Pesquisa ajuda a desfazer equívocos historiográficos sobre as antigas cidades gregas
mar31

Pesquisa ajuda a desfazer equívocos historiográficos sobre as antigas cidades gregas

Terça-feira, 31 de março de 2015, às 16h59   Assista o vídeo da entrevista concedida à Agência FAPESP, pela professora Maria Beatriz Borba Florenzano, do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, que fala sobre os projetos de pesquisa que contribuem para reescrever a história da Grécia antiga.

Leia mais
Senado: novo marco legal da biodiversidade deve ser votado em Plenário
mar31

Senado: novo marco legal da biodiversidade deve ser votado em Plenário

Terça-feira, 31 de março de 2015, às 09h22 Agência Senado | Iara Guimarães Altafin e Augusto Castro Nesta terça-feira (31), os senadores devem concluir a votação do chamado novo marco legal da biodiversidade (PLC 2/2015). Entretanto, como os senadores devem promover mudanças no texto, a matéria, que tramita com urgência constitucional, poderá voltar para análise da Câmara dos Deputados. Mas se for aprovado sem modificação ou apenas com emendas de redação, seguirá para sanção presidencial. Devido à urgência, a proposta precisa ser votada até o dia 10 de abril, para não trancar a pauta de votações.     A nova lei vai facilitar a pesquisa com o patrimônio genético, estimular a fabricação de produtos oriundos do conhecimento gerado por essa pesquisa e ampliar a compensação às comunidades tradicionais, que detêm o conhecimento sobre a utilização de plantas e animais nativos. Os senadores Jorge Viana (PT-AC) e Telmário Mota (PDT-RR) demonstraram otimismo na aprovação do projeto na próxima semana, mesmo ainda havendo pontos específicos sobre os quais ainda não há consenso. — A ideia é votar na terça-feira, já falei com o presidente Renan e o propósito é votar na terça-feira. Devem ter uns quatro pontos que serão destacados, mas acredito que o texto-base, que a gente trabalhou na Comissão de Meio Ambiente, que é fruto de entendimento, possa ser aprovado e os pontos divergentes serão destacados e vamos votar separadamente — disse Jorge Viana, que relatou a matéria na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA). Telmário acrescentou que “há muitos interesses envolvidos” no sentido de manter o mesmo texto aprovado pela Câmara, porém ele aponta algumas imperfeições desse texto em sua opinião. — Ele não dá garantia da manutenção do nosso patrimônio da biodiversidade, não faz justiça com quem é detentor de conhecimento, não reconhece os indígenas como povo, mas apenas como população. É preciso fazer alguns reparos, que já foram propostos nas diversas comissões. Mas acho que dá para votar, algumas questões serão destacadas e votadas no Plenário. Acho que vai ter esforço conjunto para votar em Plenário na próxima semana — afirmou Telmário, que relatou a proposta na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). “Tramitação peculiar” O PLC 2/2015 vem tendo uma “tramitação peculiar” desde que chegou ao Senado no final de fevereiro, segundo palavras do secretário-geral da Mesa do Senado, Luiz Fernando Bandeira de Mello. — O projeto da biodiversidade teve uma peculiaridade. Ele tramita sob urgência constitucional, requerida pela presidência da República. O projeto foi distribuído simultaneamente para três comissões [CCJ, CAE e CMA], depois foram aprovados requerimentos para ele passar por outras duas comissões [CCT...

Leia mais
Odor específico funciona como “RG” para abelhas, vespas e formigas
mar31
Leia mais
Novo Microtomógrafo do LNNano resolve detalhes de 350 nanômetros (nm) de amostras
mar31

Novo Microtomógrafo do LNNano resolve detalhes de 350 nanômetros (nm) de amostras

Terça-feira, 31 de março de 2015, às 08h51   Agência FAPESP – O Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas, adquiriu um novo equipamento para a aquisição de imagens tridimensionais de diferentes tipos de amostras. O microtomógrafo de raios X SkyScan 1272 revela detalhes da forma e da composição química das estruturas internas dos materiais, de forma não destrutiva e com resolução submicrométrica.     Durante a fase de implantação do equipamento, foram examinadas amostras poliméricas, geológicas, biológicas, de componentes e dispositivos eletrônicos, materiais compósitos e diferentes produtos industriais. A energia da fonte de raios X pode ser ajustada entre 20 e 100 kV. O microtomógrafo permite resolver detalhes de 350 nanômetros das amostras, cujo tamanho pode alcançar 75 milímetros de diâmetro e 70 milímetros de comprimento. “A microtomografia permite a visualização tridimensional de diferentes regiões da amostra em diferentes escalas, fornecendo informações complementares às obtidas pelas diferentes microscopias”, explica Rubia Figueredo Gouveia, pesquisadora do LNNano e responsável pelo equipamento. Além da identificação morfológica, a técnica permite a quantificação de diferentes domínios em um mesmo material, fornecendo informações sobre a sua porosidade, fração volumétrica de cada fase e diâmetro das diversas estruturas presentes, utilizando softwares de análise extremamente poderosos. Os interessados no uso do equipamento devem submeter uma proposta de pesquisa por meio do portal de usuários do...

Leia mais
Votação na CCJ da PEC da Maioridade Penal será hoje
mar31

Votação na CCJ da PEC da Maioridade Penal será hoje

Terça-feira, 31 de março de 2015, às 08h36 Iolando Lourenço – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli A votação da admissibilidade da proposta de emenda à Constituição (PEC), que propõe reduzir de 18 para 16 anos a maioridade penal, foi adiada para hoje na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados (CCJ). Depois de uma longa discussão e de várias tentativas de obstrução por 41 votos a sete, os deputados da CCJ aprovaram requerimento para o encerramento da discussão.     Com o encerramento de discussão, a PEC poderia ser colocada imediatamente em votação, mas o presidente da CCJ, deputado Arthur Lira (PP-AL), preferiu abrir espaço para debater a proposta antes de colocá-la em votação. Inscreveram-se novamente, para debater a admissibilidade da redução da maioridade penal, 26 deputados que integram a CCJ. “Nós não colocaremos a matéria em votação hoje, não dará tempo”, reconheceu o presidente da CCJ, Arthur Lira antes da aprovação do requerimento de encerramento de discussão. Ele informou que a apreciação será retomada hoje, diretamente com a votação da PEC. A dificuldade foi colocar a matéria em votação ontem (30) devido ao horário. Isso porque, iniciada a Ordem do Dia – período dedicado a votações em plenário – todas as comissões que estiverem em atividade devem encerrar seus trabalhos e nenhuma votação que ocorra em comissões nesse período tem validade. Novamente na tarde de ontem, manifestantes contrários à PEC protestaram contra sua apreciação. Alguns entraram no plenário da CCJ com cartazes contrários à proposta, outros ficaram próximos ao plenário, e a maioria dos manifestantes teve que ficar nas dependências externas da Câmara. A PEC principal sobre a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos está tramitando na Câmara há mais de 20 anos. A ela foram apensadas mais 38 propostas sobre o mesmo tema. Ao analisar as 39 PECs, o relator da matéria, deputado Luiz Couto (PT-PB), fez seu parecer contrário à admissibilidade das propostas. Segundo Couto, há PECs para a redução da maioridade para 12 anos e outras que propõem a redução sem limite de idade. Se a admissibilidade da PEC for aprovada pela CCJ, será criada uma comissão especial que irá analisar o mérito da matéria. Só depois de muita discussão é que a proposta terá seu parecer votado pela comissão e, depois, pelo plenário da Câmara, em dois turnos de votação. Caso seja aprovada pelos deputados, a PEC será encaminha à apreciação do Senado. Se for modificada pelos senadores, terá que retornar à Câmara para novas deliberações. Para uma PEC ser aprovada, são necessários os votos de, no mínimo, 308 dos 513 deputados da Câmara, nos dois turnos...

Leia mais
Terceira idade: cinco dicas para não ser ‘enrolado’ pelo plano de saúde
mar31
Leia mais
Fiscalização da nova lei das sacolinhas começa no dia 5 de abril
mar31
Leia mais
Justiça alemã diz que copiloto recebeu tratamento por tendências suicidas
mar30
Leia mais
Imigração na São Paulo do século 20 – o acervo da Light
mar30
Leia mais
Exposição “História da Energia” na estação Tatuapé do Metrô de SP
mar30

Exposição “História da Energia” na estação Tatuapé do Metrô de SP

Segunda-feira, 30 de março de 2015, às 17h52   É só até amanhã, 31 de março, que a estação Tatuapé do Metrô de São Paulo abrigará a exposição itinerante “História da Energia Elétrica no Estado de São Paulo (1847-2013)”. Produzida pela Fundação Energia e Saneamento, a mostra reúne, em uma linha cronológica, os marcos do processo de evolução da indústria de energia elétrica, fundamental para o desenvolvimento econômico e social do Estado de São Paulo. A exposição destaca, por exemplo, a construção de algumas das primeiras usinas hidrelétricas do Estado ainda no final do século 19, a inauguração de iluminação pública nas cidades paulistas e a implantação das primeiras linhas de bonde elétrico do Brasil na Capital. Esta é a última oportunidade para ver a exposição no Metrô de São Paulo. Antes de ser montada na estação Tatuapé, a mostra passou pelas estações Santa Cecília, Paraíso e...

Leia mais
Curitiba e Salvador fazem aniversário
mar29
Leia mais
Porsche apresenta a 2ª geração do 919 Hybrid em Paul Ricard
mar29
Leia mais
Brasil Jazz Festival, Wynton Marsalis e Lolapaloosa terão serviços de táxi
mar28
Leia mais
Jovens artistas da zL lançam cooperativa cultural para estruturar seus projetos
mar28
Leia mais
Finep desenvolve estudo setorial sobre terras-raras
mar28

Finep desenvolve estudo setorial sobre terras-raras

Sábado, 28 de março de 2015, às 12h16   Estudo ainda está sendo finalizado, mas a notícia é um importante desafio para os setores tecnológico e industrial do país. A Finep acaba de desenvolver um novo estudo setorial, com foco no setor de mineração, especificamente no segmento de terras-raras – elementos químicos essenciais à fabricação de itens tecnológicos, como tablets, smartphones, carros híbridos e turbinas de energia eólica. Em fevereiro, a empresa já havia divulgado um estudo sobre química verde e bioeconomia. “Esperamos despertar não apenas o interesse no assunto específico, mas no setor mineral como um todo”, diz o analista Henrique Vasquez, do Departamento de Processos Industriais da Finep e um dos responsáveis pelo estudo.     O documento apresenta definições, ocorrências e aplicações dos elementos de terras-raras. Também ressalta aspectos tecnológicos e mercadológicos do segmento, entre os quais se destacam a ascensão chinesa no mercado e as ações e discussões no âmbito das políticas públicas brasileiras. O gerente da Finep que coordenou o estudo, Rodrigo Secioso, acrescenta que o desafio é articular um programa ou uma política específica para o setor, capaz de atacar as lacunas identificadas no estudo: “O esforço deverá fazer parte de uma agenda conjunta com os ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação; e de Minas e Energia; com o Centro de Tecnologia Mineral (CETEM); e com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)”. Para ele, é preciso coordenar ações de PD&I das ICTs com as demandas das empresas de mineração, especialmente no que diz respeito aos minerais estratégicos e com potencial futuro. Leia mais sobre Tecnologia: SP integra projeto internacional de megatelescópio O incrível e infinitamente pequeno universo da nanotecnologia Estudos de efeitos optomecânicos podem revolucionar telecomunicação FAPESP estimula criação de facilities Ensp/Fiocruz inaugura site sobre nanotecnologia Nanotecnologia e a vida na Terra Pesquisadores europeus desenvolvem Nanotermômetro luminescente  ...

Leia mais
IEA é o mais novo pólo de ensino PECEGE – ESALQ
mar28

IEA é o mais novo pólo de ensino PECEGE – ESALQ

Sábado, 28 de março de 2015, às 12h07   O Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e a Escola Superior de Agricultura Luis de Queiroz (Esalq/USP), através do Pecege, firmaram parceria para oferecer cursos de MBA à distância e outros cursos e oficinas voltados ao setor de gestão e marketing em agronegócios. Os funcionários da SAA (Gabinete, Apta, Codeagro, CDA, Cati e Codasp) terão direito a 10% de desconto, se realizarem a inscrição através do Polo de Ensino IEA/Pecege e a R$ 100,00 de desconto pela pontualidade de pagamento das mensalidades do MBA. Os cursos oferecidos no formato de MBA à distância são: Gestão em Agronegócios, Gestão de Projetos, Marketing e Agronegócios. Os interessados podem acessar o site do IEA (www.iea.sp.gov.br) e preencher a ficha de inscrição. Os cursos tem datas de início diferentes, para mais informações entrar em contato com Sato@iea.sp.gov.br ou ligar (11) 5067-0466 ou com a secretaria de cursos do Pecege (www.pecege.org.br) ou pelo tel. (19)...

Leia mais
IEA discute o uso da água pela agropecuária
mar28

IEA discute o uso da água pela agropecuária

Sábado, 28 de março de 2015, às 11h49   IEA – Longe de ser um problema superado, a escassez hídrica volta ao centro das discussões sobre o uso responsável de recursos naturais. “Não se justifica o alarmismo em torno do sumiço da água, que obrigaria as pessoas a migrar em busca de abastecimento, nem a afirmação de que a principal causadora disso seja a agropecuária”, afirmam Eduardo Castanho Filho e Mário Olivette, pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e Adriana Damiani, executiva pública.     A abordagem clássica da produção de água é dada pelo ciclo hidrológico, cuja quantificação se faz por meio do balanço hídrico de bacias hidrográficas, ressaltam os pesquisadores. No Brasil, esse trabalho é feito pela Agência Nacional de Águas (ANA. Em seu mais recente relatório, a agência divulgou que 72% da água utilizada o foi na agricultura irrigada, ocasionando as mais disparatadas interpretações, dando a entender que o consumo da irrigação é o mesmo da agropecuária. Note-se que área atualmente irrigada no Brasil é de cerca de 8% da área agrícola plantada com grãos (54 milhões de hectares). Ressalte-se que a Política Nacional de Irrigação, disciplinada pela Lei n. 12.787, tem como objetivos, dentre outros, “incentivar a ampliação da área irrigada e o aumento da produtividade”. Os autores ressaltam que a produção de água se dá pela infiltração, a qual ocorre quase que exclusivamente pelo meio rural. Pelo uso do solo no Brasil, pode-se observar que a imensa maioria do país é rural, mas com a população altamente concentrada nas áreas urbanas (quase 85% dos habitantes, em 2,4% da área). Isso gera implicações óbvias tanto na produção quanto no consumo de água, e nas relações entre oferta e demanda. Quanto mais urbanizada a área, menor será a evapotranspiração das plantas, aumentando o escoamento superficial e reduzindo bastante a infiltração. Além disso, a qualidade dessa água que escorre é de péssima qualidade. É notório que a questão hídrica é muito abrangente, afirmam os pesquisadores. No entanto, é preciso ressaltar que não se pode confundir consumo de água pela irrigação com necessidades de água das atividades agropecuárias e florestais e há espaço para ganhos de conservação de água e racionalização do consumo por meio da adoção de técnicas apropriadas. O meio urbano depende cada vez mais da produção de água do meio rural e que, no limite e existe um arcabouço jurídico capaz de favorecer a implementação das medidas propostas, dentre elas a adoção de uma política pública proativa de criação de reservas florestais estadualizadas e em locais estratégicos do ponto de vista dos recursos...

Leia mais
Inpe desenvolve metodologia para mapear risco de deslizamento de terra
mar27
Leia mais
MPEduc: programa já está presente em 26 unidades da federação
mar27
Leia mais
Fiocruz – Dengue: vírus e vetor
mar27

Fiocruz – Dengue: vírus e vetor

Sexta-feira, 27 de março de 2015, às 17h42 Vetor: Conheça o comportamento do mosquito Aedes aegypti e entenda a razão que leva este pequeno inseto a ser taxado desta forma. Fiocruz – Você já deve ter ouvido falar que o Aedes aegypti é um mosquito com hábitos oportunistas. Por qual razão? É um mosquito doméstico, que vive dentro ou ao redor de domicílios ou de outros locais frequentados por pessoas, como estabelecimentos comerciais, escolas ou igrejas, por exemplo. Tem hábitos preferencialmente diurnos e alimenta-se de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. Mas ele também pode picar à noite? Sim. Ele não deixa a oportunidade passar.     Por ser um mosquito que vive perto do homem, sua presença é mais comum em áreas urbanas e a infestação é mais intensa em regiões com alta densidade populacional – principalmente, em espaços urbanos com ocupação desordenada, onde as fêmeas têm mais oportunidades para alimentação e dispõem de mais criadouros para desovar. A infestação do mosquito é sempre mais intensa no verão, em função da elevação da temperatura e da intensificação de chuvas – fatores que propiciam a eclosão de ovos do mosquito. Para evitar esta situação, é preciso adotar medidas permanentes para o controle do vetor, durante todo o ano, a partir de ações preventivas de eliminação de focos do vetor. Como o mosquito tem hábitos domésticos, essa ação depende sobretudo do empenho da população. Principais criadouros Pesquisas realizadas em campo indicam que os grandes reservatórios, como caixas d’água, galões e tonéis (muito utilizados para armazenagem de água para uso doméstico em locais dotados de infraestrutura urbana precária), são os criadouros que mais produzem A. aegypti e, portanto, os mais perigosos. Isso não significa que a população possa descuidar da atenção a pequenos reservatórios, como vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, poço de elevador, entre outros. O alerta é para que os cuidados com os reservatórios de maior porte sejam redobrados, pois é neles que o mosquito seguramente encontra melhores condições para se desenvolver de ovo a adulto. Em alguns bairros suburbanos do Estado do Rio de Janeiro, estes grandes criadouros produzem quase 70% do total de mosquitos adultos. Acesse o Infográfico com os principais criadouros do vetor Ciclo de vida Saiba quais são os fatores que afetam o ciclo de vida do vetor e do que ele se alimenta Do ovo à forma adulta, o ciclo de vida do A. aegypti varia de acordo com a temperatura, disponibilidade de alimentos e quantidade de larvas existentes no mesmo criadouro, uma vez que a competição de larvas por alimento (em um mesmo criadouro...

Leia mais
‘Força tática’ contra dengue terá até PM de São Paulo
mar27

‘Força tática’ contra dengue terá até PM de São Paulo

Sexta-feira, 27 de março de 2015, às 17h31   500 novos agentes estaduais da Sucen e 30 médicos militares serão mobilizados para reforçar ações nos municípios com alta incidência de casos; Saúde firmou parcerias para ampliar o alcance das informações sobre prevenção, combate e sintomas da doença.     A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo criou uma “força tática” para reforçar ações de combate à dengue nos municípios paulistas, com ênfase naqueles que registram elevado número de casos. As operações especiais serão desenvolvidas por 500 novos agentes contratados pela Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), autarquia vinculada à pasta, e contarão com o apoio de 30 médicos militares, mobilizados em parceria com a Secretaria de Segurança Pública. No total, a Saúde investirá R$ 6 milhões para execução do plano, que, entre outros aspectos, irá duplicar o efetivo da Sucen, totalizando mil agentes de campo para apoio em ações como nebulização. O contrato dos novos profissionais terá vigência de três meses, período considerado estratégico para execução de medidas focadas no bloqueio da transmissão do vírus. Os recursos também foram aplicados para aquisição de 150 atomizadores costais para aplicação de inseticidas e de 450 kits de EPI (Equipamentos de Proteção Individual), que garantem a segurança dos funcionários. Contabiliza, ainda, a compra de sete vans para deslocamento das equipes e a manutenção de 50 caminhonetes utilizadas para transporte de máquinas, inseticidas e insumos. As equipes da Sucen têm fornecido apoio técnico, estrutural e prático aos municípios desde o ano passado. A autarquia já está operando com doze máquinas pesadas de “fumacê” e 550 nebulizadores costais, 200 dos quais foram emprestados às prefeituras. Devido à intensificação dos trabalhos, o consumo de inseticidas de janeiro a março foi 13 vezes maior, em comparação ao volume utilizado no último trimestre de 2014. Parceria com a iniciativa privada Com o intuito de ampliar o alcance de informações sobre prevenção, combate e sintomas da dengue, a Secretaria também firmou parcerias com instituições públicas e privadas, que auxiliarão na distribuição de mais de 15 milhões de materiais informativos, em diversos formatos. A operadora de telefonia móvel Claro vai disparar 10 milhões de torpedos com alertas sobre a dengue. Leia também: Fiocruz – Dengue: vírus e vetor Orientações serão transmitidas nos altos falantes e na TV Minuto, no Metrô. O assunto também ganhará visibilidade em rotas estratégicas do Estado, como a rodovia Nova Tamoios, Rodoanel e as Travessias Litorâneas de SP, por meio de peças e mensagens eletrônicas divulgadas pela Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) e pela Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo). Além disso, cinco milhões de newsletters...

Leia mais
Saúde divulga o quinto balanço de dengue e chikungunya na cidade
mar27

Saúde divulga o quinto balanço de dengue e chikungunya na cidade

Sexta-feira, 27 de março de 2015, às 18h44   Durante coletiva, secretário-adjunto Paulo Puccini apresentou dados consolidados até a décima semana epidemiológica, que registrou 15.789 notificações e 4.436 casos confirmados. SECOM / PMSP – O secretário-adjunto de saúde, Paulo Puccini, apresentou nesta quinta-feira (26) o quinto balanço do ano sobre a situação da dengue até a décima semana epidemiológica. No período de 4 de janeiro a 14 de março, 15.789 casos foram notificados e 4.436 foram confirmados autóctones (contraídos no município). No mesmo período de 2014, a cidade teve 4.326 casos notificados e, destes, 1.412 autóctones confirmados. Cerca de 47,5% dos casos estão concentrados na zona norte de São Paulo. Apesar do alto número de casos, a cidade de São Paulo e a própria zona norte tem taxa de incidência abaixo da média do Estado. Na capital paulista, a taxa de incidência até março era de 29,9 casos por cem mil habitantes, enquanto em todo o Estado, chegava 191,6, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Para se ter uma ideia, outras grandes cidades do Estado, como Campinas e Sorocaba tem taxas de incidência bem superiores a de São Paulo, com respectivamente, 477,4 casos para cada cem mil habitantes e 1.246,7 para cada grupo de cem mil. Em todo o Brasil, foram registrados 224.101 casos e a taxa de incidência é de 110,5. Somente o Estado de São Paulo é responsável por 55,2% dos casos. “Mesmo a região norte, está abaixo da incidência apresentada no Estado de São Paulo e isso não é menosprezar a importância de estarmos aqui e da dengue. Estou falando que a situação de São Paulo, apesar de tudo, com seus 12 milhões de habitantes, está em uma situação de risco menor hoje que o Estado pensado como um todo”, afirmou Puccini. Dois óbitos pela doença foram confirmados até agora na cidade de São Paulo. Um óbito de uma senhora de 84 anos, moradora da Brasilândia, ocorrido no dia 28 de janeiro, foi confirmado e de um garoto de 11 anos, morador do Jardim Ângela, ocorrido no dia 9 de março. Outro caso de um homem de 35 anos, que foi internado no Hospital São Lucas, em Diadema, divulgado erroneamente como óbito por dengue pelo Instituto Adolfo Lutz segue em investigação, com apoio do Instituto Médico Legal (IML). Já para a febre chikungunya, neste ano, não há registro de casos autóctones, mas foram registrados quatro casos importados, todos de fora do país. Durante todo o ano de 2014 a capital registrou 28.990 casos autóctones (97,7% ocorreram no primeiro semestre), com 14 óbitos ao longo do ano. Em 2015, a estimativa da Secretaria Municipal de...

Leia mais
Prevenção contra a dengue deve ser feita também nos canteiros de obras do bairro
mar27

Prevenção contra a dengue deve ser feita também nos canteiros de obras do bairro

Sexta-feira, 27 de março de 2015, às 16h30   Como todos sabem, o Tatuapé e Jardim Anália Franco, possuem canteiros de obras para a construção de edifícios por toda parte e eles também merecem atenção especial das autoridades. O morador do bairro, WGA, enviou na noite de ontem (26), a imagem que ilustra sua preocupação, onde pode ser vista uma poça d’água com grandes dimensões no interior de um canteiro de obras localizado à Rua Antonio Alves Barril, sem número, no Jardim Anália Franco – Tatuapé, um dos bairros apontados como focos do mosquito da dengue.     Segundo o leitor, o terreno fica próximo ao Shopping Anália Franco, está murado e pintado na cor preta. “Ao lado do St. Marchê”, informou o morador. “Essa ‘lagoa’ se encontra há semanas, e se não estiver enganado, um ‘poço’ de mosquito da ‘dengue’. Liguei para o 156 e me deram três telefones, dizendo que eram da secretaria da Saúde: 3066-8000/3397-8279/3397-8280…”, disse e completou dizendo que é impossível falar nesses números. Conseguimos contato com o telefone 3066-8000 que é da secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, porém os demais não atendem. Encaminhamos a denúncia a essa secretária e também à mesma pasta da Prefeitura que respondeu no início desta tarde. “A Prefeitura reforçou o trabalho de combate à dengue. São 2.500 agentes que atuam em toda cidade, com ações de visitas porta a porta, grupos de orientação e ações de combate nos locais de grande concentração de pessoas. As denúncias recebidas por meio dos canais da Prefeitura são encaminhadas à COVISA que enviam agentes após uma análise técnica baseada nos casos notificados e confirmados da região. Leia também: Pneu da Dengue no Tatuapé: atitude merece punição rigorosa ou um rádio Pneu da Dengue volta à árvore, Subprefeitura Aricanduva não responde questões Pneu da Dengue continua na árvore Fiocruz – Dengue: vírus e vetor ‘Força tática’ contra dengue terá até PM de São Paulo Quando um caso de dengue é confirmado e a Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa) é notificada, uma equipe vai até o local para fazer um trabalho de bloqueio de criadouros. No caso de denúncia de terrenos particulares, a Vigilância notifica o proprietário e, caso não haja providências, é necessária ação judicial para entrar no local. O combate ao mosquito Aedes aegypti deve ser um compromisso de toda população. Cerca de 85% dos criadouros se encontram em residências.” É muito importante prevenir a dengue, uma epidemia que preocupa as autoridades, e os canteiros de obras também precisam ser inspecionados e os trabalhadores orientados. São Paulo, detém aproximadamente metade dos casos da doença. A melhor prevenção é feita...

Leia mais
Pneu da Dengue foi retirado pela Subprefeitura Aricanduva/Carrão
mar27

Pneu da Dengue foi retirado pela Subprefeitura Aricanduva/Carrão

Sexta-feira, 27 de março de 2015, às 18h48 Finalmente, o pneu que insistia em ir e vir pela Rua Antonio João Fiore no Tatuapé, foi retirado pela Subprefeitura Aricanduva/Carrão, no início da noite de hoje (27). Enquanto escrevemos, os mosquitos sobrevoam nossas cabeças diariamente, aqui no Tatuapé. Está difícil driblar o ardiloso mosquito, presente diariamente. Os cidadãos aliviados agradecerão a providência da subprefeitura, que cumpriu o prometido e deu um destino à obra irresponsável de algum cidadão sem nenhum compromisso com a...

Leia mais
Pneu da Dengue continua na árvore
mar27

Pneu da Dengue continua na árvore

Sexta-feira, 27 de março de 2015, às 15h35 – atualizado às 16h24 O pneu que foi posto, retirado e recolocado numa das árvores da Rua João Antonio Fiore, continua firme no lugar. A Subprefeitura Aricanduva/Carrão respondeu no final da tarde de ontem (26), que seria retirado, mas infelizmente não foi levado pela coleta seletiva de reciclados que passa pelo local às quintas-feiras.     A Climatempo prevê chuvas desde a noite de hoje até segunda-feira, o que leva à fácil conclusão de que diversos mosquitos poderão utilizar o pneu para depositar seus ovos, que como já dissemos, mesmo se a água secar e não eclodirem, aguardarão até um ano para se transformarem em larvas e mosquitos. Cada fêmea pode dar origem a 1.500 (leia a reportagem e veja o vídeo da Fiocruz) e as fêmeas já nascerão com a possibilidade de transmitir a doença. Leia também: Prevenção contra a dengue deve ser feita também nos canteiros de obras do bairro Pneu da Dengue no Tatuapé: atitude merece punição rigorosa ou um rádio Pneu da Dengue volta à árvore, Subprefeitura Aricanduva não responde questões Fiocruz – Dengue: vírus e vetor ‘Força tática’ contra dengue terá até PM de São Paulo A subprefeitura, respondeu novamente no início da tarde de hoje, quando enviamos outra imagem do local. “Foi dada a ordem para retirada no dia de ontem, mas a contratada acabou não fazendo. Está sendo retirado agora à tarde. Até às 16h, ainda não havia sido recolhido. A expectativa é que a coleta domiciliar da noite de hoje possa levá-lo. Enquanto governo, prefeituras, subprefeituras e cidadãos de São Paulo se esforçam para controlar essa epidemia que se alastra pelo estado, até mesmo deslocando equipe para resgatar um pneu, uma minoria insiste em não acatar cuidados mínimos e assumir compromissos com a higiene para evitar que a praga prolifere ainda mais. Segundo dados da Prefeitura de São Paulo e da Covisa (Coordenação de Vigilância em Saúde), 85% dos criadouros estão em residências. Especialistas concluem que depois de a expansão das cidades invadirem as matas e atingirem os habitats dos mosquitos, que migraram para os centros urbanos, a única forma de atacá-los é com a...

Leia mais
Parque Sabesp é entregue em Cangaíba, região da Penha
mar26

Parque Sabesp é entregue em Cangaíba, região da Penha

Quinta-feira, 25 de março de 2015, às 10h50 Área de lazer beneficiará cerca de 400 mil pessoas da região. A região leste da cidade acaba de ganhar uma área de lazer de 12,3 mil m². Localizado na esquina da Avenida Cangaíba com a Rua Engenheiro Costa Ourique, o Parque Sabesp Cangaíba vai beneficiar quase 400 mil habitantes da região com equipamentos como quadra de esportes com arquibancada, playground e praça com mirante.     A área foi inaugurada no último sábado (21), pelo governador Geraldo Alckmin, em comemoração ao Dia Mundial da Água, celebrado no domingo (22). As novas instalações também incluem bicicletário, equipamentos de exercício físico para a terceira idade, sanitários e rota de passeio que segue o percurso da tubulação de água já existente. Tudo com rampas para garantir a acessibilidade a portadores de deficiência. “A sabesp tem grandes reservatórios e essas áreas ficavam fechadas, então nós estamos abrindo para a população. É um parque da família, de toda região que vai atender bem as crianças, os idosos, os jovens, todo mundo terá um lugar de lazer e ninguém precisa pagar nada”, disse o governador. O parque recebeu investimentos de mais de R$ 5,5 milhões e foi criado a partir de uma série de obras que criaram espaços de acesso ao público no terreno onde já funcionava o Reservatório Cangaíba, da Sabesp, e tem o objetivo de aproximar a companhia da população por meio de práticas de conscientização ambiental, culturais e de convivência, voltados a todas as faixas etárias, resgatando a história da companhia e dos bairros atendidos, sempre com foco no uso racional da água. As obras do parque utilizam materiais ecologicamente sustentáveis, como pisos drenantes, que propiciam a absorção da água das chuvas pelo subsolo, alimentando o lençol freático. Além disso, houve a preservação de 470 árvores e o plantio de outras 120, das mais variadas espécies. Do Portal do Governo do...

Leia mais
SP lança projeto para proteger e recuperar mananciais
mar26

SP lança projeto para proteger e recuperar mananciais

Quinta-feira, 25 de março de 2015, às 11h05   Plantio de mudas deu início ao programa Nascentes, “Piracaia I”, de restauração ecológica nas bacias hidrográficas do Sistema Cantareira. Um plantio de mudas de espécies nativas em área ciliar degradada no Sítio Beira-Rio, no município de Piracaia, marcou o inicío do programa Nascentes, “Piracaia I”, nesta sexta, 20. O projeto visa promover a restauração ecológica nas bacias hidrográficas que alimentam o Sistema Cantareira, especificamente a Represa da Cachoeira, com o plantio de mudas nas Áreas de Preservação Permanentes (APPs) hídricas em, no mínimo, dez hectares.     “Aqui está uma das 5 represas do Cantareira, a Represa do Cachoeira. Nós vamos na primeira fase plantar 6,3 milhões de mudas nativas para matas ciliares. Temos já 5 penitenciárias produzindo mudas, temos mais 11 que vão entrar no programa, serão 16 penitenciárias”, disse o governador Geraldo Alckmin, em Piracaia. Está previsto o plantio de mudas em 10,22 hectares de áreas ciliares em seis propriedades rurais, próximas da Represa da Cachoeira. O município de Piracaia fica na Bacia Hidrográfica dos rios Piracicaba/Capivari/Jundiaí (Bacia PCJ). A meta é restaurar cerca de 20 mil hectares de matas ciliares e proteger seis mil quilômetros de cursos-d’água com investimentos públicos e privados. As ações abrangem as bacias hidrográficas do Alto Tietê, Paraíba do Sul e Piracicaba/Capivari/Jundiaí, regiões que concentram mais de 30 milhões de habitantes. Os donos das seis propriedades rurais envolvidas no projeto destinaram, individualmente, áreas de 1,82 ha, 0,89 ha, 2,37 ha, 1,32 ha, 0,89 ha e 2,93 ha, totalizando 10,22 hectares, nas quais o Piracaia I será executado. A iniciativa envolve proprietários locais, prefeitura, sindicato, ONGs, secretarias de Estado, associações e cooperativas com o intuito de aliar conservação da biodiversidade à qualidade da água. Outras instituições envolvidas no projeto “Piracaia I” são a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), da secretaria de Estado da Agricultura, a prefeitura e o sindicato rural de Piracaia. “Piracaia I” é o primeiro projeto de restauração ecológica do Programa Nascentes aprovado pela Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Sub Mooca, age rapidamente e conserta buracos na Estevão Pernet
mar26

Sub Mooca, age rapidamente e conserta buracos na Estevão Pernet

Quinta-feira, 25 de março de 2015, às 09h43   Se por seu lado a Subprefeitura Aricanduva/Carrão não toma providências quanto ao lixo deixado diariamente na esquina das Ruas Antonio João Fiore e Henrique Dumont, à Subprefeitura Mooca deve ser dado o devido valor pela sua atenção e trabalho rápido, porquanto às questões que enviamos. Desde a manhã de ontem (25) os buracos existentes na Rua Padre Estevão Pernet, que está sob sua jurisdição foram consertados e além daqueles que mostramos na reportagem (vide abaixo), outros também receberam recapeamento, serviço que pode ser constatado pelos usuários. A via precisaria de um completo asfaltamento, assim como o bairro de uma subprefeitura própria, mas enquanto isso não acontece, podemos dizer que a Subprefeitura da Mooca, faz a sua parte como lhe é possível. O atual subprefeito e funcionário de carreira da prefeitura é o engenheiro Evandro...

Leia mais
Pneu da Dengue volta à árvore, Subprefeitura Aricanduva não responde questões
mar26

Pneu da Dengue volta à árvore, Subprefeitura Aricanduva não responde questões

Quinta-feira, 25 de março de 2015, às 08h42 Pode parecer incrível, mas o Pneu da Dengue voltou a ser colocado ao lado da árvore na Rua Antonio João Fiore, no Tatuapé.     Quando um barco segue à deriva, qualquer marola pode levá-lo a fazer água. Dengue, lixo, água, pneu, mas o que tem isso haver com a Subprefeitura Aricanduva/Carrão e o Tatuapé? Tudo. Sob a jurisdição dessa subprefeitura o bairro só pode lamentar a falta de atenção. Desde a semana passada, estamos mostrando as dificuldades dos moradores da Rua Antonio João Fiore, esquina com a Rua Henrique Dumont no Tatuapé, enviamos às questões à subprefeitura, mas até agora não recebemos resposta. Sendo assim, aqueles que promovem a limpeza em suas residências, evitam e se precavem contra a dengue, continuam suportando a falta de asseio de vizinhos que não respeitam os horários da coleta de lixo, nem muito menos possuem qualquer consciência quanto aos perigos da sujeira deixada na rua, o que seria admirável, com a abundância de avisos e campanhas de prevenção contra a dengue, ratos e pragas urbanas, que são vetores de doenças graves para os seres humanos. Depois de desaparecer no domingo, o pneumático que apelidamos de Pneu da Dengue, volta para a árvore pelas mãos irresponsáveis de algum morador dessa localidade. Enquanto aguardamos providências da Subprefeitura Aricanduva/Carrão, os mosquitos transmissores da dengue agradecem. Assuntos relacionados Subprefeitura instalada placa na Rua Antonio João Fiore, no Tatuapé Depósito de lixo no Tatuapé: sujeira aparece do nada e fica a céu aberto Pneu da Dengue volta à árvore, Subprefeitura Aricanduva não responde questões Pneu da Dengue no Tatuapé: atitude merece punição rigorosa ou um rádio Rua Antonio João Fiore esquina com Henrique Dumont: virou depósito de lixo...

Leia mais
Camarões ao Curry na Moranga
mar26

Camarões ao Curry na Moranga

Leia mais
Creme de Café a Budapeste
mar26
Leia mais
O incrível e infinitamente pequeno universo da nanotecnologia
mar25

O incrível e infinitamente pequeno universo da nanotecnologia

Quarta-feira, 25 de março de 2015, às 13h07 Assista o vídeo que revela o universo da nanotecnologia de forma divertida e leve a um público jovem. Através do olhar curioso do apresentador Nanoman, o espectador fica sabendo o que é essa tecnologia, quais seus usos e possíveis riscos. Em interações nas ruas, Nanoman descobre o que as pessoas conhecem sobre o assunto. As informações científicas são apresentadas de forma acessível e descomplicada por alguns especialistas brasileiros. Saiba mais:...

Leia mais
Vereador Toninho Paiva é a favor da Subprefeitura do Tatuapé
mar25

Vereador Toninho Paiva é a favor da Subprefeitura do Tatuapé

Quarta-feira, 25 de março de 2015, às 16h22   Eleito para o 6º mandato, Toninho Paiva tem projeto aprovado para a criação da subprefeitura do bairro, mas diz que este governo não tem dinheiro para bancar estrutura. Gerson Soares Porém, não é só isso, falta levar a matéria para votação no plenário da Câmara Municipal de São Paulo (CMSP), onde o projeto já passou em primeira votação e obteve as aprovações necessárias. “Todas as comissões votaram a favor, agora precisamos de 28 votos para aprovar o projeto”, disse na tarde de hoje pelo telefone, durante a abertura da Sessão Plenária da CMSP.     A Subprefeitura do Tatuapé é hoje uma necessidade, para uma região com tamanha infraestrutura, ainda em expansão. “Tudo o que tem na cidade de São Paulo, tem no Tatuapé”, exagerou o vereador. Apesar disso, sua observação não fica distante da realidade. O bairro possui hospitais de ponta – algo que há dez anos não existia – universidades, rede escolar privada e pública, concessionárias de veículos, redes de restaurantes e fast foods, três shoppings centers e mais uma infinidade de empresas prestadoras de serviços, além do comércio. As maiores empresas da construção civil se voltaram para o crescimento do Tatuapé e Jardim Anália Franco, tomando parte do mercado das construtoras e imobiliárias locais. Juntando-se a estas, estão promovendo uma fabulosa migração populacional, transformando os retangulares quarteirões do bairro em rios de carros, a cada final de tarde. Tudo isso requer uma administração mais próxima, que possa atender às reivindicações imediatas da sociedade e tenha condições de preparar um planejamento a médio e longo prazos, especificamente para o Tatuapé e Jardim Anália Franco que apesar de toda a infraestrutura carecem de soluções para seus problemas mais prementes, como pavimentação, trânsito, combate às drogas, policiamento, iluminação, manutenção de ruas, praças, parques. São diversas as justificativas para que seja criada essa nova subprefeitura na administração municipal, há muito tempo reivindicada. “Os vereadores que tiveram votação expressiva na zona Leste, precisam nos ajudar a conseguir esses votos no plenário”, convoca Toninho Paiva. “Não me importo em dar autoria para todos os meus colegas que ajudarem, o importante é aprovar o projeto”, concluiu. Ressaltamos que com a criação da Subprefeitura do Tatuapé, haverá um alívio para as subprefeituras da Mooca e Aricanduva/Carrão que já atendem diversos bairros, podendo reinvestir tempo e recursos. Dentre as questões administrativas que envolvem essas subprefeituras estão o Brás e Pari – com seu movimento intenso – e as demandas do Aricanduva, Carrão e Manchester, apenas para citar os bairros conhecidos. Entre eles, o Tatuapé, mais uma administração complexa em meio às demais. Assuntos relacionados Sem exigência...

Leia mais
Órgão vivo em animais cultivados a partir de células criadas em laboratórios
mar25

Órgão vivo em animais cultivados a partir de células criadas em laboratórios

  Assista o vídeo sobre Nanoteclogia Quarta-feira, 25 de março de 2015, às 12h39 Fiocruz / Nano Saúde – Os cientistas fizeram crescer um órgão totalmente funcional a partir de células criadas em laboratórios, trasplantados num animal pela primeira vez. Os pesquisadores criaram um timo, um órgão próximo ao coração, que produz células do sistema imunológico conhecidas como células T, que são vitais para a proteção contra a doença. Eles esperam que, com prosseguimento da investigação, a descoberta possa levar a novos tratamentos para as pessoas com um sistema imunológico enfraquecido. Células reprogramadas A equipe do Centro MRC de Medicina Regenerativa na Universidade de Edimburgo tomou células chamadas fibroblastos do embrião de um rato. Eles transformaram os fibroblastos num tipo completamente diferente de células chamadas do timo, usando uma técnica de reprogramação. As células reprogramadas mudaram de forma para se parecer com células do timo e também foram capazes de apoiar o desenvolvimento de células T no laboratório, uma função especializada que apenas células do timo podem executar. Totalmente funcional Quando os investigadores misturaram células reprogramadas com outros tipos principais de células do timo e transportaram para um rato, as células formaram um órgão de substituição. O novo órgão tinha a mesma estrutura, complexidade e função como um timo adulto saudável. Primeiro mundo Esta é a primeira vez que os cientistas fizeram todo um órgão vivo a partir de células que foram criadas fora do corpo pela reprogramação. Os médicos já demonstraram que pacientes com distúrbios do timo podem ser tratados com infusões de células do sistema imunológico extra, ou transplante de um órgão timo logo após nascimento. O problema é que ambos são limitados pela escassez de doadores de tecidos, e dificuldades com correspondência para o destinatário. Novos tratamentos Com mais refinamento, os pesquisadores esperam que suas células cultivadas em laboratório possam formar a base de um tratamento de transplante do timo para as pessoas com um sistema imunológico enfraquecido. A técnica também pode oferecer uma maneira de tornar as células T pareadas por pacientes em laboratório, podendo ser utilizadas em terapias celulares. Pacientes para beneficiar Esses tratamentos podem beneficiar pacientes de transplante de medula óssea, ajudando acelerar o ritmo de reconstrução do sistema imunológico após o transplante. A descoberta oferece uma esperança para os bebês que nascem com doenças genéticas que impedem o timo de se desenvolver corretamente. As pessoas mais velhas também podem ser ajudadas, pois o timo é primeiro órgão a se deteriorar com a idade. O estudo foi publicado na revista Nature Cell Biology (“An organized and functional thymus generated from FOXN1-reprogrammed...

Leia mais
Reforma política
mar25
Leia mais
Marcadores moleculares podem orientar terapia para câncer de pênis
mar25

Marcadores moleculares podem orientar terapia para câncer de pênis

Quarta-feira, 25 de março de 2015, às 11h52   Karina Toledo | Agência FAPESP – Uma pesquisa realizada no A.C. Camargo Cancer Center encontrou marcadores moleculares que poderão ajudar a identificar portadores de câncer de pênis com maior risco de morrer e que poderiam se beneficiar da chamada terapia-alvo, feita com drogas capazes de inibir proteínas importantes para o crescimento do tumor. A investigação foi conduzida com apoio da FAPESP durante o doutorado de Alice Muglia Thomaz da Silva Amancio, sob orientação de Fernando Augusto Soares, diretor do Departamento de Anatomia Patológica do hospital.     O trabalho foi realizado no âmbito do Projeto Temático “O carcinoma de pênis: estudo de um problema brasileiro abordando da morfologia aos mecanismos moleculares”, coordenado por José Vassallo, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Os resultados foram apresentados no dia 5 de março, durante a 18ª Jornada de Patologia promovida pelo A.C. Camargo Cancer Center. “Pacientes com câncer de pênis têm, em geral, condições socioeconômicas precárias e difícil acesso a tratamento – hoje essencialmente cirúrgico. A terapia-alvo pode ser uma alternativa, mas tem custo elevado e requer um critério preciso para a seleção dos pacientes”, avaliou Muglia. Mais comum nos países em desenvolvimento, a doença está relacionada a maus hábitos de higiene, presença de fimose e de infecções causadas por patógenos como o HPV (papiloma vírus humano, na sigla em inglês). Também são considerados fatores de risco o tabagismo e a prática de sexo com animais. No Brasil, estima-se que a prevalência do câncer de pênis seja entre 2,9 e 6,8 casos por 100 mil habitantes – representando cerca de 2% dos cânceres em homens. Um trabalho promovido pela Sociedade Brasileira de Urologia e publicado em 2008 apontou que, no país, a doença costuma aparecer em idade mais precoce do que no restante do mundo e o diagnóstico na maioria dos casos é feito quando a doença já está em fase avançada. Anualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) financia cerca de mil cirurgias para amputação parcial ou total do pênis, a maior parte no Estado de São Paulo. Tratamentos convencionais como quimioterapia e radioterapia têm se mostrado pouco eficazes. Embora sejam raros os casos de metástase a distância, muitos pacientes morrem em decorrência de complicações do tratamento, principalmente quando se torna necessário remover os linfonodos inguino-pélvicos, presentes na virilha, contou Muglia. Em busca de alternativas “Ainda sabemos muito pouco sobre os marcadores moleculares do câncer de pênis. Decidimos, neste trabalho, investigar o papel da EGFR [sigla em inglês para receptor do fator de crescimento epidérmico], proteína que sinaliza para a célula tumoral crescer e se dividir e que costuma estar alterada em...

Leia mais
Senado aprova fim das coligações partidárias em eleições proporcionais
mar25

Senado aprova fim das coligações partidárias em eleições proporcionais

Quarta-feira, 25 de março de 2015, às 11h39 Da Agência Brasil – O Senado aprovou ontem (24), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição 40, que acaba com as coligações eleitorais em eleições proporcionais, permitindo que elas ocorram apenas para as majoritárias. A PEC é um dos principais temas da reforma política. Na prática, a proposta estabelece que os partidos só poderão se coligar em eleições para cargos do Executivo – federal, estadual e municipal – e para o Senado. Portanto, ficam proibidas as coligações para disputas à Câmara dos Deputados, às assembleias legislativas, à Câmara Legislativa do Distrito Federal e às câmaras de Vereadores. A proposta tinha sido aprovada em primeiro turno no último dia 10. A matéria segue para a Câmara dos Deputados, onde também terá de ser aprovada em dois turnos, com maioria qualificada, ou seja, pelo menos 308 deputados precisam votar a favor. Se o texto sofrer alterações na Câmara, retornará ao Senado para última...

Leia mais
Tumulto marca reunião da CCJ de debate da PEC da redução da maioridade penal
mar25
Leia mais
Espetacular: Pororoca melhora economia de São Domingos do Capim
mar24
Leia mais
Após inverno mais quente da história, Ártico tem diminuição na camada de gelo
mar23
Leia mais
WWF-Brasil pede criação de plano para proteção das  nascentes e mananciais
mar23

WWF-Brasil pede criação de plano para proteção das nascentes e mananciais

Segunda-feira, 23 de março de 2015, às 19h09   WWF-Brasil – Todos sabemos que o Brasil é um país riquíssimo em água. Somos os detentores de 12% da água doce de todo o planeta. Ainda assim, 2014 ficou marcado, e 2015 infelizmente segue pelo mesmo caminho, por uma crise hídrica que afetou milhares de pessoas da região sudeste, deixando bairros reféns do racionamento em São Paulo, ameaçando indústrias e empresas de migração e deixando Rio de Janeiro e Minas Gerais em estado de atenção. No dia em que comemoramos o Dia Mundial da Água, o WWF-Brasil defende que a crise hídrica instalada no nosso país é uma crise de gestão. Há muito que ser feito a curto, médio e longo prazo, mas acreditamos que o foco principal das ações deve ser equacionar a demanda e a oferta de água. Essa equação está desbalanceada nas cidades, onde se concentra mais de 80% da população brasileira atualmente. Para isso, é muito importante que as ações invistam na diminuição da demanda e aumento da oferta.     Nesse sentido, o WWF-Brasil defende que o modelo de gestão de oferta proposto pelas autoridades precisa ser revisto. Somente a construção de novos reservatórios, como vem sendo proposto pelos governos, para aumentar o armazenamento não é suficiente. É preciso aumentar a oferta por meio da proteção de toda a bacia hidrográfica, especificamente da vegetação que protege os corpos d’água e as nascentes. Se não começarmos a investir na proteção para aumentarmos a oferta, corremos o risco de enfrentarmos os mesmos problemas que estamos enfrentando agora: reservatórios secos e/ou abaixo de suas capacidades de abastecimento e de geração de energia hidrelétrica. Portanto, defendemos uma ação robusta e de larga escala de proteção de sistemas de cabeceiras de rios, nascentes e mananciais. Isso só é possível se houver o engajamento e o comprometimento dos setores público, privado e de toda a sociedade. O setor privado, por exemplo, deve atuar além dos muros da fábrica: avaliando os riscos coletivos de toda a bacia hidrográfica e garantindo seu uso múltiplo, além de se comprometer seriamente na redução desses riscos, com o apoio da comunidade local. É primordial que o setor privado participe das instâncias de gestão (comitês de bacia, por exemplo). Por sua vez, o setor público, após décadas de negligência, precisa definir uma agenda estratégica e prioritária, garantindo que no mínimo 0,5% do PIB nacional seja investido na gestão e na preservação das bacias hidrográficas críticas. Não podemos deixar de mencionar que o novo Código Florestal (Lei 12.651/2012) é um grave retrocesso que inevitavelmente provocará crises mais drásticas no futuro. O inciso IV do seu artigo 4º excluiu...

Leia mais
Demian Maia faz luta estratégica e bate Ryan Laflare no UFC Rio
mar23
Leia mais
Arte e bom humor contra a crise da água
mar23
Leia mais
Cada gota conta: pequenos detalhes fazem a diferença na economia de água
mar23
Leia mais
Rua Antonio João Fiore esquina com Henrique Dumont: virou depósito de lixo
mar22

Rua Antonio João Fiore esquina com Henrique Dumont: virou depósito de lixo

Domingo, 22 de março de 2015, às 12h13   O local está sub a jurisdição da Subprefeitura Aricanduva/Carrão. No dia 21 de maio do ano passado, antes de uma entrevista marcada com o Subprefeito da Mooca, Evandro Reis, para falar sobre sua posse – que aconteceu dias antes – e os problemas do Tatuapé, nossa reportagem levou imagens do lixo depositado na esquina das ruas Antonio João Fiore com Henrique Dumont, que ficam na divisa entre os bairros do Tatuapé e Carrão.     Tendo assumido o cargo no dia 9 de maio e ainda familiarizando-se com as delimitações dos bairros sob sua jurisdição, imaginou que aquelas ruas estivessem a cargo da Subprefeitura da Mooca. Antes mesmo de começarmos a entrevista, tomou o telefone e ligou para o encarregado daquele assunto. Momentos depois, recebeu o retorno da ligação, que dizia estar aquele logradouro sob jurisdição da Subprefeitura Aricanduva/Carrão. Os coletores de lixo fazem o seu trabalho às segundas, quartas e sextas-feiras, mas o lixo no local é depositado diariamente, seja sábado ou domingo. Hoje, entramos em contato com a subprefeitura que não atendeu a chamada. Nesta segunda-feira, faremos contato novamente para saber qual seria a solução para o problema. “Acho que isso é caso de polícia”, disse a moradora cansada de reclamar. “Já arranjei confusão com todo mundo, mas ninguém assume que joga o lixo aqui”, diz revoltada. Outro morador, afirmou que é preciso fazer alguma coisa para que a imundice tenha fim. “Precisa fazer alguma coisa de algum jeito”. A proliferação de pragas urbanas, como os ratos e os pernilongos, têm o agravante da dengue e chikungunya que também se alastram na sujeira. “Até rato já tive de tirar da minha casa”, reclama outra moradora. “Isso é falta de educação”, disse uma senhora com seus cabelos brancos, voltando do mercado. Gentil, talvez não encontrasse palavras para dar o seu parecer. Passando pelo local, outra moradora antiga, manifestou-se constrangida com as moscas, baratas e a sujeira gerada pelo lixo depositado na esquina. Os horários de coleta têm sido rigorosamente respeitados, portanto não há motivos para que o lixo não seja colocado na hora certa, como faz a grande maioria dos moradores. À minoria, que parece não ter compromisso com a limpeza, cabe seguir as...

Leia mais
Pneu da Dengue no Tatuapé: atitude merece punição rigorosa ou um rádio
mar22

Pneu da Dengue no Tatuapé: atitude merece punição rigorosa ou um rádio

Domingo, 22 de março de 2015, às 13h30 – atualizado às 14h48 A Dengue e o Chikungunya estão matando em São Paulo, mas isso não parece causar nenhuma preocupação à irresponsabilidade. Os serviços de prevenção, governo, prefeitura, hospitais, rádio e televisão têm despendido uma empenho enorme em divulgar as causas e os modelos de prevenção contra o mosquito causador da Dengue que vem matando pessoas em todo o estado de São Paulo. Mas, apesar da divulgação maciça sobre as necessidades de prevenção, flagramos na manhã deste sábado (21), um pneu velho depositado ao lado de uma árvore na Rua Antonio João Fiore, no Tatuapé. A irresponsável atitude de quem o tenha deixado no local deveria ser passível de rigorosa punição pelas autoridades, diante da epidemia que pode se tornar a dengue – o pneu consiste num dos mais divulgados vetores de transmissão da doença –, já que tem capacidade de armazenar grande quantidade de água, suficiente para que vários mosquitos façam suas posturas. Cada fêmea pode colocar 450 ovos.     Na manhã deste domingo, fomos conferir se o pneu velho continuava no local, ou se a consciência do autor de ato sem qualificação teria lhe cobrado uma atitude mais civilizada. Mas, não, pelo contrário. O pneu estava recostado na árvore, numa outra posição, contendo água como foi visto nas imagens colhidas no sábado, logo após a ocorrência de chuvas por volta das 13 horas.     Hoje, inclusive, havia pernilongos ao lado do pneu, dada a incidência dos mesmos no local, que é grande. Enquanto fazíamos as imagens vistas aqui, fomos atacados pelos mosquitos, que ao contrário do seu primo que age à noite, este é bem mais agressivo e pode transmitir a dengue.     Infelizmente não temos as imagens do autor ou autores desta façanha inconsequente, mas a Prefeitura e o Governo do Estado precisam tomar providências para que fatos como este não continuem ocorrendo, diante do esforço da população na prevenção da transmissão da dengue. Se o autor desse ato insano estiver lendo esta reportagem, pode pedir que lhe daremos um rádio de presente para ouvir as notícias.     Depois de dois dias à disposição dos mosquitos, após às 14h desta tarde (22), talvez sob uma crise de consciência ou a presença da reportagem fazendo mais imagens no local, o autor ou os autores da façanha de colocar o Pneu da Dengue, o retiraram da árvore. As imagens foram feitas neste sábado às 10h e por volta das 11h30 desta manhã de...

Leia mais
55 anos de Ayrton Senna
mar21
Leia mais
Sem exigência da população Subprefeitura do Tatuapé pode ser eternamente adiada
mar20
Leia mais
Moradores do Tatuapé na Avenida Paulista, união traz conquistas
mar20

Moradores do Tatuapé na Avenida Paulista, união traz conquistas

Sexta-feira, 20 de março de 2015, às 20h34   Bairro também poderia unir-se para exigir a implantação urgente da Subprefeitura do Tatuapé, pressionando a própria Prefeitura e a Câmara Municipal. Gerson Soares Para melhorar, a política deve começar a ser fiscalizada onde passamos a maior parte da vida: o bairro que escolhemos para morar. A união das pessoas que desejam o bem para suas famílias, amigos e parentes só tende a trazer benefícios e organização. Foi o que aconteceu no domingo passado.     Uma semana conturbada se encerra nesta sexta-feira. O governo federal teve de correr para tomar medidas que atendam às exigências da população que foi às ruas de todo o país para protestar contra a corrupção e os maus serviços prestados, ou seja, o mau uso do dinheiro arrecado – na casa dos trilhões. Apesar da arrecadação gulosa do governo, que passa dos 35% do PIB, já beirando os 40%, casos de má conduta, desvios e superfaturamentos fazem com a vida dos brasileiros, seja muito pior do que poderia ser. Paga-se planos particulares de saúde, escolas privadas, segurança e mesmo assim, o governo quer mais. Para protestar contra tudo isso, milhões foram às ruas no último domingo, outra data histórica nos protestos, que estão virando moda. Tomara que pegue para valer! Os moradores do Tatuapé, que poderiam se unir em torno de uma subprefeitura própria para o bairro, também compareceram ao encontro na Avenida Paulista e deixaram seu recado....

Leia mais
Excesso de carrros provoca trânsito na porta de prédio
mar20

Excesso de carrros provoca trânsito na porta de prédio

O excesso de veículos sem que haja planejamento e investimentos de infraestrutura no Tatuapé, tem provocado situações intensas. Sem comando, bairro vive a mercê de subprefeituras distantes dos seus problemas.

Leia mais
“Mini Supernova”: explosão pode ter o impacto de uma bomba nuclear
mar19

“Mini Supernova”: explosão pode ter o impacto de uma bomba nuclear

Quinta-feira, 19 de março de 2015, às 17h56 Em Hollywood, as explosões ocorrem muitas vezes entre as estrelas do show. No espaço, explosões de estrelas reais são um foco para os cientistas que esperam entender melhor seus nascimentos, vidas e mortes e como eles interagem com os seus arredores.     Usando o Observatório de Raios-X Chandra da NASA, astrônomos estudaram uma explosão particular que pode fornecer pistas para a dinâmica de outras erupções estelares, muito maiores. Uma equipe de pesquisadores apontaram o telescópio para GK Persei, um objeto que se tornou uma sensação no mundo astronômico em 1901, quando, de repente, apareceu como uma das estrelas mais brilhantes no céu por alguns dias, antes de gradualmente perder seu brilho. Hoje, os astrônomos citam a GK Persei como um exemplo de uma “clássica nova”, uma explosão produzida por uma explosão termonuclear na superfície de uma estrela anã branca, o remanescente denso de uma estrela semelhante ao Sol. A explosão da nova pode ocorrer se a forte gravidade de uma anã branca atrair uma estrela companheira para sua órbita. Se material suficiente, principalmente na forma de gás hidrogênio, se acumula na superfície da anã branca, reações de fusão nuclear podem ocorrer e serem intensificadas, culminando em uma explosão cósmico do porte de uma bomba de hidrogênio. As camadas exteriores da anã branca são desintegradas, produzindo novas explosões que podem ser observados durante um período de meses a anos, devido ao material se expandir para o...

Leia mais
Dilma diz que mudança no comando do Ministério da Educação é pontual
mar19

Dilma diz que mudança no comando do Ministério da Educação é pontual

Quinta-feira, 19 de março de 2015, às 17h30 Yara Aquino – Repórter da Agência Brasil Edição: Valéria Aguiar A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (19) que a saída do ministro da Educação, Cid Gomes, foi uma alteração pontual. Segundo ela, no momento, não há perspectiva de alterar mais nenhum cargo no governo. “Vocês estão criando uma reforma no ministério que não existe. São alterações pontuais, estou fazendo uma alteração pontal no Ministério da Educação. Não tenho perspectiva de alterar nada, nem ninguém, mas as circunstâncias às vezes obrigam você alterar, como foi o caso da educação,” observou. “Não tem reforma ministerial. Reforma ministerial é uma panaceia, ou seja, não resolve os problemas. O que resolve os problemas é o que estamos colocando em prática”, disse aos jornalistas, após cerimônia no Palácio do Planalto. Sobre quem substituirá Cid Gomes, Dilma acrescentou que o novo nome para ocupar a pasta não será escolhido com base em composição partidária.” Vou escolher a pessoa boa para a educação, e não a pessoa desse, daquele ou de outro partido”. O ministro da Educação, Cid Gomes, pediu demissão à presidenta Dilma Rousseff, após desgaste com o Congresso Nacional. Perguntada por jornalistas, a presidenta disse durante a entrevista que não é oficial e não foi discutido no governo o documento publicado pelo jornal O Estado de S.Paulo na terça-feira (17) que teria sido elaborado pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República e admite que o governo adotou uma comunicação “errática” desde a reeleição da presidenta. “Não foi discutido dentro do governo, não é um texto oficial do governo, o governo não o reconhece”. Na entrevista, a presidenta informou que ainda hoje, antes de viajar para cumprir agenda em Goiânia, vai fazer os últimos ajustes na Lei do Supersimples. Dilma sinalizou que na próxima semana a lei que faz modificações no Supersimples poderá ser enviada ao Congresso Nacional. “Antes de viajar vamos acertar a questão da Lei do Supersimples, o fim do abismo fiscal, para a próxima semana, porque ela está pronta, vamos dar os últimos...

Leia mais
Denunciado por lavagem de dinheiro, Duque se nega a responder à CPI
mar19
Leia mais
Renato Duque foi acusado de receber propinas por seis delatores na Lava Jato
mar19

Renato Duque foi acusado de receber propinas por seis delatores na Lava Jato

Quinta-feira, 19 de março de 2015, às 17h26 Agência Câmara de Notícias – O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco , em depoimento à CPI, disse que começou a dividir propinas com Renato Duque em 2007, quando a Petrobras fez um contrato com a empresa holandesa SBM para o fornecimento de um navio-plataforma chamado P57, no valor de R$ 1,25 bilhão. Barusco era então gerente executivo de Engenharia e recebeu 1% do total entre 2007 e 2010. Segundo ele, a propina paga pelas empresas contratadas pela Petrobras era dividida da seguinte maneira: metade ia para ele e Renato Duque, e a outra metade ia para João Vaccari Neto, tesoureiro do PT. Barusco também disse que parte da propina foi usada nas eleições de 2010, quando Renato Duque (então diretor de Serviços da Petrobras, ao qual Barusco era subordinado) pediu ao empresário Júlio Faerman, representante da SBM, US$ 300 mil como “reforço” de campanha eleitoral, “provavelmente” a pedido de João Vaccari Neto, quantia que teria sido “contabilizada” por ele como “pagamento destinado ao PT”. Vaccari também nega as...

Leia mais
WWF Brasil: Onça-preta no Rio Tapajós
mar17

WWF Brasil: Onça-preta no Rio Tapajós

Terça-feira, 17 de março de 2015, às 12h18   Assista o vídeo Em recente viagem de campo, o WWF registrou a aparição de um dos mais raros predadores da Amazônia, a onça-preta. Enquanto cruzavam o rio Tapajós, nas proximidades do Parque Nacional do Juruena, localizado ao norte do Mato Grosso e sudeste do Amazonas, técnicos da organização avistaram a espécie, que também atravessava o rio ao lado do barco.   Clique na imagem e baixe a publicação do Arpa                   Assuntos relacionados com o ARPA Compromisso com a Amazônia – Arpa para Vida Compromisso com a Amazônia – Arpa para Vida View More Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) View More < > Compromisso com a Amazônia – Arpa para Vida View More < > Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) View More Conheça o Parque Juruena SOS Juruena SOS Juruena View More SOS Juruena SOS Juruena View More O maior felino das Américas O maior felino das Américas View More < > SOS Juruena View More < > SOS Juruena View More < > O maior felino das Américas View More...

Leia mais
Conheça a nova forma de visualização do cálculo do armazenamento de água
mar17

Conheça a nova forma de visualização do cálculo do armazenamento de água

Terça-feira, 17 de março de 2015, às 16h47 Atendendo ao Ministério Público, companhia disponibiliza mais um gráfico que apresentará a situação dos mananciais em São Paulo. A Sabesp disponibiliza, a partir desta terça, 17/3, mais uma forma de visualização do cálculo de medição do armazenamento de água do Sistema Cantareira. Até hoje, no gráfico e no boletim divulgados diariamente, era apresentado o índice que considera como resultado a divisão entre volume útil de água armazenado no dia e o volume útil total do sistema. Como exemplo, hoje (17/03), o índice é de 15,3% (150,6 milhões de metros cúbicos dividido por 982 milhões de metros cúbicos). A partir de agora, a Sabesp vai apresentar também um gráfico considerando o volume útil e o volume útil acrescido dos volumes autorizados, pelo órgão regulador, referentes às reservas técnicas I e II (182,5 milhões de metros cúbicos + 105 milhões de metros cúbicos, respectivamente), especificando o volume total do sistema para cada situação. Como exemplo, nesta terça, o índice é de 11,9% (150,6 milhões de metros cúbicos dividido por 1.269,5 milhões de metros cúbicos).     Na prática, o volume armazenado no Sistema Cantareira não muda: hoje existem 150,6 milhões de metros cúbicos para abastecer a população. O volume útil total do sistema Cantareira é de 982 milhões de metros cúbicos. Considerando as duas reservas técnicas, respectivamente 182,5 milhões e 105 milhões de metros cúbicos, o volume armazenável sobe para 1.269,5 milhões de metros cúbicos. As duas formas de medição podem ser encontradas na página onde são publicadas as informações dos mananciais A iniciativa faz parte da estratégia da Companhia de dar ainda mais transparência às informações sobre índices de mananciais e em atendimento à recomendação do Ministério Público para que fossem detalhados, em formato gráfico, os volumes existentes...

Leia mais
Começam as inscrições para a Feira Tecnológica do Centro Paula Souza
mar17

Começam as inscrições para a Feira Tecnológica do Centro Paula Souza

Terça-feira, 17 de março de 2015, às 12h58 Estudantes têm até 15 de maio para inscrever seus projetos na 9ª edição da Feteps. Estudantes dos Ensinos Técnico, Médio e Tecnológico das Escolas Técnicas (Etecs) e das Faculdades de Tecnologia estaduais têm até 15 de maio para inscrever seus projetos na 9ª edição da Feira Tecnológica do Centro Paula Souza (Feteps). A inscrição deve ser feita exclusivamente pela internet. Alunos das escolas de Educação Profissional Técnica e Tecnológica das redes públicas municipais e estaduais, dos Institutos Federais de Educação e deinstituições parceiras internacionais também podem participar do evento, programado para o mês de outubro. A relação dos finalistas será divulgada no site da Feteps no dia 10 junho. Os trabalhos podem ser desenvolvidos individualmente ou em grupo de até três alunos. Cada estudante pode participar de um único projeto, desde que o estudo tenha sido desenvolvido em 2014 ou que esteja em andamento, com conclusão até 30 de junho. É indispensável que o aluno ou grupo tenha um professor orientador, que deve ser da unidade escolar na qual os orientandos estão matriculados. Durante a Feira, os projetos serão submetidos a um Comitê de Avaliação, que analisará os trabalhos de acordo com diversos critérios, como criatividade e inovação, conhecimento científico, levantamento dos dados e condução da pesquisa, apresentação oral, aplicabilidade e pontualidade no cumprimento dos prazos do regulamento. Conheça as dez categorias da mostra: Categoria 1 – Artes, Cultura e Design Categoria 2 – Gestão e Ciências Econômicas Categoria 3 – Ciências Biológicas e Agrárias Categoria 4 – Informática e Ciências da Computação Categoria 5 – Tecnologia Industrial Mecânica Categoria 6 – Tecnologia Industrial Elétrica Categoria 7 – Saúde e Segurança Categoria 8 – Tecnologia Química, de Alimentos, da Agroindústria e da Bioenergia Categoria 9 – Infraestrutura Categoria 10 – Hospitalidade e Lazer Edição 2014 Realizada entre os dias 21 e 23 de outubro de 2014 na Expo Barra Funda, zona oeste da Capital, a 8ª edição da Feteps expôs 244 trabalhos de Etecs, Fatecs, 15 projetos de outros países (Argentina, Costa Rica, Colômbia, México, Peru, Guatemala, Polônia) e 5 de outros Estados (Amazonas, Bahia e Mato Grosso do Sul). Os vencedores de cada categoria receberam tablets como prêmio. Para conhecer o regulamento e ter outras informações sobre a feira basta acessar o site www.feteps.com.br. Do Centro Paula...

Leia mais
Após protestos, Dilma diz que governo vai dialogar com humildade e firmeza
mar17

Após protestos, Dilma diz que governo vai dialogar com humildade e firmeza

Terça-feira, 17 de março de 2015, às 11h26 Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil Edição: Luana Lourenço A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (16) que recebeu com humildade, mas firmeza, as manifestações deste domingo contra seu governo. Segundo ela, as manifestações mostram que o “governo tem que dialogar, escutar, saber do que tratam” os protestos. ”Ouvir é a palavra, e dialogar é a ação”, avaliou.     “Estamos em uma fase de buscar o consenso mínimo. É da democracia não haver concordância e unanimidade. Só em um regime [ditatorial], alguns pensam que falam e os outros que calem a boca. Não quero consenso. Você tem que aceitar que vozes são diferentes em um país complexo como este, mas tem de haver responsabilidade com as instituições”, disse, citando o Congresso Nacional, o Executivo e o Judiciário Ao discursar durante cerimônia de sanção do novo Código de Processo Civil, Dilma comentou os protestos em todas as regiões do país. “Ontem, quando eu vi centenas e milhares de cidadãos se manifestando, não pude deixar de pensar que valeu a pena lutar pela liberdade e pela democracia. Este país está mais forte do que nunca.” Em entrevista a jornalistas no Palácio do Planalto, a presidenta voltou a comentar as manifestações, que considerou pacíficas e sem violência. Ela disse que, em uma postura humilde, é preciso aceitar o diálogo. “Então, nós temos de ser humildes. Estou aberta ao diálogo. Ao mesmo tempo, o governo tem que ter uma postura firme naquilo que ele acha que é importante.” Segundo Dilma, o governo federal tem dado respostas coerentes aos pedidos que vêm das ruas, como o anúncio do pacote de medidas de combate à corrupção, que será feito nos próximos dias. No entanto, há algumas divergências em outras demandas dos manifestantes, como no caso do ajuste econômico. “Nós achamos que o ajuste é essencial”, defendeu. “Não vou deixar de dizer para todo mundo que queremos fazer o ajuste”, afirmou a presidenta, reconhecendo que as armas de combate à crise se esgotaram e que agora o governo precisa “iniciar outro caminho”. Depois de enumerar as medidas que tomou na área econômica em seu primeiro mandato para amortecer os efeitos da crise internacional e de garantir que, apesar dos ajustes, o governo não vai acabar com o crédito, nem com a desoneração da folha de pagamento, Dilma reconheceu que as medidas podem ter falhado, mas não acredita que tenham piorado a situação do país. “É possível que possamos ter até cometido algum erro de dosagem na reação à crise”, admitiu. “[Mas] ninguém pode negar que não fizemos de tudo para a economia reagir. Em qualquer atividade...

Leia mais
Petrobras será excluída do Índice Dow Jones de Sustentabilidade
mar17

Petrobras será excluída do Índice Dow Jones de Sustentabilidade

Terça-feira, 17 de março de 2015, às 11h15 Da Agência Brasil Edição: Luana Lourenço A Petrobras será excluída do Dow Jones Sustainability Index World (DJSI World) a partir de 23 de março por causa das denúncias de corrupção investigadas pela Operação Lava Jato. A estatal foi comunicada da decisão do Comitê do Índice Dow Jones de Sustentabilidade e repassou a informação a investidores em comunicado divulgado hoje (16). O Dow Jones Sustainability Index World (DJSI World) é um índice mundial de sustentabilidade, que avalia práticas de gestão social, ambiental e econômica no mundo. A Petrobras fazia parte do índice desde 2006. “A decisão do comitê foi baseada nas denúncias de corrupção investigadas no âmbito da Operação Lava Jato. O comitê informou que vai monitorar a evolução das investigações e o posicionamento da Petrobras ao longo deste ano, podendo reconsiderar a participação da companhia a partir de 2016”, diz o comunicado. Em relação às investigações da Lava Jato, a Petrobras informou que “vem colaborando com os trabalhos das autoridades públicas, assim como atendendo a demandas de seu público de interesse, incluindo o Comitê do Índice Dow Jones de...

Leia mais
Governo está aberto ao diálogo, destaca Cardozo
mar16

Governo está aberto ao diálogo, destaca Cardozo

Segunda-feira, 16 de março de 2015, às 16h58 Yara Aquino – Repórter da Agência Brasil Edição: Beto Coura Após a reunião da coordenação do governo da presidenta Dilma Rousseff para avaliar as manifestações de ontem, ministros falaram em manter o diálogo com setores políticos e movimentos sociais e em buscar convergência de propostas e ações. A reunião de hoje (16) teve a participação de ministros e do vice-presidente, Michel Temer.     “Venho deixar claro que o governo está inteiramente aberto ao diálogo e assume como postura central o diálogo com todas as forças sociais, e pouco importa se são forças sociais que apoiam ou são contra o governo. Pouco importa se são lideranças políticas que apoiam o governo ou se são oposicionistas. O governo está aberto ao diálogo com todos”, disse o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, em entrevista coletiva. Cardozo disse que a primeira resposta que se dá as manifestações é ouvi-las. Ele reforçou a avaliação de que a indignação contra a corrupção foi a forte reivindicação dos protestos de ontem. “O governo está ouvindo as manifestações. O governo democrático ouve a voz das ruas e, pouco importa se as pessoas que estão nas ruas aplaudem ou vaiam o governo. Ao ouvir, precisamos captar esse sentimento e nos parece muito claro que ele que tem profunda relação com a indignação por conta da corrupção”, disse Cardozo. Ele reafirmou o compromisso do governo com o combate à corrupção. O ministro da Justiça explicitou que é hora de buscar convergência para encontrar alternativas no campo da política e da economia. “Queremos dialogar com todas as forças políticas para que possamos encontrar convergências. Sinceramente, acho que esse é o papel que um governo democrático deve fazer, agindo com firmeza, mas com humildade”, sinalizou. A exemplo do que disse ontem, Cardozo defendeu a reforma política, ao avaliar que os brasileiros que foram às ruas ontem demonstraram insatisfação com o sistema político do país. “Me pareceu que há um desconforto da população com nosso sistema político. Sinto isso quando líderes oposicionistas foram impedidos de falar. O sistema político hoje não permite ao brasileiro que se sinta representado”, avaliou. Para o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, os manifestantes pediram sobretudo o combate à corrupção. “Compreendemos o recado das ruas nos últimos dias. Ninguém estava reivindicando mais programas sociais ou dizendo que o desemprego está matando nossas oportunidades. Estavam às ruas dizendo que querem o combate à corrupção e entender o que o governo está fazendo na área de economia”. Ele defendeu que o governo tem enfrentado com “humildade” os efeitos da crise econômica e disse que os ajustes feitos ocorreram em...

Leia mais
Esalq produz cachaça com qualidade semelhante à de uísque 12 anos
mar16

Esalq produz cachaça com qualidade semelhante à de uísque 12 anos

Segunda-feira, 16 de março de 2015, às 16h41   Assista o vídeo Pesquisa realizada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), mostrou que, com métodos adequados de produção, é possível obter uma cachaça com a mesma pureza e complexidade de aromas e sabores de um bom uísque.

Leia mais
Ministério Público denuncia tesoureiro do PT e mais 26 investigados na Lava Jato
mar16

Ministério Público denuncia tesoureiro do PT e mais 26 investigados na Lava Jato

Segunda-feira, 16 de março de 2015, às 17h06 André Richter – Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco O Ministério Público Federal (MPF) denunciou hoje (16) à Justiça Federal em Curitiba 27 investigados na Operação Lava Jato. Entre eles estão o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e o ex-gerente da estatal Pedro Barusco, além outros investigados na décima fase da operação, deflagada hoje (16). Entre os denunciados também estão o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e executivos de empreiteitas, já investigados em outras fases da Operação Lava Jato. Todos são acusados dos crimes de lavagem de dinheiro e corrupçao. As acusações serão julgadas pelo juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba. Na denúncia, os procuradores apontam novos desvios de recursos em contratos com a Petrobras. Desta vez, as obras investigadas foram a Refinaria Getúlio Vargas, em Araucária, no Paraná, e na Refinaria de Paulínia, em São...

Leia mais
Como a ciência é vista em São Paulo
mar16
Leia mais
Há 30 anos poder voltava aos civis no Brasil com eleições indiretas
mar16
Leia mais
“Fora, Dilma”: o povo tem foco, quem está desfocado é o governo
mar16

“Fora, Dilma”: o povo tem foco, quem está desfocado é o governo

Segunda-feira, 16 de março de 2015, às 08h15 Centenas de milhares, que somaram quase dois milhões de pessoas – um milhão só em São Paulo – foram às ruas para exigir que o governo mude suas políticas e que está enganado na forma de exercer o poder a ele concedido. Com brados de “Fora, Dilma”, pediram a saída da presidente, eleita há menos de cinco meses. Gerson Soares Sem saber avaliar o número de manifestantes envolvidos nos protestos que ocorreram ontem em todo o país, o governo do PT menosprezava as concentrações populares em capitais como o Rio de Janeiro, chegando a dizer que as manifestações não tinham foco. Até que São Paulo demonstrou mais uma vez toda a sua pujança cívica. Por volta das 14h e daí em diante, a Avenida Paulista e seus arredores, na capital do estado de São Paulo, foi tomada por pessoas que tinham um objetivo e estavam totalmente focadas em demonstrar sua insatisfação quanto ao governo, que por falta de discernimento postou uma nota no facebook do Ministério da Justiça, classificando as mais de 600 mil pessoas de estarem promovendo o ódio. Esse número alcançou mais de 1 milhão (dados da Polícia Militar) e foi sendo composto ao longo da tarde por donas de casas, bebês, crianças, jovens, pais, avôs, vovós, filhos, sobrinhos e netos, tios. Tivessem eles sacadas gourmets, carrinhos de pipoca ou coragem para permanecer com seus comércios abertos, lá estavam unidos para dizer basta de tanta corrupção e descaramento. Compareceram vendedores de água e refrigerantes, certamente não faltaram os guardadores de carros e ainda outros carregavam cruzes, simbolizando bem a carga que o lulopetismo depositou nos costados dos brasileiros, na avaliação dos seus 12 anos de governo.   Veja as demais imagens em nossa página do Facebook e no Google+   No início da noite, o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo e o secretário-geral da presidência Miguel Rossetto, vieram a público para dizer que a manifestação era daqueles que não votaram em Dilma Roussef, que terminou o primeiro mandato em alvoroço e agora está desorientada, à frente de um gigante como o Brasil, que sem rumo requer comando. O cinismo, com que o governo tem tratado assuntos de suma importância, tais como os econômicos, de justiça e as apurações do Petrolão, é digno de admiração e espanto. Na coletiva de imprensa em Brasília, Cardozo e Rossetto, disseram os porta-vozes que o governo vai anunciar medidas, ainda nesta semana, mas não citaram quais, nem o tipo de providências que seriam tomadas. Questionado sobre a publicação no facebook de ser a manifestação deste domingo promovida por quem tem ódio ao governo,...

Leia mais
Os cavaleiros de Vigha Bhore: aventura, coragem e amor entre magos e bruxos
mar15
Leia mais
Mais de 1 milhão na Av. Paulista, contra o governo petista de Dilma
mar15

Mais de 1 milhão na Av. Paulista, contra o governo petista de Dilma

Domingo, 15 de março de 2015, às 15h39 Com faixas e gritos de fora Dilma e fora PT, paulistanos pedem o fim da corrupção. Mesmo levando em conta o seu conservadorismo na divulgação de números, a PM divulgou às 15h30 mais de 1 milhão de pessoas nas imediações da Avenida Paulista. Com faixas de Fora Dilma, Chega de Corrupção pediam o impeachment da presidente, apesar da opinião contrária também existir. Por sua vez, o Metrô computava 4.000 pessoas a cada 2 minutos chegando à região. Esta é a maior manifestação de protestos que se tem registro contra os desmandos do governo federal brasileiro. Nem mesmo as Diretas Já levou tantos às ruas. Agências de notícias internacionais começam a divulgar a marcha dos brasileiros. Em outras capitais, mesmo em menor número, as manifestações contra o governo petista repercutem em todo o país. Até o final da tarde, espera-se que o governo se manifeste. Até este horário, as manifestações de protestos não causaram nenhum incidente que merecesse destaque pelas autoridades policiais. Não há registro da presença de políticos entre os manifestantes. Portanto, trata-se de um movimento estritamente de insatisfação popular, superando todas as expectativas do governo, que até a entrada de São Paulo nas manifestações de hoje, desconsiderou o poder da movimentação popular. Diante dessa situação a presidente Dilma Roussef, alvo principal dos ataques nas últimas semanas, sairá bastante enfraquecida e a tentativa de defendê-la feita pela CUT, na última sexta-feira (13), não passou de outro erro. Lembrando que antes do impeachment de Fernando Collor, a insatisfação da população estava nos mesmos níveis obtidos pela presidente Dilma, que nesta sexta-feira chegou a um dígito. Às 16h30 um grupo, autointitulado Carecas do Subúrbio, foi detido pela PM e se trata do único incidente. Eles estavam armados com rojões, socos ingleses e os próprios policiais militares os salvaram de um linchamento ao detê-los, já que a população é pacífica e não tolera esse tipo de infiltrados a fim de causar distúrbios. Às 17h05, o Ministério da Justiça, qualificou de odiosa as manifestações. Veja abaixo, a nota publicada no facebook do ministério. “Discurso de ódio é diferente de liberdade de expressão! O discurso do ódio é usado para insultar, perseguir e justificar a privação dos direitos humanos. Já liberdade de expressão, é o direito de todos se manifestarem, mas não deve afrontar o direito alheio, como a honra e a dignidade de uma pessoa ou determinado grupo”. Veja outras imagens em nossa página do...

Leia mais
Pontos de encontro das manifestações em todo o Brasil
mar15
Leia mais
Corrupção e mentiras podem levar milhões às ruas neste domingo pelo impeachment
mar15

Corrupção e mentiras podem levar milhões às ruas neste domingo pelo impeachment

Domingo, 15 de março de 2015, às 07h03   A bagunça promovida pelo Partido dos Trabalhadores (PT) está arrastando o Brasil para mais de uma década atrás. A inflação em plena alta, muito maior do que os dados oficiais – fato observado também naqueles tempos – fazem os investimentos no país retroagirem. Gerson Soares O dólar subindo, apesar de a moeda americana ter-se valorizado diante de todas as outras nas cotações mundiais, é outra mostra do que se pode esperar. Diante de sua fragilidade, o atual governo brasileiro se esconde atrás de uma cortina e diz que está tudo bem, demonstrando viver realmente num mundo de fantasias, de irresponsabilidades sem precedentes.     De fato o governo do PT deixará marcas na história do país. Será lembrado como o partido que mais aviltou os cofres públicos e ao mesmo tempo, aquele que consolidou a dignidade de muitas famílias pobres com as chamados “bolsas” e tentou mudar a natureza, levando água às regiões mais desérticas do país – ao custo de bilhões e promessas não cumpridas. Nesse caso, explorando a própria condição de “retirante ou pau-de-arara”, na qual o ex-presidente Lula se coloca, orgulhosamente exaltando-a, demonstrando que é possível a um pobre alcançar o mais alto posto do país. As obras de transposição do Rio São Francisco para abastecer de água o árido Nordeste do país também devem ser investigadas para apurar o porquê dos gastos excessivos e a demora em concluí-las, já que esse era um ponto de honra para o nordestino Luiz Inácio da Silva. O Brasil, gigante da América Latina, crescerá menos que o Peru, Chile, Colômbia e México. A corrupção no país, como disse Pedro Barusco em seu depoimento à CPI da Petrobrás, “está institucionalizada”. Portanto, traduzindo para a linguagem popular virou moda. Os absurdos com os quais o povo se acostumou – pelo menos metade dele – e muito pior do que isso aprovou nas urnas, reelegendo a presidente Dilma Roussef, está levando o país a uma crise muito maior do que a financeira ou a institucional, a moral também está em queda livre. Ao perder a moralidade, os exemplos que devem vir daqueles que governam os povos, perde-se a referência e como bem está sendo frizado a cada momento, o Brasil é hoje uma nau sem rumo, um navio imenso em que se perde décadas de avanço em meses, no qual cada canhão atira para um lado, onde os tribunais são mais necessários do que as carteiras escolares. Tantos desvios de conduta, diante da falta de moral e de autoridade, levam ao que se espera hoje nas ruas do país: um pedido de impeachment...

Leia mais
Banda americana Pearl Jam divulga as datas de shows em cidades brasileiras
mar14

Banda americana Pearl Jam divulga as datas de shows em cidades brasileiras

Sábado, 14 de março de 2015, às 12h43   Do Fotos Públicas – A banda americana Pearl Jam, anunciou ontem (13), as datas de cinco shows em cidades brasileiras. As datas e cidades são: 11/11 – Porto Alegre – Arena do Grêmio; 14/11 – São Paulo – Estádio do Morumbi; 17/11 – Brasília – Estádio Nacional Mané Garrincha; 20/11 – Belo Horizonte – Mineirão e 22/11 – Rio de Janeiro –...

Leia mais
Distração aumenta risco de crise de dor nas costas
mar14
Leia mais
Clássicos Acessíveis: reviva as aventuras inesquecíveis dos contos de fadas
mar14

Clássicos Acessíveis: reviva as aventuras inesquecíveis dos contos de fadas

Sábado, 14 de março de 2015, às 17h10   Inclusão nos Contos de Fadas: Em comemoração aos 69 anos, Fundação Dorina lança Rapunzel, Branca de Neve, Os três Porquinhos e outros títulos tradicionais em versão para crianças com deficiência visual. “Era uma vez” e “foram felizes para sempre” são frases que sempre atraíram o público infantil, e a magia é mesmo esta! A novidade é que esses famosos bordões estarão em 10 títulos infantis que poderão ser lidos por pessoas com deficiência visual, seus familiares, amigos e professores. Não são apenas as crianças que vão se encantar com os heróis, vilões e mocinhas dos contos de fadas. Os adultos também poderão reviver suas experiências j unto aos pequenos com a nova coleção inclusiva desenvolvida pela Fundação Dorina Nowill para Cegos. Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve, Bela Adormecida, Cinderela, João e Maria, Os Três Porquinhos, Peter Pan, Pinóquio, Robin Hood e Rapunzel foram os títulos selecionados para serem impressos seguindo o conceito de livro inclusivo. Os exemplares são impressos em braille e fonte ampliada, possui relevos nas imagens, além de serem ilustrados de maneira caprichada e com cores vibrantes. Do jeito que qualquer criança gosta. Há também um CD com a leitura das histórias com versão com e sem audiodescrição – recurso que transforma as imagens em palavras, aumentando o acesso das pessoas com deficiência visual a diferentes materiais. Os efeitos sonoros e lúdicos irão estimular os diferentes sentidos do leitor. Estas características fazem com que a Coleção Clássicos Acessíveis seja um material para que todos leiam e vivam juntos a magia e o encantamento proporcionados pelas sagas infantis! “Para a criança com deficiência visual é muito importante ter um livro destes em suas mãos por ser um dos primeiros contatos com a leitura, com o universo dos contos de fadas, por trabalhar o imaginário com a atmosfera lúdica que as historinhas infantis proporcionam”, afirma Ana Paula Silva, coordenadora de acesso ao livro da Fundação Dorina. “É um projeto inédito que vem para complementar em sala de aula e em outros ambientes sociais, permitindo que a criança cega ou com baixa visão leia sozinha, com seus amigos e parentes, que a leitura aconteça de pai para filho, de professor para aluno… É uma quebra de barreiras e uma forma de incluir por meio dos contos de fadas”, completa a profissional. Foram produzidas 3 mil unidades da Coleção Clássicos Acessíveis que chegarão gratuitamente às bibliotecas, escolas públicas e instituições que atuam com o público com deficiência visual em todo o Brasil. Os kits são compostos por 10 exemplares (um de cada título) acompanhados por um CD com a leitura da história...

Leia mais
Termina de forma pacífica manifestação prol PT em São Paulo
mar14
Leia mais
Dólar fecha a R$ 3,24 em semana de alta acentuada
mar14

Dólar fecha a R$ 3,24 em semana de alta acentuada

Sábado, 14 de março de 2015, às 12h31 Danilo Macedo – Repórter da Agência Brasil Edição: Jorge Wamburg Os brasileiros que precisam comprar dólar para viajar ou para outros compromissos têm acompanhado com apreensão a valorização da moeda norte-americana, principalmente nas últimas semanas. Apesar de o dólar ter subido também em relação a outras moedas, por conta de uma expectativa de aumento dos juros da economia americana, o que pode levar à redução do fluxo de capital para países emergentes, é na comparação com o real que o dólar apresenta uma de suas maiores altas. Desde o início do ano, a moeda subiu cerca de 5% frente ao peso mexicano e ao peso chileno, 8% em relação ao rand, da África do Sul, e 13% sobre a lira, da Turquia. Na comparação com o real, a alta chegou a 22,2% em 2015, sendo 13,76% somente em março. Nesta semana, a valorização acumulou 6,3%, sendo 2,7% somente na sexta-feira (13). O professor de economia da Fundação Getulio Vargas (FGV) Mauro Rochlin credita a “alta desmedida” do dólar ao receio de que o ajuste fiscal proposto pelo governo, de R$ 66 bilhões, não se concretize, o que poderia levar o país a perder seu grau de investimento e impactar a inflação. “Basicamente, eu resumiria essa disparada [do valor do dólar] como resultado do que a gente chama de aversão ao risco. A alta do dólar acaba refletindo essa maior aversão ao risco, esse medo de que as coisas fujam ao controle, e, então, o dólar parece ser um porto seguro diante disso.” Segundo o economista da FGV, a alta mais acentuada da moeda norte-americana nas últimas duas semanas está relacionada ao cenário político do país: manifestações nas ruas, divulgação da lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com nomes de parlamentares supostamente envolvidos em esquema de corrupção na Petrobras e crise entre poderes Executivo e Legislativo. “Tudo isso ajudou a formar um cenário muito mais turbulento, que gera a aversão ao risco. Depende muito de como os fatos vão se desenrolar em termos políticos para saber que impacto isso pode ter sob o câmbio. A questão política está em aberto”. O economista Carlos Eduardo de Freitas, conselheiro presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon-DF) e ex-diretor do Banco Central, explica que a alta do dólar tem uma vertente estrutural de realinhamento dos preços, reduzindo os custos de produção e aumentando a competitividade das empresas brasileiras no mercado internacional. Mas ele também acredita que a desconfiança sobre a implementação do ajuste fiscal anunciado, depois do Congresso devolver a medida provisória que tratava do assunto, gerou uma pressão maior nos últimos dias. “Faltam...

Leia mais
Novo biovidro reduz risco de falhas em implantes de titânio
mar13
Leia mais
Preços agropecuários sobem 0,91% em fevereiro, informa IEA
mar13
Leia mais
Lava Jato: PPS contesta decisão que descartou investigação de Dilma
mar13

Lava Jato: PPS contesta decisão que descartou investigação de Dilma

Sexta-feira, 13 de março de 2015, às 19h49   Da Agência Brasil – O PPS entrou hoje (13) com um recurso na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) para que a presidenta Dilma Rousseff seja investigada na Operação Lava Jato. Ao contrário do entendimento do ministro Teori Zavaski, relator dos inquéritos da investigação no STF, o partido alega que há indícios contra a presidenta e que Dilma pode ser investigada durante seu mandato. Na semana passada, Zavascki atendeu ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para que Dilma não seja investigada. No documento, Janot afirmou que não há indícios contra Dilma e explicou ainda que a presidenta não pode ser investigada por fatos ocorridos anteriores ao exercício da...

Leia mais
Gabrielli: Palestra técnica no lugar de respostas
mar13

Gabrielli: Palestra técnica no lugar de respostas

Sexta-feira, 13 de março de 2015, às 19h13 Parece brincadeira, mas não é! Gabrielli foi brincar na CPI da Petrobrás. Gerson Soares O ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, depois de fazer uma palestra técnica, gastou um tempo precioso para quem tem pressa em apurar o escândalo do Petrolão. À conversa fiada do ex-presidente, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), disse desconfiado: “parece estar combinado com o relator”, referindo-se ao deputado Luiz Sérgio (PT-RJ). De fato Gabrielli provocou a paciência dos membros da CPI, ao falar do que não interessava a ninguém durante as perguntas reservadas prioritariamente ao relator. “E eu não estou gostando disso”, completou Lorenzoni, lembrando a CPI dos Correios, onde de acordo com ele “estava tudo combinado”. Gabrielli disse que é impossível saber como o dinheiro é desviado na Petrobras, já que saia dos caixas das empresas envolvidas, no que foi desmentido. Afirmou que a compra da Refinaria de Passadena, estopim da derrocada da atual gestão da empresa, foi um bom negócio. “Foi um ótimo negócio”, disse o ex-presidente, que foi chamado de incompetente ou conivente com a roubalheira na Petrobras. “Ou o senhor é um incompetente de mão cheia ou é um dos capos. Pedro Barusco devolveu 97 milhões de dólares que não eram dele. Eram seus?”, perguntou o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS). “O senhor tinha que ter vergonha. O senhor é cúmplice de um assalto de proporções gigantescas”. Na próxima quinta-feira (19) está marcado o depoimento do ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, que chegou a ser preso e depois solto por decisão do Supremo. Ao contrário de Barusco, que se limitou a responder às perguntas dos parlamentares, Gabrielli enrolou e brincou. Sínico,...

Leia mais
Inventário descobre duas espécies de morcego ainda inéditas em Sergipe
mar13
Leia mais
Imagens da lua de Júpiter feitas pelo Hubble
mar12
Leia mais
TV Cultura exibe neste sábado programa sobre os mistérios do oceano
mar12

TV Cultura exibe neste sábado programa sobre os mistérios do oceano

Quinta-feira, 12 de março de 2015, às 15h53 Agência FAPESP – Os mistérios do oceano são o tema do episódio do programa SP Pesquisa que será exibido neste sábado (14/03) pela TV Cultura. O programa – que estreou no dia 7 de março e é resultado de um termo de cooperação assinado entre a FAPESP e a Fundação Padre Anchieta, responsável pela TV Cultura – apresenta os bastidores da produção científica paulista em diversas áreas do conhecimento. No episódio que vai ao ar no dia 14, a reportagem mostrará duas viagens de estudos realizadas pelos navios Alpha Crucis e Alpha Delphini, adquiridos com apoio da FAPESP. Uma das pesquisas apresentadas quer monitorar a temperatura, a pressão e a salinidade das águas nos mares brasileiros e, assim, melhorar os dados sobre previsão do tempo e sobre os estudos do clima. Em outra, uma equipe de cientistas busca informações sobre as correntes do Atlântico Sul, integrando o projeto internacional chamado South Atlantic Meridional Overtuning Circulation (Samoc). O programa também apresenta a pesquisa desenvolvida com o submarino japonês Shinkai, que estuda a biodiversidade do mar profundo na costa brasileira. Na TV Cultura, o programa SP Pesquisa vai ao ar aos sábados às 16h. Ele também será exibido na Univesp TV às 19h aos domingos e às 21h30 às...

Leia mais
Por um país melhor  e mais unido milhares poderão se reunir domingo
mar12

Por um país melhor e mais unido milhares poderão se reunir domingo

Quinta-feira, 12 de março de 2015, às 13h21 Em todo o Brasil, os opositores ao governo petista de Dilma Roussef pretendem se manifestar, entre eles um dos partidos que mais lhes faz oposição, o PSDB. A corrupção, a degradação moral e o enfraquecimento das instituições mais importantes do país, como o próprio STF (Supremo Tribunal Federal) está sendo divulgada na mídia não só do Brasil, mas em países como Inglaterra, Espanha, Itália, França e Estados Unidos. A revolta com o descaramento político assola a opinião mundial. De acordo com o regimento interno, pela falta de indicação de um nome para ocupar a vaga deixada pelo ex-ministro do STF Joaquim Barbosa (cabe ao Poder Executivo do país essa indicação que ainda não foi feita), o presidente ministro Ricardo Lewandowski (indicado pelo ex-presidente Lula) aprovou ontem (11) a transferência do ministro José Antonio Dias Toffoli da primeira para a segunda turma. Portanto, passando ele a ser o mais novo membro dessa turma, conforme a tradição do STF deverá presidir o julgamento do escandaloso caso Petrolão. Ocupando a vaga de assessor da Casa Civil, quando o Ministro da pasta era José Dirceu – condenado no Mensalão –, durante a presidência de José Inácio Lula da Silva, foi indicado por este para ocupar uma vaga no STF. Toffoli fez carreira na área jurídica do PT e foi advogado do partido. Conforme divulgado pela revista Veja, em 2013 foi dele a iniciativa de patrocinar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma espécie de “lei da mordaça” para o Ministério Público Eleitoral, a PEC 37 (Proposta de Emenda Constitucional 37/2011). A norma estabelecia que os promotores e procuradores precisam de autorização prévia do juiz eleitoral para abrir uma investigação, com exceção dos casos de flagrante delito e ficou conhecido entre eles como “PEC da impunidade”. Manifestações em todo o país pressionaram o Congresso e impediram que a medida fosse à frente. O fenômeno das manifestações de 2013, que marcou a história brasileira, começou contra os aumentos das tarifas dos ônibus e se espalhou pelas capitais em todo o território nacional. Nas faixas, uma das reivindicações era o “não” para a PEC 37. Em 2014, manifestantes foram vistos protestando contra a Copa do Mundo, a Fifa e suas exigências e pedindo “Padrão Fifa” para a saúde, educação, segurança. Em 2015, estamos prestes a presenciar manifestantes que desejam moral na política e mudanças; sempre elas a movimentar a opinião pública. Essas alterações no comportamento dos políticos, que possuem a função de governar o país e o fim dos escândalos de corrupção, poderão levar a algum resultado se houver organização e entendimento entre os que assim desejam um país...

Leia mais
PSDB divulga nota sobre manifestações de domingo
mar12

PSDB divulga nota sobre manifestações de domingo

Quinta-feira, 12 de março de 2015, às 13h17 Leia a seguir o documento oficial divulgado ontem pela executiva nacional do maior partido de oposição ao governo, assinado pelos senadores Aécio Neves (Presidente Nacional) e Cássio Cunha Lima (líder no Senado Federal), e pelo deputado Carlos Sampaio (líder na Câmara dos Deputados). O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) se solidariza com as manifestações de indignação dos brasileiros diante da flagrante degradação moral e do desastre econômico-social promovidos pelo governo Dilma Rousseff. O PSDB defende a livre manifestação de opinião e o direito à expressão dos cidadãos e, portanto, apoia os atos pacíficos e democráticos convocados para o próximo dia 15 de março em todo o país. Mais do que uma garantia constitucional, a liberdade de pensamento e de crítica é fundamento essencial para o fortalecimento da vida democrática e o enraizamento social dos valores republicanos. O PSDB repudia a atitude daqueles que, em nome de seus interesses partidários, cerceiam e deturpam o direito à livre manifestação, e tentam convencer a população de que a crítica aos governantes se confunde com atentados contra a ordem institucional e o Estado de Direito. Na verdade, ao contrário de que alguns tentam fazer crer, os protestos que ocorrem nas redes sociais e nas ruas não defendem um terceiro turno, mas a rigorosa apuração de responsabilidades sobre a corrupção endêmica incrustrada no corpo do estado nacional, e cobra o abandono dos compromissos assumidos publicamente com a população. São manifestações legítimas de um país que vive em plena democracia e se posiciona perante múltiplas e graves crises. Acreditamos que a participação popular melhora as instituições e eleva os padrões de governança pública. Por isso, o PSDB, através de seus militantes, simpatizantes e várias de suas lideranças participará, ao lado de brasileiros de todas as regiões do país, desse movimento apartidário que surge do mais legítimo sentimento de indignação da sociedade brasileira. O PSDB reitera seu compromisso com todos os que desejam um país mais forte, íntegro, justo, solidário e democrático. Leia também: Polícia Militar terá reforço na Av. Paulista durante manifestações PSDB divulga nota sobre manifestações de domingo Por um país melhor e mais unido centenas de milhares poderão se reunir...

Leia mais
Polícia Militar terá reforço na Av. Paulista durante manifestações
mar12

Polícia Militar terá reforço na Av. Paulista durante manifestações

Quinta-feira, 12 de março de 2015, às 11h11 A PM quer garantir o direito de todos, mas estará preparada para controlar situações de dirtúrbios, afirmou em nota. Devido às manifestações marcadas para os dias 13 e 15 de março, a assessoria de Comunicação da Polícia Militar informou hoje que está preparando um reforço no policiamento em toda a cidade de São Paulo, com uma atuação mais específica nas áreas, já identificadas, onde ocorrerão as maiores concentrações de pessoas – principalmente na Avenida Paulista. A Polícia Militar atuará para garantir o direito de manifestação de todos, evitando qualquer confronto de grupos antagônicos que possa vir a ocorrer, bem como o direito da população que fará uso dos mesmos locais, e que não desejam participar da manifestação. Com esses objetivos, foi realizada uma reunião preparatória na tarde de 09 de março na sede do Comando de Policiamento da Capital, com as principais entidades representativasdos movimentos que marcaram seus atos para os dias 13 e ou 15 de março. Estiveram presentes o “Movimento Renovação Liberal”, “Revoltados OnLine”, “Movimento Vem pra Rua”, “Movimento Brasil Livre”, “Movimento Intervencionista Independente”, “CUT” e “APEOESP”, os quais confirmaram que, apesar de alguns grupos possuírem ideais antagônicos, todos estarão nas ruas pacificamente e não aceitarão nenhum tipo de violência em seus movimentos. No dia 13 a concentração ocorrerá na Avenida Paulista a partir das 14h, sendo que a CUT (Central Única dos Trabalhadores), juntamente com a APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) se deslocarão a partir das 16h até a Praça da República, local onde encerrarão seus atos. No dia 15 a concentração ocorrerá novamente na Avenida Paulista, só que a partir das 15h, não havendo previsão de término para nenhum dos dois dias. A Polícia Militar atuará com um efetivo necessário e adequado para garantir o direito à manifestação e para o restabelecimento da ordem pública, caso a mesma venha a ser quebrada. De acordo com a demanda apresentada no momento das manifestações, se necessário for, a Polícia Militar irá realocar o efetivo de serviço para a Avenida Paulista, para reforçar o policiamento no local, sempre no intuito de garantir o direito dos cidadãos se manifestarem com segurança. Leia também: Polícia Militar terá reforço na Av. Paulista durante manifestações PSDB divulga nota sobre manifestações de domingo Por um país melhor e mais unido centenas de milhares poderão se reunir domingo...

Leia mais
Museu do Café faz aniversário hoje e terá programação especial
mar12

Museu do Café faz aniversário hoje e terá programação especial

Quinta-feira, 12 de março de 2015, às 10h09 Localizado no Centro Histórico de Santos, museu completa 17 anos nesta quinta-feira, 12. Para comemorar seus 17 anos, o Museu do Café, em Santos, terá uma programação especial a partir desta quinta-feira, 12, data do aniversário de fundação. Ao meio-dia um grupo de atores caracterizados inicia uma intervenção artística convidando o público a conhecer a nova exposição e o interior do palácio da Bolsa Oficial de Café. Às 16h haverá visita especial. Os visitantes serão recebidos pelos educadores caracterizados como alguns dos principais personagens da história do café, proporcionando uma verdadeira viagem no tempo. Completando a programação, o museu recebe a especialista em bebidas Nina Rodrigues para dois workshops. No sábado, 14, o tema é “Café e Harmonização” e no domingo, 15, “Drinks de café – Coquetelaria base”. Ambas atividades são gratuitas. O Museu do Café fica na rua XV de Novembro, 95, Centro Histórico, Santos. Veja todas as imagens em nossas páginas do Facebook e no Google+   SERVIÇO Programação “17 Anos do Museu do Café” Visitação gratuita Data: 12/03, das 9h às 17h Intervenção artística pelo Centro Histórico Data: 12/03, às 12h 50 vales-café serão distribuídos como cortesia para o público utilizar na Cafeteria do Museu Visita especial – Personagens do café Data: 12/03, 16h Grátis Workshop “Café e Harmonização” Data: 14/03, às 14h Grátis Workshop “Drinks de café – Coquetelaria base” Data: 15/03, 14h Grátis São 18 vagas para cada workshop. Inscrições pelo e-mail museudocafe@museudocafe.org.br Do Portal do Governo do...

Leia mais
Complexo Tatuapé recebe prêmio internacional pelo projeto Mulheres de Peito
mar11

Complexo Tatuapé recebe prêmio internacional pelo projeto Mulheres de Peito

Quarta-feira, 11 de março de 2015, às 16h50 Ação no Shopping Metrô Tatuapé e no Shopping Metrô Boulevard Tatuapé, empreendimentos administrados pela AD, realizou aproximadamente 400 exames de mamografia. Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Complexo Tatuapé, empreendimento administrado pela AD Shopping, recebeu o Prêmio de Apoio à Comunidade da América Latina, pela realização do projeto Mulheres de Peito, em prol da conscientização do público feminino sobre o câncer de mama. A homenagem é um reconhecimento concedido pela organização mundial da indústria de shopping centers: o International Council of Shopping Centers (ICSC). A cerimônia de premiação foi promovida nesta semana, durante o congresso internacional RECon Latin America, em Cancún, no...

Leia mais
Ingestão de ômega-3 altera tamanho de partícula de colesterol
mar11
Leia mais
Prefeitura busca parceiros privados para a construção de novas creches
mar11
Leia mais
Barusco diz que US$ 300 mil da SBM foram dados a Vaccari na eleição de 2010, PT nega
mar11

Barusco diz que US$ 300 mil da SBM foram dados a Vaccari na eleição de 2010, PT nega

Quarta-feira, 11 de março de 2015, às 13h Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil Edição: Aécio Amado O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, disse ontem (10) que US$ 300 mil que recebeu da SBM Offshore foram repassados para o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. A informação foi dada ao depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, na Câmara dos Deputados.   “Em 2010, foi solicitado à SBM um patrocínio de campanha, mas não foi dado a eles diretamente. Eu recebi e repassei o dinheiro para a campanha presidencial de 2010, em que disputavam José Serra e Dilma Rousseff”, disse. Perguntado a quem era destinado o dinheiro, Barusco respondeu que foi encaminhado ao PT. “Eu recebi o dinheiro e repassei em um acerto de contas em outro recebimento”. Segundo Barusco, a quantia foi solicitada ao empresário Júlio Faerman, representante da empresa holandesa, como um “reforço” de campanha eleitoral a pedido de Vaccari. “Foi ao PT, ao João Vaccari”, disse, destacando que a quantia foi “contabilizada” por ele como “pagamento destinado ao PT”. Em nota, assinada pelo presidente do PT, Rui Falcão, o partido reitera que nunca tratou de finanças ou doações com Pedro Barusco. O PT diz ainda, no documento, que o ex-gerente da Petrobras não apresentou, na CPI, provas ou indícios que envolvam João Vaccari Neto com recebimento de propinas, apesar de ter falado por mais de cinco horas e ser reiteradamente questionado pelos integrantes da bancada petista. A nota diz ainda que o PT vai processar o ex-gerente da Petrobras por fazer denúncias sem apresentar provas. “O PT só recebe doações dentro dos parâmetros legais, que são declaradas na prestação de contas ao TSE”,...

Leia mais
Presidente do TSE defende teto para campanhas e nova cláusula de barreira
mar11

Presidente do TSE defende teto para campanhas e nova cláusula de barreira

Quarta-feira, 11 de março de 2015, às 12h54 Da Agência Brasil – O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli, defendeu ontem (10) uma reforma política que modifique a legislação vigente e o sistema eleitoral para dificultar a criação de partidos. Toffoli é a favor da implantação gradativa da cláusula de barreira e do estabelecimento de teto de gastos nas campanhas eleitorais, com um limite nominal para doações de empresas. Em audiência pública na comissão especial da Câmara que discute a reforma política, Toffoli disse que a maior parte dos recursos da campanha presidencial do ano passado veio de empresas. De acordo com o ministro, os principais financiadores das campanhas são do sistema financeiro, da construção civil e do setor de...

Leia mais
Cantareira volta a ter elevação do nível de água
mar11

Cantareira volta a ter elevação do nível de água

Quarta-feira, 11 de março de 2015, às 12h43 Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil Edição: Valéria Aguiar São Paulo – O Sistema Cantareira ganhou mais 26,6 milímetros (mm) de chuva de ontem (10) para hoje (11), com o nível em elevação pelo quinto dia seguido, passando de 13,3% para 13,7% de sua capacidade total. No mês, a pluviometria desse sistema acumula 127,1 mm, mais da metade da média histórica para esse período (178 mm). O volume de água armazenada nos demais mananciais de abastecimento administrados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo também subiu. No Alto Tietê, o índice aumentou de 19,9% para 20,2%; na Represa do Guarapiranga (de 70,4% para 71,6%); no Alto Cotia (de 51,4% para 52,3%); no Rio Grande (de 92,4% para 92,7%) e no Rio Claro (de 39,6% para...

Leia mais
Barusco depõe na CPI da Petrobrás e diz que vai devolver 97 milhões de dólares
mar10

Barusco depõe na CPI da Petrobrás e diz que vai devolver 97 milhões de dólares

Terça-feira, 10 de março de 2015, às 17h18 O destaque da reunião ficou com a pressão dos petistas para expor o governo de FHC ao escândalo. O ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, disse que irá devolver 97 milhões de dólares de suas contas no exterior, o valor foi obtido com as propinas. Ele está respondendo neste momento às perguntas dos deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados, sobre o escândalo que envolve a Petrobrás. Segundo suas informações, ele participa desde 2003 ativamente de uma quadrilha criminosa que surrupiou bilhões dos cofres públicos. Antes disso, Barusco afirmou que participou de esquema de propinas a partir de 1997, mas que não havia conotação política, assumindo para ele mesmo a culpa das extorsões em contratos com a Petrobras. Insistentemente, deputados do PT (Partido dos Trabalhadores) o questionaram sobre esse período (entre 1996 e 2003), demonstrando claramente que desconfiam de corrupção também no governo anterior ao de Lula, ou seja, do PSDB e Fernando Henrique Cardoso. À carga dos petistas, um deputado tucano disse que antes de 2003, portanto desde o início do governo Lula, “o PT estava empenhado no Mensalão”. Em tom mais sério, outro partidário tucano, afirmou que não se apurou nada antes de 2003, dizendo que o PT está à frente da Petrobrás há 12 anos e nunca levantou nenhuma questão sobre desvios na estatal, antes desse período. A verdade é que o depoimento de Pedro Barusco, deixa claro o uso de dinheiro de propinas na campanha presidencial de 2010, a favor do tesoureiro de campanha do PT, João Vaccari Neto – que nega –, quando Dilma Roussef saiu vencedora contra José Serra do PSDB. A divisão não foi feita somente para o Partido dos Trabalhadores, mas a vários outros, como PMDB e PSDB, além dos chamados partidos nanicos que orbitam entre eles. Em pesquisa da BBC Brasil, segundo afirmam juristas, se for provada a culpa da presidente Dilma nas denúncias do escândalo, juridicamente será possível levantar a hipótese do impeachment. Fato que alegraria uma ala dos tucanos, mas não a FHC. No final da reunião, devido ao esgotamento das perguntas, que se prolongaram desde as 09h30 da manhã de hoje, os deputados lembraram os prejuízos do povo. Para a CPI, o esquema de corrupção da quadrilha que atuava na Petrobras, acabou conduzindo inclusive à compra de ações da empresa, que após as denúncias apresentaram queda livre no mercado. O presidente da CPI, deputado Hugo Mota (PDMB-PB), declarou encerrada a reunião às 16h37, horário de Brasília, após 7 horas, anunciando o depoimento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha na próxima quinta-feira...

Leia mais
O peso do voto no país do futebol e o impeachment
mar09

O peso do voto no país do futebol e o impeachment

Segunda-feira, 9 de março de 2015, às 09h25 – atualizado às 17h39 Quatro meses após ser eleita pelas urnas, Dilma Roussef é execrada nas principais capitais do país com panelaço. Gerson Soares Quando os brasileiros se julgam um povo alegre, hospitaleiro e feliz estão certos. Quando o povo se diz abençoado por morar num país tropical de belas paisagens não há como negar. Mas há de se admitir: a política não é o seu forte. Há quatro meses, depois de tantos desencontros que o último ano da primeira gestão da presidente Dilma Roussef proporcionaram, apenas os mais otimistas acreditavam em sua vitória nas eleições passadas contra forças como Aécio Neves e Marina Silva. A economia dava o tom com nítidos sinais, como a queda da produção industrial e diversos setores desconfiados daquilo que viria de um governo desgastado com várias acusações de corrupção, a vergonhosa impunidade no caso do Mensalão e o fracasso da Copa do Mundo, além das verbas destinadas à construção de estádios, com exigências que ficariam conhecidas como padrão Fifa. O trocadilho foi usado para pedir melhorias na saúde, educação e segurança nos mesmos padrões.     No país onde o futebol é venerado, ao ponto de que durante o panelaço promovido na noite de ontem (8), manifestantes e torcedores se confundissem entre qual era o motivo da barulheira, a humilhante e histórica derrota por 7 x 1 para a Alemanha na Copa do Mundo – promovida a peso de ouro no Brasil – deu esperança aos opositores do governo. Contavam que ela não conseguiria se reeleger com tantos desafetos, apaixonados pelo futebol. Porém, distanciados da política. Poucos dias antes do segundo turno das eleições do dia 26 de outubro de 2014, a revista Veja noticiou um escândalo bombástico, desvendado pela Polícia Federal, de que a presidente e candidata Dilma Roussef e o ex-presidente Lula sabiam dos desvios e fraudes na Petrobras. Numa tentativa de abafar o caso, o PT ainda tentaria impedir a circulação da revista, que ganhou repercussão em todo o território nacional. Mas nada disso foi capaz de demover a opinião de metade do país, que elegeu Dilma Roussef e o PT para mais quatro anos. Ontem, a presidente pediu calma ao povo e culpou novamente o alarmismo das notícias – apesar da inflação em alta, baixo crescimento da indústria, crises energética e hídrica, e da palavra impeachment. Seu partido, que representou em fala tradicional no Dia Internacional da Mulher, atribui à burguesia as manifestações contrárias ao governo. Atualmente conhecida e comentada na imprensa mundial, a Operação Lava Jato da Polícia Federal, praticamente veio a público com a prisão do doleiro Alberto Youssef,...

Leia mais
As mulheres são mais fortes, diz carrasco
mar08
Leia mais
Sala São Paulo está entre as 10 melhores do mundo, afirma The Guardian
mar06

Sala São Paulo está entre as 10 melhores do mundo, afirma The Guardian

Sexta-feira, 6 de março de 2015, às 17h24 Jornal britânico destacou arquitetura e acústica do local, que fica na Luz, região central da capital. A Sala São Paulo está entre as 10 melhores salas de concerto do mundo, de acordo com lista divulgada nesta quinta-feira, 5, pelo jornal britânico The Guardian. “Quando um novo local para a Orquestra Sinfônica de São Paulo era necessário nos anos 90, foi escolhido um lugar que parecia bastante incomum: uma área de espera ao ar livre, perto de uma estação de trem”, diz o texto. A publicação destaca ainda que o público pode admirar as colunas gigantes da construção original e o teto movível, que auxilia na acústica de acordo com o espetáculo.     Além da Sala São Paulo, estão na lista do The Guardian as seguintes salas: Culture and Congress Centre Concert Hall, em Lucerna (Suíça); Boston Symphony Hall, em Boston (EUA); Bridgewater Hall, em Manchester Manchester (Reino Unido); Grosser Musikvereinssaal, em Viena (Áustria) ; Berlin Philharmonie, em Berlim (Alemanha); Christchurch Town Hall Auditorium, em Christchurch (Nova Zelândia; Philharmonie de Paris, em Paris (France); The Sibelius Hall, em Lahti (Finlândia); e Tokyo Opera City Concert Hall, em Tóquio (Japão). Do Portal do Governo do Estado Acesse o site da Sala São Paulo e acompanhe a programação...

Leia mais
Sonda Dawn da Nasa orbita o planeta anão Ceres
mar06

Sonda Dawn da Nasa orbita o planeta anão Ceres

  Assista o vídeo e veja como foi a aproximação da sonda Dawn junto ao planeta Ceres Sexta-feira, 6 de março de 2015, às 20h16 Na imagem, considerada a mais importante do dia pela agência especial americana, planeta é orbitado pela primeira vez por um artefato terrestre. Pasadena, Califórnia – A sonda Dawn da NASA, tornou-se a primeira missão a orbitar em torno de um planeta anão. A nave espacial estava a aproximadamente 38.000 milhas (61.000 quilômetros) de Ceres, quando foi capturada pela gravidade do planeta anão às 9h39 (horário de Brasília), desta sexta-feira, 6 de março. Esta imagem de Ceres foi obtida pela sonda Dawn em 1º de março, poucos dias antes da missão ter alcançado a órbita ao redor de um mundo anteriormente inexplorado. A imagem mostra Ceres encoberto por uma sombra, porque a trajetória da nave espacial a colocou em um lado que estará de costas para o sol até meados de abril. A Dawn se aproxima em espiral ao redor do planeta e ao emergir do lado escuro de Ceres, a sonda conseguirá imagens cada vez mais nítidas. A imagem foi obtida a uma distância de cerca de 30.000 milhas (48.000 quilometros) e Ceres tem um diâmetro médio de cerca de 590 milhas (950 km). A missão Dawn é gerenciada pelo Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, em Pasadena, Califórnia, para o NASA’s Science Mission Directorate em Washington. Dawn é um projeto da diretoria do Programa Discovery, gerido pela Marshall Space Flight Center da NASA em Huntsville, Alabama. A Universidade da Califórnia, em Los Angeles, é responsável pela ciência global da missão Dawn. Orbital ATK Inc., em Dulles, Virginia, projetou e construiu a nave espacial. O Centro Aeroespacial Alemão, o Instituto Max Planck para a Investigação do Sistema Solar, a Agência Espacial Italiana e do Instituto Nacional de Astrofísica italiano são os parceiros internacionais sobre a equipe da...

Leia mais
Estudo desvenda como atuam enzimas protetoras do genoma
mar06
Leia mais
Teatro Arthur Azevedo, na Mooca, sediará o Clube do Choro
mar06

Teatro Arthur Azevedo, na Mooca, sediará o Clube do Choro

Sexta-feira, 6 de março de 2015, às 17h15 Local funcionará como escola para a formação de músicos do gênero e será ainda utilizado para apresentações. Reforma do espaço deve acabar ainda neste semestre. SECOM – Atualmente em reforma, o Teatro Arthur Azevedo, na Mooca, zona leste da capital, sediará o Clube do Choro, espaço dedicado ao gênero musical que terá como intuito não só a formação de novos músicos, mas será ainda utilizado para apresentações dos artistas. O anúncio foi realizado pelo prefeito Fernando Haddad na manhã desta quinta-feira (5), durante sua visita às obras de modernização do teatro, informou a secretaria de Comunicação da Prefeitura. “Eu anunciei algum tempo atrás que nós estávamos pensando em resgatar essa tradição do choro em São Paulo, que se perdeu há muito tempo. Essa tradição, em ponto fixo, se perdeu nos anos 70 e não foi mais recuperada. Nós vamos fazer desse teatro a nossa escola de choro. O Clube do Choro vai nascer aqui. Enquanto o teatro fica pronto, a gente, com a comunidade do choro, vai organizar a escola, que será no [prédio] anexo, com as apresentações aqui no próprio teatro. Acho que essa é uma notícia boa não só para a Mooca, mas para toda a cidade. O choro dialoga com vários gêneros musicais e estabelece conexões que não podem se perder, porque dizem respeito à história musical brasileira”, disse. O teatro está sendo ampliado com a construção de um edifício anexo, onde funcionará a escola de choro e toda a área administrativa. O prédio terá ainda cozinha, refeitório, sanitários e um espaço multiuso, que poderá ser utilizado para a realização de ensaios, aulas de teatro e até mesmo para a apresentação de pequenas peças. Os espaços internos do prédio original poderão assim, ser melhor aproveitados, com aumento da área de manobras do palco, criação de camarins de trocas rápidas, camarim acessível e cabine de som. Após a conclusão da reforma, o teatro terá capacidade para 376 lugares, dos quais 8 serão reservados para cadeirantes, 4 equipados com poltronas para obesos e outras 4 para pessoas com mobilidade reduzida. As obras, orçadas em R$ 7,82 milhões, foram iniciadas em julho de 2012 e deverão ser entregues ainda neste semestre. Inaugurado em agosto de 1952, o edifício do teatro é tombado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp). A visita de Haddad às obras foi acompanhada pelos secretários municipais Nabil Bonduki (Cultura), Roberto Garibe (Infraestrutura Urbana e Obras) e Nunzio Briguglio (Comunicação), além do Subprefeito da Mooca, Emgº Evandro...

Leia mais
Fiscalização em cerca de mil unidades comprova sucateamento na Atenção Básica
mar06

Fiscalização em cerca de mil unidades comprova sucateamento na Atenção Básica

Sexta-feira, 6 de março de 2015, às 16h49 Do Conselho Federal de Medicina Em 952 unidades básicas de saúde fiscalizadas em 2014 pelo Sistema Nacional de Fiscalização do Conselho Federal de Medicina (CFM), 331 tinham mais de 50 itens em desconformidade com o estabelecido pelas normas sanitárias, sendo que 100 apresentavam mais de 80 itens fora dos padrões. Em 4% das unidades fiscalizadas, não havia sequer consultório médico. “Sabíamos que a situação era precária, mas agora, com a informatização da fiscalização, comprovamos em números o quanto a assistência básica está abandonada”, afirma o presidente do CFM, Carlos Vital. “A consulta médica é uma ação elementar em um centro de saúde, mas em 41 das unidades visitadas não tinha uma sala para o médico atender”, denuncia o diretor do Departamento de Fiscalização do CFM, Emmanuel Fortes. No Pará, médicos atendiam debaixo de uma árvore. O CFM também constatou que 15% dos consultórios não garantiam a confidencialidade da consulta e 22% das unidades não possuíam sala de espera. As fiscalizações foram realizadas em ambulatórios (164), Unidades Básicas de Saúde (UBS) (118), centros de saúde (88) e postos dos Programas de Saúde e de Estratégia da Família do Sistema Único de Saúde (SUS). Foram avaliadas a estrutura física das unidades, os itens básicos necessários ao funcionamento de um consultório e as condições higiênicas. Em todos os aspectos, a situação encontrada é preocupante. Estrutura física – Em relação ao ambiente físico, foi constatado que 353 (37%) das unidades não tinham sanitário adaptado para deficiente; 239 (25%) não tinham sala de expurgo ou esterilização; 214 (22%) não possuíam sala de espera com bancos ou cadeiras apropriadas para os pacientes; e em 170 (18%) faltavam sala ou armário para depósito de material de limpeza. “Não há como realizar um atendimento de qualidade nessas condições. Como o médico vai colher a história do paciente e fazer um bom diagnóstico numa situação em que não há privacidade e o ambiente é totalmente insalubre?”, questiona o conselheiro federal pelo Pará, Hideraldo Cabeça. Em 36 (4%) dos consultórios ginecológicos faltavam sanitários e em 20 (2%) não era garantida a privacidade do ato médico. “Não dá nem para imaginar uma mulher sendo submetida a um exame ginecológico sem que sua privacidade seja resguardada”, critica Eurípedes Souza, que faz parte da Comissão para a Reformulação do Manual de Fiscalização do CFM. Também foram encontradas 161 unidades (17%) com instalações elétricas e hidráulicas inadequadas, sem sala de atendimento de enfermagem (6%) e sem sanitários para pacientes (3%). Em relação aos itens básicos, dos consultórios fiscalizados, 521 (51%) não tinham negatoscópio; 430 (42%) estavam sem oftalmoscópio; 408 (40%) não tinham otoscópio, em 272...

Leia mais
Justiça limita retirada de água do Sistema Cantareira
mar06

Justiça limita retirada de água do Sistema Cantareira

Sexta-feira, 6 de março de 2015, às 16h19 Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil Edição: Graça Adjuto A Justiça Federal limitou a retirada de água do Sistema Cantareira para que seja preservados ao menos 10% do volume útil original para a época de estiagem, que começa em 30 de abril. A liminar da juíza substituta Renata Coelho Padilha ratifica outra decisão provisória, concedida em outubro do ano passado pela 3ª Vara Federal em Piracicaba, mas que havia sido derrubada em recurso. O pedido conjunto do Ministério Público de São Paulo e do Ministério Público Federal busca garantir que não haja prejuízo às vazões para a Bacia Hidrográfica dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí. A Justiça determinou ainda que a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Departamento de Águas do Estado de São Paulo (Daee) estipulem semanalmente metas de restrição para permitir a recomposição dos níveis dos reservatórios. O objetivo é que em cinco anos o Sistema Cantareira volte a 95% da capacidade. Desde o último dia 2, o sistema opera com 11,7% de seu nível total, segundo medição diária feita pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo. Para repor o volume da primeira cota da reserva técnica, que começou a ser usada em maio do ano passado, a capacidade deveria subir de 11,7% para 29,2%. Em nota, a Sabesp informou que, para os reservatórios chegarem ao fim de abril com 10% da capacidade total, é necessária vazão média de 56 metros cúbicos por segundo (m³/s) nas próximas semanas. A vazão média no período de 1º de janeiro a 5 de março de 2015 é 25m³/s. “Assim, mesmo que a ANA e o Daee determinem que a Sabesp interrompa completamente a retirada de água do Sistema Cantareira, o cumprimento da decisão será impossível, a não ser que ocorram chuvas, com baixíssima probabilidade.” A empresa lembrou que já reduziu em 56% a retirada de água do Cantareira. “Reduções adicionais implicariam sacrifícios ainda maiores para a população da região metropolitana de São Paulo. E, por isonomia, a imposição de restrições de consumo à população da Bacia do Piracicaba [Campinas, Piracicaba, Americana]”, acrescenta o comunicado. O Daee informou que a Procuradoria-Geral do Estado vai recorrer da...

Leia mais