Proibido máscaras em manifestações
ago31

Proibido máscaras em manifestações

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 13h09 Sancionada lei de iniciativa parlamentar que proíbe uso de máscaras em protestos. Objetivo da norma é garantir segurança de manifestantes e coibir atos de vandalismo. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Foi sancionado nesta sexta-feira, 29/8, o Projeto de Lei 50/2014, que proíbe o uso de máscaras durante manifestações. Proposto por 16 deputados estaduais, o projeto tem por objetivo coibir a destruição do patrimônio público por black blocs e outros mascarados.     Segundo os autores do projeto encabeçado por Campos Machado (PTB), a proibição de paramentos que dificultam a identificação individual visa à segurança das pessoas e do patrimônio, e também garante o livre direito à expressão do pensamento, já que a ação dos black blocs teriam “esvaziado as legítimas manifestações e prejudicado o direito dos demais cidadãos de bem de se manifestarem”. A norma aprovada pela Assembleia no dia 3/7 interpreta ainda a proibição constitucional de portar armas em manifestações e reuniões públicas, incluindo objetos pontiagudos, tacos, bastões, pedras e outros que possam lesionar pessoas e danificar patrimônio. O PL 50/2014 prevê também comunicação antecipada de manifestações em locais e vias públicas às polícias Civil e Militar. A nova lei, que não estabelece punição para quem a infringir, recebeu uma única emenda, elaborada pelo relator Osvaldo Vergínio (PSD), que dá prazo de 180 dias para o Poder Executivo regulamentar a matéria, a contar da data de sua...

Leia mais
Judô: brasileiros garantem prata e bronze
ago31

Judô: brasileiros garantem prata e bronze

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 11h10 – Atualizado às 12h04 Maria Suelen Altheman é prata e Rafael Silva bronze no Mundial 2014 Com quatro medalhas sendo uma de ouro, uma de prata e duas de bronze, o Brasil termina em terceiro lugar no quadro geral de medalhas.   Confederação Brasileira de Judô – Os pesados brasileiros mostraram, mais uma vez, a força da categoria e conquistaram duas medalhas para o Brasil, repetindo o feito do ano passado, neste sábado, dia 30, no Mundial Chelyabinsk 2014. Maria Suelen Altheman chegou novamente à decisão contra a cubana Idalys Ortiz e ficou com a prata. Rafael Silva teve o, agora, heptacampeão mundial Teddy Riner na semifinal e foi derrotado. Voltou para a disputa do bronze contra o holandês Roy Meyer e garantiu seu lugar no pódio por ter tido uma punição a menos que o adversário. David Moura chegou às semifinais, mas não resistiu ao japonês Ryu Shichinohe e também foi para a disputa de bronze. Lutando contra a torcida e um adversário mais alto, acabou derrotado pelo russo Renat Saidov e ficou na quinta colocação em sua primeira participação em Mundiais.     Com as duas medalhas no último dia da competição, o Brasil terminou a competição em terceiro lugar no quadro geral de medalhas, atrás do Japão e da França e à frente de Cuba e Geórgia. Coube ao presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Paulo Wanderley Teixeira, entregar as medalhas para os pesados: Idalys Ortiz, Maria Suelen Altheman, Megumi Tachimoto e Emile Andeol; Teddy Riner, Ryu Shichinohe, Renat Saidov e Rafael...

Leia mais
Mundial Chelyabinsk 2014 de Judô: equipes
ago31

Mundial Chelyabinsk 2014 de Judô: equipes

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 11h47 Brasil fica em quinto no Mundial por Equipes Masculino Com a ausência de Victor Penalber, homens acabam sendo derrotados pela Geórgia por três a dois. Confederação Brasileira de Judô – O Brasil terminou a participação no Mundial Por Equipes com o quinto no lugar no masculino depois de ser derrotada pela Geórgia por três a dois na disputa do bronze. Victor Penalber, que havia sentido o joelho direito durante a competição individual, foi para o sacrifício nas duas primeiras lutas, mas não conseguiu disputar a repescagem contra Cuba e nem o terceiro lugar contra a Geórgia.     Começar perdendo por um a zero não foi fácil, mas o Brasil equilibrou bem as ações com Charles Chibana vencendo Shalva Kardava com um lindo ippon de ura-nague. Na sequencia foi a vez de Alex Pombo contra Nugzari Tatalashvili. A luta foi muito equilibrada. O brasileiro buscou a luta quando vencia de um yuko e chegou a ficar na frente por uma punição, mas faltando 10 segundos para o fim também foi punido. A luta foi para o golden score e Pombo conseguiu projetar o Tatalashvili, mas a arbitragem não deu nada. Numa tentativa do georgiano, o árbitro entendeu que Pombo se apoiou com a cabeça no chão para não sofrer o golpe, colocando sua integridade física em risco e o eliminou da luta (hansuko-make). Avtandili Tchkrishvili entrou no tatame apenas para receber a vitória já que o Brasil não teve representante no meio médio. Com dois a um para a Geórgia, Tiago Camilo precisava, então, vencer Varlam Lipertaliani, número um do mundo. Mas o campeão do mundo em 2007 não conseguiu encaixar seu poderoso uchi-mata e acabou sendo derrotado por ippon. Assim, a Geórgia garantiu a medalha. Rafael Silva entrou para encerrar a participação de forma honrosa e venceu Adam Okruashvili pela diferença de três punições. “Se o Victor tivesse participado, acredito que o panorama teria sido diferente porque é sempre um atleta muito forte. Mas numa decisão é possível tudo acontecer. Não esperava que o Tiago Camilo perdesse da maneira que perdeu, enfim, faz parte da competição. A disputa por equipe é uma competição difícil de apontar favoritismo”, disse Ney Wilson, gestor técnico de alto rendimento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ). “A equipe da casa leva vantagem porque nenhum outro país traz 10 atletas, cinco titulares e cinco reservas. No campeonato mundial, atletas se lesionam e você acaba lutando desfalcado ou com o atleta fazendo sacrifício como foi o caso do Victor. Ele contribuiu muito pra gente ter chegado na disputa de terceiro. Mostrou um espírito de equipe, de superação...

Leia mais
Sanduíche de Peito de Peru defumado com Maçãs
ago31
Leia mais
Capuccino gelado
ago31

Capuccino gelado

Leia mais
Doenças raras: leia esta história
ago29

Doenças raras: leia esta história

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 17h59 Por Carlos Fioravanti, de Monte Santo (BA) Revista Pesquisa FAPESP – José de Andrade Pereira é um homem de fibra. Em 2004, ele levou o filho mais velho, que aos 3 anos era muito baixo, tinha dedos curtos, cabeça grande e dificuldade de fala – e mais uma vez estava com forte dor de ouvido –, a um posto de saúde de Monte Santo, interior da Bahia. O médico lhe disse que, além de cuidar da dor de ouvido, não poderia fazer mais nada diante de uma doença que não conhecia e que ele deveria apenas esperar o menino morrer. Pereira reagiu: “Esperar é o que não vou fazer, nunca!”. Ele fez a viagem de seis horas até Salvador e perguntou a um porteiro do Hospital Universitário Professor Edgard Santos quem ele deveria procurar para tratar de um menino como aquele. Os médicos examinaram o menino e depois o irmão de 11 meses, na viagem seguinte, e concluíram que os dois tinham mucopolissacaridose tipo 6, uma doença rara de origem genética então sem tratamento. Pereira alertou: “Tem outras crianças assim por lá”. Sua visão de mundo mudou a história desta cidade do sertão baiano. Monte Santo foi um acampamento para as tropas do governo que lutaram na guerra de Canudos. A praça principal exibe uma escultura em madeira de Antonio Conselheiro, o beato que liderou os sertanejos vistos como opositores da república nascente. Apontada para a escultura há uma matadeira, canhão usado nas batalhas em que morreram 25 mil revoltosos e 5 mil soldados. Nos últimos anos Monte Santo tem sido o palco de outras batalhas: a identificação, o tratamento e a prevenção de doenças genéticas raras, que começaram a ser reconhecidas a partir da indicação de Pereira. Leia a reportagem completa O caminho das pedras das doenças raras Antes as crianças com doenças como a mucopolissacaridose permaneciam em suas casas. Seus pais achavam que nada mais poderia ser feito. Médicos e pesquisadores de Salvador, Rio de Janeiro e Porto Alegre foram a Monte Santo pela primeira vez em 2006 e se espantaram com a diversidade de doenças raras que viam em um só lugar. Já diagnosticaram 13 pessoas com mucopolissacaridose tipo 6, uma proporção 240 vezes maior do que a média nacional, 84 com deficiência auditiva de possível origem genética, 12 com hipotireoidismo congênito, nove com fenilcetonúria, que pode causar deficiência intelectual se não tratada, quatro com osteogênese imperfeita, marcada pela extrema fragilidade dos ossos, e quatro com síndrome de Treacher Collins, que prejudica a formação dos ossos do crânio. Acredita-se que os casamentos entre parentes, antes muito frequentes, possam...

Leia mais
Conheça o plano de Ciclovias da cidade de SP
ago29

Conheça o plano de Ciclovias da cidade de SP

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 16h31 São Paulo terá 400 quilômetros de ciclovias até o final de 2015. Conheça o projeto divulgado pela Prefeitura, que segundo o órgão vai estimular o uso de bicicleta na capital paulista.     A Prefeitura de São Paulo pretende implementar 400 quilômetros de ciclovias até o final de 2015. De acordo com a SECOM (Secretaria de Comunicação da Prefeitura) esta é a Meta 97, do Programa de Metas, que será realizada a partir do projeto SP 400km. Este ano, a capital já ganhou 11,6 quilômetros; a meta é fechar 2014 com 200 quilômetros implementados. Ciclovias da cidade de São Paulo Conheça o plano completo Atualmente, a cidade conta com 82,41 quilômetros de vias segregadas exclusivamente para o deslocamento de ciclistas. Nesta semana, a região do Tatuapé, Zona Leste, recebeu o primeiro trecho de ciclovia. Em julho deste ano, a cidade ganhou mais 10 quilômetros na avenida Cruzeiro do Sul e no centro da cidade. Outras medidas de incentivo à bicicleta como transporte prioritário foram as inaugurações do do bicicletário público no Largo da Batata e da ciclopassarela sobre a Marginal Pinheiros. Para estimular o uso da bicicleta como meio de transporte na cidade, o projeto SP 400km realizará as intervenções com um custo reduzido, articulado com o transporte público e também visando reduzir acidentes em vias de circulação de ciclistas....

Leia mais
HPV: segunda dose começa 2ª-feira
ago29

HPV: segunda dose começa 2ª-feira

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 16h11 Segunda dose da vacina contra o HPV começa a ser aplicada na próxima semana Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil Edição: Graça Adjuto A segunda dose da vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) começa a ser aplicada segunda-feira (1º) em meninas de 11 a 13 anos. A vacinação será feita em escolas públicas e particulares e também em unidades de saúde. A primeira dose foi aplicada em março deste ano.     O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, lembrou que a vacina protege contra quatro subtipos do HPV (6, 11, 16 e 18). Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo de útero, enquanto os subtipos 6 e 11 respondem por 90% das verrugas anogenitais. Jarbas alertou que a aplicação da segunda dose, seis meses após a primeira, é fundamental para garantir a imunização. “Sem a segunda dose da vacina, não há proteção”. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, elogiou a taxa de cobertura de 87% na aplicação da primeira dose. Ao todo, 4,3 milhões de meninas entre 11 e 13 anos foram imunizadas. Chioro também reforçou a importância da segunda dose, cobrando forte mobilização dos estados e municípios e das redes pública e privada de educação. “Precisamos garantir uma cobertura de pelo menos 80% na segunda dose”, disse. “Com toda certeza, o sucesso da segunda fase vai se repetir neste momento e, com isso, vamos reescrever a história do câncer de colo de útero neste país”, completou. A vacina também está disponível nos postos de saúde para meninas que ainda não tomaram a primeira dose. Para receber a segunda dose, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. A terceira dose da vacina será aplicada cinco anos após a primeira. Em 2015, a vacina será oferecida para meninas de 9 a 11 anos e, em 2016, para meninas de 9 anos. O ministério reforçou a importância do uso do preservativo como proteção contra as demais doenças sexualmente transmissíveis e da realização do exame conhecido como papanicolau em mulheres a partir dos 25...

Leia mais
Governo simula contágio por Ebola
ago29
Leia mais
Aumentam vendas de fertilizantes
ago29

Aumentam vendas de fertilizantes

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 16h59 Pesquisadores do IEA preveêm novo recorde de vendas de fertizantes em 2014 As entregas de fertilizantes aos produtores brasileiros, no primeiro semestre de 2014, totalizaram 12.987 mil toneladas, superando em 6,9% o recorde apresentado para o mesmo período em 2013, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Essa maior demanda reflete a antecipação de compras para a safra 2014/15 aproveitando a retração dos preços dos fertilizantes e o aumento nas vendas para o milho safrinha e trigo.   Entre janeiro e junho de 2014, o Estado do Mato Grosso, maior produtor nacional de soja e algodão, liderou o ranking nas entregas (2.735 milhões de toneladas de produtos), sendo responsável por 21,1% do total nacional. Na região Sudeste, as vendas aumentaram em Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. “O estado de São Paulo, porém, registrou queda nas entregas de 7,3%, influenciado pela redução da demanda da cana-de-açúcar em razão da severa estiagem ocorrida no primeiro trimestre do ano, época de plantio de novos talhões”, afirmam Célia Roncato Ferreira e Celso Vegro. Entretanto, dada a sazonalidade típica nas vendas de fertilizantes, pode ocorrer recuperação parcial ou até total nas vendas em São Paulo, completam os pesquisadores do IEA. Em 2013, as vendas de fertilizantes no Brasil cresceram 5,2% em relação ao ano anterior, perfazendo o total de 31.082 milhões de toneladas de produtos, quantidade que se constituiu em recorde histórico. Em 2013, aumentaram as importações brasileiras de fertilizantes (10,5%), as quais totalizaram 21.619 milhões de toneladas de produtos. O cloreto de potássio continuou sendo o principal produto importado, respondendo por 35,3% do total. No caso das matérias-primas para produção de fertilizantes, houve incremento nas importações de apenas 1,8% no referido período. A demanda por fertilizantes para a safra 2014/15 permanece aquecida. Segundo fontes do setor, mesmo diante de um cenário de baixa nos preços internacionais de grãos, sobretudo milho e soja, estima-se novo recorde nas entregas de fertilizantes ao consumidor final no Brasil em 2014. A previsão é de que a comercialização de fertilizantes atinja cerca de 32 milhões de toneladas de produto, acima da quantidade observada em 2013, que foi de 31.082 milhões de...

Leia mais
Trepa-trepas enfeitarão jardins da Fundação Ema Klabin
ago29
Leia mais
Mooca e Freguesia do Ó comemoram aniversários
ago29
Leia mais
Estresse precoce pode agravar depressão na vida adulta, indica pesquisa
ago28
Leia mais
Reitor da USP não comparece a encontro na ALESP
ago28

Reitor da USP não comparece a encontro na ALESP

Quinta-feira, 28 de agosto de 2014 às 19h29 Comissão de Educação e Cultura reúne-se com trabalhadores das universidades públicas. Convocado, reitor da USP não compareceu. Por Keiko Bailone Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Sem a presença do reitor da USP, Marco Antonio Zago, que se ausentou mesmo tendo sido formalmente convocado, o presidente da Comissão de Educação e Cultura (CEC), deputado Carlos Neder (PT), decidiu, com o deputado Carlos Giannazi (PSOL), realizar a reunião em caráter informal nesta quarta-feira, 27/8. O encontro serviu para que representantes de associações professores, alunos e funcionários da USP, Unesp e Unicamp justificassem suas reivindicações no que se refere à crise financeira, a greve e a desvinculação do Hospital Universitário (HU) da Universidade de São Paulo.   Antes de começar a reunião, Neder leu ofício enviado pelo reitor Marco Antonio Zago, justificando sua ausência: “reunião agendada para a mesma data, para discutir a recomposição orçamentária da USP e a questão salarial com o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp)”. Nesse mesmo ofício, o reitor propõe que a reunião seja reagendada para o dia 10/9, às 14 horas. O deputado Carlos Giannazi informou que dava entrada, naquele momento, a duas representações contra o reitor, por crime de responsabilidade e desobediência. A primeira foi endereçada ao Ministério Público e a segunda protocolada junto à Assembleia Legislativa. Argumentou que não fora a primeira vez que parlamentares do Legislativo paulista haviam sido tratados com desprezo por Zago e denunciou a construção de um prédio nas imediações da avenida Paulista, no valor de 71 milhões de reais. “Estão sendo construídos para abrigar os órgãos centrais da reitoria, que deveriam estar na USP”, destacou. A deputada Sara Munhoz, do PCdoB, manifestou-se, em nome das enfermeiras, contra a desvinculação do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo.     Reivindicações do Fórum das Seis Francisco Miraglia, presidente da Associação dos Docentes da USP (Adusp) apresentou as propostas do Fórum das Seis, entidade que congrega funcionários, professores e estudantes das três universidades públicas. Destacou a necessidade de um repasse emergencial de R$ 600 milhões para socorrer a USP, Unesp e Unicamp, montante esse que evitaria o plano de demissões voluntárias oferecido por Zago, “para arrecadar R$ 400 milhões”. Criticou o arrocho salarial e o desconto de 1% do repasse destinado às universidades para a habitação, e reivindicou o aumento do percentual de 9,57% da arrecadação do ICMS, face à expansão das três universidades públicas do Estado. Essa foi também a tônica dos outros participantes da Mesa, João Paulo, coordenador do Fórum Estadual da Educação; João Chaves, presidente da Associação dos Docentes da Unesp (Adunesp); e Paulo Cesar Centoducatte, presidente...

Leia mais
Software gratuito para pessoas com deficiência
ago28
Leia mais
Mulher tem “fertilização in vitro” garantida na Justiça
ago28

Mulher tem “fertilização in vitro” garantida na Justiça

Quinta-feira, 28 de agosto de 2014 às 17h17   A decisão é do Juiz de Abreu Perine, da 17ª Vara Civil do Tribunal de Justiça de São Paulo, atendendo solicitação de paciente com endometriose aguda. O juiz Renato de Abreu Perine, da 17ª Vara Civil do Tribunal de Justiça de São Paulo, condenou a Mediservice Administradora de Planos de Saúde a arcar com os custos de endometriose aguda de uma paciente da sua carteira de clientes. Seu médico tinha recomendado o tratamento com fertilização in vitro, mas o plano de saúde indeferiu o pedido. O plano de saúde negou o pedido de Cláudia com base em uma cláusula válida, que exclui métodos de inseminação artificial do rol dos procedimentos cobertos por planos de saúde, com a intenção de evitar que se use o tratamento como meio de planejamento familiar. “No entanto, a cláusula abre precedentes para interpretação, uma vez que em casos como o de endometriose severa a fertilização funciona como um tratamento médico para a doença”, esclarece a advogada Gabriela Guerra, especialista em Direito do Consumidor na área da Saúde. Além disso, segundo Gabriela, “Cláudia corria o risco de ficar infértil e, ainda estando em idade de reprodução, isso violaria o direito garantido pela Constituição da mulher constituir uma família”. A endometriose severa causa sangramento excessivo, cólica aguda e possibilidade de perda do sistema reprodutivo e a fertilização in vitro é apontada como a única forma de tratar essa doença. “Aplicar a vedação estabelecida em lei para o único tratamento apto a curar a doença ofenderia a dignidade da pessoa humana, fundamento da República Federativa do Brasil”, disse o juíz Renato de Abreu Perine em sua sentença. Afirmando que a dignidade da pessoa humana é o fundamento básico da Constituição, o magistrado classificou como sendo de má fé uma interpretação literal do artigo 10, inciso II, da Lei no 9656, e ordenou que a Mediservice Administradora de Planos de Saúde garanta “a fertilização in vitro para tratamento da endometriose junto ao médico que prescreveu o tratamento, sob pena de incidir em multa a ser fixada em sede de execução”. Advogada Gabriela Guerra www.pgb.adv.br...

Leia mais
Marina quer Brasil passado a limpo
ago27

Marina quer Brasil passado a limpo

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 21h10 “Nosso compromisso é de que o Brasil seja passado a limpo”, defende Marina, no site do partido Rede Sustentabilidade. Leia a matéria publicada após o debate de ontem (26). Rede Sustentabilidade – No primeiro debate entre os candidatos à Presidência, a candidata da Coligação Unidos do Brasil, Marina Silva, teve uma participação bastante destacada, com posicionamentos firmes e aberta ao diálogo e ao debate de ideias. Marina defendeu uma agenda propositiva, voltada para o desenvolvimento sustentável, a renovação política e econômica do país.     “O nosso compromisso é de que o Brasil seja passado a limpo, fazendo a reforma das reformas, que é a reforma política e, a partir daí, nós possamos avançar”, defendeu a candidata. Ela ainda reforçou que há um desejo de mudança da população, expresso nas manifestações de 2013. “As manifestações de junho apresentam um pacto para atender as reivindicações da população”, comentou. Esse movimento social, para Marina, foi um claro sinal de busca por mudanças e um novo jeito de fazer política. “A reforma política começa agora, com o debate de ideias, com políticas de juros baixos, controle de inflação e crescimento, desenvolvimento econômico e social. Os parlamentares serão eleitos pela sociedade brasileira a partir dessa nova escolha que fizermos”, pontuou. A candidata também criticou a atual polarização entre PT e PSDB como um entrave para a evolução do sistema político brasileiro. “Temos de combater a polarização que, há 20 anos, constitui um verdadeiro atraso para o País. Precisamos de políticas coerentes com a renovação e o compromisso com o futuro do Brasil”, disse. “Uma das coisas mais importantes para que a gente possa resolver os problemas, em primeiro lugar, é reconhecer que eles existem”, completou. Em tom crítico, rebateu a candidata Dilma Rousseff, que apresentou um Brasil mais “virtual” do que real. “Esse Brasil que a presidente Dilma acaba de mostrar, colorido, quase cinematográfico, não existe para as pessoas, que continuam presas no trânsito e em situação de penúria na saúde e na segurança”, reforçou. “O Brasil precisa de visão estratégica. Se olharmos o histórico das conquistas dos últimos 20 anos, veremos que o País não teve presidentes com perfil de gerente. Porém, no último governo, o Brasil será entregue em condições piores por uma candidata que se coloca como gerente”. Em linha com esse raciocínio, a candidata também reiterou sua visão de Estado como agente de mobilização da sociedade. “Defendo um Estado capaz de mobilizar o melhor da iniciativa privada, do empreendedorismo e de todos os atores da sociedade para atender às necessidades dos cidadãos brasileiros”, reforçou. A candidata também tratou da urgência da...

Leia mais
Aécio Neves defende trabalho de voluntários
ago27

Aécio Neves defende trabalho de voluntários

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 21h04 Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, disse hoje (27) que, caso eleito, irá apoiar iniciativas de empreendedores voluntários. Ele participou da cerimônia de lançamento do portal Vamos Agir, um site de apoio à sua candidatura tocado por voluntários.     “Estamos abrindo canais de participação da sociedade brasileira em nosso projeto, o Fórum Brasil, para buscar iniciativas de anônimos que procuram melhorar a vida de pequenas comunidades”, defendeu o tucano. Entre essas ações, ele mencionou a convocação para doações de sangue e para a limpeza de praças públicas. “Muitas vezes não é o Poder Público que resolve a vida das pessoas, muitas vezes são as iniciativas da própria comunidade que melhoram a vida no seu entorno”, pontuou o candidato. O candidato acrescentou que não mudará a estratégia de campanha até as eleições, em outubro, mantendo a rotina de disputar os votos em encontros com os eleitores nas ruas de todo o país. Aécio Neves voltou a defender a proposta de criação do Mutirão de Oportunidades, que pretende dar estímulos a jovens na faixa de 18 a 29 anos que não tenham concluído os cursos do ensino médio e fundamental. A ideia é conceder uma bolsa no valor de um salário mínimo a cada um dos jovens para voltarem a estudar. Pelos cálculos de seu programa de governo, existem cerca de 20 milhões de jovens nessas condições, sendo 11 milhões sem terem terminado o ensino fundamental. De acordo com o critério estabelecido, a medida será desenvolvida em localidades onde a taxa de abandono escolar ultrapasse...

Leia mais
Dilma almoço em restaurante popular no Rio de Janeiro
ago27

Dilma almoço em restaurante popular no Rio de Janeiro

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 20h47 Isabela Vieira – Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel Candidata à reeleição, a presidenta da República Dilma Rousseff (PT) almoçou hoje (27) em um restaurante popular na zona oeste do Rio de Janeiro. A candidata chegou ao local por volta das 12h e saiu às 13h, sem dar declarações à imprensa ou fazer discursos.     Dilma Rousseff almoçou ao lado do candidato ao governo do estado Anthony Garotinho (PR) e de Lilian Sá (PROS), que concorre ao Senado. Dilma serviu-se e comeu junto com os usuários habituais. A visita dos candidatos foi monitorada e registrada por cerca de dez fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Eles estiveram no local para apurar denúncia sobre o uso do espaço público para campanha política. O relatório deles será submetido a um juiz, que avaliará se houve ou não violação da lei eleitoral. Durante o almoço, a presidenta cumprimentou apoiadores, tirou várias fotos e causou um pequeno tumulto ao deixar o restaurante. Funcionários cumprimentaram os candidatos e reuniram-se para uma foto ao final. Entre as opções do cardápio, a presidenta escolheu arroz, feijão, abóbora, frango e salada. Serviu-se também de suco e sopa, mas não os saboreou. O restaurante popular Getúlio Vargas foi construído na gestão de Anthony Garotinho à época em que ele era governador do Rio de Janeiro. Vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social, a unidade serve aproximadamente 3,8 mil refeições por R$ 1 ao dia....

Leia mais
Marina abre 10 pontos sobre Aécio
ago27

Marina abre 10 pontos sobre Aécio

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 19h52 Segundo mostram as pesquisas, se as eleições fossem realizadas hoje, Marina Silva venceria Dilma Roussef no segundo turno. Gerson Soares A candidata Marina Silva (PSB) teve uma participação satisfatória ontem, durante o primeiro debate dos presidenciáveis, promovido pela Band. Aécio Neves (PSDB) não se saiu tão bem quanto poderia, talvez pelo nervosismo e o compromisso que cresce com uma ala de diversos setores que não se alinham plenamente nem com Marina e já não aguenta mais, o que foi chamado de mundo da fantasia petista durante o debate. Dilma Roussef, conhecedora das muitas áreas pelas quais o país se divide, vem demonstrando nervosismo durante as entrevistas e ontem não foi diferente.     O PT de Dilma está esgotado com tantos descalabros praticados através dos anos que dispôs do mais alto cargo do poder. Aécio Neves defende a nova política, mas centra-se principalmente em suas propostas o que é saudável para ele e também para o Brasil que precisa de políticos com ideias renovadoras. Os demais candidatos presentes ao debate também tiveram um papel importante, suas propostas não podem ser menosprezadas e deveriam ser analisadas pelos concorrentes que despontam na corrida presidencial. Marina Silva já supera Aécio Neves nas pesquisas e seria a nova presidente do Brasil se as eleições fossem hoje, pois venceria Dilma Roussef no segundo turno. Eis as mudanças mais contundentes que o cenário político apresenta, depois do lamentável falecimento de Eduardo Campos, tido também como um político com a mente voltada para as inovações e as tão requeridas mudanças pleiteadas pelos brasileiros, que ficaram a cargo de Marina levar à frente. A candidata mantém uma postura tida por muitos como radical, pois a maioria está acostumada com os sorrisos dos políticos, com as facilidades com que prometem e não cumprem e o jeito fácil de encontrar soluções. Com ela, o sorriso não vem a cada palavra, que são duras, mesmo em momentos, em que se imagina deveriam ser condescendentes ou mais suaves, a fim de que ela possa obter os tão almejados votos.     As pesquisas estão mostrando que a preferência dos brasileiros estará recaindo sobre quem tiver coragem de enfrentar o toma lá, dá cá, da política tradicional brasileira e Marina Silva está se encaixando nesse novo modelo de político que não está muito a fim de mostrar os dentes e de dizer não quando a palavra for essa a palavra a ser dita. Caberá a ela manter-se firme diante do que afirma. Como disse ontem a candidata: “Existem pessoas com boas intenções em todos os partidos”. Segundo Marina deixa a entender, estes poderão somar...

Leia mais
Enfermagem da USP promove curso de atualização on-line
ago27

Enfermagem da USP promove curso de atualização on-line

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 19h16 Agência FAPESP – Estão abertas, até 5 de setembro, as inscrições para o 4º Curso de Atualização On-line “Gerenciamento em Enfermagem”, coordenado por Antônio Fernandes Costa Lima e Heloisa Helena Ciqueto Peres (ambos do Departamento de Orientação Profissional da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo) e por Maria Manuela Martins (Escola Superior de Enfermagem do Porto, em Portugal).     Voltado a enfermeiros, o curso tem como objetivo oferecer as bases teóricas para a prática do gerenciamento em enfermagem no contexto brasileiro e português e subsidiar discussões sobre os modelos gerenciais, as políticas de recursos humanos e a qualidade no atual contexto de gestão em saúde. Poder e cultura nas organizações; missão, visão e políticas organizacionais; estruturas organizacionais; modelos gerenciais nas organizações de saúde; e processos de trabalho da enfermagem são alguns dos tópicos do conteúdo. As aulas on-line ocorrerão entre 16 de setembro e 2 de dezembro, às terças-feiras. Haverá um encontro presencial (em São Paulo e no Porto). O curso (com 90 horas no total) custa R$ 900,00. As inscrições devem ser realizadas pelo site http://www.ceapee.com.br/. Há 25 vagas para enfermeiros do Brasil e 25 para profissionais de Portugal. Mais informações pelo site, pelo telefone (11) 3061-7551 ou pelo e-mail...

Leia mais
Mito e realidade por trás do AVATAR: interfaces cérebro-máquina
ago27

Mito e realidade por trás do AVATAR: interfaces cérebro-máquina

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 19h05   Agência FAPESP – Edward Joseph Tehovnik, professor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), avaliará, em um colóquio no dia 29 de agosto no Instituto de Física de São Carlos, a capacidade atual das interfaces máquina/cérebro para mover objetos.     Bits de informação gerados pela interface máquina/cérebro; limitações incluindo mais neurônios em gerar sinais para interface máquina/cérebro; superioridade de uma máquina/cérebro; supressão de movimentos do corpo durante o uso da interface máquina/cérebro; e o papel da visão para interfaces máquina/cérebro são alguns dos tópicos que serão tratados. O colóquio Mito e realidade por trás do AVATAR: interfaces cérebro-máquina (tradução do título acima, em inglês) será realizado no anfiteatro Professor Sérgio Mascarenhas, às 10h30, no IFSC, em São Carlos. Mais informações: Tudo sobre...

Leia mais
Band promove 1º debate com presidenciáveis hoje às 22h
ago26

Band promove 1º debate com presidenciáveis hoje às 22h

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 11h26 – Atualizado às 18h04   Rede Bandeirantes promove o primeiro debate com os candidatos à Presidência da República, na noite de hoje. Gerson Soares Os canais da Rede Bandeirantes e o Portal da Band transmitem a partir das 22h, ao vivo para todo o país, o primeiro encontro com os candidatos Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix (PRTB).     Segundo a emissora, o internauta que acompanhar o debate através do Portal da Band, também poderá conferir os bastidores e uma análise especial do evento com os cientistas políticos Pedro Fassoni e Vera Chaia, ambos da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). A partir das 20 horas, os internautas já poderão conferir os bastidores, com fotos dos convidados e entrevistas com autoridades. O momento em que o país vive, confere uma importância ainda mais especial ao encontro dos presidenciáveis que estarão frente a frente. Para Marina Silva esta será uma boa oportunidade. Apesar de ser uma das mais bem cotadas ao cargo, o horário da propaganda política destinado à candidata, é muito menor do que o dos concorrentes. Enquanto Dilma possui 11 minutos e 24 segundos e Aécio Neves fica com 4 minutos mais 35 segundos, Marina Silva, que substituiu Eduardo Campos – falecido em acidente aéreo no dia 13/8 – vai dispor de apenas 2 minutos e 3 segundos para sua propaganda eleitoral. As regras para o debate foram definidas após encontros com os partidos e terá seis blocos. A apresentação será do jornalista Ricardo Boechat, comandante do Jornal da Band. Últimos ajustes Os estúdios da Band, no Morumbi, em São Paulo, recebem os últimos ajustes para o primeiro debate entre os candidatos à presidência, uma tradição do Grupo Bandeirantes, que destacou cerca de 300 profissionais que estarão envolvidos nos trabalhos. Foram credenciados cento e cinquenta profissionais de imprensa para a cobertura do evento. Segundo divulgado pelo Portal da Band (onde nos intervalos os internautas poderão acompanhar análises exclusivas), entre os convidados estão Michel Temer, vice-presidente da República; Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal; Renan Calheiros, presidente do Senado Federal; Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara dos Deputados; Alberto Toron, juiz do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo; Roberto Setubal, presidente do Itaú Unibanco; Jorge Nasser, diretor de marketing do Bradesco; Joesley Batista, presidente da JBS; Caco Alzugaray, presidente da Editora Três e o empresário Carlos Jereissati. Com informações do Portal da...

Leia mais
Reitores das universidades estaduais são convocados à CFOP
ago26

Reitores das universidades estaduais são convocados à CFOP

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 16h59 Crise das instituições será o tema abordado Por Marina Mendes Nesta terça-feira (26), a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento (CFOP), presidida pelo deputado Mauro Bragato (PSDB), reuniu-se para deliberar sobre sua pauta. Foi aprovado requerimento do deputado Bragato que convoca o reitor da USP, Marco Antonio Zago, e o reitor da Unicamp, José Tadeu Jorge e a reitora em exercício da Unesp e presidente do Cruesp, Marilza Vieira Cunha Rudge, para prestarem informações em relação à crise das universidades estaduais paulistas. Dentre os PLs que tiveram seu parecer aprovado, está o 738/2013, da deputada Vanessa Damo (PMDB), que propõe a criação do Programa de orientação em saúde e atendimento social às gestantes e a implantação de medidas de informação da Política Nacional de Atenção Obstétrica e Neonatal do Estado. Banheiros adaptados Também foi aprovado o parecer do Projeto de Lei 758/2013, do parlamentar André Soares (DEM), que garante à pessoa ostomizada a acessibilidade aos sanitários de uso público, estabelecimentos comerciais e eventos públicos ou privados, mediante a instalação de aparelhos adaptados para a prática de sua higiene e que acatem suas necessidades. Para que seja possível essa pessoa utilizar estes banheiros, será necessário à instalação de vaso sanitário normal ou infantil com anteparo seco e sistema de descarga, preferencialmente fixado na parede, para descarte da substância das bolsas, ventilação adequada e a sinalização na entrada para que indique a adaptação. Também participaram da CFOP os deputados Hamilton Pereira e Beth Sahão (ambos do PT), Maria Lúcia Amary (PSDB), Edson Giriboni (PV), Orlando Bolçone (PSB) e Osvaldo Verginio...

Leia mais
Parlamento paulista homenageia Exército Brasileiro
ago26

Parlamento paulista homenageia Exército Brasileiro

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 16h59   Por Josué Rocha ALESP – O Exército Brasileiro foi homenageado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) em sessão solene realizada na sexta-feira, 22/8. A cerimônia foi alusiva à comemoração do Dia do Soldado, celebrado oficialmente no dia 25 de agosto, data de nascimento do patrono do Exército nacional, marechal Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias.     O comandante militar da região Sudeste, general João Camilo Pires de Campos, lembrou que Caxias, nascido em 1803, prestou juramento à Bandeira nacional com apenas 14 anos de idade. O militar, embora tenha apontado várias batalhas vitoriosas enfrentadas por Caxias, ressaltou que, pelas estratégias usadas nesses conflitos, ele é alcunhado de pacificador. O general João Camilo explanou que o patrono do Exército legou aos militares o exemplo da “honra, coragem, ética, disciplina, amor à pátria e camaradagem aos colegas de farda”. Ele finalizou afirmando que Luiz Alves de Lima e Silva foi o único brasileiro condecorado com o título de duque, conferido em 1865, pelo imperador D. Pedro 2º. Fernando Capez (PSDB), deputado proponente da solenidade – que contou com centenas de militares do Exército –, declarou que o fato de o integrante das Forças Armadas jurar sacrifício da própria vida em prol da nação o coloca num patamar diferenciado em comparação às outras profissões.     O presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado, juiz Paulo Adib Casseb, também enalteceu as qualidades de Duque de Caxias e destacou várias ações do Exército nacional, que atua em regiões de fronteira e outros locais longínquos e inóspitos, realizando não só a segurança do território brasileiro, mas também levando socorro médico e assistência social a comunidades situadas nesses locais de difícil acesso. “A sociedade brasileira precisa conhecer mais a atuação do Exército Brasileiro para que possa reverenciar ainda mais essa instituição”, declarou o...

Leia mais
Projeto institui “Dia da Abolição Animal”
ago26

Projeto institui “Dia da Abolição Animal”

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 16h42   O dia 18 de outubro de 2013, ficou marcado pela maior ação de ativismo em prol dos animais já vista no Brasil. Nessa data grupo de ativistas libertaram, em uma única ação, 178 cães da raça Beagle (todos foram adotados) e 7 coelhos usados em testes no Instituto Royal. Semanas depois centenas de ratos também foram libertados, de acordo com Monica Campos, membro da Frente Antivivisseccionista do Brasil, uma comunidade que desaprova testes com animais. O autor do Projeto de Lei é o deputado Ricardo Izar (PSD/SP) que defende que os testes em animais sejam realizados através de métodos substitutivos. Segundo Adriana Khouri, uma das responsáveis pela ação no Instituto Royal e presidente da ONG Frente Antivivisseccionista do Brasil, “o país já conta com métodos substitutivos, falta apenas validá-los”. Desde 2009 a União Europeia proíbe os testes de cosméticos em animais e há um ano também passou a ser proibida a venda de cosméticos testados em animais. Conheça o Projeto de Lei na íntegra Saiba mais Conheça o Projeto de Lei na...

Leia mais
AGU garante preço de medicamentos
ago26

AGU garante preço de medicamentos

Terça-feira, 25 de agosto de 2014 às 15h06 AGU assegura aplicação de norma que proíbe preço diferente na compra de medicamentos por cartão de crédito Farmácias não podem cobrar valores adicionais na venda de produtos farmacêuticos efetuada por meio do cartão de crédito. A regra foi garantida pela Advocacia-Geral da União (AGU) que comprovou, na Justiça, a validade da Portaria nº 118/1994 do Ministério da Fazenda que impede a fixação de valores diferenciados de acordo com o tipo de pagamento.     A norma foi questionada pela Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro (Ascoferj) com o argumento de que a portaria não encontra suporte legal. Segundo a entidade, o varejo farmacêutico do RJ se submete à Lei nº 10742/2013, que criou a Câmara de Medicamentos (Cmed) com a função de regulamentar a economia do mercado. Afirmou ainda que não há legislação que proíba cobrança de preços diferentes para os diversos meios de pagamento. A Procuradoria-Regional da União da 2ª Região (PRU2) sustentou que a Portaria criada para proteger o consumidor. Informou que o uso do cartão de crédito é uma vantagem para o comerciante e a cobrança de preços diferenciados é prática abusiva. A AGU defendeu que a Lei nº 10.962/2004 prevê como infração atribuir ao consumidor preços distintos para o mesmo produto. Destacou também que a Cmed regula o mercado de medicamentos, mas não estipula um tabelamento oficial, pois tem como objetivo evitar abusos e prejuízo ao consumidor por conta da competição entre os laboratórios farmacêuticos. A 27ª Vara Federal do Rio de Janeiro acolheu os argumentos apresentados pela AGU e indeferiu o pedido da associação. “A existência de uma regulação específica para o setor farmacêutico, para evitar abusos em um mercado competitivo como o dos laboratórios farmacêuticos, e assegurar a existência farmacêutica à população, não impede o controle das práticas abusivas ao consumidor pela Portaria 118/1994 do Ministério da Fazenda”, diz um trecho da decisão. A PRU2 é uma unidade da Procuradoria-Geral da União, órgão da...

Leia mais
A candidata Marina Silva visita a Bienal do Livro em SP
ago26

A candidata Marina Silva visita a Bienal do Livro em SP

Terça-feira, 26 de agosto de 2014 às 11h26 Educação de qualidade passa pelo incentivo à leitura, diz Marina na Bienal do Livro Educação de qualidade é foco prioritário para a presidenciável da Coligação Unida pelo Brasil, Marina Silva, e foi o que motivou sua visita, na tarde desta terça-feira, à 23ª Bienal do Livro, em São Paulo, ao lado de seu vice, Beto Albuquerque. Cercada por jovens estudantes e adolescentes por todo o tempo em que esteve no pavilhão da feira de livros – e incapaz de negar os incontáveis pedidos para selfies – Marina levou quase uma hora para percorrer meros 100 metros. Mais que isso, a candidata repetiu a todos o mesmo conselho: ler e estudar é muito importante.     “Nós queremos dar foco à educação qualidade para que as pessoas sejam capazes de acessar ocupações que melhorem suas vidas e, principalmente, para formarmos cidadãos de acordo com as necessidades do nosso País”, ressaltou Marina. “A nossa visita à Bienal é para deixar bem claro que a educação tem dois processos. Um de formação escolar, onde defendemos a preparação de tempo integral. Outro que envolve outros agentes e, por isso, queremos valorizar o exercício da leitura, como uma forma de completar a formação, com a valorização de bibliotecas e equipamentos públicos que favoreçam a leitura”. O comprometimento de Marina com a área educacional vem de longa data. Aluna tardia, alfabetizada na adolescência, ela cultiva carinho especial pelos livros. “Que sorte poder entrar aqui e folhear um livro que fala justamente sobre a arte da leitura”, festejou Marina, ao visitar um dos estandes e encontrar na prateleira a obra do educador Paulo Freire “A importância do ato de ler”. A candidata acabou presenteada com o exemplar pelo atendente Marcel Cleante. Melhorar a educação no Brasil, afirma, passa por melhorar as verbas de ensino. Perguntada sobre o tema, Marina respondeu que já está aprovada pelo Congresso a destinação de 10% do PIB para a Educação. “O que nós vamos fazer é assumir o compromisso de antecipar para quatro anos a metas para o ensino integral, que estavam previstas para oito anos”, garantiu. Marina fez questão de frisar que uma educação de qualidade passa por uma valorização econômica e simbólica dos professores. Educação boa é a educação que forma cidadãos para o exercício da cidadania, frisou. Na chegada à Bienal, Marina recebeu dos organizadores do evento, a Câmara Brasileira do Livro (CBL), uma carta pedindo sua atenção para iniciativas que venham a incentivar à leitura, e que são praticadas com sucesso em países da Europa e também em alguns da América Latina, como Argentina e Chile. A candidata à...

Leia mais
Cai o número de brasileiros que joga futebol no lazer
ago25

Cai o número de brasileiros que joga futebol no lazer

Segunda-feira, 25 de agosto de 2014 às 19h07 Por Hérika Dias da Agência USP A paixão dos brasileiros pelo futebol pode ser grande, mas o número de pessoas que faz do esporte uma atividade física de lazer caiu. De 2006 a 2012, o percentual foi de 9,1% para 7,2%, uma redução de 20% em sete anos. O futebol foi ultrapassado pela musculação/ginástica (aumento de 7,9% para 11,2%) e se tornou a terceira atividade física mais praticada nas horas de folga dos brasileiros. Em primeiro está a caminhada (em torno de 18% entre 2006 e 2012).     As informações constam de um estudo do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde (Nupens), da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, baseado nos dados do Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas), um inquérito produzido anualmente pelo Ministério da Saúde por meio de entrevistas por telefone com cerca de 54 mil pessoas, a partir dos 18 anos, nas capitais brasileiras e no Distrito Federal. Os doutorandos Thiago Hérick de Sá e Leandro Martin Totaro Garcia e o pós-doutorando Rafael Moreira Claro analisaram as dados do Vigitel entre 2006 e 2012 para descrever a frequência e os principais tipos de atividade física praticados pelos adultos brasileiros no período de lazer . De acordo com os pesquisadores, o estudo é descritivo e, portanto, não foram investigadas as possíveis causas da variação dos praticantes de futebol. “Não podemos ser taxativos de que está havendo uma substituição. O fato de o futebol estar caindo e da musculação/ginástica estarem subindo em termos populacionais, não quer dizer que as pessoas estão trocando uma coisa pela outra, pode ser que as pessoas que deixam de jogar futebol não sejam as mesmas que passaram a frequentar mais a academia”, ressalta Thiago Hérick de Sá. Entretanto, eles formularam algumas hipóteses para explicar a queda na prática de futebol. “No Brasil, jogar futebol sempre foi muito dependente de campos públicos e muitos deles estão em terrenos baldios. Mas esses espaços têm diminuído muito por causa do mercado imobiliário, para a construção de novos prédios, novos empreendimentos, o que se dá tanto em regiões mais centrais como na periferia das cidades”, afirma o pesquisador. Ele sugere que a diminuição dos praticantes de futebol também esteja ligada à dificuldade em se encontrar tempo e pessoas. “É preciso tempo para se fazer uma prática dessa ou mesmo para se organizar uma partida, porque jogar futebol envolve no mínimo 10 pessoas. A organização dessa atividade toma tempo e hoje vivemos em um contexto social que torna isso um pouco mais difícil.” Academias O crescimento dos praticantes de ginástica/musculação –...

Leia mais
Bancos “transformados” em livros dão cor a Londres
ago25

Bancos “transformados” em livros dão cor a Londres

Segunda-feira, 25 de agosto de 2014 às 18h25 Por Galeno Amorim Se visitar Londres este Verão é provável que encontre um banco literário, ou seja, um dos 50 bancos de jardim em formato de livro que fazem parte de um projeto de incentivo à leitura e combate ao analfabetismo.       Os 50 bancos foram colocados em diferentes locais de Londres a 2 de julho e vão fazer parte da paisagem da capital inglesa até 15 de setembro. De clássicos da literatura a romances modernos, passando por livros infantis, os bancos de jardim fazem parte do projeto “Books About Town” e foram criados por artistas locais. A lista completa dos livros que inspiraram cada banco e dos artistas que os criaram, pode ser encontrada no site do projeto. Há ainda quatro roteiros para quem quiser ver todos os bancos literários e o site disponibiliza também mapas e questionários para cada um dos roteiros. A 7 de outubro, os bancos vão ser leiloados e a verba alcançada será doada à National Literacy Trust, uma instituição de caridade dedicada a aumentar os níveis de alfabetização no Reino Unido. Apesar de estar no idioma inglês, o site do projeto “Books About Town” é muito divertido, vale dar uma olhada e conhecer todos os divertidos bancos super originais. Fonte: Blog do...

Leia mais