Buracos continuam ganhando a corrida contra a prefeitura no Tatuapé


Sexta-feira, 28 de julho de 2017 às 18h55


Há exatos 30 dias, mostramos a falta de logística que ocorreu na Rua Emílio Mallet, depois que o tapa-buracos fez consertos a poucos metros dos mostrados na imagem abaixo. A cada dia que passa, as crateras atrapalham mais, dificultando a travessia de pedestres e as manobras dos motoristas.

 

Buracos na Rua Emílio Mallet. Foto: aloimage

 

Em contato com Prefeitura Regional da Mooca no dia 28 de junho, fomos informados que esse problema específico seria resolvido no dia 3 de julho, que já havia sido feita uma inspeção no local. Um mês passou e até agora nada. É preciso salientar que dentre os casos apontados pela reportagem (leia em Tatuapé: motoristas e pedestres fazem peripécias para evitar buracos) foram tapados os buracos da esquina da Rua Tuiuti com Rua Azevedo Soares e, entre outros, o da confluência das ruas Monte Serrat e João de Almeida.

O problema é que o número de crateras que surgem está ganhando a corrida contra o tapa-buracos da Prefeitura. No último dia 6, devido à falta de resposta do órgão e solução do problema citado acima, fomos conferir o itinerário de consertos diretamente com uma equipe que estava na Rua Padre Estevão Pernet – outra das mais prejudicadas vias do bairro em matéria de manutenção – constatando que o conserto apontado na Rua Emílio Mallet esquina com Antonio de Barros não estava programado naquele dia.

Apesar da grande extensão, esta parte dessa via chama a atenção por também possuir mão dupla, apesar de ser estreita entre a Praça José Luiz até a confluência com a Rua Antonio de Barros e conter carros estacionados dos dois lados. Para trafegarem nesse trecho, os motoristas precisam fazer manobras arriscadas, e quando chegam à esquina se deparam com os buracos, travessia de pedestres, o fluxo intenso de carros e a falta de visão para virar à esquerda.

 

Equipe do tapa-buracos na Rua Padre Estevão Pernet. Foto: aloimage

 

Pastel de Feira recheado com multa

Não muito longe dali, à distância de cinco bons quarteirões, acontece a feira livre no bairro que vai desde a Rua Apucarana até a Rua Itapura às sextas-feiras, onde o cidadão é multado pelo simples fato de estar aproveitando um pequeno espaço, uma pequena vaga que a sorte lhe proporcionou para estacionar o carro, a fim de comprar um pastel. Sorte sim, porque o bairro carece de vagas há muito tempo.

O fato ocorreu com as rondas motorizadas da CET, ávidas por guinchar e aplicar multas aos incautos. Na última sexta-feira, uma senhora usando bengala, acabara de deixar a vaga na entrada da feira na Rua Itapura. Por muito pouco também não amargou uma multa.

Quem frequenta a Rua Monte Serrat para deixar ou apanhar algum passageiro sabe do perigo que corre ao estacionar e sair do veículo nas proximidades da estação Carrão do metrô. É comum ver os cavaletes com os dizeres “Veículo Guinchado Ligue 1188”, na esquina da Rua Monte Serrat com a Rua Platina.

A Prefeitura tem recebido elogios pela sua atuação em alguns setores, mas é preciso lembrar que os impostos pagos pelos condutores de veículos não são baratos. Seria politicamente correto que aqueles que pagam os salários e sustentam a máquina pública tivessem o direito de trafegar em ruas minimamente transitáveis.

Há tempo mostramos que a falta de conhecimento das ruas do bairro do Tatuapé e Jardim Anália Franco, levam os engenheiros da CET a ignorarem sugestões como a ampliação dos estacionamentos em 45º. Ao invés disso, criaram as três faixas nas esquinas das ruas onde a rolagem é feita em duas. A providência inútil, impede o aproveitamento de algumas poucas vagas. As três linhas se transformaram em ponto de largada para os motoristas, disputando o primeiro lugar após o cruzamento poucos metros à frente, onde as vias voltam a ter duas faixas.

É uma proeza seguida de outra. Recentemente a Prefeitura demarcou diversas vias do bairro com a chamada sinalização horizontal, o que deixa mais vistoso seu trabalho, mas não resolve o problema das ruas esburacadas.

Pedestres na esquina das ruas Emílio Mallet e Antonio de Barros: dificuldades para desviar dos buracos devido a idade. Foto: aloimage

Leia mais sobre
TATUAPÉ

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*