88% dos paulistanos aprovam ampliação de ciclovias, revela pesquisa


Sexta-feira, 19 de setembro de 2014, às 16h59

Segundo a pesquisa realizada pelo Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo, faixas exclusivas para ônibus tem apoio de 90% dos entrevistados. Desde janeiro de 2013, mais de 350 quilômetros de vias segregadas para ônibus foram construídas.

PMSP / SECOM – Uma pesquisa sobre mobilidade urbana divulgada nesta quinta-feira (18) mostra que 88% dos entrevistados são a favor da construção e ampliação das ciclovias. O levantamento também mostra que 90% são favoráveis à ampliação das faixas exclusivas para ônibus.

A pesquisa foi realizada pelo Ibope, a pedido da Rede Nossa São Paulo, e aborda os mais diversos aspectos da mobilidade na cidade. O instituto ouviu 700 pessoas entre os dias 29 de agosto e 3 de setembro. A margem de erro é de 4 pontos percentuais.

 

semana mobilidd

 

Após a apresentação dos dados da pesquisa, o prefeito Fernando Haddad defendeu o envolvimento da sociedade para adotar medidas que ampliem a mobilidade urbana. “Essa é uma agenda que os partidos não deveriam disputar, mas somar ao governo para construiremos até mais rápido tudo que vem sendo feito na cidade. E o apoio às ciclovias é de 88% – mesmo apoio às faixas de ônibus -, apesar de ser um modal que ainda carece de muitas políticas do ponto de vista educacional e pedagógico”, disse.

A construção de 400 quilômetros de ciclovias até o fim de 2015 é uma das metas da Prefeitura de São Paulo. Somente neste ano, a capital já ganhou 58,3 quilômetros. Outras medidas de incentivo ao uso da bicicleta como transporte prioritário foram as inaugurações do bicicletário público no Largo da Batata e da ciclopassarela sobre a Marginal Pinheiros. A avenida Paulista também vai ganhar ciclovia no canteiro central.

Já a criação de faixas exclusivas para ônibus aumentou a velocidade dos coletivos e causou economia de tempo para usuários do sistema de transporte coletivo da cidade de São Paulo, segundo estudos realizados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Atualmente, São Paulo conta com mais de 440 quilômetros de vias segregadas à direita, sendo que desde janeiro do ano passado, com a operação “Dá Licença para o Ônibus”, foram implantados 357,5 quilômetros.

“Esse grande apoio dos paulistanos para a bicicleta e para a ciclovia é importante para a cidade porque é um serviço não motorizado. Isso ajuda quem precisa desse tipo de transporte, ajuda do ponto de vista ambiental e do ponto de vista da saúde. Portanto, ajuda a cidade. Isso é importante e só nos encoraja ainda mais a continuarmos nesse projeto de implantação dos 400 km de ciclovia na cidade de São Paulo”, afirmou o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

A pesquisa revelou que 26% dos entrevistados mencionaram a “construção de ciclovias” e “mais segurança” como principais fatores para a utilização de bicicletas como meio de transporte. E para 80% os ciclistas e motociclistas são “muito pouco” ou “pouco respeitados”.

Entre os usuários de carro, passou de 82% para 90% os favoráveis à aplicação de multas para quem para na faixa de pedestres. Também subiu de 36% para 43% os que são favoráveis ao rodízio de dois dias.

Sobre a qualidade de vida na cidade, a pesquisa revelou que passou de 61% para 66% os que consideram São Paulo um lugar “bom” e “ótimo” para morar. E de 13% para 18% os que acham um lugar “ótimo”.

 

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*