Banco Mundial: Projetos promovem agricultura familiar entre a população rural


Terça-feira, 5 de maio de 2015, às 10h34


ONU - Brasil | No Brasil, um desses projetos é o programa SC Rural, em Santa Catarina, que atenderá 20 mil famílias até 2016 e certificará 700 fazendas da agricultura familiar como livres de doenças que prejudicam a qualidade da carne e do leite.

 

Fábrica de queijos em Santa Catarina. Foto: Banco Mundial/Mariana Kaipper Ceratti

 

No sul do Brasil. queijos, salames, doces e outras delícias feitas pelos descendentes dos imigrantes alemães e italianos são muito populares. Quando esses produtos cruzam as estradas dessa região, no entanto, placas na entrada de várias cidades informam sobre a proibição de vender alimentos que não tenham o selo da inspeção sanitária.

Segundo normas, o pequeno agricultor que vende um queijo artesanal deve cumprir com os mesmos requisitos sanitários que uma grande empresa produtora de laticínios.

O Banco Mundial, junto a outras instituições, leva recursos e treinamento à população rural. Um desses projetos é o programa SC Rural, em Santa Catarina, uma parceria com o governo do estado que atenderá 20 mil famílias até 2016 e certificará 700 fazendas da agricultura familiar como livres de brucelose e tuberculose doenças que prejudicam a qualidade da carne e do leite.

“É importante o controle sanitário ser forte e para todos, porque garante que a comida não causará doenças, e o alimento brasileiro é em geral bastante seguro”, destaca o economista do Banco Mundial, Diego Aria.

O queijeiro Laércio Bollis, 48 anos, um dos beneficiados por esse trabalho, conhece bem o esforço necessário para regularizar a produção. Com o apoio do programa e de outras iniciativas de suporte à agricultura familiar, ele conseguiu reformar a fábrica e comprar o maquinário para ajustar a produção às normas sanitárias. E estava feliz com a possibilidade de dobrar a produção, que até o fim do ano passado era de 5 toneladas por mês.

“Hoje acho ruim quem vende o queijo sem rótulo, sem nada. Se alguém passa mal comendo alguma coisa, quem fabrica tem de ser responsabilizado”, disse o produtor.

Do cultivo ao prato. Fotomontagem: aloart

Leia mais sobre

AGRONEGÓCIOS

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*