Aprenda a usar os alimentos no combate ao câncer


Quarta-feira, 1º de novembro de 2017 às 13h25


O surgimento das células cancerígenas pode ser influenciado por muitos fatores externos, como poluição, presença de minérios no ambiente, atividade trabalhista em local de risco mas, principalmente por ações controladas pelo indivíduo, como a alimentação. O câncer é uma doença multifatorial.

Do Instituto Lado a Lado pela Vida

A recomendação das organizações de saúde é que se consuma diariamente pelo menos 3 porções de frutas e 4 de vegetais. A nutricionista Ana Paula Barrere do Centro de Oncologia e Hematologia do Albert Einstein explica que o cardápio deve ser pensado como um estilo de vida. “O equilíbrio do corpo se faz entre uma alimentação balanceada, prática de atividades físicas e o não consumo de álcool, tabaco e outras drogas”.

 

Alimentação saudável = mais qualidade de vida e prevenção. Foto: divulgação / ILLPV

 

Diante de tantas opções e pesquisas que saem a cada minuto sobre um determinado alimento, a nutricionista aponta que os grupos de hortaliças, vegetais, frutas, legumes e verduras são os com maior composição de vitaminas e minerais. Eles desenvolvem compostos bioativos que não vão ceder valor calórico e agem de forma benéfica ao organismo, sendo os famosos ‘alimentos funcionais’ e fornecedores de fibras. “Cada alimento se destaca por conter alguma substância em maior quantidade e colabora em uma parte específica do corpo. O que precisamos ter em mente não é buscar o alimento ideal, mas sim ter frequência e variedade no consumo dos alimentos que estão nestes grupos”.

A falta de nutrientes, seja pelo baixo consumo ou necessidades específicas do organismo, pode ser adicionada de complementos alimentares, prescritos sempre por um profissional. A especialista afirma que a autoprescrição pode ser muito mais prejudicial do que benéfica. “Mesmo que você consuma um elevado montante da mesma vitamina, o corpo se equilibrará. Ele sempre se organiza de uma forma natural. Agora, se isso for feito pelos meios artificiais, pode prejudicar o indivíduo, principalmente em pessoas que estejam em tratamento de câncer. A substância pode interferir no tratamento ou ter seu efeito anulado pela terapia do paciente”.

Alimentos para pessoas em tratamento oncológico

Para pacientes em tratamento de câncer a alimentação deixa de ser tão generalizada e simples. “Cada um precisa ser visto separadamente. É preciso analisar qual terapia será realizada, a localização do tratamento, as preferências do paciente, faixa etária, suas particularidades e dificuldades para a ingestão de alimentos, e até mesmo a questão social e econômica para orientá-lo no consumo dos produtos mais adequados”, explica a nutricionista Ana Paula Barrere. Ela também fala que esse processo é dinâmico e em constante construção, pois a cada alteração no tratamento do paciente é preciso uma nova avaliação e adaptação do cardápio.

A alimentação é uma ferramenta tanto para fortalecer o organismo e prevenir o surgimento de tumores, quanto para manter e recuperar o estado nutricional de uma pessoa já em tratamento. Em qualquer uma das situações, um grande pilar de sustentação é a família. Um cardápio saudável faz com que todos saiam ganhando e o paciente se sinta apoiado e mais confiante.

Qual a dieta ideal?

Toda dieta equilibrada e bem balanceada pode ser benéfica ao corpo. Uma muito conhecida é a do mediterrâneo. Rica em alimentos vegetais, azeite, verduras, legumes e carnes brancas (peixe), este tipo de alimentação fornece um maior número de nutrientes e compostos bioativos. Os métodos de cocção incluem assar e cozinhar na água ou vapor. Esse formato é muito eficaz na prevenção do desenvolvimento de doenças cardíacas, diabetes, sobrepeso e outros fatores de risco.

E se você gostou e quer tentar uma nova opção de vida, fique tranquilo. Não precisa procurar os mesmos alimentos servidos nestes países. A nutricionista aponta que só precisamos usar a mesma linha de produtos. Então você pode montar uma dieta mediterrânea com abobrinha, chuchu, tomate, cenoura, peixes sem esquecer das frutas, castanhas e das leguminosas (feijão, ervilha, lentilha).

Saúde do homem: Novembro Azul. Ilustração: aloart

Saúde do homem: Novembro Azul. Ilustração: aloart

Leia mais sobre
NOVEMBRO AZUL

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Cineasta sueco registrou a paisagem carioca vista do morro
Assista ao programa de TV Ciência Aberta
Alckmin inaugura estações com Operação Assistida grátis na ZL, vídeo
STF julga Habeas Corpus de Lula, assista ao vivo
Stella Artois | Buy A Lady A Drink – Social Experiment, vídeo
Centro faz pesquisas para tratar e prevenir a obesidade, vídeo
Acompanhe ao vivo o julgamento do recurso do ex-presidente Lula
Centro Esportivo do Tatuapé: obra abandonada e larvas de pernilongos, vídeo
  • Cineasta sueco registrou a paisagem carioca vista do morro

  • Assista ao programa de TV Ciência Aberta

  • Alckmin inaugura estações com Operação Assistida grátis na ZL, vídeo

  • STF julga Habeas Corpus de Lula, assista ao vivo

  • Stella Artois | Buy A Lady A Drink – Social Experiment, vídeo

  • Centro faz pesquisas para tratar e prevenir a obesidade, vídeo

  • Acompanhe ao vivo o julgamento do recurso do ex-presidente Lula

  • Centro Esportivo do Tatuapé: obra abandonada e larvas de pernilongos, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*