Câncer de Mama: por dentro dos detalhes


Quarta-feira, 22 de julho de 2015, às 19h39


O A. C. Camargo Cancer Center, possui um rico material sobre todos os tipos de câncer disponível em seu site. Devido ao interesse desta matéria, procuramos focar neste que é um dos mais sensíveis ao unvierso feminino. Em contato com a assessoria do hospital, fomos informados que atualmente aconselha-se a Mamografia como principal método de prevenção, detectando lesões em fases mais iniciais, enquanto o auto-exame já percebe uma lesão paupável com no mínimo um centímetro. Vamos às informações do A. C. Camargo Cancer Center, lembrando que antes de qualquer decisão ou sobre auto-exames, somente um médico será capaz de avaliar a real situação e dar um diagnóstico.

 

 

Mamógrafo digital, adquirido recentemente pelo Hospital Unimed Santa Helena. Foto: Fuji Film / Divulgação

Mamógrafo digital, adquirido recentemente pelo Hospital Unimed Santa Helena. Foto: Fuji Film / Divulgação


A mama é constituída por estruturas produtoras de leite (lóbulos), ductos - que são pequenos canais que ligam os lóbulos ao mamilo -, gordura, tecido conjuntivo, vasos sanguíneos e vasos linfáticos.

Vasos linfáticos são semelhantes aos vasos sanguíneos, só que em vez de sangue, transportam linfa, um líquido que contém células do sistema de defesa, gordura e proteínas. Ao longo dos vasos linfáticos há pequenos órgãos em forma de feijões, ou gânglios, ou nódulos linfáticos, ou ainda linfonodos, que armazenam glóbulos brancos chamados linfócitos.

A maioria dos vasos linfáticos da mama leva a gânglios linfáticos situados nas axilas, denominados nódulos ou gânglios axilares. Se as células cancerosas atingirem esses gânglios, a probabilidade de que a doença se espalhe para outros órgãos é maior.

A maioria dos cânceres de mama começa nos ductos (carcinomas ductais), alguns têm início nos lóbulos (carcinoma lobular) e os demais nos outros tecidos.

O câncer de mama é o mais incidente nas mulheres, atrás apenas dos casos de câncer de pele não melanoma. Para 2015 a estimativa é de 57.120 novos casos.

Saiba mais sobre o câncer de mama:

O que causa o câncer de mama?
O câncer de mama é causado por alterações genéticas, que podem ser estimuladas por fatores ambientais como: tabagismo, uso de hormônios (TRH – terapia de reposição hormonal), início da menstruação em idade muito jovem, menopausa em idade mais tardia, menor número de gravidez e gravidez em idade cada vez mais tardia, excesso de peso e ingestão de bebida alcoólica ou também por fatores genéticos.

Quais os principais tipos de câncer de mama?
:: Carcinoma ductal in situ: consiste em um câncer de mama em fase inicial, que a princípio, não teria capacidade de desenvolver metástase;
:: Carcinoma ductal invasivo: é o tipo mais comum de câncer de mama. Apresenta capacidade de desenvolver metástase;
:: Carcinoma lobular invasivo: é o segundo tipo mais comum de câncer de mama e está relacionado ao risco de desenvolvimento de câncer na outra mama e também ao câncer de ovário. Apresenta a possibilidade de desenvolver metástase.

Quais são os tipos de lesões pré-cancerígenas?
As lesões mamárias que predispõem a câncer de mama são:
:: Carcinoma Lobular in situ ou Neoplasia Lobular
:: Hiperplasia ductal atípica
:: Hiperplasia lobular atípica

Homem pode ter câncer de mama?
Sim. O desenvolvimento do câncer de mama em homens está relacionado à presença de histórico de câncer na família, síndromes de predisposição genética, radioterapia em região torácica, dentre outros.

A mamografia previne câncer de mama?
A mamografia é o exame mais importante para o diagnóstico precoce do câncer de mama. No entanto, ela não previne o seu aparecimento, apenas proporciona a possibilidade de um diagnóstico em fase inicial.

Assista o vídeo da campanha 

Combata o Câncer com Sorriso - Denise Aguila

 

 

Continuando a matéria sobre esse assunto saiba um pouco mais sobre os diagnósticos e tratamentos, lembrando que a prevenção é a maior arma contra essa doença.

Diagnóstico

A realização de exames diagnósticos como forma de prevenção aumentou bastante o número de casos de câncer identificados antes de causar sintomas.

Quais os sintomas do câncer de mama?
O sintoma mais comum de câncer de mama é o aparecimento de um caroço. Nódulos que são indolores, duros e irregulares têm mais chances de ser malignos, mas há tumores que são macios e arredondados. Portanto, é importante ir ao médico.

Sinais de câncer de mama incluem:
:: Aparecimento de caroço.
:: Inchaço em parte do seio.
:: Irritação da pele ou aparecimento de irregularidades na pele, como covinhas ou franzidos, ou que fazem a pele se assemelhar à casca de uma laranja.
:: Dor no mamilo ou inversão do mamilo (para dentro).
:: Vermelhidão ou descamação do mamilo ou pele da mama.
:: Saída de secreção (que não leite) pelo mamilo.
:: Um caroço nas axilas.

Quais os sintomas do câncer de mama no homem?
De forma semelhante ao câncer de mama feminino, este tumor no homem é assintomático na sua fase inicial. O sintoma mais comum é o aparecimento e rápido crescimento de um nódulo (caroço) na mama. Outros sintomas podem ser: retração ou edema da pele, secreção pelo mamilo e dor que só aparecerá em fases mais avançadas da doença.

Exames de rastreamento
Consistem em modalidade de exames de imagem que têm a finalidade de detectar um tumor em fase inicial antes de ser percebido pelo médico ou pela própria paciente.

O principal exame de rastreamento para câncer de mama é a mamografia, que em alguns casos poderá ser complementada por ultrassonografia ou ressonância magnética de mamas.

A recomendação da Sociedade Brasileira de Mastologia é que as mulheres iniciem a mamografia a partir dos 40 anos e com periodicidade anual. Em algumas circunstâncias a idade deverá ser antecipada bem como a frequência de acordo a indicação medica.

Tratamentos

Tratamento Localizado x Tratamento Sistêmico
O objetivo do tratamento localizado é tratar o tumor sem afetar o resto do organismo, como no caso da cirurgia e da radiação. Já o tratamento sistêmico é administrado por via oral ou injetado e atinge todo o corpo, como nos casos da quimioterapia, hormonioterapia e imunoterapia.

As células do tumor podem se desprender e viajar para outras partes do corpo já nos estágios iniciais do câncer, podendo dar origem a outros tumores. Por isso, muitas vezes, mesmo quando não parece haver mais sinal de câncer após a cirurgia é usada a chamada terapia adjuvante, que mata essas células. Algumas pessoas recebem quimioterapia antes da cirurgia para encolher o tumor, na chamada terapia neoadjuvante.

Como é realizado o tratamento para o câncer de mama?
O tratamento do câncer de mama é primordialmente cirúrgico podendo ser complementado com radioterapia, quimioterapia e hormonioterapia.

Qual o tratamento para o câncer de mama no homem?
Em linhas gerais, segue o mesmo tratamento para o câncer de mama na mulher. Geralmente a cirurgia consiste na realização de mastectomia com pesquisa de linfonodo sentinela ou esvaziamento axilar. Pode ser necessário a complementação com radioterapia e quimioterapia.

Quando é indicada a reconstrução mamária?
Para as pacientes que necessitam fazer Mastectomia. A reconstrução mamária pode ser feita de forma parcial ou total e ser realizada de forma imediata ou tardia, de acordo com o caráter da doença e discussão entre médico e paciente.

Quem poderá fazer uma reconstrução na hora da cirurgia?

A reconstrução mamária imediata, ou seja, aquela que ocorre na hora da cirurgia, é indicada sempre que possível. Em raras circunstancias opta-se pela reconstrução tardia.

Para quem é recomendável fazer reconstrução tardia?

A reconstrução mamária tardia fica reservada para os casos em que a paciente apresenta tumores agressivos, avançados, com comprometimento extenso de pele e que deverá fazer radioterapia após a cirurgia ou que apresente doenças pré-existentes que comprometam o risco da construção imediata. Neste caso, a reconstrução poderá ser feita quando a pele estiver recuperada dos efeitos da radioterapia e conforme indicação médica.

 

Rodrigo Hilbert é um dos apoiadores do movimento #ElesPorElas no Brasil. Foto: ONU Mulheres

Rodrigo Hilbert é um dos apoiadores do movimento #ElesPorElas no Brasil. Foto: ONU Mulheres

Leia mais sobre
MULHER

 

infecção urinaria

Entenda como acontece a infecção urinária. Foto: Divulgação

Leia mais sobre
SAÚDE

 

OMS indica o completo esclarecimento dos pais para que decidam sobre o tratamento preventivo. Foto ilustrativa: Stock Photo

OMS indica o completo esclarecimento dos pais para que decidam sobre o tratamento preventivo. Foto ilustrativa: Stock Photo

Leia mais sobre
MEDICINA

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
  • Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*