por 35,3% do total. No caso das matérias-primas para produção de fertilizantes, houve incremento nas importações de apenas 1,8% no referido período. A demanda por fertilizantes para a safra 2014/15 permanece aquecida. Segundo fontes do setor, mesmo diante de um cenário de baixa nos preços internacionais de grãos, sobretudo milho e soja, estima-se novo recorde nas entregas de fertilizantes ao consumidor final no Brasil em 2014. A previsão é de que a comercialização de fertilizantes atinja cerca de 32 milhões de toneladas de produto, acima da quantidade observada em 2013, que foi de 31.082 milhões de...

Leia mais
Trepa-trepas enfeitarão jardins da Fundação Ema Klabin
ago29
Leia mais
Mooca e Freguesia do Ó comemoram aniversários
ago29
Leia mais
Estresse precoce pode agravar depressão na vida adulta, indica pesquisa
ago28
Leia mais
Reitor da USP não comparece a encontro na ALESP
ago28

Reitor da USP não comparece a encontro na ALESP

Quinta-feira, 28 de agosto de 2014 às 19h29 Comissão de Educação e Cultura reúne-se com trabalhadores das universidades públicas. Convocado, reitor da USP não compareceu. Por Keiko Bailone Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Sem a presença do reitor da USP, Marco Antonio Zago, que se ausentou mesmo tendo sido formalmente convocado, o presidente da Comissão de Educação e Cultura (CEC), deputado Carlos Neder (PT), decidiu, com o deputado Carlos Giannazi (PSOL), realizar a reunião em caráter informal nesta quarta-feira, 27/8. O encontro serviu para que representantes de associações professores, alunos e funcionários da USP, Unesp e Unicamp justificassem suas reivindicações no que se refere à crise financeira, a greve e a desvinculação do Hospital Universitário (HU) da Universidade de São Paulo.   Antes de começar a reunião, Neder leu ofício enviado pelo reitor Marco Antonio Zago, justificando sua ausência: “reunião agendada para a mesma data, para discutir a recomposição orçamentária da USP e a questão salarial com o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp)”. Nesse mesmo ofício, o reitor propõe que a reunião seja reagendada para o dia 10/9, às 14 horas. O deputado Carlos Giannazi informou que dava entrada, naquele momento, a duas representações contra o reitor, por crime de responsabilidade e desobediência. A primeira foi endereçada ao Ministério Público e a segunda protocolada junto à Assembleia Legislativa. Argumentou que não fora a primeira vez que parlamentares do Legislativo paulista haviam sido tratados com desprezo por Zago e denunciou a construção de um prédio nas imediações da avenida Paulista, no valor de 71 milhões de reais. “Estão sendo construídos para abrigar os órgãos centrais da reitoria, que deveriam estar na USP”, destacou. A deputada Sara Munhoz, do PCdoB, manifestou-se, em nome das enfermeiras, contra a desvinculação do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo.     Reivindicações do Fórum das Seis Francisco Miraglia, presidente da Associação dos Docentes da USP (Adusp) apresentou as propostas do Fórum das Seis, entidade que congrega funcionários, professores e estudantes das três universidades públicas. Destacou a necessidade de um repasse emergencial de R$ 600 milhões para socorrer a USP, Unesp e Unicamp, montante esse que evitaria o plano de demissões voluntárias oferecido por Zago, “para arrecadar R$ 400 milhões”. Criticou o arrocho salarial e o desconto de 1% do repasse destinado às universidades para a habitação, e reivindicou o aumento do percentual de 9,57% da arrecadação do ICMS, face à expansão das três universidades públicas do Estado. Essa foi também a tônica dos outros participantes da Mesa, João Paulo, coordenador do Fórum Estadual da Educação; João Chaves, presidente da Associação dos Docentes da Unesp (Adunesp); e Paulo Cesar Centoducatte, presidente...

Leia mais
Software gratuito para pessoas com deficiência
ago28
Leia mais
Mulher tem “fertilização in vitro” garantida na Justiça
ago28

Mulher tem “fertilização in vitro” garantida na Justiça

Quinta-feira, 28 de agosto de 2014 às 17h17   A decisão é do Juiz de Abreu Perine, da 17ª Vara Civil do Tribunal de Justiça de São Paulo, atendendo solicitação de paciente com endometriose aguda. O juiz Renato de Abreu Perine, da 17ª Vara Civil do Tribunal de Justiça de São Paulo, condenou a Mediservice Administradora de Planos de Saúde a arcar com os custos de endometriose aguda de uma paciente da sua carteira de clientes. Seu médico tinha recomendado o tratamento com fertilização in vitro, mas o plano de saúde indeferiu o pedido. O plano de saúde negou o pedido de Cláudia com base em uma cláusula válida, que exclui métodos de inseminação artificial do rol dos procedimentos cobertos por planos de saúde, com a intenção de evitar que se use o tratamento como meio de planejamento familiar. “No entanto, a cláusula abre precedentes para interpretação, uma vez que em casos como o de endometriose severa a fertilização funciona como um tratamento médico para a doença”, esclarece a advogada Gabriela Guerra, especialista em Direito do Consumidor na área da Saúde. Além disso, segundo Gabriela, “Cláudia corria o risco de ficar infértil e, ainda estando em idade de reprodução, isso violaria o direito garantido pela Constituição da mulher constituir uma família”. A endometriose severa causa sangramento excessivo, cólica aguda e possibilidade de perda do sistema reprodutivo e a fertilização in vitro é apontada como a única forma de tratar essa doença. “Aplicar a vedação estabelecida em lei para o único tratamento apto a curar a doença ofenderia a dignidade da pessoa humana, fundamento da República Federativa do Brasil”, disse o juíz Renato de Abreu Perine em sua sentença. Afirmando que a dignidade da pessoa humana é o fundamento básico da Constituição, o magistrado classificou como sendo de má fé uma interpretação literal do artigo 10, inciso II, da Lei no 9656, e ordenou que a Mediservice Administradora de Planos de Saúde garanta “a fertilização in vitro para tratamento da endometriose junto ao médico que prescreveu o tratamento, sob pena de incidir em multa a ser fixada em sede de execução”. Advogada Gabriela Guerra www.pgb.adv.br...

Leia mais
Marina quer Brasil passado a limpo
ago27

Marina quer Brasil passado a limpo

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 21h10 “Nosso compromisso é de que o Brasil seja passado a limpo”, defende Marina, no site do partido Rede Sustentabilidade. Leia a matéria publicada após o debate de ontem (26). Rede Sustentabilidade – No primeiro debate entre os candidatos à Presidência, a candidata da Coligação Unidos do Brasil, Marina Silva, teve uma participação bastante destacada, com posicionamentos firmes e aberta ao diálogo e ao debate de ideias. Marina defendeu uma agenda propositiva, voltada para o desenvolvimento sustentável, a renovação política e econômica do país.     “O nosso compromisso é de que o Brasil seja passado a limpo, fazendo a reforma das reformas, que é a reforma política e, a partir daí, nós possamos avançar”, defendeu a candidata. Ela ainda reforçou que há um desejo de mudança da população, expresso nas manifestações de 2013. “As manifestações de junho apresentam um pacto para atender as reivindicações da população”, comentou. Esse movimento social, para Marina, foi um claro sinal de busca por mudanças e um novo jeito de fazer política. “A reforma política começa agora, com o debate de ideias, com políticas de juros baixos, controle de inflação e crescimento, desenvolvimento econômico e social. Os parlamentares serão eleitos pela sociedade brasileira a partir dessa nova escolha que fizermos”, pontuou. A candidata também criticou a atual polarização entre PT e PSDB como um entrave para a evolução do sistema político brasileiro. “Temos de combater a polarização que, há 20 anos, constitui um verdadeiro atraso para o País. Precisamos de políticas coerentes com a renovação e o compromisso com o futuro do Brasil”, disse. “Uma das coisas mais importantes para que a gente possa resolver os problemas, em primeiro lugar, é reconhecer que eles existem”, completou. Em tom crítico, rebateu a candidata Dilma Rousseff, que apresentou um Brasil mais “virtual” do que real. “Esse Brasil que a presidente Dilma acaba de mostrar, colorido, quase cinematográfico, não existe para as pessoas, que continuam presas no trânsito e em situação de penúria na saúde e na segurança”, reforçou. “O Brasil precisa de visão estratégica. Se olharmos o histórico das conquistas dos últimos 20 anos, veremos que o País não teve presidentes com perfil de gerente. Porém, no último governo, o Brasil será entregue em condições piores por uma candidata que se coloca como gerente”. Em linha com esse raciocínio, a candidata também reiterou sua visão de Estado como agente de mobilização da sociedade. “Defendo um Estado capaz de mobilizar o melhor da iniciativa privada, do empreendedorismo e de todos os atores da sociedade para atender às necessidades dos cidadãos brasileiros”, reforçou. A candidata também tratou da urgência da...

Leia mais
Aécio Neves defende trabalho de voluntários
ago27

Aécio Neves defende trabalho de voluntários

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 21h04 Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, disse hoje (27) que, caso eleito, irá apoiar iniciativas de empreendedores voluntários. Ele participou da cerimônia de lançamento do portal Vamos Agir, um site de apoio à sua candidatura tocado por voluntários.     “Estamos abrindo canais de participação da sociedade brasileira em nosso projeto, o Fórum Brasil, para buscar iniciativas de anônimos que procuram melhorar a vida de pequenas comunidades”, defendeu o tucano. Entre essas ações, ele mencionou a convocação para doações de sangue e para a limpeza de praças públicas. “Muitas vezes não é o Poder Público que resolve a vida das pessoas, muitas vezes são as iniciativas da própria comunidade que melhoram a vida no seu entorno”, pontuou o candidato. O candidato acrescentou que não mudará a estratégia de campanha até as eleições, em outubro, mantendo a rotina de disputar os votos em encontros com os eleitores nas ruas de todo o país. Aécio Neves voltou a defender a proposta de criação do Mutirão de Oportunidades, que pretende dar estímulos a jovens na faixa de 18 a 29 anos que não tenham concluído os cursos do ensino médio e fundamental. A ideia é conceder uma bolsa no valor de um salário mínimo a cada um dos jovens para voltarem a estudar. Pelos cálculos de seu programa de governo, existem cerca de 20 milhões de jovens nessas condições, sendo 11 milhões sem terem terminado o ensino fundamental. De acordo com o critério estabelecido, a medida será desenvolvida em localidades onde a taxa de abandono escolar ultrapasse...

Leia mais
Dilma almoço em restaurante popular no Rio de Janeiro
ago27

Dilma almoço em restaurante popular no Rio de Janeiro

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 20h47 Isabela Vieira – Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel Candidata à reeleição, a presidenta da República Dilma Rousseff (PT) almoçou hoje (27) em um restaurante popular na zona oeste do Rio de Janeiro. A candidata chegou ao local por volta das 12h e saiu às 13h, sem dar declarações à imprensa ou fazer discursos.     Dilma Rousseff almoçou ao lado do candidato ao governo do estado Anthony Garotinho (PR) e de Lilian Sá (PROS), que concorre ao Senado. Dilma serviu-se e comeu junto com os usuários habituais. A visita dos candidatos foi monitorada e registrada por cerca de dez fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Eles estiveram no local para apurar denúncia sobre o uso do espaço público para campanha política. O relatório deles será submetido a um juiz, que avaliará se houve ou não violação da lei eleitoral. Durante o almoço, a presidenta cumprimentou apoiadores, tirou várias fotos e causou um pequeno tumulto ao deixar o restaurante. Funcionários cumprimentaram os candidatos e reuniram-se para uma foto ao final. Entre as opções do cardápio, a presidenta escolheu arroz, feijão, abóbora, frango e salada. Serviu-se também de suco e sopa, mas não os saboreou. O restaurante popular Getúlio Vargas foi construído na gestão de Anthony Garotinho à época em que ele era governador do Rio de Janeiro. Vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social, a unidade serve aproximadamente 3,8 mil refeições por R$ 1 ao dia....

Leia mais
Marina abre 10 pontos sobre Aécio
ago27

Marina abre 10 pontos sobre Aécio

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 19h52 Segundo mostram as pesquisas, se as eleições fossem realizadas hoje, Marina Silva venceria Dilma Roussef no segundo turno. Gerson Soares A candidata Marina Silva (PSB) teve uma participação satisfatória ontem, durante o primeiro debate dos presidenciáveis, promovido pela Band. Aécio Neves (PSDB) não se saiu tão bem quanto poderia, talvez pelo nervosismo e o compromisso que cresce com uma ala de diversos setores que não se alinham plenamente nem com Marina e já não aguenta mais, o que foi chamado de mundo da fantasia petista durante o debate. Dilma Roussef, conhecedora das muitas áreas pelas quais o país se divide, vem demonstrando nervosismo durante as entrevistas e ontem não foi diferente.     O PT de Dilma está esgotado com tantos descalabros praticados através dos anos que dispôs do mais alto cargo do poder. Aécio Neves defende a nova política, mas centra-se principalmente em suas propostas o que é saudável para ele e também para o Brasil que precisa de políticos com ideias renovadoras. Os demais candidatos presentes ao debate também tiveram um papel importante, suas propostas não podem ser menosprezadas e deveriam ser analisadas pelos concorrentes que despontam na corrida presidencial. Marina Silva já supera Aécio Neves nas pesquisas e seria a nova presidente do Brasil se as eleições fossem hoje, pois venceria Dilma Roussef no segundo turno. Eis as mudanças mais contundentes que o cenário político apresenta, depois do lamentável falecimento de Eduardo Campos, tido também como um político com a mente voltada para as inovações e as tão requeridas mudanças pleiteadas pelos brasileiros, que ficaram a cargo de Marina levar à frente. A candidata mantém uma postura tida por muitos como radical, pois a maioria está acostumada com os sorrisos dos políticos, com as facilidades com que prometem e não cumprem e o jeito fácil de encontrar soluções. Com ela, o sorriso não vem a cada palavra, que são duras, mesmo em momentos, em que se imagina deveriam ser condescendentes ou mais suaves, a fim de que ela possa obter os tão almejados votos.     As pesquisas estão mostrando que a preferência dos brasileiros estará recaindo sobre quem tiver coragem de enfrentar o toma lá, dá cá, da política tradicional brasileira e Marina Silva está se encaixando nesse novo modelo de político que não está muito a fim de mostrar os dentes e de dizer não quando a palavra for essa a palavra a ser dita. Caberá a ela manter-se firme diante do que afirma. Como disse ontem a candidata: “Existem pessoas com boas intenções em todos os partidos”. Segundo Marina deixa a entender, estes poderão somar...

Leia mais
Enfermagem da USP promove curso de atualização on-line
ago27

Enfermagem da USP promove curso de atualização on-line

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 19h16 Agência FAPESP – Estão abertas, até 5 de setembro, as inscrições para o 4º Curso de Atualização On-line “Gerenciamento em Enfermagem”, coordenado por Antônio Fernandes Costa Lima e Heloisa Helena Ciqueto Peres (ambos do Departamento de Orientação Profissional da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo) e por Maria Manuela Martins (Escola Superior de Enfermagem do Porto, em Portugal).     Voltado a enfermeiros, o curso tem como objetivo oferecer as bases teóricas para a prática do gerenciamento em enfermagem no contexto brasileiro e português e subsidiar discussões sobre os modelos gerenciais, as políticas de recursos humanos e a qualidade no atual contexto de gestão em saúde. Poder e cultura nas organizações; missão, visão e políticas organizacionais; estruturas organizacionais; modelos gerenciais nas organizações de saúde; e processos de trabalho da enfermagem são alguns dos tópicos do conteúdo. As aulas on-line ocorrerão entre 16 de setembro e 2 de dezembro, às terças-feiras. Haverá um encontro presencial (em São Paulo e no Porto). O curso (com 90 horas no total) custa R$ 900,00. As inscrições devem ser realizadas pelo site http://www.ceapee.com.br/. Há 25 vagas para enfermeiros do Brasil e 25 para profissionais de Portugal. Mais informações pelo site, pelo telefone (11) 3061-7551 ou pelo e-mail...

Leia mais
Mito e realidade por trás do AVATAR: interfaces cérebro-máquina
ago27

Mito e realidade por trás do AVATAR: interfaces cérebro-máquina

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 19h05   Agência FAPESP – Edward Joseph Tehovnik, professor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), avaliará, em um colóquio no dia 29 de agosto no Instituto de Física de São Carlos, a capacidade atual das interfaces máquina/cérebro para mover objetos.     Bits de informação gerados pela interface máquina/cérebro; limitações incluindo mais neurônios em gerar sinais para interface máquina/cérebro; superioridade de uma máquina/cérebro; supressão de movimentos do corpo durante o uso da interface máquina/cérebro; e o papel da visão para interfaces máquina/cérebro são alguns dos tópicos que serão tratados. O colóquio Mito e realidade por trás do AVATAR: interfaces cérebro-máquina (tradução do título acima, em inglês) será realizado no anfiteatro Professor Sérgio Mascarenhas, às 10h30, no IFSC, em São Carlos. Mais informações: Tudo sobre...

Leia mais
Band promove 1º debate com presidenciáveis hoje às 22h
ago26

Band promove 1º debate com presidenciáveis hoje às 22h

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 11h26 – Atualizado às 18h04   Rede Bandeirantes promove o primeiro debate com os candidatos à Presidência da República, na noite de hoje. Gerson Soares Os canais da Rede Bandeirantes e o Portal da Band transmitem a partir das 22h, ao vivo para todo o país, o primeiro encontro com os candidatos Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix (PRTB).     Segundo a emissora, o internauta que acompanhar o debate através do Portal da Band, também poderá conferir os bastidores e uma análise especial do evento com os cientistas políticos Pedro Fassoni e Vera Chaia, ambos da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). A partir das 20 horas, os internautas já poderão conferir os bastidores, com fotos dos convidados e entrevistas com autoridades. O momento em que o país vive, confere uma importância ainda mais especial ao encontro dos presidenciáveis que estarão frente a frente. Para Marina Silva esta será uma boa oportunidade. Apesar de ser uma das mais bem cotadas ao cargo, o horário da propaganda política destinado à candidata, é muito menor do que o dos concorrentes. Enquanto Dilma possui 11 minutos e 24 segundos e Aécio Neves fica com 4 minutos mais 35 segundos, Marina Silva, que substituiu Eduardo Campos – falecido em acidente aéreo no dia 13/8 – vai dispor de apenas 2 minutos e 3 segundos para sua propaganda eleitoral. As regras para o debate foram definidas após encontros com os partidos e terá seis blocos. A apresentação será do jornalista Ricardo Boechat, comandante do Jornal da Band. Últimos ajustes Os estúdios da Band, no Morumbi, em São Paulo, recebem os últimos ajustes para o primeiro debate entre os candidatos à presidência, uma tradição do Grupo Bandeirantes, que destacou cerca de 300 profissionais que estarão envolvidos nos trabalhos. Foram credenciados cento e cinquenta profissionais de imprensa para a cobertura do evento. Segundo divulgado pelo Portal da Band (onde nos intervalos os internautas poderão acompanhar análises exclusivas), entre os convidados estão Michel Temer, vice-presidente da República; Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal; Renan Calheiros, presidente do Senado Federal; Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara dos Deputados; Alberto Toron, juiz do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo; Roberto Setubal, presidente do Itaú Unibanco; Jorge Nasser, diretor de marketing do Bradesco; Joesley Batista, presidente da JBS; Caco Alzugaray, presidente da Editora Três e o empresário Carlos Jereissati. Com informações do Portal da...

Leia mais
Reitores das universidades estaduais são convocados à CFOP
ago26

Reitores das universidades estaduais são convocados à CFOP

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 16h59 Crise das instituições será o tema abordado Por Marina Mendes Nesta terça-feira (26), a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento (CFOP), presidida pelo deputado Mauro Bragato (PSDB), reuniu-se para deliberar sobre sua pauta. Foi aprovado requerimento do deputado Bragato que convoca o reitor da USP, Marco Antonio Zago, e o reitor da Unicamp, José Tadeu Jorge e a reitora em exercício da Unesp e presidente do Cruesp, Marilza Vieira Cunha Rudge, para prestarem informações em relação à crise das universidades estaduais paulistas. Dentre os PLs que tiveram seu parecer aprovado, está o 738/2013, da deputada Vanessa Damo (PMDB), que propõe a criação do Programa de orientação em saúde e atendimento social às gestantes e a implantação de medidas de informação da Política Nacional de Atenção Obstétrica e Neonatal do Estado. Banheiros adaptados Também foi aprovado o parecer do Projeto de Lei 758/2013, do parlamentar André Soares (DEM), que garante à pessoa ostomizada a acessibilidade aos sanitários de uso público, estabelecimentos comerciais e eventos públicos ou privados, mediante a instalação de aparelhos adaptados para a prática de sua higiene e que acatem suas necessidades. Para que seja possível essa pessoa utilizar estes banheiros, será necessário à instalação de vaso sanitário normal ou infantil com anteparo seco e sistema de descarga, preferencialmente fixado na parede, para descarte da substância das bolsas, ventilação adequada e a sinalização na entrada para que indique a adaptação. Também participaram da CFOP os deputados Hamilton Pereira e Beth Sahão (ambos do PT), Maria Lúcia Amary (PSDB), Edson Giriboni (PV), Orlando Bolçone (PSB) e Osvaldo Verginio...

Leia mais
Parlamento paulista homenageia Exército Brasileiro
ago26

Parlamento paulista homenageia Exército Brasileiro

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 16h59   Por Josué Rocha ALESP – O Exército Brasileiro foi homenageado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) em sessão solene realizada na sexta-feira, 22/8. A cerimônia foi alusiva à comemoração do Dia do Soldado, celebrado oficialmente no dia 25 de agosto, data de nascimento do patrono do Exército nacional, marechal Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias.     O comandante militar da região Sudeste, general João Camilo Pires de Campos, lembrou que Caxias, nascido em 1803, prestou juramento à Bandeira nacional com apenas 14 anos de idade. O militar, embora tenha apontado várias batalhas vitoriosas enfrentadas por Caxias, ressaltou que, pelas estratégias usadas nesses conflitos, ele é alcunhado de pacificador. O general João Camilo explanou que o patrono do Exército legou aos militares o exemplo da “honra, coragem, ética, disciplina, amor à pátria e camaradagem aos colegas de farda”. Ele finalizou afirmando que Luiz Alves de Lima e Silva foi o único brasileiro condecorado com o título de duque, conferido em 1865, pelo imperador D. Pedro 2º. Fernando Capez (PSDB), deputado proponente da solenidade – que contou com centenas de militares do Exército –, declarou que o fato de o integrante das Forças Armadas jurar sacrifício da própria vida em prol da nação o coloca num patamar diferenciado em comparação às outras profissões.     O presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado, juiz Paulo Adib Casseb, também enalteceu as qualidades de Duque de Caxias e destacou várias ações do Exército nacional, que atua em regiões de fronteira e outros locais longínquos e inóspitos, realizando não só a segurança do território brasileiro, mas também levando socorro médico e assistência social a comunidades situadas nesses locais de difícil acesso. “A sociedade brasileira precisa conhecer mais a atuação do Exército Brasileiro para que possa reverenciar ainda mais essa instituição”, declarou o...

Leia mais
Projeto institui “Dia da Abolição Animal”
ago26

Projeto institui “Dia da Abolição Animal”

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 16h42   O dia 18 de outubro de 2013, ficou marcado pela maior ação de ativismo em prol dos animais já vista no Brasil. Nessa data grupo de ativistas libertaram, em uma única ação, 178 cães da raça Beagle (todos foram adotados) e 7 coelhos usados em testes no Instituto Royal. Semanas depois centenas de ratos também foram libertados, de acordo com Monica Campos, membro da Frente Antivivisseccionista do Brasil, uma comunidade que desaprova testes com animais. O autor do Projeto de Lei é o deputado Ricardo Izar (PSD/SP) que defende que os testes em animais sejam realizados através de métodos substitutivos. Segundo Adriana Khouri, uma das responsáveis pela ação no Instituto Royal e presidente da ONG Frente Antivivisseccionista do Brasil, “o país já conta com métodos substitutivos, falta apenas validá-los”. Desde 2009 a União Europeia proíbe os testes de cosméticos em animais e há um ano também passou a ser proibida a venda de cosméticos testados em animais. Conheça o Projeto de Lei na íntegra Saiba mais Conheça o Projeto de Lei na...

Leia mais
AGU garante preço de medicamentos
ago26

AGU garante preço de medicamentos

Terça-feira, 25 de agosto de 2014 às 15h06 AGU assegura aplicação de norma que proíbe preço diferente na compra de medicamentos por cartão de crédito Farmácias não podem cobrar valores adicionais na venda de produtos farmacêuticos efetuada por meio do cartão de crédito. A regra foi garantida pela Advocacia-Geral da União (AGU) que comprovou, na Justiça, a validade da Portaria nº 118/1994 do Ministério da Fazenda que impede a fixação de valores diferenciados de acordo com o tipo de pagamento.     A norma foi questionada pela Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro (Ascoferj) com o argumento de que a portaria não encontra suporte legal. Segundo a entidade, o varejo farmacêutico do RJ se submete à Lei nº 10742/2013, que criou a Câmara de Medicamentos (Cmed) com a função de regulamentar a economia do mercado. Afirmou ainda que não há legislação que proíba cobrança de preços diferentes para os diversos meios de pagamento. A Procuradoria-Regional da União da 2ª Região (PRU2) sustentou que a Portaria criada para proteger o consumidor. Informou que o uso do cartão de crédito é uma vantagem para o comerciante e a cobrança de preços diferenciados é prática abusiva. A AGU defendeu que a Lei nº 10.962/2004 prevê como infração atribuir ao consumidor preços distintos para o mesmo produto. Destacou também que a Cmed regula o mercado de medicamentos, mas não estipula um tabelamento oficial, pois tem como objetivo evitar abusos e prejuízo ao consumidor por conta da competição entre os laboratórios farmacêuticos. A 27ª Vara Federal do Rio de Janeiro acolheu os argumentos apresentados pela AGU e indeferiu o pedido da associação. “A existência de uma regulação específica para o setor farmacêutico, para evitar abusos em um mercado competitivo como o dos laboratórios farmacêuticos, e assegurar a existência farmacêutica à população, não impede o controle das práticas abusivas ao consumidor pela Portaria 118/1994 do Ministério da Fazenda”, diz um trecho da decisão. A PRU2 é uma unidade da Procuradoria-Geral da União, órgão da...

Leia mais
A candidata Marina Silva visita a Bienal do Livro em SP
ago26

A candidata Marina Silva visita a Bienal do Livro em SP

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 11h26 Educação de qualidade passa pelo incentivo à leitura, diz Marina na Bienal do Livro Educação de qualidade é foco prioritário para a presidenciável da Coligação Unida pelo Brasil, Marina Silva, e foi o que motivou sua visita, na tarde desta terça-feira, à 23ª Bienal do Livro, em São Paulo, ao lado de seu vice, Beto Albuquerque. Cercada por jovens estudantes e adolescentes por todo o tempo em que esteve no pavilhão da feira de livros – e incapaz de negar os incontáveis pedidos para selfies – Marina levou quase uma hora para percorrer meros 100 metros. Mais que isso, a candidata repetiu a todos o mesmo conselho: ler e estudar é muito importante.     “Nós queremos dar foco à educação qualidade para que as pessoas sejam capazes de acessar ocupações que melhorem suas vidas e, principalmente, para formarmos cidadãos de acordo com as necessidades do nosso País”, ressaltou Marina. “A nossa visita à Bienal é para deixar bem claro que a educação tem dois processos. Um de formação escolar, onde defendemos a preparação de tempo integral. Outro que envolve outros agentes e, por isso, queremos valorizar o exercício da leitura, como uma forma de completar a formação, com a valorização de bibliotecas e equipamentos públicos que favoreçam a leitura”. O comprometimento de Marina com a área educacional vem de longa data. Aluna tardia, alfabetizada na adolescência, ela cultiva carinho especial pelos livros. “Que sorte poder entrar aqui e folhear um livro que fala justamente sobre a arte da leitura”, festejou Marina, ao visitar um dos estandes e encontrar na prateleira a obra do educador Paulo Freire “A importância do ato de ler”. A candidata acabou presenteada com o exemplar pelo atendente Marcel Cleante. Melhorar a educação no Brasil, afirma, passa por melhorar as verbas de ensino. Perguntada sobre o tema, Marina respondeu que já está aprovada pelo Congresso a destinação de 10% do PIB para a Educação. “O que nós vamos fazer é assumir o compromisso de antecipar para quatro anos a metas para o ensino integral, que estavam previstas para oito anos”, garantiu. Marina fez questão de frisar que uma educação de qualidade passa por uma valorização econômica e simbólica dos professores. Educação boa é a educação que forma cidadãos para o exercício da cidadania, frisou. Na chegada à Bienal, Marina recebeu dos organizadores do evento, a Câmara Brasileira do Livro (CBL), uma carta pedindo sua atenção para iniciativas que venham a incentivar à leitura, e que são praticadas com sucesso em países da Europa e também em alguns da América Latina, como Argentina e Chile. A candidata à...

Leia mais
Cai o número de brasileiros que joga futebol no lazer
ago25

Cai o número de brasileiros que joga futebol no lazer

Segunda-feira, 25 de agosto de 2014 às 19h07 Por Hérika Dias da Agência USP A paixão dos brasileiros pelo futebol pode ser grande, mas o número de pessoas que faz do esporte uma atividade física de lazer caiu. De 2006 a 2012, o percentual foi de 9,1% para 7,2%, uma redução de 20% em sete anos. O futebol foi ultrapassado pela musculação/ginástica (aumento de 7,9% para 11,2%) e se tornou a terceira atividade física mais praticada nas horas de folga dos brasileiros. Em primeiro está a caminhada (em torno de 18% entre 2006 e 2012).     As informações constam de um estudo do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde (Nupens), da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, baseado nos dados do Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas), um inquérito produzido anualmente pelo Ministério da Saúde por meio de entrevistas por telefone com cerca de 54 mil pessoas, a partir dos 18 anos, nas capitais brasileiras e no Distrito Federal. Os doutorandos Thiago Hérick de Sá e Leandro Martin Totaro Garcia e o pós-doutorando Rafael Moreira Claro analisaram as dados do Vigitel entre 2006 e 2012 para descrever a frequência e os principais tipos de atividade física praticados pelos adultos brasileiros no período de lazer . De acordo com os pesquisadores, o estudo é descritivo e, portanto, não foram investigadas as possíveis causas da variação dos praticantes de futebol. “Não podemos ser taxativos de que está havendo uma substituição. O fato de o futebol estar caindo e da musculação/ginástica estarem subindo em termos populacionais, não quer dizer que as pessoas estão trocando uma coisa pela outra, pode ser que as pessoas que deixam de jogar futebol não sejam as mesmas que passaram a frequentar mais a academia”, ressalta Thiago Hérick de Sá. Entretanto, eles formularam algumas hipóteses para explicar a queda na prática de futebol. “No Brasil, jogar futebol sempre foi muito dependente de campos públicos e muitos deles estão em terrenos baldios. Mas esses espaços têm diminuído muito por causa do mercado imobiliário, para a construção de novos prédios, novos empreendimentos, o que se dá tanto em regiões mais centrais como na periferia das cidades”, afirma o pesquisador. Ele sugere que a diminuição dos praticantes de futebol também esteja ligada à dificuldade em se encontrar tempo e pessoas. “É preciso tempo para se fazer uma prática dessa ou mesmo para se organizar uma partida, porque jogar futebol envolve no mínimo 10 pessoas. A organização dessa atividade toma tempo e hoje vivemos em um contexto social que torna isso um pouco mais difícil.” Academias O crescimento dos praticantes de ginástica/musculação –...

Leia mais
Bancos “transformados” em livros dão cor a Londres
ago25

Bancos “transformados” em livros dão cor a Londres

Segunda-feira, 25 de agosto de 2014 às 18h25 Por Galeno Amorim Se visitar Londres este Verão é provável que encontre um banco literário, ou seja, um dos 50 bancos de jardim em formato de livro que fazem parte de um projeto de incentivo à leitura e combate ao analfabetismo.       Os 50 bancos foram colocados em diferentes locais de Londres a 2 de julho e vão fazer parte da paisagem da capital inglesa até 15 de setembro. De clássicos da literatura a romances modernos, passando por livros infantis, os bancos de jardim fazem parte do projeto “Books About Town” e foram criados por artistas locais. A lista completa dos livros que inspiraram cada banco e dos artistas que os criaram, pode ser encontrada no site do projeto. Há ainda quatro roteiros para quem quiser ver todos os bancos literários e o site disponibiliza também mapas e questionários para cada um dos roteiros. A 7 de outubro, os bancos vão ser leiloados e a verba alcançada será doada à National Literacy Trust, uma instituição de caridade dedicada a aumentar os níveis de alfabetização no Reino Unido. Apesar de estar no idioma inglês, o site do projeto “Books About Town” é muito divertido, vale dar uma olhada e conhecer todos os divertidos bancos super originais. Fonte: Blog do...

Leia mais
Ciências Sociais na atualidade
ago25

Ciências Sociais na atualidade

Leia mais
Os grandes personagens do saneamento em São Paulo
ago25
Leia mais
Uma mente brilhante e inquieta aos 86 anos
ago25
Leia mais
Carros antigos: Benz divulga a primeira van do mundo
ago24
Leia mais
GP da Bélgica: 7ª pole de Nick Rosberg
ago23
Leia mais
LHC permitirá novas descobertas em 2015
ago23
Leia mais
Marina pede renovação na política
ago23

Marina pede renovação na política

Sábado, 23 de agosto de 2014 às 10h08 – Atualizado às 16h47   Em caminhada no Recife, Marina pede renovação na política brasileira Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil Edição: Juliana Andrade A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, pediu hoje (23) que os eleitores votem pela renovação da política brasileira. Em caminhada na zona norte do Recife, ela defendeu que a campanha seja baseada no debate de propostas, principalmente relacionadas à educação, à saúde e à segurança.       “Queremos que a renovação na política venha do compromisso de ter posições para melhorar a saúde, a educação, a segurança”, declarou Marina, que estava acompanhada pelo candidato a vice, Beto Albuquerque, e pelo candidato do PSB ao governo de Pernambuco, Paulo Câmara. O evento marcou o primeiro ato de Marina nas ruas desde que ela teve a candidatura à Presidência confirmada pelo PSB. Segundo Marina, sua campanha se caracterizará pela discussão de ideias, não pelos ataques aos adversários. “Nós queremos o debate, não o embate”, disse. Ela destacou que a educação será prioridade caso seja eleita: “A educação fez a diferença na minha vida. Se a escola for boa para todo mundo, a gente muda a vida do nosso povo.” A candidata defendeu a união dos brasileiros em torno da manutenção do projeto político de Eduardo Campos, morto num acidente aéreo em Santos no último dia 13. “As coisas verdadeiramente grandiosas precisam ser feitas por todos”, declarou. Para Marina, a renovação da política depende de uma mudança coletiva de atitude. “Quem ganhará esta eleição não são as velhas estruturas. Quem vai ganhar esta eleição é a nova postura do cidadão brasileiro.” O indicado a vice-presidente na chapa de Marina, Beto Albuquerque, fez um discurso após a caminhada. Ele destacou que a coligação Unidos pelo Brasil tem como tarefa concluir o caminho da mudança iniciado pelo ex-governador pernambucano Eduardo Campos. “Eduardo Campos será eterno entre todos nós. Eu e Marina temos uma tarefa, de concluir o caminho que Eduardo Campos começou. O caminho da mudança. O caminho do compromisso com o povo, o compromisso de tirar o Brasil das mãos dos sanguessugas, das velhas raposas da política, e entregar esse Brasil ao povo sofrido, para junto com Marina Silva governarmos de olho naquilo que o povo quer, o povo exige e o povo determina.” A caminhada foi o primeiro compromisso do dia de Marina na capital pernambucana. Às 18h, ela fará um pronunciamento no Clube Internacional, no Recife. A candidata do PSB não tem agenda prevista para amanhã...

Leia mais
Pinheiro-brasileiro ainda pode ser salvo
ago22

Pinheiro-brasileiro ainda pode ser salvo

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 16h45 Identificados genes que podem ajudar a salvar araucária do risco de extinção Por Diego Freire Agência FAPESP – Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) identificaram 24.181 genes ligados à formação do embrião da araucária (Araucaria angustifolia) – árvore nativa do Brasil também chamada de pinheiro-brasileiro – e de sua semente, o pinhão. A descoberta poderá auxiliar no estabelecimento de um sistema para a propagação in vitro da espécie, que está sob risco crítico de extinção, de acordo com a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), e cuja madeira tem alto valor de mercado. Com a identificação dos genes, será possível um maior controle sobre o processo de embriogênese somática, ou seja, a formação de um embrião sem que haja fecundação e a partir de células não reprodutivas. Trata-se de uma das mais promissoras técnicas biotecnológicas de produção de embriões vegetais, que permite a criopreservação (conservação por meio de congelamento) e a clonagem em massa. No caso da araucária, ela é dificultada porque as sementes perdem viabilidade e não sobrevivem por longos períodos de armazenamento. “Diante dessa dificuldade, é fundamental que se compreenda amplamente o funcionamento desses genes. Somente com o profundo conhecimento dos fatores bioquímicos, fisiológicos e genéticos que controlam o desenvolvimento do embrião zigótico (in vivo) será possível o desenvolvimento embrionário in vitro”, explicou Eny Iochevet Segal Floh, coordenadora do Laboratório de Biologia Celular de Plantas (Biocel) do Instituto de Biociências (IB) da USP e responsável pela pesquisa “Análise da expressão gênica durante o desenvolvimento de embriões somáticos e zigóticos de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze”, realizada com o apoio da FAPESP. Os trabalhos no Biocel, desenvolvidos em parceria com o Laboratório de Genética Molecular de Plantas, também do IB-USP, e coordenado por Maria Magdalena Rossi, centraram-se na análise do transcriptoma, conjunto dos RNAs mensageiros (RNAm) da célula, com o objetivo de descobrir quais genes participam no processo de formação do embrião da araucária. O sequenciamento do RNA foi realizado no Laboratório Multiusuários Centralizado em Genômica Funcional Aplicada à Agropecuária e Agroenergia, facility instalada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP com o apoio do Programa Equipamentos Multiusuários (EMU) da FAPESP. A análise utilizou a tecnologia de sequenciamento em larga escala (RNAseq), que permite explorar a diversidade de RNAm e o perfil dos genes expressos durante o desenvolvimento embrionário. “O uso desta tecnologia – nova para a maioria dos grupos de pesquisa de biologia molecular no Brasil e ainda pouco utilizada em sistemas vegetais – proporcionou informações importantes sobre a regulação do desenvolvimento embrionário do pinhão”, destacou Floh. Os mais de...

Leia mais
HU pode ser desvinculado da USP
ago22

HU pode ser desvinculado da USP

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 17h28 A USP vive momentos difíceis e a notícia divulgada agora pouco pela assessoria do Hospital Universitário e mais um fator de agravamento da crise na ainda mais prestigiada universidade do país. No entanto, devido aos inúmeros conflitos, já perdeu várias posições no ranking das instituições de ensino internacionais. Leia abaixo, a nota enviada à imprensa. Desvinculação do Hospital Universitário da USP: risco de um erro irreparável que merece uma pausa para reflexão. No momento em que se discute a crise orçamentária da USP, o Hospital Universitário da USP está sob a mira da sua desvinculação da Universidade, sem a devida análise e considerações de seus valores e missão.       Desde 1989, ano em que a USP conquistou a autonomia universitária, o Hospital Universitário da USP recebe 8% da verba destinada a Universidade de São Paulo proveniente do Governo do Estado, valor relativo que não foi modificado ao longo desses 25 anos (7.9% em 2013). Mudanças expressivas ocorreram sim, como o aumento do interesse no HU-USP como cenário para o ensino, assistência e pesquisa no âmbito de um hospital secundário, acompanhando o crescimento da Universidade. O Hospital das Clínicas, que outrora fora o único hospital escola da FMUSP, progressivamente foi cedendo lugar e dividindo a carga didática com o HU-USP, ficando o HC com a especialização médica enquanto o HU-USP com o ensino das áreas básicas da medicina. Atualmente o HU-USP é utilizado como plataforma de ensino para sete unidades da USP ministrarem seus cursos de graduação, pós-graduação e aperfeiçoamento, além de receber alunos estrangeiros através dos Programas de Cooperação Internacional. Uma característica diferencial do Hospital é possibilitar o ensino baseado numa abordagem multidisciplinar integrando todas as áreas da saúde num mesmo ambiente, proporcionando a integralidade da assistência e do ensino da mesma nesses moldes. O HU-USP recebe anualmente 2.430 alunos entre graduandos e pós-graduandos que tem sua formação conduzida por profissionais de alta qualidade, dos quais mais de 50% possuem titulação acadêmica (mestrado, doutorado e livre-docência), que atuam como professores, além de praticar assistência e pesquisa, possibilitando aproximação entre a teoria e prática. A título de exemplo, dentro do currículo do Curso de Graduação de Medicina 40% do estágio hospitalar é realizado no Hospital Universitário da USP, perfazendo o numero 332.070 horas/aulas por ano. A Escola de Enfermagem da USP mantém anualmente mais de 250 alunos realizando estágios na dependência do Hospital Universitário da USP que chegam a permanecer no campus 70% de sua carga horária. A pós-graduação conta com 4 programas de Residência de Enfermagem, onde são realizadas 8.448 horas/mês de estágio prático clínico. Na avaliação de 98%...

Leia mais
Faro de cães ajudam meio ambiente
ago22

Faro de cães ajudam meio ambiente

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 16h07 Faro do melhor amigo do homem é usado em prol da natureza. Organização dos EUA Working Dogs for Conservation usa cachorros para ajudar a preservar a natureza por redação eCycle Todos nós já ouvimos falar de cães que farejam drogas, bombas escondidas e pessoas soterradas. Até mesmo a capacidade desses animais de detectar câncer tem sido muito divulgada. Mas além dessas utilidades já conhecidas do aguçado faro canino, ele também presta serviço ao meio ambiente. A organização americana Working Dogs for Conservation foi fundada com esse objetivo: fazer com que o melhor amigo do homem dê uma mãozinha ao meio ambiente. Dirigida por quatro mulheres (Aimee Hurt, Alice Whitelaw, Deborah Woollett e Megan Parker), a organização leva cães treinados para detectar ameaças ambientais e animais raros em diversos ambientes pelo mundo e, assim, ajudar a preservar a natureza. As habilidades dos cães vão desde encontrar pequenos mamíferos e grandes carnívoros até pragas de plantações e substâncias tóxicas no ambiente. Você pode conhecê-los melhor e com muito bom humor aqui (em inglês). Entre diversos trabalhos, o grupo já atuou: :: Detectando rastros de animais ameaçados de extinção para ajudar projetos de preservação das espécies. Os cães já farejaram os rastros de gorilas em Camarões; de grandes felinos nas savanas de Zâmbia, Botswana e África do Sul; dos ursos-lua na China; de lagartos Gambelia sila na Califórnia e muitos outros; :: Retirando armadilhas de reservas ambientais, combatendo o tráfico de produtos derivados de animais selvagens; :: Participando de um projeto de monitoração de contaminantes aquáticos. Os cães encontravam fezes de lontras e martas, que são o topo da cadeia alimentar dos rios do estado de Montana, nos EUA. A presença desse material indica que os predadores estão se alimentando bem, mostra uma boa biodiversidade, e significa que o local é menos poluído; :: Combatendo ervas daninhas invasoras em plantações de alfafa em Montana. Os cães conseguiam detectar a praga antes do florescimento. Deste modo, a equipe podia evitar que se reproduzisse; :: Detectando um besouro que estava atacando florestas em Minnesota. Fonte: eCycle, via Portal do Meio...

Leia mais
Câmara debaterá alcoolismo na infância
ago22
Leia mais
Mulheres poderão desembarcar em locais seguros
ago22

Mulheres poderão desembarcar em locais seguros

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 15h17   PL defende que mulheres escolham local de desembarque à noite. Nesta quarta-feira (20), a Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa (CCJ), concedeu parecer favorável ao Projeto de Lei (PL) 172/2014, do vereador Natalini (PV), que flexibiliza o desembarque de mulheres usuárias do sistema de transporte coletivo. A proposta visa reduzir a vulnerabilidade das mulheres que usam o transporte público e desembarcam dos veículos durante a noite em pontos convencionais. De acordo com o texto do projeto, as usuárias que utilizam transporte público no período noturno — compreendido entre 21h e 5h — poderão solicitar o desembarque em locais que julgarem mais acessíveis e seguros. A CCJ aprovou ainda o Projeto de Lei (PL) 371/2014, do vereador Marco Aurélio Cunha (PSD), que estabelece atendimento prioritário aos portadores de doenças raras e...

Leia mais
Debate avalia primeiro semestre do Conselho Participativo
ago22

Debate avalia primeiro semestre do Conselho Participativo

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 15h11 Por Roberto Vieira – CMSP A Câmara Municipal de São Paulo realizou na noite desta quinta-feira (21/8) debate para avaliar os primeiros seis meses de trabalho do Conselho Participativo da cidade. A reunião foi uma iniciativa do vereador José Police Neto (PSD), autor de uma emenda parlamentar que cria o Conselho por meio da Lei de Reforma Administrativa.     “Todos os conselheiros sabiam da dificuldade que existia em relação ao diálogo com a prefeitura. A partir da participação deles, hoje conseguimos levar ao poder público as opiniões de pessoas que estão envolvidas com as questões locais. Assim ocorreu com o Plano Diretor, os planos de bairros e orçamento regional”, analisou Cláudio Vieira, do projeto Adote um Vereador. Djair de Almeida, conselheiro em Jacanã/Tremembé, apontou as ocupações irregulares como um dos grandes desafios de sua região. “Nós estamos travando uma luta para conseguir a regularização e a urbanização de algumas áreas. A falta de moradia é um grande problema que temos que resolver”, destacou. Alguns conselheiros admitiram estar ainda em fase de aprendizagem. “Como o Conselho é uma coisa nova, nós estamos aprendendo muito e inicialmente procuramos nos interar mais sobre nossa atuação”, afirmou um dos conselheiros do distrito de Itaquera, João Estevam da Silva. “Eu não consigo analisar nosso trabalho neste primeiro semestre porque estamos ainda aprendendo”, completou Clara Politi, representante dos conselheiros imigrantes da subprefeitura de Pinheiros. Police Neto lembrou sobre os próximos desafios dos conselheiros neste segundo semestre de 2014. “Temos que analisar como o Conselho participará da elaboração do primeiro orçamento do município de sua gestão, fato que será discutido até o final deste ano”, pontuou. Sobre o Conselho Participativo Criado em 2013, o Conselho Participativo Municipal é um organismo da sociedade civil, reconhecido pelo Executivo, que visa assegurar a participação representativa e consultiva da população no planejamento e fiscalização das ações e gastos públicos nas regiões, como também sugerindo ações e políticas públicas nos territórios. Os conselheiros foram eleitos através do voto direto e representam todos os distritos da cidade de São Paulo. Cada Conselho possui um número de integrantes que varia entre 19 e 51 representantes, estabelecidos de acordo com a distribuição das subprefeituras e seus...

Leia mais
WiFi Livre da prefeitura chega a São Miguel
ago22

WiFi Livre da prefeitura chega a São Miguel

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 14h49 Prefeito e secretário de Serviços inauguram WiFi Livre em São Miguel Paulista. Praça do Forró é a 31ª a democratizar acesso à internet para a população. Em visita à Subprefeitura de São Miguel Paulista nesta terça-feira (19), o Secretário de Serviços, Simão Pedro, acompanhado do prefeito Fernando Haddad e do subprefeito de São Miguel, Adalberto Dias de Souza, inaugurou o sinal WiFi Livre na Praça do Forró, 31ª em funcionamento na cidade de São Paulo.       “Você pode estudar, fazer o dever de casa, trabalhar e conversar. Esse acesso funciona por 24 horas por dia”, afirmou o prefeito referindo-se às utilidades que podem ser feitas na internet e a disponibilidade de 24 horas do sinal. Haddad citou a boa iluminação do local, que foi contemplada no ano passado com 35 pontos novos de iluminação e teve 18 pontos remodelados. “A nossa ideia é iluminar cada vez melhor a cidade de São Paulo, isso é importante”. Simão Pedro destacou alguns aspectos técnicos do WiFi Livre. “A qualidade do sinal é uma característica importante, a velocidade de conexão é de 512 Kbps por usuário. A Praça do Forró comporta 150 usuários navegando simultaneamente e possui capacidade de dobrar esse número com degradação proporcional da velocidade”. A Praça do Forró possui dentro de sua área a igreja mais antiga da capital paulista. A Catedral São Miguel Arcanjo tem 392 anos e foi inaugurada no ano de 1622. Segundo as informações da assessoria da Prefeitura da cidade de São Paulo, já são 4 locais com o sinal WiFi em funcionando na Zona Leste, são eles: Praça das Professoras (Itaquera), Praça Dilva Gomes (Penha), Parque Linear Tiquatira (Penha) e a Praça do Forró (São Miguel). Em toda a cidade, além dos locais que estão em operação, outras 24 praças estão com o serviço na etapa de implantação e outros pontos em 65 espaços públicos em fase de projetos, como a Praça Sílvio Romero, no Tatuapé. O Programa de Metas 2013-2016 prevê a instalação de internet livre em 120 praças e parques da capital paulista. O contrato firmado pela prefeitura prevê controle de qualidade, estabilidade de conexão e garantia de banda. Todos os dados que circularem na rede serão protegidos por confidencialidade e não haverá qualquer restrição no conteúdo acessado. O prestador de serviço não está autorizado a filtrar o tráfego por IP de origem ou de destino, por aplicação ou por conteúdo, exceto para cumprir legislação em vigor. As redes possuem um sistema de gestão que permite detectar e evitar possíveis incidentes e cumprir determinações legais e judiciais. Praça Santa Davina Ainda em São...

Leia mais
Sorvete de Gergelim
ago22

Sorvete de Gergelim

Leia mais
A saúde tem de ser saudável
ago22

A saúde tem de ser saudável

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 08h48 – Atualizado às 11h11 Gerson Soares A pauta Saúde no Brasil tem que mudar divulgada por Alô Tatuapé na quarta-feira (20), referente à pesquisa encomendada ao Datafolha pelos Conselho Federal de Medicina (CFM) e Escola Paulista de Medicina (APM), publicada originalmente no Portal Médico do CFM no dia 19 último, repercutiu de forma negativa junto aos setores do governo Federal, relacionados à pasta da Saúde, que lamentaram em nota à imprensa no final da tarde da mesma terça-feira (19), a divulgação da pesquisa ou a forma como ela foi feita através do CFM. Este, por sua vez, emitiu um comunicado no início da tarde do dia 20, quarta-feira, esclarecendo que coube ao órgão que representa a classe médica, apenas a divulgação da pesquisa, procedida de forma autônoma, isenta e idônea. As pesquisas realizadas no país, por institutos como o Ibope, IBGE ou Datafolha são plenamente aceitas pelo governo para aquilo que diz respeito aos seus interesses, como as que indicavam grande vantagem da presidente Dilma Roussef em relação aos demais candidatos à Presidência da República até o início deste ano, que chegaram a apontá-la como vencedora no 1º turno. Apesar das diferenças terem diminuído bastante e o 2º turno já ser uma certeza, as informações das pesquisas anteriores, que apontavam seu total favoritismo, estão sendo usadas atualmente em sua campanha à reeleição, direta ou indiretamente através do marketing. A polêmica sobre os dados coletados em “Opinião dos brasileiros sobre o atendimento na área da saúde”, como o do tópico citado na própria nota emitida à imprensa pelo Ministério da Saúde: “Das pessoas que procuram os postos de saúde, 91,3% conseguiram atendimento, o que demonstra os bons resultados de estratégias como o Mais Médicos”, foram postos para questionar a divulgação das demais apurações divulgadas pelo CFM, que ao contrário disto demonstram a revolta da população com relação ao SUS. Para resumir este pequeno comentário, questionamos: Se 91,3% conseguiram, como ficaram os outros 8,7%? Será que entre eles estão os mortos, vítimas da falta de atendimento? E, pior, a quem o atendimento foi negado, mesmo podendo ser prestado, portanto não se manifestaram? Como nos diversos casos de bebês prematuros, cujas mães são rejeitadas pelo SUS, dos que não encontram leitos de UTI ou as infindáveis esperas por uma simples ressonância magnética. Estes são apenas alguns exemplos, deste acanhado resumo. Note-se o emprego do verbo conseguir (o atendimento) na nota governamental. Conseguir é tido no dicionário, como algo provavelmente inalcançável, difícil de obter. E esta é a verdade que o governo tenta abafar. Porém, a doença causada pela falta de interesse governamental, chama-se insatisfação popular....

Leia mais
Nota de esclarecimento do CFM
ago22

Nota de esclarecimento do CFM

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 11h10 O Conselho Federal de Medicina (CFM) ressalta que os resultados da pesquisa “Opinião dos brasileiros sobre o atendimento na área da saúde” expressam a percepção da população sobre o tema, tendo sido realizada pelo Instituto Datafolha, reconhecido como um dos melhores do país. As conclusões foram organizadas metodologicamente pelos pesquisadores do Datafolha, que fizeram a análise dos resultados com autonomia, isenção e idoneidade, cabendo ao CFM apenas sua divulgação. Para o CFM, a efetiva e real construção do Sistema Único de Saúde (SUS) passa pela transparência e pelo respeito à percepção e às necessidades dos cidadãos, as quais devem pautar as políticas públicas e as decisões dos gestores nas três esferas – União, Estados e Municípios. Somente com o exercício do controle social e da participação popular, o SUS se tornará uma realidade e poderá consagrar seus princípios e diretrizes constitucionais, os quais o estudo do Datafolha e reiteradas denúncias divulgadas pela imprensa mostram que não estão sendo respeitados de forma plena. Finalmente, o CFM repudia comentários que atacam gratuitamente a instituição que representa 400 mil médicos, historicamente participou do processo de construção do SUS e tem outorga legal para agir em defesa da Medicina e da assistência de qualidade. Ao revelar os dados da pesquisa do Datalha, o CFM agiu imbuído do seu senso de responsabilidade e apresentou ao conhecimento público a percepção dos brasileiros, que, como reiterado, diariamente demonstram sua insatisfação com os rumos da saúde do país. CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA (CFM) Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014 às 14h50 Publicado no Portal Médico, órgão do...

Leia mais
Esclarecimentos do Ministério da Saúde sobre pesquisa Datafolha
ago22

Esclarecimentos do Ministério da Saúde sobre pesquisa Datafolha

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 08h42 – Atualizado às 10h30 A pesquisa Datafolha, divulgada nesta terça-feira (19) pelo Conselho Federal de Medicina, reitera desafios importantes para o sistema de saúde e aponta avanços como acesso superior a 84% na maioria dos tipos de serviços avaliados. Das pessoas que procuram os postos de saúde, 91,3% conseguiram atendimento, o que demonstra os bons resultados de estratégias como o Mais Médicos. Dos que utilizaram o SUS, 74% avaliam a qualidade do atendimento com notas superior a 5, sendo que um terço dos entrevistados deram notas entre 8 e 10. Lamentamos a interpretação tendenciosa e parcial dos dados e o esforço do CFM na tentativa de desconstrução do SUS. Ministério da Saúde, Conselho Nacional dos Secretários de Saúde e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde. Nota divulgada à imprensa no dia 19 de agosto de 2014, recebido às...

Leia mais
Rios despoluídos seriam alternativa para abastecimento
ago21

Rios despoluídos seriam alternativa para abastecimento

Quinta-feira, 21 de agosto de 2014 às 20h36 Por Marco Antonio Palermo* O Comitê responsável pelas bacias hidrográficas dos rios Piracicaba, Jundiaí e Capivari autorizou a captação para consumo das águas do rio Jundiaí, classificado, anteriormente, pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) como altamente poluído. O trecho de 22 km de onde serão captadas as águas fica entre as cidades de Itupeva e Indaiatuba, no interior de São Paulo.     Recentemente, o rio foi reclassificado para nível 3 de poluição, condição que viabiliza sua utilização para abastecimento após tratamento avançado. A melhora da qualidade da água ao longo da bacia, principalmente no trecho entre Itupeva e Jundiaí se deu graças aos investimentos em despoluição realizados nos últimos vinte anos. O doutor em engenharia de recursos hídricos Marco Antonio Palermo enfatiza a importância do investimento em despoluição de rios e lagos ao observar a reclassificação do trecho do rio Jundiaí da classe 3 para a 4 no que se refere ao nível de poluição. “Uma vez despoluídos, os corpos d´água podem se prestar para o abastecimento público, dentre outros usos. Passa a ser possível empregar quantidades importantes de água antes impróprias e inaproveitáveis”. Marco Palermo avalia que os investimentos em despoluição que melhoraram a qualidade da água do rio Jundiaí entre as cidades de Itupeva e Jundiaí deveria ser modelo a ser seguido por São Paulo, além de uma alternativa a mais para o abastecimento que passa pela sua pior crise. “Imaginem se os rios Tietê, Pinheiros e Tamanduateí estivessem despoluídos, certamente não seria necessário ir buscar tanta água tão longe e nem recorrer a medidas extremas como utilizar o volume morto dos reservatórios para abastecer as cidades do Alto Tietê”, conclui. *Marco Antonio Palermo é Doutor em Engenharia de Recursos Hídricos, Engenheiro Hidrólogo pelo IHE/Delft, Holanda, foi diretor técnico e financeiro da Agência da Bacia do Alto Tietê e vice-presidente do Comitê da Bacia do Alto Tietê. É membro da Associação Brasileira de Recursos Hídricos e preside o Instituto...

Leia mais
Praça Cel. Sandoval será revitalizada
ago21

Praça Cel. Sandoval será revitalizada

Quinta-feira, 21 de agosto de 2014 às 19h39 Vereador Toninho Paiva e engenheiros da Subprefeitura Mooca vistoriam obra de revitalização e manutenção da Praça Coronel Sandoval de Figueiredo no Tatuapé     Nesta quinta-feira (21) os engenheiros da Subprefeitura Mooca, Francisco Ricardo e Toshio, o coordenador de projetos Edélcio Meggiolaro e o vereador Toninho Paiva vistoriaram a obra iniciada há um mês, na praça que fica próxima à estação Tatuapé do Metrô e que serve como ponto final para diversas linhas de ônibus. A praça será totalmente reformada e revitalizada com recursos obtidos através de emenda parlamentar do Vereador Toninho Paiva, no valor de R$ 120.000,00. Segundo sua assessoria, serão utilizados 56 metros cúbicos de concreto para calçadas, guias, recuperação do piso em concreto estampado, colocação de grama nova, poda das árvores, colocação de bancos novos e remodelação de toda a iluminação do local. Além disso, o vereador vai solicitar a ampliação do policiamento desta área. A previsão de término da obra é de no máximo 30 dias, disse João Fernando Blumenschein, coordenador de obras da empreiteira responsável. Ele disse que falta pouco para concluir a primeira parte, pois a praça é dividida em dois espaços, sendo um deles terminal de...

Leia mais
História do roubo na Idade Média
ago21

História do roubo na Idade Média

Quinta-feira, 21 de agosto de 2014 às 19h39 Estudo sobre o roubo na Idade Média ajuda a compreender as relações sociais do período Por Diego Freire Agência FAPESP – O livro Uma história do roubo na Idade Média, de Marcelo Cândido da Silva, professor de História Medieval da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP), resgata registros sobre o crime em diversas situações durante a Alta Idade Média, período entre a queda do Império Romano do Ocidente e o ano 1000, para entender as relações sociais da época. Publicada com apoio da FAPESP na modalidade Auxílio à Pesquisa – Publicações, a obra teve como fontes a legislação real do período, textos canônicos, testamentos e hagiografias – tipo de biografia sobre a vida de santos católicos –, entre outros documentos. “Os registros são poucos, se comparados aos de outros períodos da Idade Média, mas revelam muitas especificidades das sociedades de então”, disse o autor à Agência FAPESP. O objetivo é elucidar, por meio do estudo das percepções do roubo no período, os processos medievais de construção das relações sociais. “As disputas em torno dos bens são um aspecto pouco estudado da natureza do poder na Idade Média. Além do mais, as normas de combate ao roubo reforçam e explicitam as hierarquias sociais, na medida em que a intensidade da punição era resultado do status da vítima e não do valor do bem roubado”, explicou Cândido da Silva. De acordo com o livro, as penas serviam para proteger e de alguma forma restaurar a honra e a dignidade de quem era roubado. “O valor dos bens não tinha uma importância central. A penalidade era maior na medida em que a vítima era de uma categoria social mais elevada. Trata-se de uma legislação que tem o objetivo de preservar e proteger a honra e a dignidade de um estatuto social”, observou o autor. O vocabulário dos documentos analisados reforça esse aspecto. “Os textos preocupam-se muito em destacar o roubo como um ataque à honra, não aos bens ou à propriedade.” Isso ajudaria a entender características das sociedades feudais iniciais. “Nelas não existe uma contabilidade racional em torno da definição do valor das coisas. Claro que isso tinha importância, mas ficava em segundo plano diante do valor dos estatutos sociais.” O roubo é tratado como um dos crimes mais severamente punidos nas antigas leis. A resolução dos conflitos também ocorria à margem dos tribunais, pela faida – a vingança familiar. A violência medieval Na primeira parte do livro, o autor apresenta um panorama das mais recentes percepções dos historiadores sobre o papel das normas na construção...

Leia mais
Marina Silva está animada e confiante, diz Pedro Simon
ago20

Marina Silva está animada e confiante, diz Pedro Simon

Quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 18h48 – Atualizado às 21h05 Karine Melo e Carolina Gonçalves – Repórteres da Agência Brasil Edição: Lílian Beraldo A ex-senadora Marina Silva passou a manhã de hoje (20) na Fundação João Mangabeira, em Brasília, onde se reuniu com assessores e lideranças políticas, entre elas, o deputado federal Beto Albuquerque (RS), o presidente do PSB, Roberto Amaral, e os governadores Renato Casagrande (ES) e João Lyra (PE). O senador Pedro Simon (PMDB-RS), amigo pessoal de Marina, disse que veio ao seu encontro para dar alguns “palpites” sobre a campanha.     Simon disse que Marina está animada, confiante e firme. “A Marina é a candidata da esmagadora maioria do Brasil e quer mudar”, disse. Segundo ele, Marina achou “ótima” a escolha do deputado federal Beto Albuquerque, líder do PSB na Câmara, para acompanhá-la como vice na chapa. Simon destacou que o fato de Albuquerque não ser conhecido nacionalmente não deve ser motivo de preocupação para o PSB que queria um nome que simbolizasse a legenda. “A linha dele é correta, ele é bom de tribuna e tem uma boa biografia. Ele é jovem, é brilhante, grande orador, tinha uma intimidade muito grande com Eduardo Campos e tem com a Marina. É importante para a afirmação do partido”, explicou. Para compor a chapa, Albuquerque, que era candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, teve que abrir mão da disputa no estado. Pedro Simon, que poderia assumir a candidatura, descartou qualquer possibilidade de campanha alegando problemas de saúde, mas garantiu que Marina terá o apoio do PMDB no território gaúcho.     As articulações entre Marina e outros políticos ocorreram ao mesmo tempo em que parlamentares e dirigentes do PSB se reuniam para construir uma carta reafirmando os compromissos de Eduardo Campos e apoiando a nova composição da chapa. O documento será apresentado na reunião da Executiva Nacional do partido marcada para as 15h de hoje em Brasília, quando o PSB oficializa a chapa com os nomes de Marina Silva e Beto Albuquerque. Em nota, o PPS reafirmou o compromisso com a coligação. “Temos a certeza de que a chapa Marina Silva e Beto Albuquerque honrará o compromisso de Eduardo de não desistir do Brasil, mantendo acesa a chama da mudança. O PPS compromete-se com a candidatura de Marina-Beto Albuquerque com o mesmo empenho e com a mesma dedicação com que se lançou como partícipe do projeto Eduardo-Marina”, disse em nota o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, que se reuniu com a Executiva Nacional do partido hoje...

Leia mais
Saúde no Brasil tem que mudar
ago20
Leia mais
Marina Silva é oficializada candidata à presidência
ago20

Marina Silva é oficializada candidata à presidência

Quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 20h27   Marina Silva foi oficializada pelo PSB como candidata à Presidência da República na tarde de hoje (20).       A notícia já era esperada desde sábado (16). Com a mudança assumem também novos coordenadores de campanha. O assessor da ex-senadora, deputado Walter Feldmann assumirá ao lado de Carlos Siqueira do PSB a coordenação-geral da campanha. Segundo, divulgado pela Folha de São Paulo, Marina irá manter a postura assumida com Eduardo Campos quanto aos palanques e não deverá compartilhá-los em São Paulo, Paraná e Santa...

Leia mais
Conselho de Ética aprova cassação de André Vargas
ago20

Conselho de Ética aprova cassação de André Vargas

Quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 18h48 Parecer pela perda de mandato do ex-primeiro vice-presidente da Câmara dos Deputados, ainda terá de ser analisado pelo Plenário, agora em votação aberta, antiga reivindicação do deputado federal Ricardo Izar, falecido no dia 2 de maio de 2008, que no cargo de presidente reclamava durante o julgamento dos acusados do Mensalão: “O Conselho de Ética condenou os envolvidos e o Plenário absolve devido à votação ser fechada. Se o voto fosse aberto seria diferente”. Ricardo Izar Jr., depois de ser eleito deputado federal em 2010, foi escolhido e assumiu o antigo cargo do pai em abril de 2013. Ainda caberá recurso da decisão.     Reportagem – Emanuelle Brasil Edição – Marcelo Oliveira O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar aprovou nesta quarta-feira (20), por unanimidade, o parecer do deputado Júlio Delgado (PSB-MG) que recomenda a perda de mandato do deputado André Vargas (PT-PR) em razão de conduta incompatível com a atuação parlamentar. Dessa decisão cabe recurso à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Conforme o relatório apresentado por Delgado, Vargas quebrou o decoro parlamentar ao ter atuado na intermediação junto ao Ministério da Saúde em favor do laboratório Labogen, do doleiro Alberto Youssef, preso em março por participação em esquema de lavagem de dinheiro. O parecer enfatizou ainda o alto custo da alocação da aeronave usada por Vargas – cerca de R$ 105 mil –, quantia que foi financiada pelo doleiro. De acordo com Delgado, a votação do relatório reforça a missão do conselho de prestar contas à sociedade da atuação parlamentar, principalmente quando há suspeitas de corrupção. “O deputado André Vargas insere-se no contexto de uma imensa rede criminosa especializada na lavagem de dinheiro e na evasão de divisas como o agente responsável por abrir as portas de órgãos da administração pública para que a Labogen pudesse voltar a atuar no mercado bioquímico, principalmente em parcerias com o próprio governo”, diz a conclusão do parecer do relator.     A deputada Rosane Ferreira (PV-PR), favorável à cassação, defendeu que a investigação fosse ampliada para apurar a possibilidade de tráfico de influência no Ministério da Saúde em favor do laboratório Labogen. Defesa O advogado de André Vargas, Michel Saliba, considerou exagerada a punição e enfatizou o desrespeito ao devido processo legal nas investigações conduzidas pelo conselho. Segundo ele, a sanção de perda de mandato foi “extremamente desproporcional”, tendo em vista que, “em investigações anteriores, motivadas por razões mais graves, concluiu-se pela pena de suspensão”. Para Saliba, houve violação ao princípio da ampla defesa e “atropelamento” dos prazos regimentais. “As testemunhas foram ouvidas antes de o acusado defender-se...

Leia mais
A família é um bem imutável, o porto seguro
ago20

A família é um bem imutável, o porto seguro

Quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 9h – Atualizado às 15h21 Gerson Soares Se os defensores do uso de drogas e liberação da maconha acham que a vida é um passatempo e ficar chapado, o tempo, todo numa eterna viagem, os faz mais desafiadores e interessantes, ninguém pode lhes dizer sim ou não. Cada cabeça uma sentença ou cada um, cada um.     As pessoas que trabalham, estudam, pensam no amanhã, dando atenção àquilo que seus pais recomendam e acreditam no progresso pessoal, possuem o direito de sair de casa e sentir apenas o cheiro da terra molhada pela chuva, das flores e até da poluição numa cidade como São Paulo. Mas não precisam sentir-se ameaçadas por usuários de drogas que tomam as calçadas, os lugares nas praças e hostilizam quem não está na mesma sintonia. Um homem tem o direito de criar sua família sem que seus filhos imaginem que esta passagem pela vida deva ser vivida em transe. A mãe tem o direito de amamentar seu filho em casa sem que as janelas tragam das ruas o cheiro das baforadas de maconha ou o clarão do crack – menciono este entorpecente terrível por estar sendo tão difundido entre os jovens como a maconha. Esta lhe abre as portas, para arruinar famílias por todo o país, nas grandes capitais e mais recentemente se espalhando pelo interior. Os valores mais básicos da humanidade estão sendo invertidos a cada dia. Mas, uma família ainda tem o mesmo direito de levar uma vida saudável, porquanto o usuário de maconha em querer se drogar. Deve prezar para que seus filhos em formação, não pensem ser mais correto usar drogas do que estudar, se divertir, namorar e ser feliz.   Problemas causados pelo uso de maconha e as diferenças entre a liberação e descriminalização. Selecionamos dois links para leitura por sua simplicidade e força esclarecedora. Porém, existem várias outras opções aos que desejarem se aprofundar no assunto.   Assuntos relacionados Entrevista com o Dr. Dráuzio Varella: Maconha Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas da Unifesp – Escola Paulista de Medicina: 21 questões sobre a...

Leia mais
Convivência social com usuários de maconha
ago20

Convivência social com usuários de maconha

Quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 8h45 – Atualizado às 15h07 Gerson Soares Aos que defendem a liberação desse entorpecente, num país tão atrasado quanto o Brasil, faço algumas sugestões. Mas, antes de prosseguir, cabe aqui um parêntese, para lembrar que o atraso mencionado se refere às bases estruturais e institucionais do país, que envolvem, por conseguinte, as esferas da justiça e a educação.     Sugiro que quando falarmos em liberação ela comece pela casa de quem assim pensa. Se for a favor da liberação, que implica no livre comércio e acesso ainda mais facilitado, no caso de ser ou ter usuários em família, que permita o uso da droga em seu lar, já que seria incoerente defender o uso apenas longe das próprias vistas, porém perturbando a tranquilidade de quem não comunga com esse pensamento. O direito de usar drogas deve ter a mesma relevância para os contrários, que não compartilham da ideia. Ninguém é obrigado a assistir o uso de drogas em frente sua casa, seu local de trabalho, seu colégio ou parquinho de diversões de uma praça pública. Assim como não deveria se interpor ao livre arbítrio do usuário estando ele no interior do seu domicílio. Muito parecido com o que acontece hoje com o tabagismo. Portanto, na casa de quem defende a liberação, depois do jantar, será possível chamar a família e sentarem-se todos para fumar maconha. É lógico respeitando as preferências. Imaginemos esta situação: o pai, a mãe, o vovô e a vovó, assistindo TV ou curtindo uma música bacana. A mamãe amamentando seu bebê, que muito mais novo chegou de surpresa, um presente para a família. Enquanto isso, os dois filhos mais velhos, um menino e uma menina, digamos com 13 e 15 anos, fumam maconha e tomam bebidas alcoólicas para curtir o som com os familiares. O leite materno certamente teria um gosto diferente. Agora pensemos em outra situação. Um garoto que completou 16 anos assim que concluiu o ensino médio. Opa! Este deve ser estudioso, esta é uma façanha, um orgulho para os pais, que trabalham o dia inteiro fora e ralam para dar-lhe essa oportunidade. Quando o rapaz sair para o primeiro dia no estágio de informática que arranjou por sorte e competência, na área que pretende cursar, encontra seus amigos fumando maconha na porta de casa, ali mesmo na esquina da sua rua. Ele sabe que alguns já estão em outro nível: cheiram cocaína e fumam crack. Não quer se integrar a isso, sente-se ameaçado pelos outros que o hostilizam por ser diferente. Os pais do garoto não fumam maconha, não gostam e nem teriam tempo para...

Leia mais
Caminhos difíceis no uso de drogas
ago20

Caminhos difíceis no uso de drogas

Quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 08h30 – Atualizado às 15h06 Gerson Soares O pior efeito da maconha é o caminho que a droga conduz, principalmente aos de mente mais fraca. Após os primeiros passos, o usuário é normalmente levado a experimentar crack, cocaína, comprimidos dos mais variados como o ecstasy, por exemplo. Daí pode chegar facilmente às drogas injetáveis, como a morfina, a heroína e à própria cocaína, que significam o auge da loucura e o fim daquilo que se entende como vida normal. As misturas que são processadas pelos traficantes para aumento de volume e dos lucros, mais as adições de substâncias desconhecidas, podem levar o usuário a óbito quando injetadas.     Exagero? Se um jovem quiser se adequar a um determinado grupo deverá seguir os mesmo passos deste, é o que determina a convivência social. As facilidades com as redes e internet criaram um universo de oportunidades tanto para erguer quanto para humilhar quem não se comporta de acordo com os grupos. Muitas vezes agem de acordo com a maioria até mesmo contra a própria vontade para se integrar. Afinal, quando falamos em uso de maconha, por acaso pensamos no processo que a envolve? Quem planta, quem vende e como ela chega até o consumidor final, formados principalmente por jovens e adolescentes? Ora, a resposta é simples. As drogas provêm do tráfico que alimenta uma série de outros crimes e queiramos ou não, quando um jovem de classe média alta ou um adolescente da periferia acende um cigarro de maconha está alimentando o comércio ilegal que fatura milhões de reais, só no...

Leia mais
Liberar e descriminalizar a maconha
ago20

Liberar e descriminalizar a maconha

Quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 08h14 – Atualizado às 15h05 Gerson Soares A liberação do uso da cannabis sativa, muito mais conhecida como maconha, é um debate cada vez mais acirrado. Acontece que existe diferença entre liberar e descriminalizar. O uso desse entorpecente está cada vez mais flagrante. A liberação, pelo menos na cabeça dos que tem interesse nessa atividade, ademais seu consumo, é um promissor ramo de negócios. Segundo esses, já deveria ter sido liberada.     Já era comum fumar maconha nas praias desertas e nas praças mais recônditas, agora é comum fumar maconha nas orlas movimentadas, ruas e avenidas, próximo aos bares e casas de diversão, nas esquinas, ruelas mais escondidas e até ao lado de postos policiais e viaturas, onde o cheiro da erva já pôde ser apreciado. Lembrando que portar apenas um baseado é crime no Brasil. Fumar maconha é o primeiro passo para o uso de outras drogas e se não for o início para os principiantes está entre os entorpecentes menos agressivos, comumente comparado ao uso de álcool e cigarros. Mas não é bem assim. O uso contínuo de maconha causa problemas mentais e perturbações que afastam o usuário de atividades onde o raciocínio é altamente exigido, como nos estudos, que requerem o armazenamento de informações de grau mais elevado. É prejudicial à saúde e vicia – existe uma corrente de analistas que acreditam nisso e outra que diz ser apenas um vício psicológico. Estas conjecturas superficiais deixam de lado efeitos como a diminuição dos espermatozoides ou a inibição da ovulação, dentre outros. Estes são alguns fatores que levam juristas e médicos contrariarem a liberação e até mesmo a descriminalização dessa droga, uma porta escancarada para outras muito mais...

Leia mais
Ibirapuera completa 60 anos nesta quinta
ago19
Leia mais
Missa de 7º dia em memória de Eduardo Campos
ago19

Missa de 7º dia em memória de Eduardo Campos

Terça-feira, 19 de agosto de 2014 às 19h03 Celebração em memória de Campos reúne políticos em Brasília Luana Lourenço e Karine Melo – Repórteres da Agência Brasil Edição: Talita Cavalcante Políticos de vários partidos e autoridades participaram hoje (19), na Catedral de Brasília, da missa de sétimo dia em memória do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, vítima de acidente aéreo em Santos (SP), na última quarta-feira (13). A candidata Marina Silva, que deve ser oficializada amanhã (20) como sucessora de Campos na chapa, chegou acompanhada do marido, da filha e do líder do PSB no Senado, Rodrigo Rollemberg (DF).     A presidenta Dilma Rousseff, que está em viagem oficial a Rondônia, foi representada pelo vice-presidente, Michel Temer, e pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. Também participaram da cerimônia os parlamentares das bancadas do PSB na Câmara e no Senado, assessores da coligação Unidos pelo Brasil, liderada pelo PSB, além de ministros do Tribunal de Contas da União (TCU), do qual a mãe de Campos, Ana Arraes, faz parte. A missa foi concelebrada pelo arcebispo de Brasília, dom Sergio da Rocha, e os bispos auxiliares dom Leonardo Steiner e dom Marcony Vinicius Ferreira e lotou a Catedral Metropolitana de Brasília. Durante a homilia, dom Sérgio da Rocha lembrou de Eduardo Campos como um homem que valorizou a família e que, mesmo na vida pública, manteve as convicções ligadas à fé. “Ele valorizou a família de modo muito concreto, por meio de seu testemunho pessoal, e, por ser vocacionado para a vida política, ele alargou seu afeto, fazendo do povo brasileiro sua grande família”, destacou.     Após a homenagem, a expectativa era que no fim da tarde de hoje, lideranças do PSB se reúnam para acertar os últimos detalhes da reunião da Executiva do partido, marcada para amanhã. No encontro desta quarta-feira deve ser oficializado o nome de Marina como candidata da sigla e apresentado o indicado a vice-presidente. Um dos coordenadores da campanha presidencial do PSB, Mauricio Rands, disse que a morte de Campos e a substituição do candidato não vão alterar as bases do programa de governo apresentado pela coligação Unidos pelo Brasil. Rands é um dos principais interlocutores do PSB com a Rede Sustentabilidade, fundado por Marina, e que aguarda registro do Tribunal Superior Eleitoral. Para se candidatar, a ex-senadora teve que se filiar ao PSB. Segundo Rands, Marina deve apresentar, nos próximos dias, uma carta confirmando os compromissos firmados entre ela e Campos na formação da aliança. A família de Eduardo Campos participa hoje, às 20h, de uma missa na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na zona norte do...

Leia mais
Mosca é perigo para humanos
ago19

Mosca é perigo para humanos

Leia mais
Cidade iluminada e colorida
ago19

Cidade iluminada e colorida

Terça-feira, 19 de agosto de 2014 às 17h34 Principais vias e monumentos da cidade ganham iluminação por meio de LEDs.Um dos objetivos é tornar a cidade mais atrativa, diz Simão Pedro, secretário de Serviços. Dona de um dos maiores parques luminotécnicos do mundo, com cerca de 580 mil pontos, São Paulo é a primeira cidade brasileira a ter uma especificação de luminárias LED homologada para uso na iluminação pública. Nos monumentos em que as fachadas são destacadas pela iluminação, as lâmpadas de LED também estão presentes. O sistema instalado durante o mês de maio em lugares como o Monumento às Bandeiras, Biblioteca Mário de Andrade, Viaduto do Chá, Pátio do Colégio, pontes do Tatuapé, das Bandeiras e Estaiada Otávio Frias permite a alternância de cores. Assim, as cores verde e amarela que homenagearam a Copa podem dar lugar para outras que simbolizem diversas causas sociais. O caso mais recente é o da Biblioteca Mário de Andrade que, até o final de agosto, terá sua fachada iluminada nas cores da bandeira palestina. De acordo com o secretário de Serviços, Simão Pedro, a adoção de novas tecnologias reforça o compromisso da cidade em oferecer mais qualidade de vida aos cidadãos e torná-la mais atrativa para os turistas. Fonte: Ilume / Secretária de...

Leia mais
Aumento de 800% no consumo de ritalina alertam especialistas
ago19
Leia mais
A ortografia volta à discussão
ago19

A ortografia volta à discussão

Terça-feira, 19 de agosto de 2014 às 15h37   Acordo ortográfico será discutido em audiências públicas e poderá levar a novas alterações. O professor Ernani Pimentel, idealizador do projeto Simplificando a Ortografia, é um dos coordenadores do grupo de trabalho criado na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) para discutir o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Ele pretende ampliar a discussão sobre a Língua Portuguesa e levar além do estágio atual as transformações no idioma. Segundo sua avaliação, o acordo ortográfico precisa ser repensado. O professor Ernani Pimentel, idealizador do projeto Simplificando a Ortografia, é um dos coordenadores do grupo de trabalho criado na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) para discutir o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Ele pretende ampliar a discussão sobre a Língua Portuguesa e levar além do estágio atual as transformações no idioma. Segundo sua avaliação, o acordo ortográfico precisa ser repensado. “O acordo foi concebido em 1970, assinado em 1990 e promulgado em 2008. Já nasceu defasado”, analisa ele. O objetivo final do ciclo de debates, explica o professor, é levar propostas a respeito do acordo para exposição no Seminário Internacional Linguístico-Ortográfico da Língua Portuguesa, que será realizado em Brasília no mês de setembro. No evento, as melhores ideias serão selecionadas pelos participantes, que são especialistas e profissionais da Língua Portuguesa. Depois disso, audiências públicas amplificariam o assunto. Na visão de Pimentel, o que está em jogo é o próprio ensino da língua. “O acordo mantém regras que estão dissociadas da didática moderna. É tão cheio de incoerências que nenhum professor em sã consciência pode dizer que o entende completamente”, critica. Sua intenção, expressa no nome de seu projeto, é simplificar normas ortográficas. Ele acredita que muitas são mantidas por motivos que não fariam mais sentido. “A grafia de certas palavras só tem explicação pela etimologia. Mas ninguém se preocupa mais em saber a origem das palavras. Então temos regras inaplicáveis, que não são práticas. Podemos eliminar algumas delas e facilitar o aprendizado”. Por outro lado, o linguista Carlos Alberto Faraco, da Associação Brasileira de Linguística (Abralin), acredita que o país já está bem organizado em torno da proposta original do acordo e não vê razão para que se reabra a discussão da ortografia. “No momento, é absolutamente prioritário o fechamento do círculo do acordo, que veio não para reformar a ortografia, mas apenas para dissolver a dualidade de ortografias oficiais que estavam criando constrangimentos à internacionalização da nossa língua”, opina ele. Faraco acredita que o Brasil já está pronto para adotar definitivamente as normas do acordo ortográfico de forma exclusiva, o que só está previsto para acontecer em 2016. Atualmente, vive-se...

Leia mais
Jovens bebem cada vez mais cedo
ago19

Jovens bebem cada vez mais cedo

Terça-feira, 19 de agosto de 2014 às 15h20 Venda de bebida alcoólica a menores poderá resultar na interdição do estabelecimento. O Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/1990) proíbe a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos. A pena para quem insistir na prática é de dois a quatro anos de prisão, além de pagamento de multa. O projeto do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) amplia essa punição, com a possibilidade de interdição do estabelecimento por até 30 dias.     Ainda de acordo com o PLS 10/2014, que aguarda votação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, os empresários ou responsáveis por estabelecimentos que vendem bebidas com álcool devem pedir documentos para comprovar que o comprador é maior de idade. A mesma exigência vale para garçons e demais atendentes. A proposta do senador também altera a Lei 9.294/1996, que trata de restrições ao uso e a propaganda de cigarros, bebidas, remédios, terapias e defensivos agrícolas. O projeto determina que nos lugares que vendem bebidas alcoólicas devem ser fixados cartazes com advertências quanto ao consumo de álcool e lembrando que quem dirige após ter bebido pode ser até preso. Um estudo da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgado em janeiro de 2014 mostrou que no continente americano o álcool é responsável por 80 mil mortes por ano. O país com maior taxa de mortalidade é El Salvador (27,4 em 100 mil mortes por ano), seguido por Guatemala, Nicarágua, México e Brasil, com 12,2 para 100 mil mortes anuais. O senador Flexa Ribeiro apresentou dados de uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) no estado de São Paulo segundo a qual 18% dos adolescentes entre 12 e 17 anos de idade bebem de forma regular. O consumo começa, em média, aos 13 anos; e quatro entre dez menores não enfrentam quaisquer dificuldades para comprar a bebida. “Um paulista é internado a cada vinte minutos no estado por problemas relacionados ao uso do álcool, que vão de intoxicação por abuso pontual até cirrose, problemas cardíacos e câncer”, acrescentou Flexa. Fonte: Agência...

Leia mais
Tratamentos de água
ago19

Tratamentos de água

Terça-feira, 19 de agosto de 2014 às 14h45 Por Roberto Naime* Os tratamentos de água são necessários para águas residuárias de sistemas industriais ou para os esgotos coletados nas áreas com populações. Objetivam devolver características físico-químicas às águas, antes das mesmas serem dispostas ou retornarem aos sistemas hídricos naturais, superficiais ou subterrâneos.   Os tratamentos envolvem vários tipos de processos, desde a remoção física dos poluentes, passando por processos químicos e podendo ser finalizados por refinamentos biológicos. Existem tratamentos denominados primários, secundários e terciários, cada um deles sendo constituído de vários processos unitários individuais. Processos unitários é a denominação que se dá para cada procedimento físico ou químico que integra o elenco de ações que objetiva dotar o efluente residuário considerado, de condições para retornar ao fluxo natural das águas sem causar danos e impactos ambientais. Os denominados tratamentos primários são constituídos por processos físico químicos, por coagulação e floculação das águas residuárias e objetivam a remoção de poluentes inorgânicos, materiais insolúveis, metais pesados, matéria orgânica não-biodegradável, sólidos em suspensão e outros. O tratamento físico-químico por coagulação-floculação difere muito pouco dos sistemas empregados no tratamento de água bruta para abastecimento público, onde sua concepção básica consiste em transformar em flocos as impurezas em estado coloidal e as suspensões, para posteriormente remover estes materiais em decantadores. A floculação é obtida com coagulantes químicos como os sais de Alumínio e Ferro, que reagem com a alcalinidade contida ou adicionada nas águas residuárias para correção do pH muito ácido, formando hidróxidos que desestabilizam coloides e partículas em suspensão. Para obtenção de eficiência nos tratamentos, é necessário escolher os processos de forma adequada. Os processos físico-químicos são recomendados na remoção de poluentes inorgânicos, metais pesados, óleos e graxas, sólidos sedimentáveis e sólidos em suspensão através de processos de coagulação-floculação e remoção de matérias orgânicas não-biodegradáveis e sólidos dissolvidos, por precipitação química. A remoção de compostos ocorre através de oxidação química. Na remoção de sólidos voláteis, dissolvidos e em suspensão, o tratamento biológico é mais indicado. Para remover sólidos fixos dissolvidos, são necessários tratamentos mais avançados como troca iônica, adsorção em leitos de carvão ativado e outros. Na escolha do tratamento, a relação entre Digestão Química de Oxigênio (DQO) e Digestão Biológica de Oxigênio (DBO) é o parâmetro definidor fundamental: 1) o caso em que a DQO seja o dobro da DBO, é provável que parte da matéria orgânica seja biodegradável, podendo ser adotados tratamentos biológicos convencionais; 2) na hipótese do DQO ser muito além do dobro da DBO (3 ou 4 vezes maior), é provável que grande parte da matéria orgânica não seja biodegradável e tratamentos químicos podem ser mais adequados; caso haja...

Leia mais
Pesquisa propõe nova interpretação para emissões solares
ago18
Leia mais
Campos já mudou o Brasil
ago18

Campos já mudou o Brasil

Segunda-feira, 18 de agosto de 2014 às 10h06 – Atualizado às 19h06 De uma forma ou de outra, Eduardo Campos mudou o Brasil. Gerson Soares Como disse neste final de semana, um emérito professor de Física, para obter-se uma reação é necessário haver massa crítica. Eduardo Campos, com seu sorriso que resplandecia no olhar claro estava predestinado a mudar o Brasil e nem mesmo ele sabia disso. Mas, acreditava e disse: “Nós não vamos desistir do Brasil”. Sua frase ainda ficará na memória por muito tempo e as palavras estarão eternizadas nas imagens de sua despedida.       Menos conhecido no sudeste do que na região nordestina, onde se sobressaiu com políticas importantes, Campos vinha num crescente entendimento com a classe empresarial brasileira que vislumbrava nele as perspectivas de mudanças para fazer o país voltar a crescer. Setores progressistas e populares também enxergavam com bons olhos o jovem estadista. Campos desenvolveu-se num meio familiar voltado para a política, dela se alimentou, cresceu e se destacou, a ponto de pleitear o mais alto posto eletivo do país. Era a esperança de uma nova linhagem política no país que clama por mudanças urgentes. Com Miguel Arraes, pai de Ana sua mãe, embrenhou-se certamente pelas mais longínquas e pequenas distâncias que separam o Brasil irreal daquele verdadeiro, onde as necessidades humanas mais elementares foram esquecidas. Em que a dádiva de ter apenas água para beber é capaz de suplantar a dor da doença e até a fome, essa outra calamidade que também deve ter cruzado seus caminhos em seu assaz desejo de ser saciada por um prato de comida, numa das regiões mais castigadas. A morte trágica e surpreendente de Eduardo Campos, tão rápida quanto a explosão que lhe ceifou a vida e a promissora carreira política, provocou imediata comoção e mudança na atitude do povo brasileiro, por tradição indiferente à política. Sua morte, no mesmo dia em que nove anos atrás falecia o avô, 13 de agosto, levou muita gente à reflexão; um breve olhar para o quanto é preciso amadurecer politicamente e todo o sacrifício necessário para que o país atinja maturidade para reivindicar seus anseios e a forma como o fará. Campos deixa um legado com sua repentina ascensão e morte, ao mesmo tempo em que abre as portas para que a vice de sua chapa, Marina Silva – mulher de fibra e opinião forte – tome as rédeas da carruagem em que viajavam; um terreno pedregoso de dificuldades a serem vencidas. Ela mesma impedida de disputar a Presidência da República sob sua própria legenda, por manobras que impossibilitaram o registro do seu partido Rede Solidariedade. Através de...

Leia mais
Definição da chapa do PSB, só sai na quarta-feira
ago18

Definição da chapa do PSB, só sai na quarta-feira

Segunda-feira, 18 de agosto de 2014 às 12h01 – Atualizado às 17h19 Qualquer decisão passará por Renata e Marina, diz presidente nacional do PSB Agência Brasil Ivan Richard – Enviado Especial Edição: Talita Cavalcante O presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, disse há pouco, em reunião do partido no Recife, que qualquer decisão da sigla sobre o nome que substituirá Eduardo Campos na disputa à Presidência passará por Renata Campos, viúva do ex-presidenciável, e por Mariana Silva, vice na chapa Unidos pelo Brasil.     “Vamos conversar com os cinco partidos e depois vamos conversar com a Marina e com a Renata para tomarmos nossa decisão”, disse Amaral. O presidente do PSB de Pernambuco, Celino Guedes, destacou que Eduardo Campos morreu fazendo política. “Então, com certeza, ele iria querer que continuássemos a campanha”, disse ao responder se é cedo para tal discussão. Sobre especulações de que Renata pudesse integrar a chapa como vice de Marina, Amaral disse que a viúva de Campos “pode ser o que ela quiser”, mas que o partido aguarda uma posição dela. “Não posso dizer nada antes de conversar com ela e respeitá-la. É uma mulher que vocês estão vendo, que se supera com as dificuldades”. Renata Campos é filiada ao PSB de Pernambuco. Um dia após o enterro do ex-governador de Pernambuco, o PSB no estado decidiu promover uma reunião hoje, que havia sido convocada por Eduardo. Segundo Amaral, a própria viúva pediu a manutenção do encontro para tratar de questões estaduais, como forma de mostrar unidade em torno do nome de Paulo Câmara na disputa pelo Palácio do Campo das Princesas. O presidente do PSB voltou a dizer que o substituto de Campos deve ter o compromisso com os ideais dele e com o combate às desigualdades sociais. No último sábado (16), o presidente do partido afirmou que a decisão só sairá nesta quarta-feira. “É a Executiva Nacional que vai decidir o nosso candidato à Presidência e à vice. Nos reuniremos na quarta-feira, às 15h, na sede do partido, em Brasília. Antes disso, qualquer coisa é especulação. Não tomaremos nenhuma decisão antes de enterrar o Eduardo”, disse Amaral ao deixar a casa da família de Campos, no Recife. Dentro do partido, o nome do deputado federal Beto Albuquerque (RS) surge com grande força para ocupar a vaga de vice, apesar do apelo em torno do nome da viúva. “A Renata pode ser candidata à vice, à Presidência, ela é um quadro excepcional. Vocês não fiquem vendo a Renata como a esposa de Eduardo. Ela é um quadro político da maior importância e uma fortaleza extraordinária. Se ela autorizar, o nome será considerado”, frisou...

Leia mais
Marina já empata com Aécio
ago18

Marina já empata com Aécio

Datafolha aponta empate técnico entre Marina Silva e Aécio Neves Karine Melo – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger A primeira pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial, realizada depois da morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB), foi publicada nesta segunda-feira (18) e aponta a presidenta Dilma Rousseff com 36% das intenções de voto. Em um cenário com Marina Silva ocupando a vaga deixada por Campos, que deve se confirmar oficialmente até quarta-feira (20), a ex-senadora aparece com 21% das intenções de voto, seguida pelo candidato do PSDB, Aécio Neves com 20%. Nesta simulação, Marina e Aécio aparecem em empate técnico na segunda colocação e devem disputar uma das vaga para o segundo turno.       Entre os demais candidatos, o Pastor Everaldo (PSC) soma 3% das intenções de voto. Zé Maria (PSTU) e Eduardo Jorge (PV) aparecem com 1%. Luciana Genro (PSOL), Rui Costa Pimenta (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) não pontuaram. Na simulação com Marina como candidata, os números de voto nulo ou em branco caíram 5%. Na última pesquisa, ainda com Campos, esse grupo somava 13% e, agora, recuou para 8%. Indecisos eram 14%, caindo para 9% nesta pesquisa. O Datafolha também ouviu eleitores em um cenário sem nomes para substituir Campos. Nessa simulação, Dilma tem 41% das intenções de voto, Aécio aparece com 25%, Pastor Everaldo com 4%; Zé Maria, Eduardo Jorge, Luciana Genro e Rui Costa Pimenta somam 1% cada. Brancos e nulos somam 13% e indecisos 12%. Na resposta espontânea, em que a intenção de voto é declarada sem a sugestão de nomes, a presidente Dilma lidera com 24%, Aécio aparece com 11% e Marina com 5%. Na última pesquisa, a candidata do PT tinha 22%, contra 9% do tucano. Na última pesquisa divulgada pelo Datafolha em meados de julho, quando Campos era o candidato do PSB, Dilma tinha 36% das intenções de voto diante de 20% de Aécio e 8% de Campos. O Pastor Everaldo (PSC) aparecia com 3%. José Maria (PSTU), Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro, Rui Costa Pimenta (PCO) e Eymael (PSDC) tinham 1% cada. Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) não pontuavam. Brancos e nulos somavam 13% e indecisos, 14%. O levantamento Datafolha foi realizado entre 14 e 15 de agosto, com 2.843 eleitores em 176 municípios do país. A pesquisa está registrada no TSE sob o protocolo BR-00386/2014, tem margem de erro máxima de 2 pontos porcentuais e nível de confiança de...

Leia mais
“Guerreiro do povo brasileiro”
ago18
Leia mais
Comovente adeus a Eduardo Campos
ago18

Comovente adeus a Eduardo Campos

Leia mais
Descoberta abre caminho para nova geração de quimioterápicos
ago15
Leia mais
Ayrton Senna Racing Day
ago15

Ayrton Senna Racing Day

Sexta-feira, 15 de agosto de 2014 às 18h46 A 11ª Maratona de Revezamento Ayrton Senna Racing Day será realizada em 16 de novembro no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e faz parte do calendário de ações do ano comemorativo de 2014, em que celebramos 20 anos do legado do tricampeão mundial de Fórmula 1.   Faça sua inscrição Informações e...

Leia mais
A expressão gráfica na educação
ago15

A expressão gráfica na educação

Sexta-feira, 15 de agosto de 2014 às 18h16   Instituto Ayrton Senna Eixo Temático: Educação e Tecnologia Por Simone da Silva Soria Medina, Ana Maria Petritis Liblik e Keilla Cristina Arsie Comunicadores e educadores têm realizado estudos e pesquisas relacionados ao uso da imagem como forma de expressão e consequentemente de comunicação. É neste sentido que apresentamos este artigo, que relaciona a Expressão Gráfica com o processo de ensino e aprendizado, pois as representações pictóricas (desenhos, fotografias, histórias em quadrinhos, esquemas, gráficos, entre outras) se constituem em eficientes formas de comunicação, estando presentes no dia a dia dos alunos, em suas mais diversas formas de manifestação, principalmente na televisão, na mídia e no cinema. Tais representações podem, e devem, se tornar aliadas do processo de ensino, facilitando o aprendizado. Independente do conteúdo a ser trabalhado, a imagem se mostra útil, pois ela favorece a geração do conhecimento por intermédio de um modelo mental mais fiel à realidade, permitindo uma interação com outros temas e disciplinas. A utilização de imagens no ensino formal não é um tema recente, pois Comênio, ainda no século XVII, já mostrava ao mundo as potencialidades da Expressão Gráfica como uma eficiente forma de comunicação no sistema educacional. Neste artigo salientamos a necessidade do uso da Expressão Gráfica na Educação, porém queremos também, deixar claro que devemos usá-la com responsabilidade, pois as representações gráficas necessitam de leitura e interpretação apropriadas: elas sozinhas não transmitem o conhecimento de forma plena. Ao falar de leitura e interpretação de imagens, estamos falando de alfabetização visual, tema este que deve ser abordado nos cursos de licenciatura, de modo a preparar nossos professores a esta tarefa, pois precisamos entender as diferentes formas de comunicação, como ter acesso ao conhecimento e como produzi-lo.   Leia a matéria completa Educação e Tecnologia | Instituto Ayrton...

Leia mais
Caem preços de treze produtos do agronegócio
ago15
Leia mais
HC convida mulheres com fibromialgia para estudo clínico
ago15

HC convida mulheres com fibromialgia para estudo clínico

Sexta-feira, 15 de agosto de 2014 às 16h07 Instituto Central do HC – O Laboratório de Avaliação e Condicionamento em Reumatologia do Hospital das Clínicas, da FMUSP, informa que está convidando mulheres com Fibromialgia para participarem de pesquisa clínica.     Segundo a reumatologista Fernanda Lima, o estudo irá comparar a eficácia e segurança terapêutica do exercício com o tratamento medicamentoso. A Fibromialgia é uma síndrome comum em que a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. A doença está diretamente ligada também à fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade. De causa desconhecida, a síndrome é mais comum em mulheres do que em homens, em especial naquelas entre 20 e 50 anos. As interessadas devem ter idade acima de 20 anos, Índice de Massa Corporal – IMC menor ou igual a 30, não realizarem tratamento medicamentoso para a doença, não serem usuárias de antidepressivos e nem realizarem atividade física regularmente, nos últimos seis meses. Informações e inscrições para triagem pelo telefone: 11 2661.8022 ou pelo e-mail: rpc.ribeiro@usp.br. O estudo acontecerá no Laboratório de Avaliação e Condicionamento em Reumatologia, em funcionamento no Prédio dos Ambulatórios do Hospital das Clínicas, à Av. Enéas de Carvalho Aguiar, 155, próximo à Estação Clínicas do...

Leia mais
CET no Seu Bairro: 6ª edição começa 18 de agosto
ago15
Leia mais
Psicóloga do Tatuapé lança seu 1º livro na bienal
ago15

Psicóloga do Tatuapé lança seu 1º livro na bienal

Sexta-feira, 15 de agosto de 2014 às 15h04 A psicóloga Adriana Falcão Duarte, estará na 23ª Bienal do Livro de São Paulo, no stand da Editora All Print (H370) para o lançamento do seu 1º livro, “Psicomotricidade e suas Implicações na Alfabetização”.     De acordo com Adriana (Psicóloga, Psicopedagoga, Psicomotricista e Neuropsicóloga), a Psicomotricidade pode ser definida como o estudo do homem, através do seu corpo em movimento, nas relações com o mundo interno e externo. Esta ciência estuda o desenvolvimento humano em três aspectos: físico (motor); psíquico (afetivo) e intelectual (cognitivo) no decorrer da inter-relação entre a mente e o corpo. O livro “Psicomotricidade e suas implicações na alfabetização” é para todos aqueles que querem iniciar ou ampliar seus conhecimentos no assunto. Apresentando temas como desenvolvimento infantil, distúrbios psicomotores e atividades para estimulação da criança. Adriana possui consultório no Tatuapé, e conforme resume em seu site (www.adriduarte.com), o seu primeiro livro visa oferecer condições para que pais, educadores e profissionais na área de saúde possam auxiliar a criança na melhoria do seu desempenho escolar, na aquisição da alfabetização criando confiança em si e aprimorando sua...

Leia mais
Abelhas vigiadas
ago14

Abelhas vigiadas

Quinta-feira, 14 de agosto de 2014 às 19h28 Por Dinorah Ereno Revista Pesquisa FAPESP – A população de abelhas registra um expressivo declínio em vários países, inclusive no Brasil. Em agosto do ano passado, a revista Time trazia na capa um alerta para o risco de desaparecimento das abelhas melíferas, com a chamada “O mundo sem abelhas” e o alerta: “O preço que pagaremos se não descobrirmos o que está matando as melíferas”. O desaparecimento das fabricantes de mel preocupa não só pela ameaça à existência desse produto, mas também porque as abelhas têm chamado a atenção principalmente pelo importante papel que representam na produção de alimentos. Não é para menos. Elas são responsáveis por 70% da polinização dos vegetais consumidos no mundo ao transportar o pólen de uma flor para outra, que resulta na fecundação das flores. Algumas culturas, como as amêndoas produzidas e exportadas para o mundo inteiro pelos Estados Unidos, dependem exclusivamente desses insetos na polinização e produção de frutos. A maçã, o melão e a castanha-do-pará, para citar alguns exemplos, também são dependentes de polinizadores. Entre as prováveis causas para o desaparecimento das abelhas estão os componentes químicos presentes nos neonicotinoides, classe de defensivos agrícolas amplamente utilizados no mundo. Além de pesticidas, outros fatores, como mudanças climáticas com maior ocorrência de eventos extremos, infestação por um ácaro que se alimenta da hemolinfa (correspondente ao sangue de invertebrados) das abelhas, monoculturas que fornecem pouco pólen como milho e trigo e até técnicas para aumentar a produção de mel, podem ser responsáveis pelo fenômeno conhecido como distúrbio de colapso de colônias (CCD, na sigla em inglês), que provoca a desorientação espacial desses insetos e morte fora das colmeias. O distúrbio já provocou a morte de 35% das abelhas criadas em cativeiro nos Estados Unidos. Na busca por respostas que ajudem a combater o problema, o Instituto Tecnológico Vale (ITV), em Belém, no Pará, desenvolveu em colaboração com a Organização de Pesquisa da Comunidade Científica e Industrial (CSIRO), na Austrália, microssensores – pequenos quadrados com 2,5 milímetros de cada lado e peso de 5,4 miligramas –, que são colados no tórax das abelhas da espécie Apis mellifera africanizada (abelhas com ferrão resultantes de variedades europeias e africanas) para avaliação do seu comportamento sob a influência de pesticidas e de eventos climáticos. Uma parte do experimento está sendo conduzida na Austrália e a outra no Brasil. No estado australiano da Tasmânia, ilha ao sul do continente da Oceania, será feito um estudo comparativo com 10 mil abelhas para avaliar como elas reagem quando expostas a pesticidas. Para isso, duas colmeias foram colocadas em contato com pólen contaminado e outras...

Leia mais
SAF pode causar malformação ao bebê
ago14

SAF pode causar malformação ao bebê

Quinta-feira, 14 de agosto de 2014 às 18h55 CMSP – A Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), doença causada pela ingestão de álcool durante a gravidez, foi discutida nesta quarta-feira (13/8), na Câmara Municipal, pela Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho e Mulher. O objetivo da audiência foi esclarecer dúvidas e alertar sobre a gravidade do problema.     A síndrome é causada pela ingestão de qualquer quantidade de bebida alcoólica durante o período de gestação, e que pode acarretar problemas graves ao bebê ou surgir efeitos tardiamente. Ela apresenta diversas manifestações, entre elas alterações comportamentais, malformações congênitas neurológicas, cardíacas e renais. Para a vereadora Patrícia Bezerra (PSDB), a SAF é muito mais grave do que se imagina e não é difundida como deveria. “O QI de uma criança com a síndrome é de 60 a 70. Dessa forma, ela não tem condições de frequentar uma escola, ser alfabetizada, entrar na universidade e muito menos no mercado de trabalho”. De acordo com a médica Conceição Segre, coordenadora do grupo de pesquisa sobre a Síndrome na Sociedade de Pediatria de São Paulo, o primeiro local do corpo humano que o álcool atinge é a cabeça, e o tratamento é extremamente previsível. “Basta não beber. Ainda não sabemos a partir de quantos miligramas de álcool a ingestão pode ser prejudicial. Por isso alertamos toda mãe para que não beba durante a gravidez”,...

Leia mais
Clima no planeta
ago14

Clima no planeta

  Assista o vídeo publicado no dia 18 de junho e veja um tornado em ação. A formação lembra a tromba de um elefante, como foi comparado pela equipe da TVNweather, EUA.   Quinta-feira, 14 de agosto de 2014 às 17h52   Estudo sugere que mudanças climáticas estão concentrando a frequência de tornados por Fabiano Ávila do Instituto CarbonoBrasil Uma das consequências mais citadas por pesquisadores sobre as mudanças climáticas é o aumento da frequência e intensidade de eventos climáticos extremos. Porém, é muito difícil relacionar as alterações no clima com os tornados, que são fenômenos altamente erráticos, e cujos números variam enormemente de um ano para outro.       Agora, um novo estudo da Universidade da Flórida aponta que, apesar de aparentemente não multiplicar a ocorrência de tornados, as mudanças climáticas estão concentrando-os em poucos dias, deixando-os muito mais perigosos. “Podemos até estar vendo menos tornados a cada ano, mas, quando eles ocorrem, os dias parecem o fim do mundo”, afirmou um dos autores do trabalho, o geógrafo e especialista em tendências climáticas James Elsner. Publicado no periódico Climate Dynamics, o estudo utilizou dados do Centro Nacional de Tempestades dos Estados Unidos para analisar a evolução anual dos tornados. Segundo os autores, o número de tornados em um único período de 24 horas estaria ficando muito maior com o passar do tempo. Por exemplo, na década de 1980, a média era de somente três ou quatro dias por ano com mais de 16 tornados, número que quase dobrou depois do ano 2000. Além disso, antes de 1990, poucos anos sofreram com dias com mais de 32 tornados. Mas, desde 2001, esses dias aconteceram todos os anos. Apenas em 2011 foram seis, constituindo a pior temporada de tornados de que se tem notícia. “É importante que os meteorologistas e o público saibam que precisamos estar cientes do aumento do risco das tempestades, com múltiplos tornados em um único dia”, disse Elsner. De acordo com o Centro Nacional de Tempestades, em 2014 já foram 189 tornados nos Estados Unidos, com 43 mortos. Fonte: Instituto Carbono Brasil, via Portal do Meio...

Leia mais
Notas oficiais da Coligação Unidos pelo Brasil
ago13
Leia mais
Campos e toda equipe morreram na queda do Cessna
ago13

Campos e toda equipe morreram na queda do Cessna

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 17h29 PSB divulga nomes de assessores e tripulantes que estavam com Eduardo Campos Alana Gandra, Vinicius Lisboa e Vitor Abdala – Repórteres da Agência Brasil Edição: Davi Oliveira O PSB nacional confirmou há pouco que estavam em companhia do candidato à Presidência da República pela coligação Unidos para o Brasil, Eduardo Campos, os assessores Pedro Valadares, assessor direto; Carlos Augusto Percol, assessor de imprensa; Marcelo Lira, cinegrafista; e Alexandre Severo, fotógrafo oficial, além dos pilotos da aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, Marcos Martins e Geraldo da Cunha. O avião caiu hoje (13) em Santos (SP) matando todos os ocupantes. A assessoria do PSB do Rio de Janeiro informou à Agência Brasil que o presidente do diretório regional, Glauber Rocha, não estava no voo. Segundo a assessoria, Glauber Rocha está no interior do estado, onde faz campanha para a eleição de outubro. Há falta de informações oficiais, disse a assessoria. “Tudo o que sabemos é o que está saindo pela imprensa”, relatou. O avião Cessna está registrado em nome da empresa AFAndrade Empreendimentos e Participações, com sede em Ribeirão Preto (SP). A aeronave foi fabricada em 2011 e tem capacidade para 12...

Leia mais
Eduardo Campos no JN, última entrevista
ago13

Eduardo Campos no JN, última entrevista

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 16h22   O site do partido Rede Sustentabilidade divulgou hoje, não é possível estimar se antes ou depois do acidente com o candidato à presidência Eduardo Campos, um resumo e o vídeo da entrevista durante o Jornal Nacional da Rede Globo. Veja a seguir: No Jornal Nacional, Eduardo Campos defende propostas e aliança com Marina Rede Sustentabilidade – Eduardo Campos, candidato à Presidência da República pela Coligação Unidos pelo Brasil, afirmou em entrevista nesta terça-feira (12) ao “Jornal Nacional”, da Rede Globo, que sua candidatura, ao lado de Marina Silva como vice, representa a nova agenda exigida pela sociedade brasileira, que espera por “desenvolvimento, com respeito ao meio ambiente e com inclusão social”.     Nos 15 minutos de entrevista para William Bonner e Patrícia Poeta, Eduardo disse que haverá dinheiro para implantar propostas como o Passe Livre e as escolas em tempo integral, que farão parte de seu programa de governo. Lembrou que, quando o Banco Central decide aumentar a taxa básica de juros em 0,5%, isso representa um custo de R$ 14 bilhões ao país: “O Passe Livre, que é um compromisso nosso com os estudantes, custa menos do que isso”. Eduardo declarou que seu governo trará a inflação para o centro da meta e fará o Brasil crescer. Para atingir esses objetivos, haverá “responsabilidade na condução macroeconômica, Banco Central com independência, Conselho Nacional de Responsabilidade Fiscal, gente séria e competente governando”, disse. “A inflação não pode ser combatida só com a taxa de juros, como está sendo feito no país.” O programa de governo da Coligação Unidos pelo Brasil, disse Eduardo, está em fase final e será a síntese de muitas contribuições, não apenas de especialistas e técnicos, mas de segmentos da sociedade, de jovens, que manifestaram sua opinião pela internet. “É possível cumprir todas as promessas e fazer o Brasil voltar a crescer com responsabilidade”, declarou. Questionado se 2015 será um ano difícil, afirmou que “difícil está sendo este ano”. “O Brasil perdeu de 7 a 1 dentro do campo na Copa do Mundo e está perdendo também de 7 a 1 fora do campo. Porque é 7 de inflação, com a presidente guardando na gaveta o aumento da energia e o aumento do combustível para depois da eleição e, mesmo assim, com menos de 1% de crescimento”. “Acho que 2015 vai ser um ano que nós vamos terminar melhor do que 2014, porque nós vamos enfrentar os problemas. A pior coisa na vida de uma pessoa, de uma família, de um governo, é a gente ficar escondendo os problemas. É não ter a humildade, a coragem, de...

Leia mais
Rede está em luto por Eduardo Campos e equipe
ago13

Rede está em luto por Eduardo Campos e equipe

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 16h16   Nota Oficial do Partido Rede Sustentabilidade     Neste momento de dor e perplexidade, a Rede Sustentabilidade manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de Eduardo Campos e pelos companheiros de equipe Pedro Valadares Neto, Marcelo Lira, Alexandre Gomes da Silva, Carlos Percol e dos pilotos Geraldo da Cunha e Marcos Martins em um acidente aéreo na manhã desta quarta-feira. A REDE se solidariza com seus familiares, amigos e assessores e convida a todos a manter Eduardo Campos e sua equipe em seus pensamentos. Rede Sustentabilidade...

Leia mais
Marina, vice de Campos, está chocada
ago13

Marina, vice de Campos, está chocada

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 15h54   Marina Silva segue para Santos (SP), a fim de acompanhar os desdobramentos do acidente aéreo que matou Campos. Portal EBC – O partido de Marina Silva, Rede Sustentabilidade, divulgou informação agora (13h53) de que a ex-senadora segue para Santos (SP) para acompanhar os desdobramentos do acidente aéreo que matou o candidato à presidência da República Eduardo Campos na manhã de hoje (13).     “Todos estamos chocados com a morte de Eduardo Campos, em queda de avião hoje de manhã. Marina Silva segue agora para Santos (SP)”, informou o partido pelo Twitter. Marina é vice-candidata à presidente pela chapa de Eduardo Campos e não estava na aeronave. De acordo com a Aeronautica, aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). O canditado do PSB à presidência da República não apareceu aos compromissos que iria cumprir no estado de São Paulo. Às 10h30, Campos daria entrevista coletiva na Praia do Mercado e às 12h, participaria de seminário no...

Leia mais
Nota oficial do PSB sobre falecimento de Campos
ago13

Nota oficial do PSB sobre falecimento de Campos

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 15h41   Luto – 13/08/2014 No dia em que são passados nove anos do falecimento de Miguel Arraes, o Partido Socialista Brasileiro cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento, nesta data, vítima de acidente aéreo, do seu presidente, ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nosso candidato à Presidência da República.     Aos 49 anos recém completados, Eduardo Campos vivia o auge de sua brilhante carreira política: deputado estadual, secretario de Estado de Pernambuco, deputado federal, ministro de Estado, governador de Pernambuco reeleito por consagradora maioria, oferecia sua experiência e juventude ao serviço do País. Candidato à Presidência da República, apresentou-se ao debate de nossas questões fundamentais, coerente com os princípios que sempre nortearem sua vida, e o primeiro deles era a busca por justiça social, razão de existência do Partido Socialista Brasileiro. Perdemos Eduardo Campos quando mais o Brasil precisava de seu patriotismo, seu despreeendimento, seu destemor e sua competência. Não é só Pernambuco e sua gente que perdem seu líder; não é só o PSB que perde seu líder. É o Brasil que perde um jovem e promissor estadista. Estamos todos de luto. Brasília, 13 de agosto de 2014 Roberto Amaral Primeiro vice-presidente do Partido Socialista...

Leia mais

Eduardo Campos morre em queda de avião

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 13h09 – Atualizado às 15h18 O candidato à presidência da República Eduardo Campos (PSB) faleceu em acidente aéreo nesta chuvosa manhã na cidade de Santos, litoral Sul de São Paulo.   A aeronave caiu por volta das 10h. De acordo com o Comando da Aeronáutica, o Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). Quando se preparava para o pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave. Marina Silva, vice na chapa de Eduardo Campos, não estava no avião e já deve estar na baixada santista. Também se dirigiu para lá o governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin. A presidente Dilma Roussef decretou três dias de luto oficial no país. A prefeitura de Santos também estabeleceu três dias de luto na cidade. Com informações da Agência...

Leia mais
Birdwatching: Conheça a história desta imagem
ago12

Birdwatching: Conheça a história desta imagem

Sábado, 9 de agosto de 2014 às 17h11 – Atualizado 12 de agosto às 20h15   Como combinado, o leitor poderá acessar a partir de hoje (12/08) a reportagem de João Sérgio Barros sobre o gavião-de-penacho, uma oportunidade única de ver esta ave de rapina genuinamente brasileira e fascinante.   Uma viagem em meio à Mata Atlântica e raras imagens de beleza ilustram a história desta fotografia do birdwatcher João Sérgio Barros, que publicaremos nesta segunda-feira.       Leia a reportagem completa Birdwatching: O ninho do...

Leia mais
Birdwatching: O ninho do gavião-de-penacho
ago12
Leia mais
Subprefeitura Mooca promove Mega Ação Social
ago12
Leia mais
O Vigilante Rodoviário
ago12
Leia mais
Terapia gênica restaura visão de portadores de cegueira congênita
ago11
Leia mais
Caem contratações do sucroalcooleiro
ago11

Caem contratações do sucroalcooleiro

Segunda-feira, 11 de agosto de 2014 às 18h42   Setor sucroalcooleiro diminui as contratações formais. O setor sucroalcooleiro paulista registrou, no primeiro semestre de 2014, queda no número de admissões de trabalhadores formais quando comparado ao mesmo período do ano anterior, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), no primeiro semestre de 2013 foram contabilizadas 111.141 admissões formais, número superior quando comparado ao mesmo período em 2014, que foi de 83.833, variação negativa de 32,6% no total de admissões formais. Tradicionalmente, o mês de abril apresenta pico de contratações para a safra da cana de açúcar. “Em abril de 2013, atingiu-se a marca de 34.196 contratações, enquanto no mesmo período de 2014, o número registrado foi de 24.703. Note-se também que, em quaisquer meses do período em 2014, o número de contratações ficou abaixo do ano anterior, esclarece o pesquisador Carlos Eduardo Fredo, especialista no tema. O setor sucroalcooleiro tem como característica a contratação de elevado número de trabalhadores no período da colheita, promovendo a dispensa ao término da mesma. Por essas informações, infere-se que até o término deste ano o saldo de empregos seja baixo, inclusive com perda de vagas de emprego, alerta Fredo. Informações do Instituto de Economia Agrícola e da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral avaliaram que 81,3% da área de cana de açúcar destinada ao corte na safra 2012/13 foi colhida de forma mecanizada. A distribuição do total de admissões em 2014 entre as regiões administrativas do Estado de São Paulo também ficou abaixo do registrado no ano anterior. Apesar da intensificação da mecanização da colheita, muitas regiões ainda demandam um grande número de trabalhadores, como é o caso de Ribeirão Preto, uma das principais regiões produtoras do estado, ou Araçatuba e São José do Rio Preto, regiões de expansão da cana de açúcar, e Campinas, que apresenta problemas de declividade; assim o processo de mecanização é menos avançado do que em outras regiões e por isso a colheita manual ainda se faz presente. “Conclui-se que o mercado de trabalho no setor sucroalcooleiro foi afetado nos últimos anos por dois problemas, um de caráter conjuntural, que é a crise econômica do setor, e outro estrutural, referente às mudanças na etapa da colheita, substituindo o emprego manual dos cortadores de cana-de-açúcar pela mecanizada, o que afetou o número de contratações. Estudos mais aprofundados são necessários para entender como foi o processo de requalificação e realocação desses trabalhadores dentro ou fora do setor sucroalcooleiro, bem como o número de...

Leia mais
Viaduto do Chá é iluminado por LED
ago11

Viaduto do Chá é iluminado por LED

Segunda-feira, 11 de agosto de 2014 às 19h15 Um dos principais cartões postais da cidade, o Viaduto do Chá ganhou nova iluminação. Os postes históricos instalados nos 240 metros da via sustentam agora 45 lâmpadas de LED, que reproduzem melhor as cores e economizam até 50% de energia elétrica em comparação às lâmpadas de vapor de sódio. A informação é da Secretaria Municipal de Serviços.     “A nova iluminação complementa a já existente nos baixos do viaduto – também em LED –, implantada por ocasião da Copa do Mundo. Ao destacar diversos monumentos, nosso objetivo é o de contribuir para tornar a cidade mais iluminada e, consequentemente, mais bela, despertando a atração turística”, explica o engenheiro Alberto Serra, diretor do Departamento de Iluminação Pública...

Leia mais
A ave mais bonita do Brasil
ago09
Leia mais
Praça José Luiz e Rua Emílio Mallet podem ter manutenção de galerias
ago09

Praça José Luiz e Rua Emílio Mallet podem ter manutenção de galerias

Sábado, 9 de agosto de 2014 às 16h16 Nesta sexta-feira (8), uma empresa especializada em topografia estava fazendo medições no final da Rua Emílio Mallet. Os registros topográficos realizados servirão para demarcar as áreas a serem perfuradas para ampliação e serviços de manutenção na rede de água e esgotos naquela área do bairro conhecida como Vila Gomes Cardim, que faz parte do Tatuapé, assim como a Vila Azevedo, Cidade Mãe do Céu, entre outras pequenas áreas que foram sendo encampadas pelo gigante da zona Leste.     Segundo um dos funcionários, o serviço foi contratado pela Prefeitura e é possível que haja perfurações para a manutenção das galerias. As medições também foram feitas na Praça José Luiz e Rua Boa Esperança e são de alta precisão, evitando a destruição de áreas desnecessárias do...

Leia mais
Carros antigos: Plymouth Road Runner Superbird
ago09
Leia mais