Aumentam vendas de fertilizantes

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014 às 16h59

Pesquisadores do IEA preveêm novo recorde de vendas de fertizantes em 2014

As entregas de fertilizantes aos produtores brasileiros, no primeiro semestre de 2014, totalizaram 12.987 mil toneladas, superando em 6,9% o recorde apresentado para o mesmo período em 2013, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Essa maior demanda reflete a antecipação de compras para a safra 2014/15 aproveitando a retração dos preços dos fertilizantes e o aumento nas vendas para o milho safrinha e trigo.

IEA registra novo recorde nas vendas de fertilizantes. Foto: Stock Photo

IEA registra novo recorde nas vendas de fertilizantes. Foto: Stock Photo

 

Entre janeiro e junho de 2014, o Estado do Mato Grosso, maior produtor nacional de soja e algodão, liderou o ranking nas entregas (2.735 milhões de toneladas de produtos), sendo responsável por 21,1% do total nacional. Na região Sudeste, as vendas aumentaram em Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. “O estado de São Paulo, porém, registrou queda nas entregas de 7,3%, influenciado pela redução da demanda da cana-de-açúcar em razão da severa estiagem ocorrida no primeiro trimestre do ano, época de plantio de novos talhões”, afirmam Célia Roncato Ferreira e Celso Vegro. Entretanto, dada a sazonalidade típica nas vendas de fertilizantes, pode ocorrer recuperação parcial ou até total nas vendas em São Paulo, completam os pesquisadores do IEA.

Em 2013, as vendas de fertilizantes no Brasil cresceram 5,2% em relação ao ano anterior, perfazendo o total de 31.082 milhões de toneladas de produtos, quantidade que se constituiu em recorde histórico. Em 2013, aumentaram as importações brasileiras de fertilizantes (10,5%), as quais totalizaram 21.619 milhões de toneladas de produtos. O cloreto de potássio continuou sendo o principal produto importado, respondendo por 35,3% do total. No caso das matérias-primas para produção de fertilizantes, houve incremento nas importações de apenas 1,8% no referido período.

A demanda por fertilizantes para a safra 2014/15 permanece aquecida. Segundo fontes do setor, mesmo diante de um cenário de baixa nos preços internacionais de grãos, sobretudo milho e soja, estima-se novo recorde nas entregas de fertilizantes ao consumidor final no Brasil em 2014. A previsão é de que a comercialização de fertilizantes atinja cerca de 32 milhões de toneladas de produto, acima da quantidade observada em 2013, que foi de 31.082 milhões de toneladas.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*