#JUNHO VERMELHO: campanha para incentivar a doação de sangue
jun01
Leia mais

Dança com a cia. Jant-bi – École des Sables

  Assista o vídeo e conheça a Jant-bi Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 13h10 Sesc Pinheiros Endereço: Rua Paes Leme, 195 Tel.: 11 3095.9400 Horário de funcionamento da Bilheteria: Terça a sexta das 10h às 21h. Sábados das 10h às 21h, domingos e feriados das 10h às 18h. Estacionamento com manobrista (vagas limitadas): Veículos, motos e bicicletas. Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h. Taxas (para veículos e motos): Para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 6,00.   Dança Cia. Jant-Bi Jigeen [Senegal] Afro-Dites / Kaddu Jigeen! é a primeira criação da companhia Jant-Bi Jigeen. A coreografia conta a história de nove jovens mulheres senegalesas de olhar afiado que falam e dançam suas vidas a partir de sua visão sobre a sociedade moderna do Senegal, abordando a alegria e o amor, a ironia e o senso de humor, por meio de um olhar cáustico sobre hábitos e costumes de seu país. O espetáculo foi criado na École des Sables, localizada na vila Toubab Dialaw (Senegal), um centro internacional dedicado à dança africana tradicional e contemporânea, sob direção artística de Germaine Acogny e Patrick Acgony. Duração: 70 minutos Local: Teatro Paulo Autran Não é permitida a entrada após o início do espetáculo Venda limitada a quatro ingressos por pessoa...

Leia mais
Instituto Italiano promove mesa redonda sobre 1ª Guerra Mundial
out07
Leia mais
Praça Roosevelt é ocupada pelas crianças
out06

Praça Roosevelt é ocupada pelas crianças

Segunda-feira, 6 de outubro de 2014, às 18h53 Atrações infantis do Circuito Cultural reúnem 5.000 pessoas na Praça Roosevelt. Programação do Circuito Cultural de São Paulo conta com mais de 1.600 atividades distribuídas em 159 equipamentos da cidade até o fim do ano.       SECOM/PMSP – Mais de 5.000 crianças e pais ocuparam desde a manhã deste sábado (4) a Praça Roosevelt, no centro, para conferir as atrações e os shows que fazem parte do Circuito São Paulo de Cultura. Até o fim do ano serão 1.600 atividades voltadas para o público infantil, espalhadas por 159 equipamentos públicos da cidade para comemorar o Dia das Crianças, celebrado no próximo dia 12. Além de atividades lúdicas, pintura em rosto, artesanato com produtos recicláveis e até grafite, o evento que é uma ação da Secretaria Municipal de Cultura em parceria com o programa de proteção a primeira infância São Paulo Carinhosa, contou com grandes shows. As crianças foram encantadas com um teatro da Peppa Pig, animação que narra a história de uma porquinha cor-de-rosa e sua família, uma apresentação da banda Pato Fu e o Grupo Giramundo, além do espetáculo “Gigantes do ar”, da companhia Pia Fraus. “A iniciativa de ter uma programação com as crianças é muita boa, porque com o medo, levamos sempre eles para passear em shoppings ou lugares fechados. Aqui são atividades culturais, com espaço aberto para correr e brincar com segurança e isso aguça a criatividade das crianças”, afirmou a massoterapeuta, Cintia Amorim, 26 anos, que conferiu a programação com o sobrinho Vinícius de 4 anos e o filho Pedro de 3 anos. A primeira dama e coordenadora do programa São Paulo Carinhosa, Ana Estela Haddad, também aproveitou as atrações neste sábado (4). Além dos shows da Peppa Pig e da Companhia Pia Fraus, ela ainda assistiu a apresentação do grupo Conto em Letras. “O quanto antes você consegue ter contato com essas possibilidades culturais, inclusive as mais eruditas, maior a chance de você apreciar [cultura futuramente]. Além disso, são oportunidades de convivência, de socialização e de fortalecimento dos laços familiares”, disse Ana Estela Haddad durante o lançamento da programação no dia 1º. Acompanhada pelos filhos Letícia de 4 anos e Pedro de 3 anos, a professora Jéssica Chaves, 34 anos, saiu de Pirituba para curtir um momento de lazer com as crianças. Como costuma ir mais ao teatro com os filhos e eles já estão mais adaptados ao tipo de diversão, a gratuidade das atrações do Circuito Cultural chamam a atenção. “Costumo levá-los ao teatro com frequência, mas é pago. Até compro nos sites de promoção ou compras coletivas, mas é importante que...

Leia mais
Ciclovias de SP ganham música do grupo Pequeno Cidadão
out03
Leia mais
Leis irão valorizar turismo em SP
set26
Leia mais
Prefeitura retira famílias para revitalizar área do parque D. Pedro II
set12
Leia mais
Criação do Parque Minhocão gera polêmica
set10
Leia mais
Audiência Pública debate o Parque Minhocão
set09
Leia mais
Encontro discute excesso de ruídos na capital paulista
set02
Leia mais
Software gratuito para pessoas com deficiência
ago28
Leia mais
Debate avalia primeiro semestre do Conselho Participativo
ago22

Debate avalia primeiro semestre do Conselho Participativo

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 15h11 Por Roberto Vieira – CMSP A Câmara Municipal de São Paulo realizou na noite desta quinta-feira (21/8) debate para avaliar os primeiros seis meses de trabalho do Conselho Participativo da cidade. A reunião foi uma iniciativa do vereador José Police Neto (PSD), autor de uma emenda parlamentar que cria o Conselho por meio da Lei de Reforma Administrativa.     “Todos os conselheiros sabiam da dificuldade que existia em relação ao diálogo com a prefeitura. A partir da participação deles, hoje conseguimos levar ao poder público as opiniões de pessoas que estão envolvidas com as questões locais. Assim ocorreu com o Plano Diretor, os planos de bairros e orçamento regional”, analisou Cláudio Vieira, do projeto Adote um Vereador. Djair de Almeida, conselheiro em Jacanã/Tremembé, apontou as ocupações irregulares como um dos grandes desafios de sua região. “Nós estamos travando uma luta para conseguir a regularização e a urbanização de algumas áreas. A falta de moradia é um grande problema que temos que resolver”, destacou. Alguns conselheiros admitiram estar ainda em fase de aprendizagem. “Como o Conselho é uma coisa nova, nós estamos aprendendo muito e inicialmente procuramos nos interar mais sobre nossa atuação”, afirmou um dos conselheiros do distrito de Itaquera, João Estevam da Silva. “Eu não consigo analisar nosso trabalho neste primeiro semestre porque estamos ainda aprendendo”, completou Clara Politi, representante dos conselheiros imigrantes da subprefeitura de Pinheiros. Police Neto lembrou sobre os próximos desafios dos conselheiros neste segundo semestre de 2014. “Temos que analisar como o Conselho participará da elaboração do primeiro orçamento do município de sua gestão, fato que será discutido até o final deste ano”, pontuou. Sobre o Conselho Participativo Criado em 2013, o Conselho Participativo Municipal é um organismo da sociedade civil, reconhecido pelo Executivo, que visa assegurar a participação representativa e consultiva da população no planejamento e fiscalização das ações e gastos públicos nas regiões, como também sugerindo ações e políticas públicas nos territórios. Os conselheiros foram eleitos através do voto direto e representam todos os distritos da cidade de São Paulo. Cada Conselho possui um número de integrantes que varia entre 19 e 51 representantes, estabelecidos de acordo com a distribuição das subprefeituras e seus...

Leia mais
Ibirapuera completa 60 anos nesta quinta
ago19
Leia mais
Viaduto do Chá é iluminado por LED
ago11

Viaduto do Chá é iluminado por LED

Segunda-feira, 11 de agosto de 2014 às 19h15 Um dos principais cartões postais da cidade, o Viaduto do Chá ganhou nova iluminação. Os postes históricos instalados nos 240 metros da via sustentam agora 45 lâmpadas de LED, que reproduzem melhor as cores e economizam até 50% de energia elétrica em comparação às lâmpadas de vapor de sódio. A informação é da Secretaria Municipal de Serviços.     “A nova iluminação complementa a já existente nos baixos do viaduto – também em LED –, implantada por ocasião da Copa do Mundo. Ao destacar diversos monumentos, nosso objetivo é o de contribuir para tornar a cidade mais iluminada e, consequentemente, mais bela, despertando a atração turística”, explica o engenheiro Alberto Serra, diretor do Departamento de Iluminação Pública...

Leia mais
Campanha leva conhecimentos de genética ao metrô
jul30

Campanha leva conhecimentos de genética ao metrô

Quarta-feira, 30 de julho de 2014 às 19h18 Breno França, do USP Online Uma iniciativa do Instituto de Biociências (IB) da USP vai levar conhecimento científico sobre genética aos paulistanos que usam o metrô e também aos estudantes de Ensino Médio de todo o Estado de São Paulo. O Centro de Pesquisa sobre Genoma Humano e Células-Tronco, um dos Centros de Pesquisa Inovação e Difusão (Cepid) ligados à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), criou cartazes e um hot site para divulgar a campanha “Semelhantes, mas diferentes”, dentro do Projeto Semear Ciência. A intenção dos organizadores é despertar a curiosidade do público para os assuntos ligados à genética, dando conta de uma de suas missões, que é a difusão do conhecimento. “Os centros de pesquisa da Fapesp têm que cumprir três funções: ‘pesquisa’, ‘transferência de tecnologia’ e ‘educação e difusão’. Dentro desses pilares, surgiu a ideia de levar um pouco dos conhecimentos científicos de genética para a população em geral”, conta a professora Eliana Dessen, uma das criadoras do projeto. A campanha alerta as pessoas sobre a semelhança genética que outros seres vivos guardam com o ser humano, reafirmando a teoria da evolução das espécies concebida por Charles Darwin, ainda no século 19. A professora revela que no início a ideia era fazer uma exposição no metrô. Uma exposição com painéis maiores em uma única estação. “Depois, nós pensamos na possibilidade de fazer os painéis menores que podem ser distribuídos e expostos em diversos locais”, conta. Ao todo serão cerca de 200 cartazes espalhados no metrô de São Paulo, expostos de agosto a setembro deste ano. Além disso, as peças também serão colocadas em terminais de ônibus e possivelmente dentro dos coletivos, atingindo ainda mais pessoas. Apesar da intenção inicial ser alcançar os usuários do transporte público paulistano, “a ideia evoluiu” e se ampliou para atender às escolas públicas do estado. A equipe entrou em contato com a Secretaria de Educação e os cartazes também serão distribuídos para as 3775 escolas de Ensino Médio localizadas em São Paulo. Além dos cartazes informativos, o programa também prevê uma vídeo-conferência que vai orientar os professores sobre como abordar o assunto na sala de aula. Uma vídeo-conferência está marcada para o dia 8 de agosto com os 91 professores coordenadores de núcleos pedagógicos do estado. Eles vão receber orientações, conhecer os cartazes, o hot site e entre outras informações. “A partir disso, estarão capacitados para orientar os respectivos professores”, projeta Eliana. Divulgação Depois de seis meses de trabalho, desde a concepção da ideia até a elaboração dos cartazes, a iniciativa agora se encaminha para a fase final...

Leia mais
Prefeitura vai transformar Chácara do Jockey em parque público
jul25
Leia mais
Em quatro anos, Minhocão poderá virar parque
jul22

Em quatro anos, Minhocão poderá virar parque

Terça-feira, 22 de julho de 2014 às 18h42 Passagem para o sossego Vereadores e moradores se unem para tentar transformar o Elevado Costa e Silva em Parque Minhocão Sob o título “Passagem para o sossego” a revista Apartes, órgão da Câmara Municipal de São Paulo publicou uma reportagem, sobre o assunto. Leia um trecho da matéria. por Rodrigo Garcia / Revista Apartes / CMSP Considerada uma obra feia, mas útil (ou útil, mas feia), o Elevado Costa e Silva há 43 anos marca a cidade de São Paulo com engarrafamentos, poluição e barulho. Muitos urbanistas comparam a via de 2,8 km a uma cicatriz. Mas durante a semana, das 21h30 às 6h30, e aos domingos e feriados, tudo muda. Os carros dão lugar a bicicletas, patins, skates e carrinhos de bebê. Os estressados motoristas são substituídos por homens, mulheres e crianças em busca de diversão.       Nesses períodos, o Minhocão (como o elevado é mais conhecido) fica fechado para o trânsito. Na prática, a via se transforma em um parque linear, ainda que não oficialmente. Pensando nisso, a Câmara Municipal de São Paulo (CMSP) analisa o Projeto de Lei (PL) 10/2014, que, gradualmente, aumenta os períodos de proibição do tráfego no elevado e torna a via suspensa, de fato, no Parque Minhocão. O projeto, apresentado pelos vereadores José Police Neto (PSD), Nabil Bonduki (PT), Toninho Vespoli (PSOL), Ricardo Young (PPS), Goulart (PSD), Natalini (PV) e Floriano Pesaro (PSDB), proíbe o trânsito de veículos no elevado em várias etapas. Se a proposta se tornar lei, em até três meses após a sanção do prefeito o tráfego será proibido também aos sábados; nove meses depois, ficará fechado nas férias escolares; em dois anos, o horário em que fica fechado durante a semana será ampliado; em três anos, pela manhã só funcionará no sentido bairro-centro e à noite no sentido centro-bairro. Finalmente, após quatro anos, o trânsito de veículos ficará proibido e o Parque Minhocão irá se tornar...

Leia mais
Não esmoreça com prevenção à dengue
jul17

Não esmoreça com prevenção à dengue

Quinta-feira, 17 de julho de 2014 às 12h54   Cerca de 70% dos 14.551 casos confirmados se concentram entre o fim de março e início de maio. Em relação à semana passada, o número de confirmações subiu 6,37%. As informações são da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Paulo. Os dados foram publicados no último dia 10 deste mês. O levantamento divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde mostra que o total de casos de dengue confirmados na cidade de São Paulo neste ano chegou a 14.551. Esse número é 6,37% maior que na semana passada. Mais de dois terços dos casos acumulados do ano (68,35%) se concentra no período de seis semanas entre março e maio*. Com isso, a taxa de incidência (acumulada) da cidade é de 129,3 (casos para cada 100 mil habitantes), considerada média de acordo com o Ministério da Saúde. Como o número de notificações (registros não confirmados) já começa a apresentar queda, desde a semana passada a Secretaria Municipal de Saúde não está fazendo mais a classificação de distritos por estágio de transmissão de dengue. Esta classificação estava sendo feita a partir da incidência acumulada no ano, e não reflete mais a situação atual de baixa transmissão da doença no município. Os números consideram as notificações recebidas nas primeiras 27 semanas epidemiológicas e variam na medida em que os casos registrados pelas unidades de saúde públicas e privadas são confirmados. Apesar do crescimento de casos confirmados nas últimas semanas, o número de notificações começou a desacelerar, e já é possível concluir que o pior período da dengue neste ano já está superado. Isso de acordo com as informações da Prefeitura, porém fica difícil não contestá-lo. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), dez óbitos por dengue foram registrados na cidade neste ano (um em fevereiro e nove em abril). Conforme tabela fornecida pela SMS, para o cálculo que engloba as primeiras 27 semanas, a incidência da doença em 2010 foi de 5.799 casos, em 2011 de 4.090, 2012 com 1.066, 2013 foram 2.499 e em 2014 os números chegam a 14.551, até agora, beirando seis vezes mais doentes do que no ano passado. Ações de combate Até ontem (16 de julho), novas ações de combate à dengue estavam programadas nas regiões leste, centro-oeste e sul da cidade. Segundo a programação da SMS, na zona leste, mais de 200 agentes nas subprefeituras de Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Itaim Paulista, Itaquera, São Mateus e São Miguel Paulista visitarão imóveis para bloqueio de criadouros e nebulizações, além disso, eles também distribuirão toucas para caixas d’água. Na região centro-oeste, as ações serão nas subprefeituras da Lapa e Pinheiros,...

Leia mais
Ibirapuera caminha para se tornar sexagenário
jul14

Ibirapuera caminha para se tornar sexagenário

    Segunda-feira, 14 de julho de 2014 às 21h18   Parque do Ibirapuera completa 60 anos de existência em agosto. Inaugurado em 21 de agosto de 1954, o Parque do Ibirapuera está prestes a completar 60 anos de existência. Com uma média de cerca de 300 mil visitantes por fim de semana, a área verde é um dos maiores símbolos da cidade de São Paulo. O sexagenário Ibirapuera figura como oitavo maior parque do mundo. Assista o vídeo publicado no dia 11 de julho,  pela TV Câmara São Paulo, órgão de comunicação da Câmara Municipal de São...

Leia mais
ACSP, CIEE e Barro Branco homenageiam 32
jul10

ACSP, CIEE e Barro Branco homenageiam 32

Quinta-feira, 10 de julho de 2014 às 16h33 Homenagem resgata os ideais do movimento constitucionalista por José Maria dos Santos Diário do Comércio (DC) – Um inédito e instigante capítulo acaba de ser acrescentado ao acervo de referências da Revolução Constitucionalista de 1932. O fato, que foi anunciado em linhas gerais na edição de anteontem do DC, ganhou relevo no seminário realizado na terça-feira (8) pelo Centro de Integração Empresa Escola (CIEE). Trata-se de um diário de guerra anotado pelo soldado paulista José Amaral Palmeira num singelo caderno escolar de 80 folhas doado pela sua família, que a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) transformaram no livro 1932 – Um relato inédito. Nele, o autor descreve os dias vividos na frente de combates na região de Mogi Mirim/Itapira, a cerca de 200 quilômetros da Capital. Porém, antes de detalhá-lo, é justo destacar as particularidades do seminário referido. O evento, dirigido por Ruy Altenfelder e Luiz Gonzaga Bertelli, respectivamente presidente do conselho de administração e presidente-executivo do CIEE, ocorre regularmente nesta época do ano e tem a finalidade de apresentar ensaios de estudiosos do assunto, alusivos àquela resistência armada democrática. O poeta Paulo Bomfim também estava presente no evento. Coube a Rogério Amato, presidente da ACSP, apresentar e lançar o diário de Palmeira. O livro traz um posfácio do historiador Paulo de Assunção, cujos comentários sobre aqueles dias incertos do País e principalmente de São Paulo deitam luzes sobre episódios pouco conhecidos da Revolução, como é o caso do Batalhão Esportivo, no qual José Amaral Palmeira se alistou. Fazia sentido, pois na sua condição de jornalista esportivo, cronista do extinto periódico liberal Correio de São Paulo no qual assinava suas matérias sob o pseudônimo de Joral, seu destino era combater em um grupamento formado exclusivamente por homens ligados aos esportes. A propósito, o célebre atacante Arthur Friedenreich (1892-1969), conhecido como El Tigre devido à sua ágil técnica em campo, que brilhou nos principais clubes do Brasil e na Seleção, estava ao seu lado nas trincheiras. Conforme lembrou Rogério Amato, a opção de Amaral deve ter sido sofrida. Ele tinha apenas 18 anos e a sua decisão extremada, no sentido de colocar a vida em jogo em favor de uma ideia, encontrou pesada resistência da família e da namorada. Naturalmente, os temores eram naturais. De certo modo acabaram se confirmando, pois o rapaz veio a morrer um ano depois vítima de problemas renais agravados pela aspereza do front e pelos meses de prisão na Ilha Grande, no litoral fluminense, depois que a revolução foi sufocada. A edição deste livro...

Leia mais
Idosos podem ter VidAtiva
jul04

Idosos podem ter VidAtiva

Sexta-feira, 4 de junho de 2014 às 9h32   Programa oferece cartão pré-pago a pessoas da terceira idade de baixa renda para uso de academias e clubes credenciados. Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ) – O governador Geraldo Alckmin entregou, nesta quinta-feira, 3, mais 400 cartões do programa VidAtiva a idosos da capital e dos municípios de Suzano, São Caetano do Sul, Arujá, Biritiba Mirim e Mairiporã. O programa permite o uso de academias e clubes por pessoas da terceira idade por meio de um cartão magnético com valor pré-pago de R$ 57 ao mês. É dada prioridade de inscrição aos idosos em situação de vulnerabilidade social ou que tenha prescrição médica indicando a prática de atividade física como medida preventiva ou curativa. “Estamos entregando novos cartões do programa VidAtiva para que os idosos façam ginástica de graça em academias e clubes inscritos em todo o Estado. Isso significa mais saúde e maior longevidade para as pessoas da terceira de idade”, disse Alckmin. Com este lote, o Governo totaliza 2.004 cartões entregues desde o começo do programa, em dezembro de 2013, sendo 811 só na capital, e 112 clubes e academias inscritos em todo o Estado. A meta é chegar a 3.000 idosos participantes até o fim de julho e 5.000 mil neste ano, com investimento total de R$ 2,1 milhões em 2014. Segundo informações da SELJ, quando lançado, o programa tinha cinco pólos de atuação, hoje em plena atividade, cada um com 600 vagas destinadas: Santos, São José do Rio Preto, Bauru, Grande São Paulo e Capital. Atualmente, estão sendo estruturados novos pólos em São José dos Campos, Campinas, Sorocaba, Franca, Barretos, Ribeirão Preto, Marília, Araçatuba e Presidente Prudente. Condições para participar do programa: I – ter no mínimo 60 (sessenta) anos de idade. II – ter renda familiar mensal não superior a três salários mínimos (R$ 2.172,00). III – não ser proprietário, titular de aquisição, herdeiro, legatário ou usufruir de bens móveis, imóveis ou direitos, cujos valores ultrapassem a quantia equivalente a R$ 96.850,00. IV – não possuir recursos financeiros em aplicações ou investimentos em valor superior a 12 (doze) salários mínimos federais (R$ 8.688,00). Os idosos interessados devem comparecer às Inspetorias ou Diretorias de Esporte e Lazer de sua cidade levando originais e cópias de RG, CPF e comprovantes de renda e residência. As academias, por sua vez, devem enviar para a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude a seguinte documentação: cartão do CNPJ, cópia simples do contrato social ou estatuto, cópia simples do RG e do CPF do responsável legal pela academia ou clube que consta no contrato social/estatuto e ficha de inscrição preenchida....

Leia mais
Governo de SP estará à frente da tecnologia
jul03

Governo de SP estará à frente da tecnologia

Quinta-feira, 3 de julho de 2014 às 7h47 Governador anuncia gestão do Parque Tecnológico do Estado de São Paulo. Parque Tecnológico na capital será o primeiro a ser administrado integralmente pelo Estado. SDECTI – O governador Geraldo Alckmin assinou ontem (2), a autorização para que o Parque Tecnológico do Estado de São Paulo seja administrado diretamente pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), por meio de sua Subsecretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. Na cerimônia, realizada no núcleo do parque, situado na região do Jaguaré, na capital, também foi assinado um protocolo de intenções com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), que prevê a instalação de uma aceleradora de empresas. “Aqui nasce o Parque Tecnológico Jaguaré, com 88 mil m². Estamos entregando hoje a primeira etapa. Com certeza muitas empresas terão interesse em vir para o Parque Tecnológico Jaguaré, porque aqui é o ambiente de inovação e pesquisa”, ressaltou Alckmin.     De acordo com o secretário da SDECTI, Nelson Baeta Neves Filho, o documento firmado vai orientar a criação de um Conselho Estratégico para gestão do parque, que deverá ser formado pela SDECTI, Universidade de São Paulo (USP) e Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). “Em seu primeiro mandato, o Conselho será presidido pela USP, o que contribuirá para a interação da comunidade acadêmica, institutos de pesquisas e iniciativa privada”, explicou. Sobre o Parque Tecnológico do Estado de São Paulo Localizado na zona oeste da capital, o Parque Tecnológico do Estado de São Paulo está instalado no entorno da Avenida Engenheiro Billings, junto ao maior polo de Ciência, Tecnologia e Inovação da América Latina (USP, IPT, Ipen e Butantan). O complexo é voltado aos setores de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Saúde, Nanotecnologia, Novos Fármacos e Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) em acessibilidade, usabilidade e comunicabilidade para pessoas com deficiências e outros. O empreendimento terá área total superior a 200 mil m², contando com terrenos do Governo do Estado (46 mil m²), da USP (40 mil m²) e do IPT (200 mil m²).     De acordo com as informações da SDECTI, na área correspondente ao Governo, já está implantado e equipado o prédio do núcleo, com 6 mil m², que recebeu mais de R$ 18 milhões em recursos para obras e equipamentos. A edificação está preparada para abrigar empresas, centros de inovação, laboratórios de pesquisa, escritórios de financiadoras de projetos, serviços de administração, apoio, disponibilizando ainda espaços para eventos, com auditórios e locais para exposições. Outros R$ 5,4 milhões são investidos no entorno do parque, que compreende jardinagem, paisagismo e estacionamento. As adequações estão em fase de...

Leia mais
Bom Prato no Limão
jul01

Bom Prato no Limão

Terça-feira, 1º de julho de 2014 às 18h06   Alckmin inaugura 46ª unidade do Bom Prato no bairro do Limão. Nova unidade servirá 1,5 mil refeições diárias de segunda a sexta-feira. Secretarias de Desenvolvimento Social (SDS) e de Gestão Pública (SGP) – O governador Geraldo Alckmin inaugurou nesta terça-feira, 1º de julho, a 46ª unidade do Bom Prato, no bairro do Limão, zona norte da capital. Atualmente existem 45 unidades no Estado, sendo 21 localizadas na capital e as demais na Grande São Paulo, no interior e no litoral. A rede de restaurantes Bom Prato serve diariamente 77,7 mil refeições, entre almoço e café da manhã. “É com muita alegria que estamos inaugurando mais uma unidade do Bom Prato, o programa social melhor avaliado do Governo. O melhor remédio que existe é uma alimentação saudável e aqui a população encontra uma alimentação nutritiva, de qualidade e a um preço acessível”, afirmou Alckmin. “Tem o café da manhã por R$ 0,50 e almoço por R$ 1. Desde sua inauguração, o programa já serviu mais de 120 milhões de refeições”, informou. O Governo do Estado investiu R$ 350 mil para adequação do imóvel e instalação de equipamentos, além de garantir R$ 1,52 milhão em subsídio da alimentação durante 24 meses. Os recursos estaduais somam R$ 1,87 milhão, assegurando alimentos balanceados e nutritivos a um baixo custo para o usuário. De segunda a sexta-feira, serão servidos 300 cafés da manhã (das 7h às 9h) por R$ 0,50 ao usuário e 1.200 almoços (das 10h30 até o término da cota) por R$ 1. O valor da refeição é o mesmo desde o lançamento do programa Bom Prato, em 2000.     Sobre o Bom Prato O programa de segurança alimentar do Governo do Estado de São Paulo foi criado em dezembro de 2000 com o objetivo de oferecer, à população de baixa renda, refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível. O almoço, com 1.200 calorias, feito de arroz, feijão, salada, legumes, farinha de mandioca, um tipo de carne, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época) tem custo de R$ 1 para o usuário. Já o café da manhã tem leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição tem 400 calorias em média e custa R$ 0,50. O serviço foi implantado em todos os restaurantes do Estado em setembro de 2011. Desde a implantação do Programa Bom Prato, já foram servidas mais de 123 milhões de refeições e investidos mais de R$ 279 milhões entre custeio das refeições, implantação e revitalização das unidades. Novo posto do Acessa São Paulo...

Leia mais
Votação do Plano Diretor é adiada
jun28

Votação do Plano Diretor é adiada

Sábado, 28 de junho de 2014 às 6h05 Com informações de Rodolfo Blancato Edição final: Alô São Paulo CMSP – A sexta-feira (27) amanheceu com a mesma face em frente a Câmara Municipal de São Paulo (CMSP). Se a ideia dos manifestantes do MTST é atormentar os trabalhadores e vereadores da CMSP, o objetivo está sendo alcançado. Porém, já se nota o desgaste da relação pacífica entre eles, onde a revolta manifestada pelos vereadores conta contra.     Segundo informou a assessoria da CMSP, os vereadores paulistanos encerraram durante a noite de quinta-feira (26) as discussões do projeto do novo PDE (Plano Diretor Estratégico) da cidade. O debate durou cerca de quatro horas – o dobro do exigido pelo Regimento Interno. A intenção da base de apoio ao governo era aprovar a proposta ontem (27). Para tanto, o presidente José Américo (PT) convocou sessões extraordinárias de manhã, à tarde e de madrugada – esta última para o caso de votação se estender além do planejado. O projeto já havia sido discutido por meia hora na tarde da quarta-feira (25), quando o relator do PDE na Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente, Nabil Bonduki (PT), defendeu a aprovação. Ontem o primeiro a falar foi o presidente da comissão, Andrea Matarazzo (PSDB), que considera que o texto ainda não está maduro para ir a plenário. “O Plano Diretor evoluiu bastante, graças ao trabalho dos 55 vereadores. Esses são os pontos que eu entendo que precisam ser melhorados, e eu acho que não temos tempo para tratar esses assuntos e votar a proposta amanhã”, comentou Matarazzo. O tucano discorda de algumas medidas, como a limitação da altura dos prédios nos miolos dos bairros. Para ele, regras como essas deveriam ser estabelecidas em planos regionais, respeitando as particularidades de cada local. Em defesa do projeto, Paulo Frange (PTB) lembrou que ele está sendo debatido há quase um ano na Câmara, período no qual incorporou dezenas de contribuições dos vereadores e da sociedade em geral. “Eu estou em meu quinto mandato, e nunca vi nessa casa um processo de trabalho legislativo com essa intensidade, com tantas audiências públicas”, elogiou o petebista. “Tem artigos que precisam ser corrigidos sim, mas em sua maioria são correções técnicas, o que é natural em um projeto tão grande.” A primeira sessão foi convocada para as 11h desta sexta-feira e os debates se prolongaram durante o dia, porém a votação do PDE foi adiada novamente. Os vereadores mais atentos, chamaram a atenção para as emendas e substitutivos que estão sendo propostos, lembrando que uma vírgula pode alterar o texto original. Analisando o que disse Andrea Matarazzo, observamos...

Leia mais
Vereadores chegam a acordo com MTST
jun28

Vereadores chegam a acordo com MTST

Sábado, 28 de junho de 2014 às 8h56 Rodolfo Blancato CMSP – O líder do PT, Alfredinho, afirmou na noite desta sexta-feira (27/6) que o governo chegou a um acordo com o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) sobre o projeto que permite a construção de moradias populares da ocupação Copa do Povo, na Zona Leste. Atualmente, o local é uma zona predominantemente industrial, não podendo receber habitação de interesse social.     Anteontem já havia sido feito um acordo com o líder do PSD, José Police Neto, para que a alteração fosse incluída em um substitutivo para uma proposta de sua autoria, o Projeto de Lei (PL) 209/2011. Originalmente, o projeto tratava apenas da readequação de edifícios subutilizados para abrigar moradia popular, mas o autor aceitou protocolar um substitutivo para incluir a questão da Copa do Povo. Mais cedo, antes do início da sessão, a proposta foi debatida em uma audiência pública. Àquela altura, ainda existiam divergências em torno do texto. Guilherme Boulos, coordenador do MTST, questionou um dos artigos do texto, que não permitia que os imóveis erguidos no terreno fossem destinados para o programa federal Minha Casa, Minha Vida – Entidades, no qual os beneficiados são indicados por movimentos sociais. “Na medida em que o projeto coloca a restrição da demanda ao cadastro da Sehab, ele está restringido o empreendimento a uma única modalidade. Nós não achamos cabível nem que seja o escopo desse projeto”, afirmou o militante. “Nós não queremos furar fila. O que nós queremos é que seja resguardada também a possibilidade de se fazer pela modalidade entidades.” Segundo Alfredinho, será aprovada uma emenda extinguindo a restrição ao programa federal. Ele ressaltou, entretanto, que as moradias não serão destinadas apenas a membros do MTST. “O cálculo que se tem é que vamos conseguir construir mais unidades do que foi combinado com eles (MTST). Então, esse excedente será distribuído para outros movimentos da própria região”, disse o petista. No início da noite, o presidente da Câmara, vereador José Américo (PT), o líder do governo, Arselino Tatto (PT), e o líder do PT, Alfredinho, deixaram o plenário e foram explicar aos manifestantes acampados na porta do Palácio Anchieta que os projetos da Copa do Povo e do Plano Diretor não seriam votados nesta sexta-feira, como era esperado, já que haviam ainda trâmites formais a serem concluídos. Eles, porém, garantiram que ambos os projetos serão votados e aprovados na sessão da segunda-feira (30/6).   Saiba mais Votação do Plano Diretor é adiada Principais propostas do Plano Diretor Estratégico Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira Vereadores chegam a acordo com MTST Vereadores se...

Leia mais
Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira
jun28

Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira

Sábado, 28 de junho de 2014 às 9h10 Rodolfo Blancato CMSP – O líder do governo na Câmara Municipal de São Paulo (CMSP), Arselino Tatto (PT), foi à tribuna do plenário na noite desta sexta-feira (27/6) para afirmar que o Plano Diretor só será votado na próxima segunda-feira (30/6). Ontem, a expectativa da situação era aprovar o projeto hoje.     Segundo Tatto, não haveria tempo suficiente para analisar todas as emendas protocoladas pelos vereadores. “Não é falta de vontade política, é uma questão operacional. São muitas emendas, emendas importantes que precisam ser analisadas. Isso não dá pra fazer de afogadilho. Trata-se da lei mais importante que temos na cidade”, disse o petista. No entanto, ele garantiu que o governo terá os 33 votos necessários para aprovar o projeto na segunda. “Uma coisa eu posso garantir para vocês: o Plano Diretor será votado na segunda-feira!”, afirmou Tatto, se dirigindo às galerias, onde militantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) pressionavam pela votação ainda hoje. O movimento está acampado em frente à Câmara desde a última quarta-feira (25/6) e, segundo os líderes do grupo, só deixará o local quando o Plano Diretor for aprovado. Eles também pedem a mudança da legislação para permitir a construção de moradias populares no terreno da ocupação Copa do Povo, na zona leste.   Saiba mais Votação do Plano Diretor é adiada Principais propostas do Plano Diretor Estratégico Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira Vereadores chegam a acordo com MTST Vereadores se dividem sobre acampamento do MTST em frente à...

Leia mais
Principais propostas do Plano Diretor Estratégico
jun28

Principais propostas do Plano Diretor Estratégico

Sábado, 28 de junho de 2014 às 7h24   CMSP – Em tramitação desde o ano passado, o novo Plano Diretor Estratégico de São Paulo (PDE) vai definir as diretrizes para o desenvolvimento urbano no município nos próximos 16 anos. Elaborado pela prefeitura e aperfeiçoado pela Câmara após nove meses de debates, o projeto tem o objetivo de criar uma cidade mais funcional e justa para seus moradores. Para isso, a proposta prevê uma série de medidas, como a aproximação da moradia e do emprego, a prioridade ao transporte público e a diminuição do déficit habitacional do município.   Os membros da Comissão de CPUMMA (Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente) responsáveis pela elaboração do PDE, estão assim definidos pelos vereadores: Presidente Andrea Matarazzo (PSDB) Vice-presidente Paulo Frange (PTB) Relator Nabil Bonduki (PT) Demais integrantes Dalton Silvano (PV) José Police Neto (PSD) Nelo Rodolfo (PMDB) Toninho Paiva (PR) Apenas o substitutivo do PDE, votado no último mês de abril, forma um caderno de 136 páginas. O que veremos aqui é um resumo das principais e mais polêmicas propostas debatidas com a sociedade e entre os vereadores. Leia a seguir: Cidade compacta A construção de prédios altos na cidade, hoje dispersa, será reordenada, concentrando o adensamento construtivo e populacional ao longo dos eixos de transporte de massa. O plano propõe tornar a cidade mais “compacta”, com mais pessoas morando em áreas já urbanizadas, reduzindo deste modo, os deslocamentos, e aproximando moradia e emprego. Ao mesmo tempo, áreas mais periféricas receberão maior infraestrutura e emprego, com a implantação dos Polos de Desenvolvimento Econômico, o que também contribuirá para reduzir os deslocamentos. O processo de adensamento ao longo dos eixos, somado ao desenho da malha de corredores de ônibus estruturados na cidade e a construção de ciclovias, contribuirá para a racionalização do uso do automóvel. Por outro lado, as zonas estritamente residenciais serão preservadas e haverá um limite de altura de 28 metros nos miolos dos bairros, evitando os espigões. Dessa forma, o plano regulará a atuação do mercado imobiliário, levando-o para onde a cidade deve crescer e restringindo onde não deve mais. Recriação da zona rural Após 12 anos de extinção, a zona rural, no extremo-sul da cidade, será recriada e abrangerá 25% do território paulistano. O objetivo é conter a expansão horizontal da cidade, proteger o que resta do cinturão verde e fazer essas áreas serem melhor utilizadas, criando emprego e renda com atividades que garantam a preservação do meio ambiente, como a agricultura orgânica e o ecoturismo. Limite de vagas de garagens Na construção de novos prédios, será permitida sem cobrança extra a construção de uma vaga...

Leia mais
Vereadores se dividem sobre acampamento do MTST em frente à Câmara
jun28

Vereadores se dividem sobre acampamento do MTST em frente à Câmara

  Vídeo publicado pela TV Câmara São Paulo, mostra integrantes do MTST acampados em frente à Câmara Municipal de São Paulo e as opiniões divergentes de vereadores. Publicado em 27/06/2014 Trabalhadores sem-teto acampam em frente à Câmara Municipal há três dias. É pressão para que a revisão do plano diretor da cidade seja votada, a manifestação divide os vereadores.   Sábado, 28 de junho de 2014 às 9h52 CMSP – Em entrevista à TV Câmara, os vereadores Coronel Telhada (PSDB) e Juliana Cardoso (PT) comentaram a decisão do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) de acampar em frente à Câmara para pressionar pela aprovação do Plano Diretor. Enquanto Telhada qualifica o ato como “uma afronta à democracia”, Juliana acredita que a ocupação é uma forma válida de protesto.   Saiba mais Votação do Plano Diretor é adiada Principais propostas do Plano Diretor Estratégico Líder do governo na Câmara diz que PDE será aprovado segunda-feira Vereadores chegam a acordo com MTST Vereadores se dividem sobre acampamento do MTST em frente à...

Leia mais
PDE, ZEIS e o Inferno de Dante
jun26

PDE, ZEIS e o Inferno de Dante

Quinta-feira, 26 de junho de 2014 às 8h07 – atualizado às 10h12 Gerson Soares CMSP – No final da sessão plenária de ontem (25), vereadores exaltados como José Police Neto (PSD), que tiveram problemas com integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores sem Teto) que continuam acampados em frente à Câmara Municipal de São Paulo (CMSP), para defender seus interesses na votação das ZEIS. Os debates estiveram voltados para o projeto do Plano Diretor Estratégico da cidade de São Paulo (PDE). Segundo o líder do governo, vereador Arselino Tatto (PT), foi firmado acordo com as lideranças dos partidos para que as sessões desta quarta e quinta-feira fossem utilizadas exclusivamente para discussão do projeto. Segundo, informações da CMSP, até sexta-feira, o PDE deve ser colocado em pauta para votação final. O relator do projeto, vereador Nabil Bonduki (PT), ocupou a tribuna nesta quarta para defender o substitutivo do PDE. “O planejamento urbano serve para organizar a cidade, estabelecendo regras para o uso e ocupação de solo e os programas públicos para as próximas três gestões municipais. São Paulo não pode mais se expandir horizontalmente. Precisamos agora conter esse processo para evitar que haja mais degradação de áreas de proteção ambiental e estabelecer claramente para onde a cidade vai se desenvolver a partir de agora”, disse.       O presidente da Comissão de Política Urbana, vereador Andrea Matarazzo (PSDB), será o primeiro a discursar sobre o projeto. Em seguida, segundo promessa do presidente da CMSP, vereador José Américo (PT), será a vez de Gilberto Natalini (PV), seguido dos demais vereadores inscritos, na sessão desta quinta-feira. Para garantir que todos os vereadores tenham tempo para discutir o projeto, o presidente da Câmara convocou a sessão ordinária e mais três extraordinárias. O vereador Arselino Tatto (PT) usou o plenário para defender o vereador José Police Neto (PSD), duramente criticado por integrantes do MTST, que o acusam de ser o ‘vereador das empreiteiras’. “90% dos projetos do vereador Police são relacionados à moradia popular, por isso são injustas as críticas e acusações que foram feitas. Dialogamos com o movimento e eles entenderam que cometeram um erro. Quero dizer que o vereador tem a solidariedade de toda base do governo”, disse Tatto. Integrantes do MTST estão acampados e afirmam que ocuparão as imediações da CMSP até a votação do PDE, pressionando os vereadores. O líder do movimento, Guilherme Boulos acusa os vereadores, entre eles Police Neto, de estarem fazendo lobby nas aprovações de interesse das empreiteiras. Nesse sentido fica mesmo sem explicação a liberação para construção de edifícios no interior dos bairros, que antes era de proibição para construções acima de oito andares no interior...

Leia mais
Plano Diretor pode ser votado durante recesso parlamentar
jun25

Plano Diretor pode ser votado durante recesso parlamentar

Quarta-feira, 24 de junho de 2014 às 10h52 Rodolfo Blancato/CMSP Edição final: Alô São Paulo Caso o projeto do novo Plano Diretor não seja aprovado até o fim do mês, a Câmara Municipal de São Paulo (CMSP) poderá ter sessões durante o recesso parlamentar, que começa em primeiro de julho. A informação foi dada a jornalistas pelo líder do PT, vereador Alfredinho, durante a sessão plenária do dia 14. Naquela tarde, os vereadores da base de apoio ao prefeito Fernando Haddad tentaram iniciar a discussão do projeto, mas não conseguiram quórum para manter a sessão aberta.     Segundo o petista, o governo ainda não alcançou os 33 votos necessários para a aprovação do plano. “Todos os vereadores têm suas demandas, suas reivindicações, mas não é possível atender a todos. Então nós temos que conversar, construir um entendimento.” Alfredinho foi um dos parlamentares que receberam uma comitiva de manifestantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores sem Teto), juntamente com o presidente José Américo (PT), Adilson Amadeu (PTB) e Juliana Cardoso (PT). O movimento reuniu milhares de manifestantes em frente ao Palácio Anchieta para pressionar pela aprovação do projeto e a inclusão da ocupação Copa do Povo, na zona leste, entre as Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS) previstas no plano. As ZEIS são áreas nas quais o poder público tem a obrigação de promover habitação de interesse social. Elas também possuem regras diferenciadas para a construção de novos edifícios, desincentivando empreendimentos de alto padrão.       No encontro, os vereadores reafirmaram o esforço de votar o projeto até o fim do mês. Por sua vez, os manifestantes informaram que permanecerão acampados em frente à Câmara até que o plano seja aprovado. “Serão por volta de 250 pessoas nesse primeiro momento, mas a ação será massificada conforme a necessidade”, afirmou a militante Jussara Basso, uma das coordenadoras do movimento. A pressão dos manifestantes, que chegaram a fechar os acessos ao edifício da Câmara durante a tarde, foi criticada pelos parlamentares da oposição, que qualificam a atitude do movimento como uma “chantagem”. “Acho que é um tipo de pressão inaceitável você acampar, fazer o que fizeram aqui hoje, que é fechar a Câmara, sitiar todas as entradas e saídas”, disse vereador Andrea Matarazzo (PSDB). A intenção do governo é aprovar o substitutivo protocolado na semana passada pelos vereadores da Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente. A princípio, a transformação da Copa do Povo em Zeis seria realizada em um projeto separado, mas como a oposição está obstruindo a leitura do projeto, o presidente José Américo (PT) disse a jornalistas que cogita incluir a questão no próprio Plano Diretor através...

Leia mais
Instituto Butantan une futebol e saúde pública em exposição
jun24

Instituto Butantan une futebol e saúde pública em exposição

Terça-feira, 24 de junho de 2014 às 18h21 Secretaria da Saúde – Mostra ‘A Copa da Saúde no Butantan’ aborda grandes ações de combate a epidemias que marcaram períodos em que o Brasil foi campeão do mundo. O Instituto Butantan, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e um dos maiores centros de pesquisa biomédica do mundo, inaugura nesta semana uma exposição interativa que une futebol e saúde pública. A mostra “A Copa da Saúde no Butantan”, iniciada nesta segunda-feira, 23 de junho, apresenta de modo lúdico as grandes campanhas e ações de combate a epidemias que aconteceram no país nos períodos em que o Brasil foi campeão mundial de futebol, além de informações das seleções que disputaram as finais e curiosidades relacionadas ao esporte e ao mundial da época. A exposição começa em 1958, ano do primeiro título mundial da seleção brasileira, e traz como tema a malária. A mostra aborda ainda a poliomielite em 1962, a varíola em 1970, a cólera em 1994 e a dengue em 2002. Os visitantes poderão percorrer um espaço em formato de campo de futebol e participarão de uma grande competição na qual responderão a questões relacionadas às Copas do Mundo e às doenças abordadas na exposição. As perguntas e respostas serão apresentadas de forma interativa e ao final do jogo os visitantes passarão por um pódio bidimensional que produz efeito 3D quando fotografado. O público poderá levar as fotos como lembrança da exposição. A exposição termina na Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, apresentando as ações de combate ao HPV, como por exemplo a vacinação. A imunização contra a doença foi inserida no calendário de imunizações do SUS (Sistema Único de Saúde) a partir deste ano e a vacina será produzida pelo Instituto Butantan. “Juntamente com os museus e todo o parque do Instituto, a exposição é uma opção de entretenimento educativo para as crianças em férias escolares e os turistas que estarão em São Paulo para o mundial de futebol”, destaca Luciana Magalhães Monaco, coordenadora do Núcleo de Difusão do Conhecimento do Butantan. A exposição “A Copa da Saúde no Butantan” é gratuita e fica aberta diariamente, das 7h às 17h, até o dia 2 de agosto. O Instituto Butantan fica na Avenida Vital Brasil, 1.500, na zona Oeste da capital. Os museus do Instituto abrem de terça a domingo, das 9h às 16h30, e o ingresso custa R$ 6 (com direito a entrada nos três museus). Estudantes com identificação, crianças até sete anos, idosos e pessoas com deficiência não...

Leia mais
Para vereadores dia de jogo também é dia de trabalho
jun20

Para vereadores dia de jogo também é dia de trabalho

Sexta-feira, 20 de junho de 2014 às 17h10   Feriado em dia de jogo do Brasil não é aprovado A base do governo tentou aprovar nesta quarta-feira (18/6) um projeto autorizando o prefeito Fernando Haddad a declarar feriado nos dias de jogo do Brasil na Copa do Mundo, mas a proposta não foi votada pelos vereadores. As três sessões extraordinárias convocadas para a tarde de hoje caíram por falta de quórum.     A decisão de tentar aprovar o feriado foi tomada depois da constatação dos problemas enfrentados pela população na terça-feira (17), quando foram registrados grandes congestionamentos no início da tarde, pouco antes da partida da Seleção Brasileira. Na segunda (23), o temor do Executivo é que o problema seja pior, já que também será dia de jogo no Itaquerão. “Quando teve o jogo de ontem, se constatou o problema que foi o trânsito. A partir daí se avaliou que era necessário declarar feriado na segunda-feira por causa dos dois jogos, que serão no mesmo horário”, declarou o líder do PT, Alfredinho. “Infelimente não deu. Quem votou contra que se explique para a população quando o transito parar de novo na cidade”, completou o parlamentar. Um dos vereadores contrários à proposta, Andrea Matarazzo (PSDB) acredita que a medida prejudicaria o setor comercial. “Ontem o trânsito não estava nem maior nem menor do que todo dia às seis da tarde”, afirmou o tucano. “Seriam cinco dias de feriado em uma cidade onde a economia está...

Leia mais
Prefeitura lança projeto inédito de compostagem doméstica
jun16

Prefeitura lança projeto inédito de compostagem doméstica

Segunda-feira, 16 de junho de 2014 às 17h39 Fase inicial distribuirá 2.000 composteiras em toda a cidade. Processo permite reaproveitar resíduos orgânicos na forma de adubo. Objetivo é reduzir a quantidade de resíduos enviados aos aterros. SECOM – O prefeito Fernando Haddad lançou nesta segunda-feira (16) um projeto inédito de compostagem doméstica, que irá distribuir 2.000 composteiras para reutilização de resíduos orgânicos. O processo transforma restos de alimentos em adubo e reduz a quantidade de resíduos enviados aos aterros da cidade. O projeto integra a agenda ambiental da cidade de São Paulo, que inclui a criação de centrais mecanizadas de triagem de resíduos sólidos, a implantação de 400 quilômetros de ciclovias e a adoção das lâmpadas de LED para a iluminação pública. As informações são da secretária executiva de Comunicação da Prefeitura.     “Depois da entrega da central mecanizada de triagem, que vai cuidar dos resíduos secos, nós estamos iniciando um projeto em São Paulo para cuidar dos resíduos orgânicos, que pode ser aproveitado na forma de adubo orgânico, para hortas comunitárias, nos parques e nas praças. A nossa meta é diminuir em 20 anos 80% do resíduo que vai para aterro hoje e que ocupa espaço precioso na cidade, que deveria estar sendo usado para parques ou CEUs”, afirmou Haddad. Em 5 de junho, a Prefeitura inaugurou no bairro de Ponte Pequena a primeira central mecanizada de triagem da América Latina, que tem capacidade de processar 250 toneladas de resíduos sólidos por dia. Segundo o prefeito, nesta fase inicial, as composteiras serão distribuídas em caráter experimental, para avaliar os hábitos da população e formatar o melhor modelo para ampliação da escala do projeto. Durante o evento, realizado no Centro Educacional Unificado (CEU) Casablanca, zona sul, Haddad também afirmou que a ampliação da compostagem será realizada com o reaproveitamento dos resíduos orgânicos produzidos no preparo das mais de um milhão de refeições servidas na escolas municipais. O financiamento das iniciativas é realizado pelas empresas Loga e Ecourbis, concessionárias da coleta de lixo. “Nós não estamos colocando recursos orçamentários da Prefeitura para este programa. O contrato que nós temos com as empresas de coleta prevê que 0,5% do que é pago todo mês seja investido em educação ambiental. Este programa então está sendo financiado com os recursos das concessionárias”, explicou o secretário Simão Pedro da secretária de Serviços. Quando depositados nos aterros sanitários, os resíduos orgânicos resultam em problemas ambientais, como por exemplo a formação de chorume tóxico, que pode infiltrar-se no solo e contaminar a água subterrânea. Diariamente, são enviados para o aterro sanitário 18 mil toneladas de resíduos, sendo 10 mil toneladas de resíduos domésticos. Dos resíduos domésticos,...

Leia mais
Vale do Paraíba e Litoral Norte recebem 36,9 mi para o turismo
jun08
Leia mais
Governador Alckmin inicia obras nos lotes 3 e 4 da Nova Tamoios Contornos
jun08
Leia mais
Taça da Copa do Mundo estará em exposição até domingo em São Paulo
maio30

Taça da Copa do Mundo estará em exposição até domingo em São Paulo

A Prefeitura de São Paulo divulgou hoje, nota sobre o Tour da Taça da Copa do Mundo, que foi apresentada à cidade nesta quinta-feira (29) e ficará em exposição em Itaquera até domingo, 1º de junho. Feita com mais de 6 kg de ouro maciço 18 quilates, o troféu será visto na capital por até 20 mil pessoas por dia, segundo as projeções. São Paulo é a 27ª e última capital brasileira a receber o Tour da Taça. A vice-prefeita Nádia Campeão participou da abertura da exposição e conheceu as atividades preparadas para o público. “É importante que o evento aconteça aqui em Itaquera, o que aproxima a comunidade e já antecipa o clima da Copa. Teremos também a visita de 12 mil alunos da rede municipal, a imensa maioria de escolas da zona leste”, afirmou Nádia Campeão, que foi presenteada com uma pequena réplica da taça. O troféu chegou à Capital nas mãos do ex-jogador Roberto Rivellino, meio-campo da seleção brasileira na conquista do tricampeonato mundial em 1970. “É um privilégio poder tocar na taça. É uma oportunidade única para um povo que apoia tanto o nosso futebol poder ver de perto algo tão bonito”, disse Rivellino. A exposição fica aberta ao público das 9h às 21h em uma tenda montada no Shopping Itaquera, localizado na estação Corinthians-Itaquera do metrô. As visitas são realizadas com data e horário marcados, mediante a apresentação de um ingresso promocional fornecido pela empresa patrocinadora do evento. Mais informações sobre o acesso estão disponíveis no site oficial do Tour da Taça.     A visita dura cerca de 30 minutos e inclui atividades lúdicas, projeção de filmes e uma exposição das bolas utilizadas em 12 edições do Mundial. Todos os visitantes têm o direito de tirar uma fotografia ao lado do troféu, que é impressa ao fim das atividades. Tour A taça da Copa do Mundo foi exibida em 90 países em todos os continentes do mundo, em uma viagem que percorreu cerca de 150 mil quilômetros. São Paulo é a última etapa da turnê, que se iniciou em setembro de 2013 no Rio de Janeiro. No total, o evento permitirá que mais de dois milhões de visitantes vejam de perto o...

Leia mais
Copa 2014 – Museu do Futebol estreia mostra sobre trajetória da seleção nas Copas do Mundo
maio26

Copa 2014 – Museu do Futebol estreia mostra sobre trajetória da seleção nas Copas do Mundo

Exposição interativa permite que o visitante registre uma experiência vivida em um dos campeonatos mundiais. Às vésperas do início da Copa do Mundo no Brasil, o Museu do Futebol inaugura às 9h desta terça, 27, uma exposição com a história dos 20 campeonatos mundiais. Em cartaz até o dia 7 de setembro, a mostra “Brasil 20 copas” traz filmes, entrevistas e objetos que contam a trajetória da seleção canarinho em todas as disputas. Além do depoimento de jornalistas, escritores e jogadores sobre os mundiais, a mostra interativa convida o próprio visitante a contar uma experiência inesquecível vivida durante um dos campeonatos e a responder por que o Brasil é o maior campeão de todas as Copas. SERVIÇO “Brasil 20 Copas” – Museu do Futebol Praça Charles Miller, s/n, Pacaembu, São Paulo-SP De 27 de maio a 7 de setembro De terça a domingo, das 9h às 18h, com bilheteria até às 17h. De 13 de maio até 13 de julho, até as 21h (bilheteria), com permanência até as 22h. R$ 6 (meia entrada para estudantes, professores e idosos) e grátis às quintas-feiras (até 13 de julho) e aos sábados (o ano todo). Crianças até sete anos e pessoas com deficiência não pagam. Informações: (11) 3664-3848 www.museudofutebol.org.br Read in...

Leia mais
World Cup – Football Museum debut showing on path selection in World Cups
maio26

World Cup – Football Museum debut showing on path selection in World Cups

Google translation Interactive exhibition allows visitors to register a lived in a world championships experience. On the eve of the start of the World Cup in Brazil , the Football Museum opens at 9am this Friday, 27 , an exhibition of the history of the 20 world championships . On display until Sept. 7 , the show ” Brazil tops 20 ” brings movies, interviews and objects that tell the history of the canary selection in all disputes . Besides the testimony of journalists, writers and players on world , interactive shows invites the visitor to tell an unforgettable experience during one of the championships and answer why Brazil is himself the greatest champion of all Hearts. SERVICE ” Brazil 20 Cups ” – Football Museum Praça Charles Miller , s / n , Pacaembu , São Paulo – SP From May 27 to September 7 From Tuesday to Sunday from 9h to 18h , with box office until 17h . From May 13 until July 13 until 21h ( box office ) , with persistence until 22h . R $ 6 ( half price for students , teachers and seniors ) and free on Thursdays ( until July 13 ) and Saturday (all year ) . Children up to seven years , and people with disabilities do not pay . Information: (11) 3664-3848 www.museudofutebol.org.br Leia em português...

Leia mais
Prefeitura suspende rodízio de veículos na tarde desta quarta-feira
maio21

Prefeitura suspende rodízio de veículos na tarde desta quarta-feira

Devido a paralisação dos ônibus no transporte público da Capital, os veículos com placas com finais 5 e 6 foram liberados para circular no horário de pico. O secretário Jilmar Tatto (Transportes) informou nesta quarta-feira (21) em coletiva de imprensa que a Prefeitura decidiu suspender o rodízio municipal de veículos desta tarde devido à paralisação dos motoristas dos ônibus do transporte público da Capital. Com esta decisão, os veículos com placas com finais 5 e 6 foram liberados para circular no horário de pico. A medida tem como objetivo amenizar os impactos da interrupção na circulação dos coletivos.   “É um transtorno na cidade. Nós estamos fazendo todos os esforços no sentido de acabar com este problema, envolvendo todos os órgãos governamentais, fazendo com que os empresários tomem medidas concretas no sentido de garantir a prestação de serviço e pedindo ao sindicato que assuma o controle da situação”, afirmou Tatto. Até o fim da manhã desta quarta-feira, as paralisações afetaram 350 mil passageiros do sistema de transporte público da Capital em 11 terminais de ônibus principalmente nas zonas norte e oeste, segundo a Prefeitura. Há também terminais fechados na zona sul e na região central. Às 12h, estavam fechados os terminais Capelinha, Jardim Angêla, João Dias, Pirituba, Lapa Cachoeirinha, Casa Verde, Santana, Princesa Isabel, D. Pedro II e parte do Mercado. Segundo informações do secretário Tatto, o sindicato das empresas de transporte coletivo de São Paulo, SPUrbanuss, irá entrar com uma ação junto ao Tribunal Regional de Trabalho para que seja decretada a ilegalidade do movimento de paralisação em andamento na Capital. “A Spurbanuss está entrando no TRT no sentido de verificar um mecanismo jurídico de decretar este movimento como ilegal, porque não tem interlocutor na cidade. Tivemos também atos de vandalismo”, disse o secretário. Por meio da Secretaria de Transportes, a Prefeitura está em contato direto tanto com o sindicato patronal quanto com o Sindicato dos Motoristas de São Paulo para que o serviço de transporte coletivo volte o mais rápido possível à normalidade. Nesta tarde, Luis Antonio Medeiros, Superintendente Regional do Trabalho e do Emprego, reúne-se com os trabalhadores da Viação Santa Brígida, empresa em que foi verificado o início do movimento. Às 15h30 desta terça-feira, o prefeito Fernando Haddad e o secretário Jilmar Tatto se reunirão com o secretário estadual de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, para discutir ações em parceria com a Polícia Militar para desobstrução de vias e de terminais, além da prevenção de casos de vandalismo. “Se uma via está obstruída por um ônibus, caso não haja resistência, a CET, a SPTrans ou o guincho das próprias empresas retira o veículo. Se tiver...

Leia mais
Aeroporto Internacional de Guarulhos recebe novo Terminal de Passageiros
maio21

Aeroporto Internacional de Guarulhos recebe novo Terminal de Passageiros

O novo Terminal de Passageiros (TPS3) do Aeroporto Internacional de Guarulhos – a segunda maior cidade do Estado de São Paulo – foi inaugurado nesta terça-feira, 20. Com capacidade para receber 12 milhões de pessoas por ano nesta primeira fase, o novo terminal, dividido em dois blocos com cinco níveis, tem área de 192 mil m² e tecnologias utilizadas nos melhores aeroportos do mundo. “Este passa a ser o maior aeroporto do hemisfério sul. Ele deve passar este ano de 40 milhões de passageiros e é uma cidade de empregos, uma cidade média, quase 40 mil pessoas trabalhando”, disse o governador Geraldo Alckmin. As empresas aéreas serão transferidas para o novo terminal em fases. O processo teve início neste mês e se estende até setembro deste ano. Até a Copa do Mundo, no próximo dia 12 de junho, oito companhias aéreas já estarão operando no Terminal 3 de Guarulhos. Quando estiver finalizado, 80% dos voos internacionais serão realizados neste espaço. Alckmin destacou que um dos maiores indutores de desenvolvimento de uma região é o aeroporto: “é o modal que mais cresce, mais de 15% ao ano, é impressionante”, disse o governador, lembrando ainda que o Governo do Estado está implantando a Linha 13 da CPTM, que levará os passageiros até o Aeroporto Internacional de Guarulhos. “Estamos trazendo a Linha 13 da CPTM para o Aeroporto. Ela sai lá do Brás, na Zona Leste, tem a Cecap e aqui o Aeroporto. E em Congonhas chegará a Linha 17, o monotrilho, que está quase pronto. Então nós vamos ter os dois aeroportos integrados pelo sistema metroferroviário. E já licitamos a Linha 2 do Metrô, que sai de Vila Prudente e vem para Guarulhos, até o Shopping Internacional”, completou o governador. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Exploração Sexual Infantil
maio20

Exploração Sexual Infantil

A 1ª Semana de Enfrentamento à Exploração Sexual Infantil, foi aberta com uma palestra sobre a ONG Makanudos de Javeh, que desenvolve trabalhos com jovens vindos de escolas públicas, levando orientações sobre sexualidade a eles. A apresentação aconteceu na manhã desta segunda-feira (19/5), no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo. Atuando há mais de nove anos, a ONG possui projetos em mais de dez cidades, alcançando cerca de 100 mil crianças e adolescentes. Um deles é o “Está Acontecendo Agora”, que promove o enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Por meio de aulas contextualizadas às necessidades de cada instituição, os educadores realizam até três palestras durante o ano letivo, desde o oitavo ano do ensino fundamental até o terceiro ano do ensino médio. “É muito difícil falar de sexualidade em um país como o Brasil, que exporta a sensualidade, mas é aí que entra o nosso trabalho de conscientização por meio de rodas de conversas e outras atividades”, afirma Thiago Torres, fundador e diretor da ONG. De acordo com dados da ONU (Organização das Nações Unidas), cerca de 2 milhões de crianças são abusadas sexualmente por ano no mundo. A Semana de Enfrentamento à Exploração Sexual Infantil foi instituída pela Lei Municipal 15.965, de autoria do vereador Eduardo Tuma (PSDB), sancionado em 22 de janeiro pelo prefeito Fernando Haddad (PT). “Esse evento é um marco importante para a cidade de São Paulo e a discussão sobre exploração sexual infantil não pode se resumir a apenas uma semana”, afirmou o tucano. Desafios Outro projeto que trabalha com o combate à exploração sexual infantil é o Quixote. Criado em 1996, desenvolve oficinas artísticas e faz o acompanhamento de jovens tanto no âmbito clínico quanto social. Maria Inês Rondello, uma das coordenadoras da ONG, acredita que a exploração sexual de crianças e adolescentes é uma das questões mais difíceis de trabalhar. “É complicado mostrar que a bolsa que o Quixote oferece vale mais a pena do que o que esse menor ganha em uma noite de programa”. De acordo com Maria Inês, a estratégia utilizada pelo Quixote se volta para as questões afetivas, para conscientização de que o ser é mais importante que o ter e, principalmente, para a questão do “pertencimento”, no sentido de se sentir acolhido em seu meio social, na sua comunidade, trabalho, escola. Entre outros. Para Carlos Alberto Pestana, membro do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) e morador do Jardim Ângela, zona sul de São Paulo, o problema da exploração sexual infantil é algo que vai demorar ainda muito tempo para ser resolvido no Brasil, mas...

Leia mais
Câmara tem até o dia 25 para apresentar documentos sobre PDE ao MP
maio20

Câmara tem até o dia 25 para apresentar documentos sobre PDE ao MP

A Câmara Municipal de São Paulo tem até o dia 25, para apresentar as solicitações do Ministério Público de São Paulo (MPSP), quanto ao Plano Diretor Estratégico. Documento recebido pelo presidente do legislativo municipal, vereador José Américo, na última quinta-feira (15) enfatiza a criação de novas ZEIS (Zonas Especiais de Interesse Social). Além disso, pede que sejam apresentadas todas as emendas feitas até agora e as futuras, na votação final. A investigação do MP, por meio da Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital, tem como objetivo apurar se as propostas foram discutidas pela Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente (CPUMMA), a fim de apurar eventuais irregularidades na tramitação das emendas apresentadas pelos Vereadores ao Projeto de Lei 688/13, que modifica o Plano Diretor Estratégico da Cidade de São Paulo. Na semana passada, os Promotores de Justiça José Carlos de Freitas, Carlos Alberto Amin Filho, Camila Mansour Magalhães da Silva e Marcus Vinícius Monteiro dos Santos encaminharam ofício à Presidência da Câmara solicitando que o Legislativo encaminhe cópias dessas emendas e esclareça se foram submetidas à análise da CPUMMA, assim como a discussão com a população, em regulares audiências públicas, na forma de devolutivas. Solicita, ainda, o encaminhamento de cópias dos respectivos pareceres, conclusões ou documentos emitidos pela comissão, relativamente às emendas apresentadas; cópias dos estudos e/ou pareceres que resultaram na criação de novas Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS); e cópias de todas as emendas que forem apresentadas até a votação final pela Câmara Municipal. Os Promotores também expediram Recomendação à Presidência do Legislativo no sentido de que todas as emendas existentes, e as que forem apresentadas até a votação final do Projeto do Plano Diretor sejam submetidas à análise da CPUMMA da Câmara Municipal e também à população, na forma de audiências públicas devolutivas, “garantindo o cumprimento dos princípios da transparência, da publicidade e da participação popular, visando evitar futuros e eventuais questionamentos na aprovação desse importante diploma...

Leia mais
Cerimônia no Teatro Municipal marca posse solene do Procurador-Geral Márcio Elias Rosa
maio17
Leia mais
Governo e Sabesp iniciam captação de água da reserva técnica do Cantareira
maio15

Governo e Sabesp iniciam captação de água da reserva técnica do Cantareira

Segundo nota do Governo do Estado, bombeamento permitirá que volume seja enviado para a estação de tratamento do sistema e depois para os moradores, comércio e indústria da Grande SP; obra foi concluída em dois meses. O governador Geraldo Alckmin acompanhou nesta quinta-feira, 15 de maio, o início da captação de águas da reserva técnica da represa Jaguari/Jacareí. A operação permitirá levar a água da reserva técnica para a estação de tratamento do Guaraú. Com isso, o nível do Sistema Cantareira será acrescido de 182,5 bilhões de litros de água, o que fará com que o nível do sistema suba 18,5% a partir desta sexta-feira, 16. O projeto de instalação de bombas para captação de águas da reserva técnica conta ainda com uma segunda etapa de equipamentos em fase de instalação na represa Atibainha. “O Governo de São Paulo não está esperando São Pedro para resolver o problema da seca. Nós estamos trabalhando 24 horas por dia com todo o empenho, engenharia e técnica para garantir o abastecimento de água à população. Para isso, inúmeras medidas foram tomadas e eu quero iniciar agradecendo a população da Região Metropolitana de São Paulo, que tem aumentado, mês a mês, o uso racional da água. Chegamos à primeira quinzena de maio com um índice de 84% de redução no consumo”, afirmou Alckmin. A reserva técnica é o volume que está abaixo do nível mínimo da estrutura de captação de água nas represas. O complexo de bombas fará a elevação da água até o nível das estruturas de captação, para que possa ser aproveitada. O conjunto é composto por 17 bombas flutuantes. A função delas é retirar o volume de água abaixo da comporta de captação das represas e encaminhá-lo aos túneis, seguindo o trajeto normal até a Estação de Tratamento de Água Guaraú, na zona norte de São Paulo. Na estação, a água recebe tratamento dentro dos rígidos padrões de qualidade seguidos pela Sabesp. A água distribuída à população respeita a portaria 2.914 do Ministério da Saúde e é analisada nos laboratórios da companhia, que seguem as normas NBR ISO/IEC-17025 e são certificados pelo Inmetro. O volume da reserva técnica é formado pela mesma água do atual volume útil do sistema. A reserva técnica já é utilizada pelas cidades da região de Campinas para abastecimento, já que é a água desse volume que é liberada das represas pelos rios que seguem até a...

Leia mais
TAP é a primeira companhia a decolar no novo Terminal do Aeroporto de São Paulo
maio13

TAP é a primeira companhia a decolar no novo Terminal do Aeroporto de São Paulo

O novo Terminal 3 de Passageiros do GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo, voltado exclusivamente para voos internacionais, entrou em operação no último domingo, dia 11 de maio, e a TAP foi uma das primeiras companhias aéreas a utilizá-lo, sendo a primeira a decolar, segundo informações da assessoria da empresa aérea portuguesa. Com o novo terminal, os passageiros têm diversas opções de lojas, lanchonetes, restaurantes e uma área de circulação que facilita a locomoção e traz mais velocidade e agilidade para embarque e desembarque, principalmente devido às ilhas de check-in instaladas em três pontos, ao contrário do grande balcão de check-in encontrado hoje nos outros terminais do Aeroporto. Outras facilidades que o novo Terminal 3 oferece aos clientes é o estacionamento que possui um sistema automatizado de gestão de vagas, que indica para o usuário os corredores e andares que possuem vagas disponíveis para parada, caixas automáticos para pagamento e painéis de informação de voos, além disso o estacionamento é diretamente ligado ao novo terminal por uma passarela com esteiras rolantes, com isso o passageiro ganha mais conveniência, segurança e rapidez. Há também pontos de táxi e paradas de ônibus. Com o novo Terminal 3 o passageiro também ganhou a maior loja da rede Dufry do mundo, a área do free shop no desembarque tem aproximadamente 4mil m2. Considerada a Melhor Companhia Aérea pela revista “Condé Nast Traveller” em 2010, a TAP foi também eleita a Melhor Empresa Portuguesa na área do Turismo em 2011. Fotos: Victor Carvalho Foto do destaque:...

Leia mais
Prefeitura emite novos TPUs para a Feira da Madrugada
maio13

Prefeitura emite novos TPUs para a Feira da Madrugada

Publicado em 13 de maio de 2014   As inscrições serão realizadas pela Subprefeitura Mooca; objetivo é regularizar aproximadamente 4 mil boxes do espaço. A Prefeitura Municipal de São Paulo, após o cadastramento dos comerciantes que já atuavam no Pátio do Pari, concederá, por meio da subprefeitura Mooca, mais 1200 Termos de Permissão de Uso (TPUs) para que ambulantes que atuam em outras regiões da cidade possam trabalhar na Feira da Madrugada. A determinação foi publicada sábado (10/5), por meio de portaria, no Diário Oficial da Cidade. As informações são da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras (SMSP), cujo objetivo é regularizar aproximadamente 4 mil boxes da Feira da Madrugada. Após a reforma concluída em 2013, a prioridade da concessão dos TPUs foi dada aos comerciantes que já ocupavam o local antes de seu fechamento. Com o cadastro e emissão destes termos, a Prefeitura agora convoca novos interessados, que estejam atuando nas ruas, para trabalhar no Pátio do Pari. As vagas remanescentes foram distribuídas distintamente. Cerca de 10% serão concedidas à ambulantes que já possuam TPU e sejam portadores de deficiência física. Outros 10% serão concedidos à ambulantes idosos. O restante, 80%, correspondente a mais de 950 vagas, será dos demais ambulantes que igualmente atuem em vias publicas, num total de 1.200 vagas. Os interessados devem procurar a Subprefeitura Mooca (veja o endereço abaixo) e preencher uma ficha de requerimento comprovando, entre outras coisas, que seu Termo de Permissão de Uso está em vigor. Caso o número de interessados em cada um dos grupos exceda o número de vagas disponíveis, a subprefeitura organizará um sorteio para definir quem ocupará as vagas e, caso seja necessário, realizará também sorteio para os ambulantes das categorias “deficiente físico” e “idoso”. Aqueles não contemplados com as vagas disponibilizadas dentro do percentual de 10% (dez por cento), concorrerão também com os demais interessados aos outros 80%. O sorteio deverá ser realizado em data e local previamente estipulados e divulgados no Diário Oficial da Cidade, aberto ao acompanhamento dos interessados. A Subprefeitura Mooca deixa claro que as vagas serão destinadas aos ambulantes que já possuem TPU. Após a acomodação e ocupação das vagas disponíveis, há informação de que a Prefeitura poderá iniciar inscrições para novos TPUs aos interessados em trabalhar como ambulantes. Apesar da nota emitida pela Prefeitura na sexta-feira (9) e publicada no Diário Oficial da Cidade um dia antes, através de liminar concedida pela Justiça, a Feira da Madrugada funcionou normalmente ontem. O endereço da Subprefeitura Mooca é R. Taquari, 549 – Telelfone: 2292-2122. Horário de Funcionamento é de 2ª a 6ª feira das 8h às...

Leia mais
Parque do Carmo ganha nova iluminação
maio12

Parque do Carmo ganha nova iluminação

Revitalização faz parte das obras do entorno do Itaquerão, que receberá seis partidas da Copa do Mundo, entre elas a de abertura. Está programada para hoje (12) às 17h, a inauguração da revitalização da iluminação pública no Parque do Carmo, em Itaquera. Para a Secretaria de Serviços da Prefeitura , será um dos legados que a zona Leste receberá por conta da Copa do Mundo. Com uma área superior a 15 milhões de metros quadrados, o parque que, originalmente foi uma fazenda no século XIX e que concentra cerca de 6 mil árvores, lago natural e diversas espécies de animais, tem apenas 60 pontos de iluminação instalados. Com a revitalização, passará a ter 422 unidades equipadas com lâmpadas multivapores metálicos (luz branca) em suas vias internas, monumentos, áreas culturais e de equipamentos esportivos e de lazer. Segundo a programação Além disso, em frente ao lago, considerado o espaço central do parque, serão instaladas 32 unidades de iluminação em LED, alimentadas por energia solar. Em cada um dos postes será hasteada a bandeira de um país participante da Copa. Coordenada pelo Departamento de Iluminação Pública (Ilume), a revitalização tem um custo estimado em aproximadamente R$ 2,6 milhões e deverá estar concluída em 15 de maio. A nova iluminação faz parte do conjunto de obras do Itaquerão, estádio que abrigará seis partidas da competição, entre elas a de abertura. Os logradouros que compreendem o entorno do parque – Avenidas Rio das Pedras, Afonso de Sampaio e Souza, Aricanduva (parte), Osvaldo Pucci e Fernando do Espírito Santo Alves Mattos e Ruas Guilherme da Cruz e John Speers (parte) – também serão contemplados com 235 ampliações e 26 remodelações (substituição de lâmpadas de vapor de mercúrio por de vapor de sódio), segundo o serviço de comunicação da Secretaria Municipal de Serviços da Prefeitura de São Paulo. Ainda de acordo com a programação estabelecida, a região central de Itaquera ganhará 109 ampliações e 17 remodelações. A passarela do metrô Itaquera, que faz a ligação com a Avenida Radial Leste e a Passarela Nova, também receberá 28 pontos de iluminação. “Estamos trabalhando com afinco para tornar a região de Itaquera mais bela e confortável para os seus moradores e aos milhares de turistas que visitarão nossa cidade durante a Copa do Mundo”, enfatiza Simão Pedro, secretário de Serviços. “Melhor iluminação significa também contribuir para o desenvolvimento social e econômico do local. E isso, certamente, é a maior vitória que podemos oferecer àqueles moradores”, conclui...

Leia mais
Motéis de São Paulo estão regulares, segundo associação. Vereadores discordam.
maio12

Motéis de São Paulo estão regulares, segundo associação. Vereadores discordam.

Representantes da Associação Paulista de Motéis afirmaram nesta quinta-feira (8/5) aos vereadores da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Alvarás que a maioria dos estabelecimentos está regular em São Paulo. Dos 60 associados, o ex-presidente da entidade e atual tesoureiro, Rafael Vasquez Rodrigues, disse acreditar que quase 100% deles têm licença de funcionamento. A informação é da Câmara Municipal de São Paulo. “Nunca recebemos nenhum tipo de facilidade dos fiscais e acredito que quase 100% dos motéis em São Paulo estão regulares. Os que não estão, provavelmente, é porque realizaram algum tipo de obra recentemente”, declarou Rodrigues. Segundo ele, a preocupação em estar regular se deve ao fato da atenção dada ao setor pelo poder público. “O nosso ramo sempre foi visado e também exige um grande investimento inicial, é diferente de ter um bar e poder ficar mudando de local. Além disso, quando se vende o motel, o comprador exige toda a documentação, inclusive a licença de funcionamento”, acrescentou. Para o relator da CPI, o vereador Ricardo Nunes (PMDB), é pouco provável que quase todos os estabelecimentos do setor estejam regularizados. “Essa afirmação destoa um pouco do que temos investigado. Para ter certeza se isso se confirma, vou notificar todos os associados para nos encaminharem a licença e se todos tiverem, será muito bom”, sinalizou. O presidente do colegiado, vereador Eduardo Tuma (PSDB), disse que a própria falta de fiscalização da prefeitura dificulta que os estabelecimentos estejam funcionando legalmente. “Fizemos vistorias em boates e casas de massagem e falta por parte desses estabelecimentos buscarem a regularização. Isso é consequência de uma falta de fiscalização do poder público e, por isso, dizer que quase 100% dos motéis estão regulares é difícil”, disse. Durante a reunião da CPI, o diretor jurídico da Associação Paulista de Motéis, José Antonio Tavares Faria, sugeriu aos vereadores que seja criado um comitê em São Paulo para definir os critérios para a liberação de alvará ou licença de funcionamento. “Esse comitê seria formado por pessoas da sociedade e do poder público para que, por exemplo, algumas exceções pudessem ser feitas. Porque para se conseguir o documento há uma série de exigências, e às vezes uma obra que não interfere na segurança dos clientes e funcionários já impede a liberação do alvará ou licença de funcionamento”, disse.   Saiba mais CPI dos Alvarás na Associação Comercial de São...

Leia mais
Sorocaba é a mais nova Região Metropolitana do Estado de São Paulo
maio08

Sorocaba é a mais nova Região Metropolitana do Estado de São Paulo

Depois de quatro Regiões Metropolitanas (RM) e duas Aglomerações Urbanas (AU), Sorocaba é a quinta Unidade Regional (UR) e já nasce com mais de 1,7 milhões de habitantes. O governador Geraldo Alckmin sancionou nesta quinta-feira, 8, o Projeto de Lei 1/2014, aprovado por unanimidade na Assembleia e que cria a Região Metropolitana de Sorocaba. A região está estrategicamente situada entre duas outras importantes regiões metropolitanas do país: São Paulo e Curitiba, além de manter limite territorial e processo de conurbação com a Região Metropolitana de Campinas. “São 26 municípios de uma das regiões que mais crescem no Estado de São Paulo. A transformação em Região Metropolitana é uma ferramenta para integração, sinergia e desenvolvimento da região, além da melhoria na qualidade de vida da população”, afirmou Alckmin. O governador aproveitou para dizer que vai encaminhar para a Assembleia Legislativa o projeto criando a Agência de Desenvolvimento e o Fundo de Desenvolvimento Metropolitano de Sorocaba. “Vamos ter um ganho importante em benefício de uma região que é uma das mais prósperas de São Paulo”, finalizou. A Região Metropolitana de Sorocaba concentrará uma população aproximada de 1,7 milhão de habitantes e contará com um Conselho de Desenvolvimento, composto pelos prefeitos dos municípios de Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itu, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tapiraí, Tatuí, Tietê e Votorantim. Sorocaba destaca-se em âmbito nacional por intensa e diversificada atividade econômica, caracterizada por produção industrial altamente desenvolvida, com predominância dos setores metalmecânico, eletroeletrônico, têxtil e agronegócio (cana-de-açúcar). A região possui 11 municípios localizados no eixo das rodovias Castello Branco e Raposo Tavares, com economias baseadas em atividades industriais. Destes, cinco apresentam especial importância na economia do Estado: Sorocaba, Itu, Salto, Cerquilho e Votorantim. É a maior produtora agrícola entre as regiões metropolitanas, com elevada diversidade. Tem papel relevante na produção estadual de minérios, como cimento, calcário, rocha ornamental, pedra brita, argila, complexos carbonatíticos e tungstênio. Com Produto Interno Bruto (2011) de R$ 46,7 bilhões, é equivalente a 3,46 % do PIB gerado no Estado e ocupa a 11º posição da economia estadual. Este porcentual é próximo ao da RM de Santos (3,88%), superado apenas pelos das RMs do Vale do Paraíba e Litoral Norte (4,68%), Campinas (7,84%) e de São Paulo (56,32%). Apresenta a atividade industrial voltada à inovação e ao desenvolvimento científico e tecnológico. Abriga o Parque Tecnológico de Sorocaba, inaugurado em 2012. Conta com a Agência de Inovação e a Incubadora Tecnológica, laboratórios e convênios com mais de 10 universidades nacionais e internacionais, Centro Experimental de...

Leia mais
Creci divulga pesquisa sobre imóveis usados na capital paulista
maio07

Creci divulga pesquisa sobre imóveis usados na capital paulista

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis, divulgou hoje uma pesquisa dando um panorama a respeito da venda e locação de imóveis residenciais na cidade de São Paulo em fevereiro deste ano. Leia a seguir. Salário mínimo não paga aluguel nem de quitinete em várias regiões de São Paulo. Alugar uma quitinete com pouco mais de 30 metros quadrados na cidade de São Paulo custa mais que um salário mínimo por mês em várias regiões da Capital. Nas Zonas A e B, nenhum apartamento desse tipo tinha em fevereiro aluguel inferior ao salário mínimo – tanto o nacional de R$ 724,00 quanto o regional paulista de R$ 820,00. Pesquisa feita com 402 imobiliárias pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CRECISP) constatou que o aluguel desse tipo de imóvel na Capital variava em fevereiro de R$ 1.200,00 em bairros da Zona A, como Itaim Bibi e os Jardins, a R$ 935,00 nos bairros da Zona B, como Aclimação e Brooklin. Nessa mesma zona de valor estão bairros típicos de classe média, como Paraíso e Pinheiros. “O aluguel está estrangulando, literalmente, a renda de muitas famílias, o que fica evidente quando se considera que o rendimento médio real dos assalariados da Capital era de R$ 1.854,00 em fevereiro”, afirma José Augusto Viana Neto, presidente do CRECISP. “Pressionadas, as famílias se vêem obrigadas a morar cada vez mais longe, acomodar-se em moradias precárias ou até mesmo apelar para as invasões como último recurso”, acrescenta. “Já passou da hora de o governo perceber que o programa Minha Casa, Minha Vida não resolve esse grave problema social, que demanda soluções imediatas”, argumenta Viana Neto. O presidente do Creci paulista vê como “absolutamente necessária e urgente” a implantação de um programa nacional de aluguel social. “Da mesma forma que se concede subsídio para as famílias de baixa renda no Minha Casa, Minha Vida, é preciso subsidiar, com valores realistas, o aluguel de casas e apartamentos para as famílias que estão nessa situação dramática”, enfatiza. Além disso, Viana enfatizou a necessidade de se estabelecer uma tributação especial para estimular os investimentos em locações para a baixa renda. O presidente também ressaltou a importância de o Programa Minha Casa Minha Vida incluir os imóveis usados nos benefícios para que se tenha uma redução no valor dos imóveis por conta do aumento da oferta.   Saiba mais  Aluguel pressiona renda Vendas têm forte recuperação com crescimento de 27,66% em fevereiro “Zonas de valor”...

Leia mais
Aluguel pressiona renda
maio07

Aluguel pressiona renda

Pesquisa Crecisp: A pressão do aluguel sobre a renda das famílias explica porque os imóveis mais procurados são os de aluguel mais barato. Em fevereiro, segundo a pesquisa CRECISP, casas e apartamentos com aluguel mensal de até R$ 1.000,00 representaram 38,83% do total de imóveis alugados. A maioria das novas locações – 29,13% do total – concentrou-se em bairros da Zona D, seguidos pelos das Zonas C (26,76%), A (18,38%), E (13,48%) e B (12,25%). Quem alugou em fevereiro obteve descontos sobre o valor inicial do aluguel que variaram de 7,96% na Zona B a 13,13% na Zona E, onde estão os bairros mais afastados do centro e com valores de venda e locação menores que os das demais regiões. As 402 imobiliárias que responderam à pesquisa do Creci de São Paulo alugaram 4,73% a mais que em Janeiro. “Esse aumento é mais comum nos primeiros meses do ano, quando famílias costumam se mudar por causa da troca de emprego ou da escola dos filhos, e também em consequência dos migrantes e estudantes que vêm para a Capital iniciar curso ou faculdade”, explica Viana Neto. Foi esse aumento de procura o responsável pela alta de 2,79% na média dos aluguéis em fevereiro comparado a janeiro. Em 2013, a locação do mês de fevereiro teve uma expansão de 26,59% na comparação com janeiro. Os apartamentos, com 54,29% de participação no total de novas locações, dominaram o mercado em fevereiro. As casas somaram 45,71% do total. Como garantia de pagamento em caso de inadimplência dos inquilinos, os proprietários preferiram os fiadores, presentes em 41,09% dos contratos assinados nas imobiliárias pesquisadas (ver quadro abaixo). Dos preços praticados em fevereiro, a locação de casas de 2 dormitórios situadas em bairros da Zona B passou de R$ 1.450,00 para R$ 1.945,83, aumentando 34,20% no período. Já o aluguel de apartamentos tipo quitinete na Zona D sofreu queda de 28,57%, passando de R$ 700,00 em janeiro para R$ 500,00 em fevereiro. Nas imobiliárias consultadas pelo CRECISP, foi devolvido um número de chaves equivalente a 62,87% do total de novas locações. O número é 0,08% maior que o apurado em janeiro e na maioria dos casos, a devolução se deu pelo fato de o locatário não suportar o valor do novo aluguel, sendo levado a buscar uma nova moradia em regiões mais periféricas em que haja disponibilidade de locação. A inadimplência aumentou – 5,45% dos inquilinos estavam inadimplentes em fevereiro, ou 59,36% a mais que os 3,42% do mês anterior. O número de ações judiciais aumentou 12,98%. Pesquisa feita pelo CRECISP nos Fóruns da Capital constatou que foram propostas 4.509 ações em Fevereiro e 3.991 em Janeiro....

Leia mais
Vendas têm forte recuperação com crescimento de 27,66% em fevereiro
maio07

Vendas têm forte recuperação com crescimento de 27,66% em fevereiro

Pesquisa divulgada hoje (07/05) pelo Crecisp, indica recuperação das vendas em fevereiro. Depois de iniciarem o ano em queda de 17,84% sobre dezembro de 2013, as vendas de imóveis usados recuperaram-se em fevereiro. As 402 imobiliárias que o CRECISP consultou venderam 27,66% a mais em fevereiro na Capital, fazendo o índice de vendas subir de 0,2391 em janeiro para 0,4154 em fevereiro. Em consequência, o preço médio do metro quadrado dos imóveis usados subiu 2,9% em relação a janeiro. Foram vendidos 59,88% do total em apartamentos e 40,12% em casas, a maioria com financiamento bancário – 54,49% tiveram o suporte do empréstimo feito pela Caixa Econômica Federal e por outros bancos. As vendas à vista representaram 37,72% do total negociado pelas imobiliárias e as vendas financiadas pelos proprietários somaram 4,19%. As vendas por intermédio de consórcio somaram 3,59%. Os descontos concedidos pelos proprietários sobre os preços originalmente pedidos foram de 6% na Zona D; 11,54% na Zona C; 13,68% na Zona A; 8,2% na Zona E; e 14,88% na Zona B. Imóveis com valor médio de até R$ 400 mil somaram 56,89% das vendas feitas pelas 402 imobiliárias. A pesquisa CRECISP apurou que, na distribuição dos imóveis vendidos por faixa de preços, a maioria – 59,84% do total – enquadrou-se na faixa de até R$ 5.000,00 o metro quadrado. Em fevereiro, os preços praticados para os apartamentos de padrão médio com até 7 anos de construção e situados em bairros da Zona C passaram de R$ 6.500,00 para R$ 7.693,71, com um aumento de 18,36%. Para as casas de padrão médio construídas há mais de 15 anos e situadas na Zona D, o preço médio praticado do metro quadrado baixou 18,25%, de R$ 3.405,71 em janeiro para R$ 2.783,70 em fevereiro. As vendas dos imóveis usados na Capital distribuíram-se da seguinte forma entre as zonas de valor: 31,7% na Zona A; 21,59% na Zona D; 24,58% na Zona C; 15,55% na Zona E; e 6,58% na Zona B.   Saiba mais  Salário mínimo não paga aluguel de quitinete em SP Aluguel pressiona renda “Zonas de...

Leia mais
“Zonas de valor”
maio07

“Zonas de valor”

Saiba como o Crecisp dividiu a cidade em zonas de acordo com a valorização. O Tatuapé encontra-se na C, enquanto o Jardim Anália Franco está cotado na Zona A. Zona A – Alto da Boa Vista, Alto de Pinheiros, Brooklin Velho, Campo Belo, Cidade Jardim, Higienópolis, Itaim Bibi, Jardim América, Jardim Anália Franco, Jardim Europa França, Jardim Paulista, Ibirapuera, Moema, Morro dos Ingleses, Morumbi, Real Parque, Pacaembu, Perdizes, e Vila Nova Conceição. Zona B – Aclimação, Alto da Lapa, Bela Vista, Alto de Santana, Brooklin, Cerqueira César, Chácara Flora, Alto da Lapa, Consolação, Granja Viana, Indianópolis, Jardim Guedala, Jardim Marajoara, Jardim Paulistano, Jardim São Bento, Jardim São Paulo, Paraíso, Pinheiros, Planalto Paulista, Pompéia, Sumaré, Sumarezinho, Vila Clementino, Vila Madalena, Vila Mariana, Vila Olímpia. Vila Sônia. Zona C – Aeroporto, Água Branca, Bosque da Saúde, Barra Funda, Butantã, Cambuci, Chácara Santo Antônio, Cidade Universitária, Horto Florestal, Ipiranga (Museu), Jabaquara, Jardim Bonfiglioli, Jardim Prudência, Jardim Umuarama, Lapa, Mandaqui, Mirandópolis, Mooca, Santa Cecília, Santana, Santo Amaro, Saúde, Tucuruvi, Vila Alexandria, Vila Buarque, Vila Leopoldina, Vila Mascote, Vila Mazzei, Vila Romana, Vila Sofia, Tatuapé. Zona D – Água Rasa, Americanópolis, Aricanduva, Belém, Bom Retiro, Brás, Butantã (periferia), Campo Grande, Campos Elíseos, Carandiru, Casa Verde, Centro, Cidade Ademar, Cupecê, Freguesia do Ó, Glicério, Imirim, Itaberaba, Jaçanã, Jaguaré, Jardim Miriam, Liberdade, Limão, Pari, Parque São Domingos, Penha, Pirituba, Rio Pequeno, Sacomã, Santa Efigênia, Sapopemba, Socorro, Tremembé, Veleiros, Vila Alpina, Vila Carrão, Vila Formosa, Vila Guilherme, Vila Maria, Vila Matilde, Vila Medeiros, Vila Prudente. Zona E – Brasilândia, Campo Limpo, Cangaíba, Capão Redondo, Cidade Dutra, Ermelino Matarazzo, Grajaú, Guaianases, Itaim Paulista, Itaquera, Jardim Ângela, Jardim Brasil, Jardim São Luis, Lauzane Paulista, M’Boi Mirim, Parelheiros, Pedreira, Santo Amaro (periferia), São Mateus, São Miguel Paulista, Vila Arpoador, Vila Curuçá, Vila Indiana, Vila Nova Cachoeirinha.   Saiba mais  Salário mínimo não paga aluguel de quitinete em SP Aluguel pressiona renda Vendas têm forte recuperação com crescimento de 27,66% em...

Leia mais
Preocupação ambiental deve pautar a segunda votação do PDE
maio01

Preocupação ambiental deve pautar a segunda votação do PDE

Rafael Carneiro da Cunha – CMSP Aprovado nesta quarta-feira (30/4), em primeira votação, o texto substitutivo ainda irá passar por uma segunda votação antes de seguir à sanção do Executivo, quando novas emendas de vereadores devem ser apresentadas. Para o vereador Floriano Pesaro (PSDB), o texto aprovado hoje melhorou muito em relação àquele que foi enviado pelo Executivo, mas ele ainda precisa evoluir mais. “O texto que chegou à Câmara era ruim, falava de uma cidade que não existia. Já identificamos emendas importantes e elas serão apresentadas na segunda votação. Sanam problemas como o da Nova Palestina, dão a possibilidade de que os idosos e deficientes sejam contemplados em maior número nas habitações de interesse social e, por fim, preservam as áreas de mananciais.” Assim como Pesaro, os vereadores Rubes Calvo (PMDB), Paulo Frange (PTB) e José Police Neto (PSD) também pretendem apresentar novas emendas. Para Calvo, é importante rever as questões relacionadas às áreas contaminadas e, se possível, realizar um plano diretor específico para elas. O mesmo será sugerido no que se refere às águas. Já Frange, possui nove emendas. Dentre elas estão a que prevê o avanço imobiliário sobre zonas residenciais e a que prevê um alinhamento das questões ambientais com a legislação federal. “Vou levar para o debate alguns pontos que falei exaustivamente nesse plenário e há seis meses venho discutindo. Não dá para regular a região central pela destruição dos prédios já construídos. Tem que ser pelo reaproveitamento do que já está ali, fazendo um ‘retrofit’ que sirva para a população de baixa renda”, defendeu Police Neto. O vereador ainda é crítico à maneira como será definida a outorga onerosa (pagamento realizado pelas empreiteiras para construir acima do permitido pelo zoneamento). Relator do Plano Diretor, o vereador Nabil Bonduk salientou que não serão aceitas emendas que vão contra o propósito do projeto. “Temos aperfeiçoamentos a fazer e as audiências realizadas a partir do dia 5/4 geraram sugestões de melhorias, que serão analisadas e poderão ser...

Leia mais
Após dois dias de trabalho e quebradeira, PDE é aprovado em 1ª votação
abr30
Leia mais
Não vai ter… Copa
abr29

Não vai ter… Copa

Gerson Soares Assista o início desta reportagem sobre a manifestação contra a realização da Copa da Fifa no Brasil. A concentração aconteceu na esquina da Rua Gonçalves Crespo com a Rua Tuiuti, no Tatuapé em São Paulo, nesta noite do dia 29 de abril.

Leia mais
Alckmin anuncia inscrições para o primeiro vestibular da Universidade Virtual do Estado de SP
abr24

Alckmin anuncia inscrições para o primeiro vestibular da Universidade Virtual do Estado de SP

Serão oferecidas 3.330 vagas para novos cursos de engenharia e licenciatura na primeira instituição pública de ensino superior à distância do país. O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 24, a abertura das inscrições para o primeiro vestibular da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp). Serão oferecidas 3.330 vagas para seis novos cursos – duas engenharias (Produção e Computação) e quatro licenciaturas (Química, Física, Biologia e Matemática). Os cursos serão ministrados, em média, 80% à distância, pela internet, e 20% presencialmente, em polos localizados em todo o Estado. A Univesp é a primeira instituição pública de ensino à distância do país. As inscrições poder ser feitas de 28 de abril a 16 de maio no site www.univesp.br/vestibular. O candidato deve escolher uma das duas formações. São 1.296 vagas para engenharias e 2.034 para licenciaturas. Todos os cursos são gratuitos e as aulas começam no segundo semestre. Também é preciso optar por dois polos de apoio presencial. O vestibular será realizado no dia 8 de junho. As aulas começam em 26 de julho. “Isso possibilitará a muitas pessoas que não teriam condições de fazer o curso superior conseguirem se formar em licenciatura, para ser professor, ou em engenharia, podendo estudar à distância. Farão o curso pela internet e por meio de aulas presenciais, com todo material didático preparado e apoio das melhores universidades de São Paulo e do Centro Paula Souza”, afirmou o governador. Criada em 2008, inicialmente como um programa, a Univesp foi institucionalizada como a quarta universidade pública paulista por meio da Lei no 14.836, de 20 de julho de 2012. Com isso, o Governo do Estado pretende ampliar o acesso ao ensino superior público de qualidade, fazendo uso de tecnologias e modernas metodologias de ensino e aprendizagem. Serão oferecidas bonificações na nota final (redação + prova objetiva) para candidatos que se enquadrarem nos perfis descritos abaixo, na ordem de: I – Candidatos que se autodeclarem, no ato da inscrição, pretos, pardos ou índios (PPI) e que cursaram todo o Ensino Médio ou equivalente em escola pública no Brasil – 20%; II – Candidatos que não se autodeclararam PPI e que cursaram todo o Ensino Médio ou equivalente em escola pública no Brasil – 15%; III – Candidatos formados há pelo menos 10 (dez) anos no Ensino Médio ou equivalente – 10%; IV – Candidatos que se autodeclarem PPI – 5%. Cursos Os cursos de engenharia têm duração de cinco anos e serão oferecidos em 18 polos distribuídos em oito cidades do Estado: Barretos, Diadema, Franca, Jaú, Santos, São José dos Campos, São Paulo e Tarumã. As licenciaturas têm duração de 4 anos e serão oferecidas...

Leia mais
CGM e MP de Contas do TCE-SP, juntos contra a corrupção
abr23

CGM e MP de Contas do TCE-SP, juntos contra a corrupção

Controladoria Geral do Município e Ministério Público de Contas do TCE-SP firmam parceria de combate à corrupção. Órgão terá acesso ao software de declaração patrimonial, sistemas de filtro e metodologia de análise desenvolvidos pela CGM para identificar suspeitos de enriquecimento ilícito. Procuradores querem fortalecer os controles internos dos 644 municípios. A Controladoria Geral do Município (CGM) e o Ministério Público de Contas, que atua junto ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, firmaram nesta terça-feira (22), na sede da Prefeitura, um termo de cooperação para o desenvolvimento de ações conjuntas para prevenir e combater a corrupção. “Essa parceria tem como objetivo o desenvolvimento de uma série de operações de interesse comum, com destaque para a questão da transferência do conhecimento relativo à metodologia da análise patrimonial como forma de combate à corrupção”, afirmou Mário Spinelli, secretário da Controladoria Geral do Município. Ele destacou ainda que hoje no país não existe uma cultura que utilize a análise patrimonial como ferramenta de combate à corrupção. “Muitas vezes, essas declarações de bens e rendas são entregues em envelopes lacrados e eles assim permanecem; às vezes nunca são abertos”, disse. Por meio da parceria, a CGM compartilhará com o Ministério Público de Contas não só a metodologia utilizada para a análise da evolução patrimonial, mas também ferramentas para a identificação de possíveis casos de enriquecimento ilícito, o que inclui a produção de informações estratégicas e de inteligência, a utilização de matrizes de risco, o cruzamento de dados e uso de processos de análise de fluxos de caixa. O Ministério Público de Contas também terá acesso ao código-fonte do Sistema de Registro de Bens dos Agentes Públicos, sistema desenvolvido pela Controladoria do Município – com colaboração da Prodam – com o objetivo de efetuar a análise da evolução patrimonial dos agentes públicos. “Acho que o grande fator deste termo de cooperação é que ele traz a experiência de controle interno (da Prefeitura), somada à vivência do controle externo no Ministério Público de Contas, com a identificação dos principais problemas que impedem a comunicação da transparência”, disse Celso Augusto Matuck Feres Júnior, procurador geral do TCE. O uso da metodologia de análise patrimonial dos servidores públicos permitiu à Controladoria do Município identificar, no ano passado, servidores municipais com patrimônio incompatível com a sua remuneração em decorrência de um esquema de cobrança de propina no ISS-Habite-se. O TCE pretende aplicar o modelo utilizado pela Prefeitura aos demais 644 municípios paulistas e a todos os órgãos do Estado que têm de prestar contas ao TCE. Entre as iniciativas previstas, estão a digitalização e regularização da declaração de bens dos servidores públicos de São Paulo. Ainda...

Leia mais
Conheça os parklets, os novos espaços da cidade
abr22
Leia mais
Alckmin dá início às obras da PPP que aumentará a oferta de água para a Grande São Paulo
abr13

Alckmin dá início às obras da PPP que aumentará a oferta de água para a Grande São Paulo

Novo sistema vai tratar 4.700 litros por segundo e abastecer 1,5 milhão de moradores de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista. O governador Geraldo Alckmin anunciou, nesta quinta-feira 10, o início das obras da PPP (Parceria Público-Privada) do Sistema Produtor de Água São Lourenço, em Vargem Grande Paulista. A obra vai ampliar a capacidade de produção de água tratada para a Região Metropolitana de São Paulo em 4.700 litros por segundo. Atualmente, a Sabesp tem capacidade instalada para produzir 73 mil litros de água tratada a cada segundo. Com a entrada do sistema São Lourenço, esse volume chegará a 77.700 L/s. Serão beneficiados diretamente 1,5 milhão de moradores de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista. A iniciativa também trará benefícios indiretos para toda a Região Metropolitana de São Paulo, já que o novo sistema produtor aumentará a oferta de água e será interligado a outros sistemas existentes. “Hoje nasce um novo sistema produtor de abastecimento de água que será importante para toda a metrópole, porque vai aliviar o Sistema Cantareira. Para chegar até aqui, foram mais de dois anos e meio de trabalho, com planejamento, projeto funcional, projeto executivo, outorgas, audiências públicas, licenciamento, preparação da PPP, assinatura de contrato e agora o início das obras”, afirmou Alckmin durante o evento. O investimento de R$ 2,21 bilhões será feito integralmente pela empresa vencedora da licitação. Batizada de Sistema Produtor São Lourenço S.A., ela é uma parceria entre as construtoras Camargo Correa e Andrade Gutierrez. A expectativa é que sejam criados 2.000 empregos diretos e indiretos. A entrada em operação do sistema está prevista para 2017. Com o investimento, a Sabesp vai captar água na represa Cachoeira do França (Ibiúna), que é formada pelo rio Juquiá. É uma obra de grande porte e complexa. Um dos pontos principais é o bombeamento da água para superar o desnível de 300 metros da Serra de Paranapiacaba. A tubulação que levará a água até as residências inclui ainda um túnel de 1.100 metros pela serra e uma passagem por baixo da rodovia Raposo Tavares, por meio de método não destrutivo. Ou seja, não será necessário interromper o tráfego para a execução dessa travessia. Em parte do trajeto, os tubos chegam a ter 2,10 metros de diâmetro. Serão instalados também uma Estação de Tratamento de Água, estações de bombeamento, 83 km de adutoras (grandes tubulações), além de reservatórios para armazenar um total de 110 milhões de litros de água. A nova água vai abastecer o oeste e sudoeste da Grande São Paulo, onde mais cresce a população na metrópole. Serão beneficiados condomínios residenciais...

Leia mais
Médicos podem ganhar até 17,7 mil, com novo plano de carreira do governo
abr07

Médicos podem ganhar até 17,7 mil, com novo plano de carreira do governo

Alckmin sanciona lei que garante vencimento de até R$ 17,7 mil para médico que trabalhar em regiões de periferia. Pagamento será de até 30% a mais aos profissionais que atuarem em regiões distantes; ganhará bônus quem tiver mestrado, doutorado ou pós-doutorado. O governador Geraldo Alckmin sancionou nesta segunda-feira, 7 de abril, o projeto de lei que estabelece salário de até R$ 17,7 mil por mês para médicos que trabalharem em hospitais estaduais de administração direta localizados em regiões de periferia, como Taipas, Guaianases e São Mateus, na capital paulista, e Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. O valor é 30% superior em relação ao salário-base dos profissionais que atuam em regiões mais centrais. “Hoje é um dia muito especial para a população do Estado de São Paulo, que é a principal beneficiada com o aprimoramento do plano de carreira dos médicos”, afirmou o governador. O aumento, 22,5% maior do que o previsto inicialmente na lei que instituiu o Plano de Carreira dos médicos da rede estadual em 2013, foi aprovado na última semana pela Assembleia Legislativa. No evento, realizado no Palácio dos Bandeirantes, Alckmin destacou o empenho do Governo na questão da saúde. “Hoje temos mais de 50 AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), que fazem o atendimento secundário, estamos ampliando a rede hospitalar, avançamos no combate ao câncer com a Rede Hebe Camargo e no atendimento a pessoas com deficiência, com a Rede Lucy Montoro”, afirmou Alckmin. Além de garantir o aumento da remuneração dos médicos que atuam em unidades de saúde de difícil fixação, as alterações realizadas na lei vigente garantem também um bônus, que varia de R$ 1.330 a R$ 1.957,50, aos profissionais que possuírem títulos de mestrado, doutorado e pós-doutorado. O objetivo é atrair profissionais altamente qualificados para a rede pública de saúde. A lei estabelece três classes: Médico I (até cinco anos de serviço público), Médico II (mais de cinco anos até 10 anos) e Médico III (acima de 10 anos). O valor da remuneração de até R$ 17,7 mil será para o profissional de classe III com carga horária semanal de 40 horas, que receba o teto do Prêmio de Produtividade Médica, além de outras gratificações, trabalhe em unidades de saúde Periféricas e tenha título de pós-doutorado. Esse prêmio será pago conforme avaliação da produtividade, resolutividade, assiduidade, qualidade dos serviços prestados, responsabilidade e eficiência na execução das atividades profissionais. O valor do prêmio será computado para o cálculo de férias e décimo-terceiro salário. Os médicos enquadrados na classe III receberão, com teto de produtividade e demais critérios relacionados à localidade e à especialização, até R$ 9,5 mil por jornada de 24 horas semanais,...

Leia mais
Prefeitura combate dengue em áreas críticas
abr04

Prefeitura combate dengue em áreas críticas

Prefeitura intensifica ações de combate à dengue em distritos considerados críticos. Na média, a capital tem taxa de incidência com média de 10,4 casos para cada 100 mil habitantes. Número de notificações disparou em distritos próximos a Osasco: Lapa, Jaguaré e Rio Pequeno, na zona oeste, além de Tremembé (norte) e Vila Jacuí (leste). O registro de casos de dengue neste ano em São Paulo aumentou em 15,4% na comparação com o mesmo período de 2013. A comparação é feita considerando as notificações recebidas nas primeiras 13 semanas epidemiológicas e pode variar na medida em que os casos são notificados pelas unidades de saúde. Até o momento, foram notificados 1166 casos de dengue em 2014, o que resulta em uma taxa de incidência de 10,4 (casos para cada 100 mil habitantes) considerada baixa, de acordo com o Ministério da Saúde. Em 2013, foram registrados 2.617 casos e índice 23,3. “São Paulo sempre teve a metade do índice que o Ministério preconiza como de baixa incidência. Mas temos que estar sempre com precaução para não deixar esse índice superar esse patamar baixo”, disse o secretário municipal da Saúde, José De Filippi Jr. “Nós estamos na semana de número 14 agora. Os dados são referentes a semana de número 13 e, por um acompanhamento epidemiológico de todos os últimos anos e da incidência da dengue, sabemos que a semana crítica é a 16, daqui duas semanas, portanto. É preciso essa ação preventiva desde já”. De acordo com o secretário, a ausência de chuvas neste Verão atrasou o aparecimento e transmissão da doença, já que as larvas do mosquito aedes aegypti dependem da água para chegarem na fase adulta, quando o mosquito se torna transmissor da doença. “O que identificamos é que existe uma defasagem em relação aos outros anos de duas a três semanas. Temos de nos preparar porque o pico que acontecia em março, vai acontecer em abril”, explicou o secretário. A Supervisão de Vigilância em Saúde (SUVIS) da região da Lapa e do Jaguaré vem realizando ações de prevenção e combate ao mosquito. Ao todo, já foram realizados 230 bloqueios de criadouros (cada bloqueio equivale em média a nove quarteirões e 500 imóveis) e 224 bloqueios de nebulização (aparelho costal). Além disso, três operações Cata-Bagulho foram realizadas em parceria com as subprefeituras para a retirada de lixos que possam acumular água. Na segunda (7), a COVISA, em parceria com a Subprefeitura Lapa/Pinheiros e Prefeitura de Osasco farão ação conjunta na mesma região. As ações realizadas de casa a casa e a nebulização serão ampliadas nos dois municípios. Durante as ações as equipes distribuem toucas para caixa d’água, uma tela...

Leia mais
Corredor Norte-Sul e Radial Leste têm iluminação revitalizada
mar28

Corredor Norte-Sul e Radial Leste têm iluminação revitalizada

Além de tornar a cidade mais bela, nova iluminação quer garantir mais qualidade de vida ao cidadão paulistano. Principal ligação viária entre as regiões Norte e Sul da cidade, o trecho compreendido entre a Praça Campo de Bagatelle e o Aeroporto de Congonhas, que engloba vias como Avenidas Santos Dumont, Tiradentes, 23 de maio e Washington Luiz, além do Vale do Anhangabaú, terá a iluminação pública remodelada até 15 de maio. Dividida em duas partes, a obra, que está sendo coordenada pelo Departamento de Iluminação Pública (Ilume), faz parte das metas do Programa de Iluminação traçado para 2014, que tem como objetivo aumentar os níveis de iluminação da cidade. No primeiro trecho, de 17 quilômetros, que vai do Aeroporto ao Vale do Anhangabaú, serão substituídos 453 postes, que receberão 688 luminárias com tecnologia LED 280 Watts no lugar das atuais lâmpadas de vapor de sódio de 400 Watts. No segundo, os 3,5 quilômetros que fazem a ligação do Vale do Anhangabaú à Praça Campo de Bagatelle, 500 lâmpadas de vapor de sódio 400 Watts serão substituídas por de vapor metálico (luz branca) de igual potência. Outro importante corredor que está sendo revitalizado é a Radial Leste, que cruza todo o eixo leste da cidade até o centro (Parque Dom Pedro II). Em uma extensão de 24 quilômetros, que compreende trecho da Avenida Alcântara Machado, Rua Melo Freire e as Avenidas Conde de Frontin, Antônio Estevão de Carvalho, Luís Ayres e José Pinheiro Borges, 1.289 lâmpadas de vapor de sódio serão trocadas por de vapor metálico.Além disso, a via será contemplada com a instalação de outros 24 pontos de iluminação, que abrigarão 35 luminárias com lâmpadas de vapor metálico. “A iluminação dos principais corredores faz parte do compromisso de tornar a nossa cidade mais iluminada e, por conseguinte, mais bela, contribuindo, dessa maneira, para a ampliação da qualidade de vida de seus habitantes”, afirma Simão Pedro, secretário de...

Leia mais
Parcerias público-privadas para iluminar melhor a cidade de São Paulo
mar27

Parcerias público-privadas para iluminar melhor a cidade de São Paulo

Empresas interessadas em melhorar iluminação da cidade entregam estudos de viabilidade técnica e econômica. Propostas serão analisadas por uma comissão nos próximos 60 dias e deverão estar alinhadas com as necessidades do mercado. A Secretaria de Serviços recebeu, até o final do prazo em 14 de março, 11 estudos de viabilidade técnica e econômica de empresas autorizadas a apresentar estudos de modernização, otimização, expansão, operação e manutenção da infraestrutura da rede de iluminação pública, de acordo com Chamamento Público 01/2013, que prevê a participação da iniciativa privada, por meio de parcerias, em projetos de melhorias do parque luminotécnico da cidade, composto por mais de 560 mil lâmpadas. Com foco na qualidade do serviço a ser prestado, os estudos serão analisados, nos próximos 60 dias, por uma Comissão Especial de Avaliação que, além de parecer, emitirá um edital de consulta pública, uma espécie de “tira-dúvidas” aberta à sociedade e setores especializados. A partir dos dados coletados será feita uma licitação para escolher os vencedores. De acordo com o chamamento, os estudos deverão promover, entre outros pontos, a melhoria do índice ou grau de luminância implantado para níveis adequados ao tipo da via, a redução do consumo de energia elétrica, a viabilização do uso de ferramentas de Tecnologia da Informação no controle efetivo e em tempo real do comportamento da rede de iluminação pública, o controle e a medição da eficiência do serviço prestado pela luminosidade entregue e a garantia da transparência da informação e da gestão. As propostas deverão estar alinhadas para atender ao interesse público. Espera-se também que promovam estudos de atualização e expansão dos ativos, englobando todos os serviços a eles agregados, como a criação de um centro de controle operacional com a função de monitorar os incidentes registrados com a iluminação na hora em que eles acontecem. Para o secretário de Serviços, Simão Pedro, a iluminação de São Paulo registrou um salto de qualidade no ano passado ao remodelar cerca de 125 mil pontos de Iluminação (substituição de lâmpadas de vapor de mercúrio por de vapor de sódio), além da implantação de 18 mil novos pontos. “No entanto, é preciso fazer mais. Chegamos à conclusão de que podemos ir mais longe se utilizarmos a experiência e o conhecimento da iniciativa privada”, afirma. Pela parceria a ser firmada, os vencedores da licitação ficarão com a arrecadação da Contribuição para custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip), estimado para 2013 em R$ 271 milhões. Esse valor é pago pelo contribuinte na conta de luz – R$ 4,44 por residência e R$ 13,99 para imóveis não...

Leia mais
NET: modelo e inspiração para as piores práticas comerciais
mar27

NET: modelo e inspiração para as piores práticas comerciais

Gerson Soares Atualização hoje (10/04/2014) Após 3 meses e 12 dias da data do cancelamento, depois de fazer três cobranças indevidas em janeiro, fevereiro e março, a empresa Net Serviços finalmente enviou um funcionário para retirar o equipamento que foi usado como desculpa para justificar as cobranças geradas indevidamente. Desculpa por que desde o cancelamento, no dia 26 de dezembro de 2013, ficou acertado que um funcionário retiraria os dois aparelhos, que serviam para captar o sinal da Net em dois pontos na residência, no dia 4 de janeiro. Naquela data, um dos aparelhos foi levado e o outro deixado no local sem justificativa, como mostram as reportagens anteriores a respeito deste caso que acompanhamos. Os transtornos continuaram neste mês de abril, quando mais uma vez a empresa enviou uma cobrança para ser paga na totalidade da assinatura, tendo o ex-assinante que se submeter a horas ao telefone para conseguir receber uma fatura sem a cobrança indevida que será paga hoje (10/04). Esperamos que agora a Net Serviços tenha entendido e o seu famoso sistema tenha assimilado o cancelamento da assinatura para que no próximo mês a cobrança não seja mais uma vez efetuada indevidamente. Reportagem iniciada em 18/03/2014 http://alotatuape.com.br/?p=2853 Atualizada em 24/03/2014 http://alotatuape.com.br/?p=2984 Última atualização, hoje 27/03/2014 às 9h. Ficamos 1 hora e 11 minutos ao telefone. Ainda estávamos ao telefone com a atendente da Net Serviços, empresa de TV a cabo e telefonia, quando começamos a redigir esta atualização da reportagem iniciada no dia 18 de março. Afinal, hoje (27) o recorde de tempo despendido com a Net foi quebrado: 41m25s com os primeiro e segundo atendentes, mais 29m30s com o terceiro atendente ao telefone, o que gerou três protocolos. Num total de 1 hora e 11 minutos, a partir das 8 horas desta manhã. Todo esse esforço é para efetivar o cancelamento de uma assinatura e tentar efetuar o pagamento de um dos serviços prestados pela empresa, o Net Virtua, que está na mesma fatura cobrada indevidamente de uma TV por assinatura Net Combo, cancelada no dia 26 de dezembro de 2013, e que em pleno dia 20 de março, três meses depois volta a ser cobrada integralmente, mesmo tendo sido reconhecidos pagamentos proporcionais ao cancelamento. Tentar redigir todos os detalhes é revoltante e levam qualquer um à momentos de ira. No Brasil, que por brincadeira ou trocadilho deriva de braseiro, vive-se num inferno onde tudo é possível e impossível. É viável, por exemplo, reclamar que a oposição ao governo instale uma CPI para verificar possíveis desfalques na gestão. É possível que gestores da Petrobrás comprem uma usina que não chegava ao valor de 50 mil...

Leia mais
Unidade móvel para atender mulheres em situação de violência começa a circular em abril
mar26

Unidade móvel para atender mulheres em situação de violência começa a circular em abril

Ônibus recebido nesta segunda-feira (24) pela Prefeitura de São Paulo faz parte das ações do programa “Mulher, Viver sem Violência”, do Governo Federal, e circulará na primeira quinzena de abril, prioritariamente nos bairros com mais ocorrências de violência, como Parelheiros e Marsilac, no extremo Sul da cidade. A informação foi dada pela Secretaria Executiva de Comunicação da Prefeitura de São Paulo, que recebeu uma unidade móvel de atendimento às mulheres em situação de violência. O ônibus itinerante foi cedido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM) para a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres. O atendimento na unidade móvel será multidisciplinar e será feito em parceria com as secretarias de Assistência Social, Transportes, Saúde e Segurança Urbana. Durante a solenidade de entrega na sede da Prefeitura, que marcou também o lançamento da nova edição da campanha “Quem ama abraça nas escolas”, o prefeito Fernando Haddad destacou o papel do equipamento na redução da violência contra a mulher e citou uma experiência no Rio Grande do Sul, onde o acompanhamento de lares que tiveram casos de violência reduziu em 80% a reincidência das agressões e ameaças. “A vantagem de ser uma unidade móvel é que você pode levar as autoridades até onde a violência ocorre. Você não fica, passivamente, em uma delegacia da mulher ou no equipamento público, aguardando que a denúncia chegue. Você vai ao encontro do problema para superá-lo. Você vai onde ele está e coloca as autoridades competentes para resolver aquela situação”, afirmou Haddad. A ministra Eleonora Menicucci afirmou que a entrega da unidade móvel faz parte de uma política de universalização de serviços e ações contra a violência. De acordo com a ministra, 54 unidades foram entregues em todo o País e outras duas serão entregues ao Governo do Estado para atender o interior e territórios mais afastados. “Quando as mulheres sobem os degraus desses ônibus, sem dúvida elas estão deixando para trás o medo, o pacto do silêncio. Estão rompendo um dos maiores paradigmas e uma das maiores muralhas, que é o medo de denunciar o homem que ela escolheu para viver. Ela se torna um sujeito de direitos”, afirmou a ministra. “A produção do ônibus é uma iniciativa inédita, que também vai valorizar as trabalhadoras da agricultura urbana e o conjunto de mulheres que residem nas regiões mais distantes do Centro e que têm mais dificuldade de acesso aos serviços disponibilizados a elas”, disse a secretária municipal de Políticas para Mulheres, Denise Motta Dau. Além de São Paulo, a unidade circulará pelos municípios de Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu das Artes, Franco da Rocha, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Jandira, Osasco,...

Leia mais
Direto do Gabinete
mar25

Direto do Gabinete

Vereador Toninho Paiva, Sociedade MMDC e familiares celebram o primeiro ano de aniversário da Praça Capitão Gino Struffaldi, o ‘eterno menino de 32’ No dia 15 de março, foi realizada a solenidade em comemoração ao primeiro aniversário da Praça Capitão Gino Struffaldi, denominada pelo Vereador Toninho Paiva em homenagem ao ex-combatente da Revolução Constitucionalista, falecido em 2012, aos 98 anos de idade. O evento promovido pela Sociedade Veteranos de 1932 – MMDC (Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo) aconteceu na praça, localizada no bairro da Bela Vista (SP), e teve a participação de mais de cem pessoas entre autoridades, representantes da sociedade, oficiais militares e familiares do homenageado. Após a execução do Hino Nacional Brasileiro pela Banda da Polícia Militar do Estado de São Paulo, o presidente da Sociedade MMDC, Coronel PM Mário Fonseca Ventura, rememorou a trajetória heroica do veterano de 32. Em seguida, o filho do homenageado, Aldo Struffaldi, agradeceu a homenagem ao lado da mãe e viúva do Capitão Gino, Sra. Dinorah Ribas Struffaldi, os netos Daniel, Denis, Carla e a sobrinha neta Silvana, e os bisnetos Bruna, Eduardo e Felipe. Na oportunidade, o Vereador Toninho Paiva lembrou que o Capitão Gino Struffaldi completaria 100 anos e falou da importância do resgate do movimento MMDC para a cidade. Em seguida, 29 personalidades civis e militares foram agraciadas com uma medalha MMDC entregues pelo Cel. Ventura em conjunto com o Vereador. Entre os homenageados estavam tenentes-coronéis e majores da PM, membros da maçonaria e um escoteiro. Também participaram da solenidade representantes das seguintes entidades: Associação dos Oficiais da Reserva e Reformados da Polícia Militar do Estado de São Paulo (Aomesp); Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG); Associação para Valorização policial do Estado de São Paulo (AVPESP); Força Aérea Brasileira (FAB); Ordem Demolay Filantrópica Paramaçônica; Primeiro Batalhão Policial Militar Tobias De Águia (ROTA) e União dos Escoteiros do...

Leia mais
Net continua dando mau exemplo
mar24
Leia mais
Alckmin anuncia a integração entre o Sistema Cantareira e a bacia do Paraíba do Sul
mar19

Alckmin anuncia a integração entre o Sistema Cantareira e a bacia do Paraíba do Sul

Tubulações de 15 km serão construídas para garantir a segurança no abastecimento de água na macrometrópole paulista. O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quarta-feira, 19, a obra de integração entre o Sistema Cantareira e a represa Jaguari, em Igaratá, no Vale do Paraíba. A medida permitirá a transferência de água entre os reservatórios e aumentará a segurança no abastecimento da população. “A integração é uma medida inteligente para garantir o fornecimento de água na macrometrópole paulista, formada pelas Regiões Metropolitanas de São Paulo, Campinas, Baixada Santista e Vale do Paraíba e pela região de Sorocaba”, explicou o governador. A iniciativa terá um investimento estimado de R$ 500 milhões e será executada pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). A elaboração do projeto foi autorizada hoje pelo governador. Serão também providenciadas a outorga (autorização de transferência), o licenciamento ambiental e as liberações da ANA (Agência Nacional de Águas) e da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Após esse processo, a obra será executada em 14 meses. Será construído um conjunto de tubulações com 15 km de extensão para ligar a represa Atibainha, em Nazaré Paulista – parte do Sistema Cantareira –, e a represa Jaguari, na cidade de Igaratá, na bacia do Paraíba do Sul. Por esse conjunto serão bombeados 5.130 litros de água por segundo, em média. A obra permitirá o melhor aproveitamento da água armazenada nas diversas represas da macrometrópole. A transferência será feita quando houver sobra na bacia do Paraíba do Sul ou no Sistema Cantareira. Neste caso, a água de um reservatório poderá ser bombeada para o outro. A represa Jaguari, em Igaratá, tem capacidade para 1,2 bilhão de metros cúbicos de água. Para ter uma ideia do tamanho da represa, sozinha ela armazena 20% mais água do que os quatro reservatórios do Cantareira. Hoje, a Jaguari alimenta o rio Paraíba do Sul, situação que não será afetada pela nova obra. O que acontecerá é que essa represa poderá também receber ou enviar água para o Sistema Cantareira. Há outra represa também chamada Jaguari, que faz parte do Sistema Cantareira, localizada em Vargem e Joanópolis, na divisa com Minas Gerais. Além da integração entre a bacia do Paraíba do Sul e o Sistema Cantareira, o Governo do Estado possui outra obra de grande porte em andamento para garantir a segurança no abastecimento da população. O novo Sistema São Lourenço vai gerar mais 4.700 litros de água por segundo, volume suficiente para abastecer 1,5 milhão de moradores do oeste da Grande São Paulo: Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista. O investimento de R$ 2,21 bilhões já está...

Leia mais
NET compromete boas práticas de comércio e dá mau exemplo
mar18
Leia mais
CET no seu bairro – 2ª etapa
mar14
Leia mais
CET no seu bairro – 1ª etapa
mar14
Leia mais
Expo Revestir a Fashion Week dos setores de construção e arquitetura
mar06
Leia mais

Toninho Paiva homenageia Confrade Braz

No dia 15 de fevereiro, foi oficializada a denominação da Passarela Confrade Antonio Castelão Braz, situado sobre Avenida Aricanduva, na Zona Leste de São Paulo, conforme a Lei nº 15.696, de 15 de abril de 2013, de autoria do vereador Toninho Paiva (PR). As informações são da assessoria do Vereador. A cerimônia aconteceu, conforme o pedido da família, na data do aniversário do homenageado que completaria 80 anos de idade na data. Destacado empreendedor do ramo de contabilidade e integrante da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) ou ‘Vicentinos‘, movimento católico dedicada à caridade e justiça fraterna, o Confrade Braz – como era conhecido, muito se dedicou em favor das pessoas necessitadas. Cerca de 100 pessoas participaram do ato solene que contou com a presença dos familiares do homenageado: a viúva Maria Helena Nogueira Braz e suas irmãs Avanir Nogueira Moisés e Luci Nogueira Paulilo, os dois filhos, o desembargador Dr. Afonso Celso Nogueira Braz e Ana Lúcia Nogueira Braz, os netos André Braz e Noeli Godinho Nogueira Braz, e Maria Conceição Braz, uma das irmãs do prestigiado; também participaram do evento o Subprefeito de São Mateus, Fernando Elias Alves de Melo, os confrades e consócias da SSVP, o Padre César Gobbo da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, da Vila Diva, na Zona Leste, e moradores da região. A passarela que homenageia o Confrade Braz, falecido em 2011, está localizada na altura do número 6750 da Avenida Aricanduva, entre os Bairros de Cidade Líder e São Mateus, pertencente às Subprefeituras de Itaquera e São Mateus, na Zona Leste da cidade. Carinhosa homenagem Durante a inauguração, o vereador Toninho Paiva (PR), emocionado, afirmou ser um momento de perpetuar o nome do ‘amigo e confrade’ por sua dedicação ao próximo como um homem da comunidade. “Poucos conheceram o trabalho e a dedicação aos mais necessitados do meu amigo, confrade, conhecido como nosso general Braz que hoje completaria 80 anos e nos deixou saudade. Por tudo que fez merece ter sua história e o nome perpetuados nesta região como uma carinhosa homenagem”, ressaltou. Para simbolizar a homenagem, o vereador Toninho Paiva entregou a cada um dos familiares presentes, ao Pe. César Gobbo e a amigos vicentinos um fac-símile com o texto da Lei que denomina a passarela. Após a entrega dos fac-símiles, Pe. César ministrou a bênção ao logradouro seguida de uma oração e do descerramento da fita pelo vereador junto com os familiares, oficializando o nome da passarela. Ao final da cerimônia, todos cantaram parabéns ao Confrade Braz seguido de um momento coletivo de oração. Biografia Confrade Braz: pai de família, empreendedor e homem de religião dedicado aos necessitados Antonio C....

Leia mais
Veículos apreendidos serão compactados
fev18

Veículos apreendidos serão compactados

Publicado em 18 de fevereiro de 2014 Alckmin inicia compactação de veículos apreendidos na capital. Liberação dos pátios permitirá a melhora da logística da apreensão e, consequentemente, a fiscalização de veículos. “Fizemos um leilão para a empresa que fará a compactação de 13.500 veículos, dos quais 62% já estão liberados. E temos uma licitação aberta para mais 32 mil. Chegaremos a 45 mil veículos”, afirmou Alckmin. O governador destacou que essa medida se soma à Lei dos Desmanches, que combate o roubo de veículos, pois quebra a cadeia econômica em torno do crime ao endurecer as exigências para a venda de peças usadas. Na Argentina, lei semelhante reduziu em 50% os roubos de carros e motos. “Isso tem dupla importância para a segurança pública, pois inibe o roubo de carros para tirar peças e o latrocínio. Por outro lado, libera os pátios para a polícia poder fazer uma ação vigorosa e recolher carros e motos que estejam irregulares. E também é bom para o meio ambiente porque nos permite separar óleos, fluidos, catalisadores, baterias, pneus e dar a tudo isso o encaminhamento correto”, disse o governador. O roubo de veículos tem forte vínculo com os latrocínios: 50% dos casos ocorrem numa tentativa do ladrão de roubar um carro ou uma moto. A medida é o primeiro passo para resolver um passivo de mais de 25 anos de veículos apreendidos criminalmente, que foi causado por entraves judiciais que impediam a liberação desses veículos dos pátios. Em maio do ano passado, a Justiça autorizou que fossem realizados leilões dos 45 mil veículos apreendidos em pátios na cidade de São Paulo, atendendo a um pedido da Secretaria da Segurança Pública (SSP). O leilão dos veículos apreendidos no Pátio Santo Amaro aconteceu no dia 16 de janeiro. Os veículos foram arrematados por R$ 808.839,35, em lote único, pela empresa Trufer Comércio de Sucatas Ltda., responsável pela descontaminação, compactação e trituração das carcaças. A empresa vencedora tem autorização para vender o material para reciclagem. Não há custo para a SSP para a realização do processo. Após a autorização para a realização do leilão, também é necessária a autorização de cada juiz responsável pelos processos a que os veículos estão vinculados para que seja feita a compactação. A permissão é necessária pois esses veículos são provenientes de apreensões criminais, ou seja, resultam de ocorrências de roubo, furto, estelionato etc. O processo total está previsto para acontecer em 180 dias. Para preservar o meio ambiente, o processo segue exigências de órgãos reguladores e fiscalizadores do setor, inclusive descontaminando as áreas onde os veículos estão apreendidos. A iniciativa é a primeira etapa do projeto para desocupar os...

Leia mais
CET no seu bairro
fev13

CET no seu bairro

O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (13), na sede da Secretaria Municipal de Transportes (SMT), situada na Rua Barão de Itapetininga, 18, no Centro de São Paulo, e será posto em prática a partir desta segunda-feira (17). O programa CET no seu bairro – Melhorando a Mobilidade, irá abranger 70 bairros da capital, sendo que a cada mês serão sete bairros – divididos na hierarquia do órgão através da GETs (Gerência de Engenharia de Tráfego) que receberam a visita de um posto móvel ao lado do qual será montada uma tenda para a ouvidoria dos pedidos e também das reclamações, a partir desta segunda-feira (17). “A ideia é abrir um canal direto com os munícipes e ouvir suas questões e nenhuma reclamação vai ficar sem resposta”, afirmou o secretário Jilmar Tatto. “Esta é uma situação inédita para o CET”, frisou. Ele explanou sobre várias situações e disse que haverá a participação de outros órgãos como as Subprefeituras e a Ilume, além de setores educacionais da CET. A cada mês a SMT irá divulgar os próximos bairros a serem visitados, abrangendo todas as regiões Norte, Sul, Leste e Oeste. Ainda não foi divulgado quando o Tatuapé e Jardim Anália Franco receberão a visita da Unidade Móvel, mas os primeiros bairros serão, os seguintes: – Capão Redondo/Monte Alegre; – Vila Ede; – Vila Zatt; – João XXIII/Jardim Educandário; – Jardim Myrna; – Mascarenhas de Morais; – Parque Paulistano/Vila Mara. “Vamos fazer intervenções simples que acabam facilitando a vida das pessoas que estão nos bairros visitados. Projetos mais complexos ficarão para intervenções mais demoradas”, alertou, dizendo que muitas vezes um obstáculo pode atrapalhar a manobra de um ônibus numa rua estreita causando transtornos. Também avisou que a CET está tentando diminuir os acessos à esquerda. “O motorista que vai entrar à esquerda num semáforo, por exemplo, acaba atrapalhando todo o tráfego e estamos diminuindo isso ao máximo”. Sobre a reportagem do Alô Tatuapé (leia em http://alotatuape.com.br/?p=2190), o Secretário Municipal dos Transportes concordou com a proposta do site/revista, no sentido de que poderia haver demarcações nas ruas onde existem duas faixas de rolamento que nas esquinas se transformam em três, indicando com setas a direção a seguir, à direita ou esquerda. “Mas precisar mandar alguém nos locais, caso a caso”. Este já será um bom começo. Quanto às valetas, Tatto mencionou o engajamento das Subprefeituras no programa CET no seu bairro. “Vamos pedir às Subprefeituras para analisar e alterar a geometria das valetas”, explicou. Referindo-se a outro fato citado pelo Alô Tatuapé, quanto às dificuldades que as valetas causam e o atraso para avançar na maioria dos cruzamentos do bairro. Sobre as...

Leia mais
Nova Tamoios já tem duplicação
fev13

Nova Tamoios já tem duplicação

Nova Tamoios Planalto deixa a viagem ao litoral norte mais segura. Pistas duplicadas e passagens em desnível aumentam a segurança e encurtam o tempo na estrada.   A Nova Tamoios Planalto foi modernizada, com a duplicação das pistas, que ampliaram a capacidade de tráfego. O trecho que vai de São José dos Campos até a serra tornou o trajeto para o litoral norte mais seguro e mais curto. A nova rodovia também possui barreiras de concreto dividindo as duas pistas, telas antiofuscantes, acostamentos com três metros de largura, retornos e passagens em desnível. Com a melhoria na Nova Tamoios, os negócios, comércio e turismo de todo o Vale do Paraíba e Litoral Norte serão beneficiados. A notícia é um alívio para quem pretende passar o Carnaval no Litoral Norte de São Paulo, pois a maioria dos motoristas estava utilizando a Rodovia Oswaldo Cruz. No último feriado da Proclamação da República, dia 15 de novembro do ano passado, a demora para chegar da capital paulista ao litoral norte na cidade de Ubatuba chegou a 10 horas ou mais. Falta pouco – Rodovia, que é a principal ligação entre o Vale do Paraíba e o Litoral Norte de São Paulo, teve a capacidade aumentada em 98% no chamado trecho do planalto. Os 16 mil usuários diários da Nova Tamoios vão trafegar em uma rodovia mais moderna, segura e com maior fluidez. O trecho da obra foi entregue no dia 24, pelo governador Geraldo Alckmin – as pistas duplicadas vão do km 11,5 ao km 60,48. Com a duplicação, a capacidade de tráfego da via é ampliada em 98%, passando de 1.820 para 3.600 veículos por hora. “São 49 km de duplicação, mais de 20 intervenções importantes em obras, viadutos, passarelas. Este é um sonho não só da região, mas de todo o Estado de São Paulo, que é ter uma ligação duplicada com o litoral norte”, disse o governador. Fonte: Portal do...

Leia mais
Sabesp pede para economizar água
fev13

Sabesp pede para economizar água

Apesar das boas notícias de que São Paulo está conseguindo economizar água, a falta de chuvas causa tensão. O Sistema Cantareira, principal fonte de abastecimento da Grande São Paulo, enfrenta uma das piores estiagens dos últimos 10 anos. Os níveis dos reservatórios estão baixos e exigem a colaboração das pessoas no uso racional da água. O nível do reservatório da Cantareira caiu abaixo dos 20% de sua capacidade no dia 9 último. Cartazes, dicas e outros materiais foram produzidos para auxiliar na orientação de clientes da Sabesp em casas, prédios, escolas ou estabelecimentos comerciais. Condomínios, instituições comerciais, escolas e outras unidades podem colaborar ativamente com pequenas mudanças, poupando água especialmente no verão e nas épocas de estiagem. O material adverte sobre a lavagem de carros, calçadas e quintais. Aconselha o uso do balde e a retirar as sujeiras com a vassoura. Reaproveite o máximo de água que puder. O material educativo para orientar os clientes pode ser baixado e compartilhado com os amigos ou afixar no seu prédio ou trabalho. Siga o link abaixo e seja um guardião das águas. Colabore com o uso racional da água: http://site.sabesp.com.br/site/interna/Default.aspx?secaoId=544 Se preferir poderá copiar a imagem direto do post ou no facebook do Alô Tatuapé, o importante é divulgar para não faltar...

Leia mais
Fusão dos times Jardim Tiete e Santa Bárbara
jan30

Fusão dos times Jardim Tiete e Santa Bárbara

A notícia foi enviada pelo diretor José Claudino, e segundo ele numa tarde de domingo as diretorias do Esporte Clube Jardim Tiete, formado pelo próprio, além de Adair Claudino, Gilmar Silva Claudino Assis e Fernando Pico, resolveram se unir ao Grêmio Esportivo de Santa Barbara que tem como diretores Moeses, Odilon, Grande Boca, Sergio e Moriçoca. A fusão os levou ao nome Gesbtiete F. C. (Grêmio Esportivo Santa Barbara Jardim Tiete F. C.). “Estamos localizados em Santa Barbara, São Mateus–SP. Nos unimos para formar uma só equipe forte e competitiva na zona Leste de São Paulo”, conta Claudino. A equipe, fundada em 15 de Janeiro de 2011, acaba de completar 3 anos e comanda seus jogos no seu próprio campo de futebol, na Distrital Santa Barbara, aos domingos pela manhã a partir das...

Leia mais
Nutrição no SENAC até 11 de fevereiro
jan30

Nutrição no SENAC até 11 de fevereiro

Centro Universitário Senac está com inscrições abertas para vagas remanescentes do Bacharelado em Nutrição no Vestibular 2014 Até 11 de fevereiro, estão abertas as inscrições para as vagas remanescentes do Bacharelado em Nutrição no Vestibular 2014 do Centro Universitário Senac – Santo Amaro. Durante os quatro anos da graduação, os alunos estudam composição, transformação e características nutritivas dos alimentos, nutrição nas diversas fases da vida, alimentação para diferentes indivíduos e grupos da população com o objetivo de promover, recuperar e manter a saúde. O curso tem ênfase em gestão e gastronomia e o aluno participa de aulas teóricas e práticas em laboratórios especializados em microscopia, anatomia, avaliação nutricional, análise sensorial, bromatologia, bioquímica; cozinhas e restaurantes pedagógicos. O curso do Centro Universitário Senac permite que os estudantes prestem atendimento gratuito em nutrição para a população no Centro de Atendimento Nutricional. O futuro profissional também é capacitado para planejar, administrar e coordenar programas de alimentação e de nutrição em empresas, restaurantes, hospitais, hotéis, escolas, entre outros. Para concorrer, os candidatos têm a opção de realizar uma prova de redação ou utilizar a nota de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) dos últimos três anos. É necessário acessar o site www.sp.senac.br/vestibular, preencher a ficha de inscrição on-line e pagar a taxa no valor de R$ 80. Os candidatos ainda têm à disposição 1.400 vagas para os cursos de graduação a distância, em todo o território nacional. Esse cursos serão ofertados por meio do portal Senac EAD – www.ead.senac.br. Reconhecido por seu modelo educacional, o Centro Universitário Senac, que em 2014 completa 25 anos de atuação no ensino superior, estimula o potencial empreendedor no aprendizado e alia teoria à prática, preparando os alunos para os desafios do mercado de trabalho. Os cursos são ofertados em Santo Amaro, na capital paulista, Águas de São Pedro e Campos do Jordão, ambos no interior do Estado, e no Senac Tiradentes, também na cidade de São Paulo.   Serviço: Inscrições para o Vestibular 2014 do Centro Universitário Senac Vagas Remanescentes dos cursos presenciais Período: até 11/2/2014 Taxa de inscrição: R$ 80 Inscrições pelo site: www.sp.senac.br/vestibular Informações: 0800 883 2000 Cursos a distância Período: até 4/2/2014 Processo seletivo: prova de redação ou nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou avaliação do histórico escolar do Ensino Médio Taxa de inscrição: R$ 20 Inscrições pelo site:...

Leia mais
Criado o SISAN em SP
jan03

Criado o SISAN em SP

Prefeito de SP sanciona lei que cria o Sisan no município O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sancionou no último dia 18 de dezembro, a Lei 15.920/ 2013 que cria o Sistema Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) e estabelece os componentes municipais necessários, em consonância com os princípios e diretrizes da Lei Federal 11. 346/2006, com vistas a assegurar o Direito Humano à Alimentação Adequada e Saudável para a população paulistana. O Sisan é um sistema que tem por objetivo a organização das ações públicas em Segurança Alimentar e Nutricional e articulação entre o poder público e a sociedade civil para a gestão de políticas públicas voltadas à alimentação e, também, lança princípios e diretrizes para o trabalho integrado entre os entes federados, sociedade civil e instituições privadas (com ou sem fins luvrativos). Num prazo de 90 dias deverão ser regulamentados os principais pilares desta política pública que são: a criação da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), composta pelas secretarias municipais das áreas afins; a elaboração do Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional; a reestruturação do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, até então criado por decreto em 2003; e a realização das Conferências Municipais no período de 4 anos. Para o coordenador das Ações de Segurança Alimentar e Nutricional, da Supervisão Geral de Abastecimento da prefeitura, João Carlos Alves, a sanção da lei reafirma o compromisso do governo Haddad com ações concretas para o avanço na construção desta política. A cidade de São Paulo está atrasada, no mínimo em 8 anos, no combate efetivo da fome e da miséria. Não firmou, em gestões passadas, nenhuma parceria com o Governo Federal, inclusive em programas consagrados internacionalmente, como por exemplo o Programa de Aquisição de Alimentos, que adquire produtos direto do agricultor familiar para a mesa das famílias em situação de vulnerabilidade social entre outros , disse. Já o presidente do Conselho Municipal, Edgar William dos Santos, acredita que com essa conquista a cidade contará com elementos importantes para avançar nas ações que promovam o direito humano à alimentação adequada e a segurança alimentar e nutricional de toda a sua população. São Paulo tem responsabilidade perante o Brasil na adoção de medidas que melhorem a qualidade nutricional dos alimentos e práticas indutoras de maus hábitos alimentares , explicou. Ainda estão previstos no Programa de Metas do governo paulistano, a criação de quatro Centros de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional (CRSANS) nas regiões de maior vulnerabilidade social e serão difusores dos programas e ações de combate à fome e à miséria e redução da desigualdade social. Fonte: Supervisão Geral de Abastecimento/ Prefeitura...

Leia mais
Justiça determina volta da inspeção veicular
out19

Justiça determina volta da inspeção veicular

Os Centros de Inspeção da Controlar, empresa que faz o controle de poluição emitida por veículos automotores na cidade de São Paulo, comunicou na quarta-feira (16) que os seus dezesseis Centros de Inspeção foram reabertos no dia 17 de Outubro. A decisão foi devido à liminar concedida pelo juiz Paulo Baccarat Filho, da 11ª Vara da Fazenda Pública. Com essa medida os motoristas que já realizaram o agendamento devem comparecer no horário e local escolhido para a sua vistoria e os novos agendamentos já podem ser feitos. As pessoas que haviam agendado a inspeção nos dias 14, 15 e 16 – período em que os Centros de Inspeção ficaram fechados – devem reagendar.     SAIBA MAIS: – O DETRAN informa que o licenciamento de veículos registrados na cidade de São Paulo volta a estar condicionado à aprovação da inspeção veicular; – “Trata-se de serviço essencial à saúde dos munícipes, como notoriamente reconhecido, posto que se mostra eficiente meio e método de controle ou de minimização da poluição ambiental, o qual deve ser preservado enquanto se está a discutir o direito das partes”, afirmou o juiz, cuja decisão mantém as inspeções veiculares até o dia 31 de janeiro de 2014; – Pesquisa DATAFOLHA, aponta que 90% dos paulistanos defendem a continuidade do serviço; – Segundo a Procuradoria Geral do município com dados obtidos por especialistas da FGV (Fundação Getúlio Vargas), o contrato da prefeitura de São Paulo com a empresa Controlar expirou em 2012, e não há interesse de renovação; – A Prefeitura pretende recorrer da decisão do judicial; – Como quer a Prefeitura, a inspeção deve voltar em 2014, com novo...

Leia mais
Cinquentenário do União Rio Branco, na Band
out16

Cinquentenário do União Rio Branco, na Band

  Publicado em 16 de outubro de 2013 Nesta 4ª feira, 16, o programa Os Donos da Bola da Band, apresentado pelo ex-jogador Neto, recebeu entre os convidados o padrinho do Cinquentenário do União Rio Branco E. C., o zagueiro Alfredo Mostarda, que defendeu o Palmeiras e a Seleção Brasileira de Futebol, sendo revelado pelo time fundado pelo craque Julio Botelho.     Foi no bairro da Penha que ambos despontaram para a fama, suas famílias lá também se encontraram e hoje fazem parte de outra maior ainda: a família do União Rio Branco, criado em 1962 por Julinho, numa fusão dos times varzeanos Herói Brasil F. C. e G. E. IV Centenário. Essa história esta retratada numa revista comemorativa de 120 páginas, escrita pelo jornalista Gerson Soares Silva, tendo como diretor do Projeto Cinquentenário, o empresário Amândio Martins, sob a presidência de José Luís Barbosa de Oliveira.     Alfredo Mostarda, atualmente morando no Jardim Anália Franco, teceu comentários e participou ativamente do programa e mereceu o carinho do carismático Neto, que não cansou de repetir “É uma honra tê-lo aqui conosco”. O zagueiro dos tempos da Academia de Futebol do Palmeiras, citou grandes jogadores de sua época, que como ele próprio integravam times inesquecíveis, como o Santos de Pelé, Coutinho e companhia.     Neto prometeu enorme quantia em dinheiro para quem descobrisse a identidade das duas meninas de uma foto que mostrou logo no início do programa, voltando uma das páginas da revista comemorativa do Cinquentenário do União Rio Branco para as câmeras. Ao final ele revelou que uma das moças era o próprio Alfredo Mostarda, fantasiado para o Carnaval ao lado de Julio Botelho e Zé Roque. “Mas isso era no Carnaval”, repreendeu o velho zagueiro, que foi diretor-social do Rio Branco durante muitos anos e a fantasia não passava de mera brincadeira.     Ao final do animado programa Os Donos da Bola, Neto mostrou a camisa do clube penhense e gentilmente posou para fotografias ao lado do diretor do Projeto Cinquentenário Amândio Martins e Alfredo Mostarda, ato repetido por outro convidado ilustre, o ex-atacante Denilson.     A revista comemorativa do Cinquentenário do União Rio Branco, narra com fotos memoráveis os fatos que marcaram o clube desde a fundação em 30 de Março de 1962 até o Baile de Gala que aconteceu no dia 19 de Outubro de 2012, encerrando as comemorações do Cinquentenário, que se prolongaram por quase um ano....

Leia mais
Faixas exclusivas tem ganho médio de 45,7%
out10

Faixas exclusivas tem ganho médio de 45,7%

Velocidade média em faixas exclusivas tem ganho médio de 45,7% para o transporte coletivo A CET concluiu a medição em 77 trechos de faixas exclusivas. A velocidade média aumentou de 14,3 Km/h para 20,8 Km/h em dados coletados entre fevereiro e setembro A CET está formatando um estudo de velocidade média nas faixas exclusivas existentes na cidade. Em meados de setembro, foram compilados os primeiros dados gerais do relatório. Os números apresentam a performance em 77 trechos de faixas exclusivas inauguradas entre o dia 22 de fevereiro e 9 de setembro, num universo de 160 Km, aproximadamente. A amostragem revela um crescimento de 45,7% na velocidade média desempenhada pelos ônibus, com aumento de 14,3 Km /h para 20,8 Km/h. No cálculo geral dessa média, foram desconsiderados os trechos de vias segregadas inferiores a 300 metros. Em cada uma das faixas pesquisadas a medição foi feita uma semana antes da implantação da faixa exclusiva e ao longo da primeira semana de ativação do trecho. No arquivo anexo está a tabela com as medições realizadas. Um exemplo: a faixa exclusiva de ônibus da Avenida Dr. Arnaldo foi inaugurada no dia 10 de julho. Uma semana antes, a CET fez uma contagem da velocidade dos ônibus na faixa mais à direita da via nos picos manhã e tarde. A velocidade medida nos ônibus foi de 6 km/h, no trecho entre a Rua Cardoso de Almeida, e 180 metros após a Rua Teodoro Sampaio. Na semana seguinte, já com a faixa, a velocidade subiu para 14,5 km/h, um aumento de 143,7% Há locais que concentram os principais deslocamentos no sistema viário principal da cidade onde a velocidade dos ônibus não chegava a 15 Km/h. O melhor exemplo é a Avenida 23 de Maio / Av. Rubem Berta / Avenida Moreira de Guimarães, o trecho 2 de faixa exclusiva do Corredor Norte – Sul. Neste local, a velocidade, antes da implantação da faixa era de 13,7 Km/h. Na semana de inauguração da faixa, ou seja, a partir dia 5 de outubro, a velocidade alcançou 22,2 Km, um aumento de 61,9%. Outros dois exemplos satisfatórios são as Marginais. A velocidade dos ônibus na Marginal Tietê, em toda a extensão da faixa (12,6 Km), delimitada pelas Pontes Aricanduva e das Bandeiras, subiu de 20,4 Km/h para 24,7 Km/h, um aumento de 21,1%. Na Marginal Pinheiros, o ganho de velocidade foi de 26,6% se levarmos em consideração a medição nos três trechos implantados que somam 17,4 Km. A velocidade ao longo do eixo subiu de 23,2 Km/h para 29,4 Km/h. Vale ressaltar que esses números são preliminares, pois levam em consideração o desempenho alcançado apenas no início...

Leia mais