Árvores frutíferas embelezam a Silvio Romero

Atualizado em 10 de Março de 2014

Quem passeia pela Praça Silvio Romero, talvez imagine quanta história já passou por ali. Mas vale a pena lembrar que na praça mais famosa do Tatuapé, existiam campos de futebol, uma capela que manteve com muito carinho a imagem de Nossa Senhora da Conceição trazida por imigrantes portugueses, havia um cinema, já teve danceteria e um choppinho que ficou muito famoso. Além disso, a praça sempre foi ponto de encontro dos jovens e apaixonados, dos trabalhadores e dos aposentados.

Hoje todos passeiam em meio às arvores que em breve ficarão expostas às ondas de um invisível WiFi gratuito, a ser instalado pela Prefeitura. De noite ou de dia a Praça Silvio Romero recebe inúmeras visitas de pássaros, que já se acostumaram ao vai e vem dos carros, dos frequentadores e da agitação comercial, dos bancos e escritórios.

Nessa miscelânea urbana, a Silvio Romero se mantém bela com sua nova igreja, modernizada e ampla. Os coqueiros e várias outras espécies de árvores proporcionam sombra e uma parada gostosa. Quando tem feirinha as novidades também despertam a curiosidade.

Mas existe algo ainda mais curioso, num lugar tão urbanizado? Sim, árvores frutíferas que enfeitam com sua beleza colorida a velha praça do bairro.

Há alguns anos, 18 para ser exato, instalou-se ali uma banca de frutas; propriedade do senhor Antonio Caldeira. Um de seus funcionários, resolveria plantar as sementes que se transformariam em gigantes, como o abacateiro, a jaqueira e a mangueira. Seu nome é Claudio dos Santos, 58, que também plantou a jovem amoreira que ali está e a goiabeira que hoje lançava seu aroma através dos frutos maduros. Por sorte ou cruzar de caminhos, nós o encontramos numa feira livre, que acontece às terças-feiras na Rua Pero Nunes, travessa da Rua Nova Jerusalém.

Esta crônica é uma homenagem à iniciativa do senhor Cláudio e por extensão também a outras tantas pessoas que lançaram sementes nas terras do bairro, criando monumentos como são essas árvores e a dádiva de seus frutos. Parabenizamos e agradecemos você por essa visão excepcional no cinza paulistano.

Nas fotos falta o Abacateiro. Quisemos dar o prazer de o leitor poder encontrá-lo por si mesmo e descobrir quanta delicadeza, quanta beleza está plantada na Silvio Romero, quantas histórias existem em cada canteiro.

GSS

Praça Sílvio Romero, Tatuapé. Fotos: ALOIMAGE

 

Jaqueira.

 

Jacas maduras na Silvio Romero.

 

Claudio (3º da esq. p/ dir.) e seus companheiros da feira.

Amoreira e Mangueira (à esquerda) ainda jovens.

 

Goiabeira.

 

Os frutos maduros da goiabeira que embelezam e também servem de alimento. 

 

A banca de frutas do senhor Claudio na Rua Pero Nunez, Tatuapé: Graças à sua iniciativa a Sílvio Romero terá árvores frutíferas por muitas décadas. Roberto Cabreira, cliente da banca e os feirantes Wanderlei Colturato, Luiz Carlos dos Santos Vicente e Claudio dos Santos. Décadas de  conhecimento e experiência no ramo das frutas.

 

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*