Telescópio espacial Hubble confirma informação sobre buracos negros supermassivos
ago20

Telescópio espacial Hubble confirma informação sobre buracos negros supermassivos

A confirmação é a ligação entre fusões e buracos negros supermassivos com jatos relativísticos. Entenda melhor esta poderosa força espacial.

Leia mais
Físicos brasileiros ingressam no “LHC do espaço”
ago10
Leia mais
Maior observatório de raios cósmicos seleciona proposta de atualização
ago10
Leia mais
Estudo explica origem e evolução de menor grupo de asteroides
jul30
Leia mais
Plutão deslumbra em cores combinadas
jul27
Leia mais
Espaço: outra Terra na “Goldilocks zone”
jul26
Leia mais
Pesquisadores da Nasa descobrem planeta “primo mais velho” da Terra
jul23
Leia mais
New Horizons explora Plutão, veja as últimas imagens e assista aos vídeos
jul19
Leia mais
Plutão: sonda New Horizons envia imagem do “coração” do planeta
jul09
Leia mais
Sparklers estelares
jul05

Sparklers estelares

Leia mais
Luz tonifica região chamada de Aureum Caos em Marte
jul01
Leia mais
Os “Pilares da Criação” revisitados pela NASA
jun09
Leia mais
Nebulosa Cabeça de Cavalo na constelação de Órion
jun09
Leia mais
Cratera em Marte
jun05

Cratera em Marte

Leia mais
Consórcio internacional aprova início da construção do megatelescópio GMT
jun03
Leia mais
Pesquisa investiga as estrelas mais velhas da Galáxia
jun02
Leia mais
Viagem ao espaço em uma câmara de vácuo
maio22
Leia mais
Morte de pequenas galáxias em buracos negros? Assista ao vídeo
maio14
Leia mais
Nascer do sol sobre o Grand Canyon nos EUA
maio13
Leia mais
A imagem final da Messenger
maio03

A imagem final da Messenger

Leia mais
Primeira imagem obtida da órbita de Mercúrio, em 2011
maio03
Leia mais
Uma visão do horizonte do planeta Mercúrio
maio03
Leia mais
Visão geral da região de impacto da Sonda Messenger sobre o planeta Mercúrio
abr30
Leia mais
Telescópio Espacial Hubble da Nasa comemora 25 anos revelando o Universo
abr26
Leia mais
Nasa comemora 25 anos do telescópio Hubble com “Celestial Fireworks”
abr23
Leia mais
Observatório do megatelescópio GMT começará a ser construído este ano
abr13
Leia mais
Mar congelado na Costa da Princesa Astrid, Leste da Antártida
abr08

Mar congelado na Costa da Princesa Astrid, Leste da Antártida

As áreas brancas perto do continente são do gelo do mar, enquanto que as áreas brancas no canto nordeste da imagem são nuvens. Uma forma de distinguir melhor gelo das nuvens é com imagens de cores falsas. Na visão de cores falsas da cena aqui mostrada, o gelo é azulado e as nuvens são brancas.

Leia mais
Nasa: Estação Espacial Internacional sobrevoou Tufão Maysak
abr02

Nasa: Estação Espacial Internacional sobrevoou Tufão Maysak

Quinta-feira, 2 de abril de 2015, às 20h02 NASA / ESA – O tufão Maysak passou a super tufão no 31 de março, atingindo categoria 5 na escala de Saffir-Simpson Scale Wind que determina a intensidade dos furacões. A astronauta Samantha Cristoforetti da Agência Espacial Europeia (European Spacial Agency – ESA) capturou estas e outras imagens enquanto sobrevoava o sistema a bordo da Estação Espacial Internacional.     Os satélites Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) e Global Precipitation Measurement (GPM), ambos co-geridos pela NASA e pela Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (Japan Aerospace Exploration Agency), capturaram dados na precipitação e na nuvem que revelaram fortes chuvas e trovoadas que aumentaram a tempestade. O satélite TRMM tem coletado dados científicos valiosos desde Novembro de 1997. Na madrugada do dia 30 de março, o satélite já colhia dados da precipitação, uma vez que voou diretamente acima do Maysak às 04:14 UTC (00:14 EDT) quando os ventos máximos sustentados estavam perto de 85 nós (98 mph) ou 158 km/h. Veja todas as imagens no facebook e no...

Leia mais
“Mini Supernova”: explosão pode ter o impacto de uma bomba nuclear
mar19

“Mini Supernova”: explosão pode ter o impacto de uma bomba nuclear

Quinta-feira, 19 de março de 2015, às 17h56 Em Hollywood, as explosões ocorrem muitas vezes entre as estrelas do show. No espaço, explosões de estrelas reais são um foco para os cientistas que esperam entender melhor seus nascimentos, vidas e mortes e como eles interagem com os seus arredores.     Usando o Observatório de Raios-X Chandra da NASA, astrônomos estudaram uma explosão particular que pode fornecer pistas para a dinâmica de outras erupções estelares, muito maiores. Uma equipe de pesquisadores apontaram o telescópio para GK Persei, um objeto que se tornou uma sensação no mundo astronômico em 1901, quando, de repente, apareceu como uma das estrelas mais brilhantes no céu por alguns dias, antes de gradualmente perder seu brilho. Hoje, os astrônomos citam a GK Persei como um exemplo de uma “clássica nova”, uma explosão produzida por uma explosão termonuclear na superfície de uma estrela anã branca, o remanescente denso de uma estrela semelhante ao Sol. A explosão da nova pode ocorrer se a forte gravidade de uma anã branca atrair uma estrela companheira para sua órbita. Se material suficiente, principalmente na forma de gás hidrogênio, se acumula na superfície da anã branca, reações de fusão nuclear podem ocorrer e serem intensificadas, culminando em uma explosão cósmico do porte de uma bomba de hidrogênio. As camadas exteriores da anã branca são desintegradas, produzindo novas explosões que podem ser observados durante um período de meses a anos, devido ao material se expandir para o...

Leia mais
Imagens da lua de Júpiter feitas pelo Hubble
mar12
Leia mais