Jogos Olímpicos em SP terão segurança reforçada, diz Governo
jul27

Jogos Olímpicos em SP terão segurança reforçada, diz Governo

Efetivo total contará com 8 mil policiais militares durante o evento, segundo o Portal do Governo. Leia a notícia.

Leia mais
Governo vai potencializar medidas de segurança para Rio 2016
jul15

Governo vai potencializar medidas de segurança para Rio 2016

Após ataque na França, ministérios vão reforçar ações em todas as áreas para garantir tranquilidade durante o evento olímpico que será realizado a partir do dia 5 de agosto no Rio de Janeiro.

Leia mais
Alckmin cria primeiro Batalhão de Ações Especiais na zona Leste da Capital
jul15

Alckmin cria primeiro Batalhão de Ações Especiais na zona Leste da Capital

Unidade faz parte de um decreto de reestruturação da Polícia Militar; também foram inauguradas novas sedes da PM e dos Bombeiros na região.

Leia mais
Rio 2016: Temer diz que Brasil está preparado para receber o torneio, vídeo
jul11

Rio 2016: Temer diz que Brasil está preparado para receber o torneio, vídeo

Em mensagem de vídeo, presidente em exercício diz que Jogos Olímpicos são “reunião histórica” e momento de confraternização com “todos os povos do mundo”. As informações são do Governo Federal, assista o vídeo.

Leia mais
Criminalidade cai e SP bate novo recorde na queda dos homicídios dolosos
ago03
Leia mais
Com Lei Seca, cai em 16% índice de brasileiros que admitem beber e dirigir
jun24
Leia mais
Homicídios, latrocínios e roubos diminuem no estado de SP, mostra balanço
maio26
Leia mais
Polícia Militar terá reforço na Av. Paulista durante manifestações
mar12

Polícia Militar terá reforço na Av. Paulista durante manifestações

Quinta-feira, 12 de março de 2015, às 11h11 A PM quer garantir o direito de todos, mas estará preparada para controlar situações de dirtúrbios, afirmou em nota. Devido às manifestações marcadas para os dias 13 e 15 de março, a assessoria de Comunicação da Polícia Militar informou hoje que está preparando um reforço no policiamento em toda a cidade de São Paulo, com uma atuação mais específica nas áreas, já identificadas, onde ocorrerão as maiores concentrações de pessoas – principalmente na Avenida Paulista. A Polícia Militar atuará para garantir o direito de manifestação de todos, evitando qualquer confronto de grupos antagônicos que possa vir a ocorrer, bem como o direito da população que fará uso dos mesmos locais, e que não desejam participar da manifestação. Com esses objetivos, foi realizada uma reunião preparatória na tarde de 09 de março na sede do Comando de Policiamento da Capital, com as principais entidades representativasdos movimentos que marcaram seus atos para os dias 13 e ou 15 de março. Estiveram presentes o “Movimento Renovação Liberal”, “Revoltados OnLine”, “Movimento Vem pra Rua”, “Movimento Brasil Livre”, “Movimento Intervencionista Independente”, “CUT” e “APEOESP”, os quais confirmaram que, apesar de alguns grupos possuírem ideais antagônicos, todos estarão nas ruas pacificamente e não aceitarão nenhum tipo de violência em seus movimentos. No dia 13 a concentração ocorrerá na Avenida Paulista a partir das 14h, sendo que a CUT (Central Única dos Trabalhadores), juntamente com a APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) se deslocarão a partir das 16h até a Praça da República, local onde encerrarão seus atos. No dia 15 a concentração ocorrerá novamente na Avenida Paulista, só que a partir das 15h, não havendo previsão de término para nenhum dos dois dias. A Polícia Militar atuará com um efetivo necessário e adequado para garantir o direito à manifestação e para o restabelecimento da ordem pública, caso a mesma venha a ser quebrada. De acordo com a demanda apresentada no momento das manifestações, se necessário for, a Polícia Militar irá realocar o efetivo de serviço para a Avenida Paulista, para reforçar o policiamento no local, sempre no intuito de garantir o direito dos cidadãos se manifestarem com segurança. Leia também: Polícia Militar terá reforço na Av. Paulista durante manifestações PSDB divulga nota sobre manifestações de domingo Por um país melhor e mais unido centenas de milhares poderão se reunir domingo...

Leia mais
Alckmin apresenta projetos de lei na área de Segurança Pública
fev26

Alckmin apresenta projetos de lei na área de Segurança Pública

Quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015, às 17h21 Entre as propostas está a urgência na votação do projeto de lei que prevê aumento no tempo de internação de adolescentes autores de crimes hediondos. Com o objetivo de apresentar projetos de lei na área de Segurança Pública para o Estado de São Paulo, o governador Geraldo Ackmin e o secretário de Estado da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, se reuniram na tarde de ontem (25) com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, em Brasília. Entre as propostas apresentadas está a solicitação de urgência na votação do projeto de lei que prevê aumento no tempo de internação de adolescentes autores de crimes hediondos. De autoria do governador Geraldo Alckmin, o projeto altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), aumentando para até oito anos o prazo de internação em instituições socioeducativas. Atualmente, o limite máximo é de 3 anos. “A questão hoje do menor reincidente grave é uma preocupação no país inteiro. A questão do código do processo penal é uma burocracia, uma coisa extremamente lenta, cara, custosa, demorada, que pode ser agilizada. Eu diria que as mudanças na legislação ajudarão muito, por isso nós trouxemos quatro propostas”, disse o governador Geraldo Alckmin. Também foi apresentado ao presidente da Câmara um projeto de lei que prevê o agravamento em 50% das penas para quem comete crimes contra agentes de estado. A medida visa reduzir casos de assassinatos de policiais. Um terceiro projeto que foi discutido com Eduardo Cunha prevê o aumento de penas para autores de explosões de caixas eletrônicos. A última proposta foi o pedido de proibição da fabricação de emulsões encartuchadas, as populares bananas de dinamite. A ideia é que sejam substituídas por explosivos modernos já existentes no mercado que são de difícil manipulação para fins criminosos. A mudança depende de decreto presidencial. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Alckmin apresenta ações integradas de segurança para o Carnaval
fev12
Leia mais
Saiba como registrar um BO online
out29

Saiba como registrar um BO online

    Quarta-feira, 29 de outubro de 2014, às 18h45   Entenda melhor como e o que é preciso para registrar um Boletim de Ocorrência online. Quanto mais informações lembrar, mais ajudará o andamento das investigações. O Boletim de Ocorrência, também conhecido como BO, é a comunicação entre o cidadão e a autoridade policial para registrar um crime. É possível recorrer ao distrito policial mais próximo ou então registrar pela internet. O procedimento é fácil e simples. Assista ao vídeo e confira quais casos podem ser registrados pela internet e fique atento aos...

Leia mais
70 mil estrangeiros entraram pelo Sul do país
jul10

70 mil estrangeiros entraram pelo Sul do país

Quinta-feira, 10 de julho de 2014 às 19h42 Porto Alegre/RS – A Polícia Federal registrou, em seus pontos de controles migratórios no Rio Grande do Sul, o ingresso de 68,8 mil estrangeiros. Para esse levantamento foram considerados os sete pontos de fronteira terrestre no estado com a Argentina e o Uruguai, além do Aeroporto Internacional Salgado Filho. As informações são da Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Sul. O controle migratório em Uruguaiana foi o que contabilizou a maior entrada de turistas, com 25,6 mil registros (37,16%), seguido pelo Aeroporto Internacional Salgado Filho, com 13,9 mil (20,22%), Chuí, com 8,6 mil (12,48%), e Santana do Livramento, com 8 mil (11,68%). Destaca-se o ingresso de 40,4 mil argentinos (58,65%), 15,6 mil uruguaios (22,72%) e 2,6 mil Chilenos (3,73%). O período que antecedeu a partida entre Argentina e Nigéria (de 20 a 24 de junho) registrou a entrada de 23,1 mil cidadãos argentinos, sendo que o pico de movimento ocorreu no dia 24, com 11,6 mil (destes, 6,4 mil ingressaram no país por Uruguaiana). O movimento de saída de estrangeiros do Brasil pelo território gaúcho em junho foi de 55,4 mil...

Leia mais
PF prende argentino procurado pela Interpol
jun27

PF prende argentino procurado pela Interpol

Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 17h34   Brasília/DF – A Polícia Federal prendeu ontem (26/6), na ilha de Itaparica, na Bahia, um argentino suspeito de ser traficante de drogas internacionalmente procurado. O estrangeiro estava foragido da justiça argentina, desde o ano de 2010, quando a polícia daquele país encontrou, na residência do foragido, um laboratório para refino de drogas. A prisão foi uma operação coordenada pelo Centro de Cooperação Policial Internacional, em Brasília, que reúne mais de 200 policiais de diversas partes do mundo para a segurança na Copa 2014, com apoio da Superintendência Regional da Bahia, na parte operacional. O argentino foi preso depois do pedido de extradição do governo da Argentina e do rápido cumprimento do mandado de prisão cautelar, expedido pelo Supremo Tribunal Federal. O preso aguardará o julgamento definitivo pelo STF do pedido de extradição argentino. A PF divulga nesta tarde (27/6), no Centro de Cooperação Policial Internacional-CCPI, localizado no Setor Policial Sul, Quadra 07, Brasília-DF, um balanço sobre deportações, prisões de estrangeiros e outros resultados da cooperação internacional da segurança pública na Copa do Mundo de...

Leia mais
Governador anuncia reforço da segurança na porta das escolas
jun24

Governador anuncia reforço da segurança na porta das escolas

Terça-feira, 24 de junho de 2014 às 18h09 Projeto inovador aumenta a segurança em 775 escolas estaduais com 1.550 policiais militares.  Secretarias da Edução e Segurança Pública — O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira, 24, um reforço da segurança na porta das escolas estaduais com a volta às aulas. Pais, alunos e professores contarão com 1.550 policiais militares em um projeto inovador do Governo do Estado de São Paulo. Fruto de parceria entre as secretarias da Educação e da Segurança Pública, as unidades de ensino ganharão, a partir da segunda quinzena de julho, duplas de PMs nas portas de 775 escolas estaduais do Estado: 226 na capital, 437 na Grande São Paulo, 58 na região de Campinas e 54 na Baixada Santista. “Esse convênio visa o fortalecimento para proteção das escolas e dos arredores. Uma dupla de policiais fará a ronda, com uma viatura, nas imediações das escolas para prevenir todo tipo de ação criminosa. Foram escolhidas as regiões de maior vulnerabilidade”, explicou Alckmin. No total, serão 1.550 policiais militares por dia empregados na ação. Os PMs vão atuar voluntariamente em suas folgas por meio da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM), com direito a uma remuneração adicional. Esses policiais militares irão realizar patrulhamentos nas escolas estaduais durante dias úteis, em turnos de oito horas. O principal objetivo é minimizar os conflitos na porta e entorno e dar continuidade às ações preventivas já aplicadas, como a Ronda Escolar, o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) e, principalmente, o Sistema de Proteção Escolar. Esse último, implantado na rede em 2009, promove estratégias para a melhoria das relações e segurança do ambiente escolar. O investimento previsto será de R$ 5,5 milhões. O reforço visa contribuir com a sensação de segurança da população e com o combate à criminalidade. A localização geográfica e os índices criminais do Estado foram os critérios para a escolha das unidades que receberão o programa. Reforço na segurança O projeto faz parte da ampliação da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar. Com ela, a medida levará às ruas do Estado um total de 3.550 PMs a mais em dias úteis. A iniciativa foi lançada em abril, com mil policiais militares a mais, por dia, no patrulhamento. Em maio, a quantidade inicial passou para 2 mil PMs, sendo 100 bombeiros, que começaram a atuar este mês. A Diária Especial agora estará presente em 89 municípios. Com a ampliação, a distribuição de policiais da DEJEM em dias úteis passa a ser de 1.187 policiais na capital, 1.209 na Grande São Paulo, 308 na Baixada Santista e 266 na região de Campinas....

Leia mais
Polícia Civil parou duas horas por melhorias
jun17

Polícia Civil parou duas horas por melhorias

Terça-feira, 17 de junho de 2014 às 11h11   Alerta Vermelho da Polícia Civil suspendeu as atividades das Unidades Policiais por duas horas, ontem. Nesta segunda-feira (16), Delegados e Policiais Civis de todo o Estado de São Paulo acenderam o Alerta Vermelho com a suspensão das atividades das Unidades Policiais por duas horas. O Alerta Vermelho, movimento organizado pela ADPESP, contou com a adesão de 87% das mais de 2 mil Delegacias de Polícia do Estado. Durante o período de mobilização, Delegados e Policiais Civis modificaram suas rotinas para atender o cidadão visando o esclarecimento sobre as principais dificuldades enfrentadas pela Polícia Investigativa para o desempenho de suas atividades no combate ao avanço da criminalidade. De acordo com a Associação dos Delegados de Polícia, o ato de protesto promoveu, por meio do diálogo, a união da Polícia Civil junto à Sociedade na forma de conscientização sobre a necessidade de reivindicar melhorias para o aumento da qualidade de vida de todos, especialmente quando os índices de criminalidade atingem o limite da tolerância. A presidente da ADPESP, Dra. Marilda Pansonato Pinheiro, salienta que a Polícia Civil vem sendo, ano a ano, sucateada pela falta de políticas assertivas para a Segurança Pública. “Somos a Polícia Investigativa e não conseguimos investigar devido à falta de investimento e a redução de recursos humanos, especialmente porque a cada nove dias um Delegado de Polícia abandona a carreira para atuar em outras carreiras jurídicas ou, ainda, em outras Unidades da Federação, considerando que o Estado de São Paulo, a maior economia do Brasil, ocupa a vigésima sexta posição no ranking salarial nacional da categoria entre os 27 entes federados”, esclarece Marilda Pansonato. Ainda segundo a presidente, a continuidade de ações semelhantes ao Alerta Vermelho realizado nesta segunda-feira estão diretamente condicionadas ao posicionamento do Governo do...

Leia mais
Governador inaugura novo Copom da capital
jun13

Governador inaugura novo Copom da capital

Sexta-feira, 13 de junho de 2014 às 20h01   A modernização do Centro de Operações da PM aumentará a capacidade de atendimento do 190 e a integração com serviços públicos. SSP-SP – O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, inauguraram nesta quarta-feira, 11, a nova sede do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) da capital. Foram investidos R$ 85,1 milhões nas obras do prédio e aquisição de equipamentos que permitirão a ampliação do serviço de emergência. O novo Copom foi construído para aumentar a capacidade de recebimento das ligações ao 190. A mudança permite à PM quase quadruplicar as posições de atendimento do setor, que antes contava com 56 pontos e agora passa a ter 208. O novo espaço tem 10.645 m² e possui seis pavimentos. O edifício funciona como um Centro Integrado de Comando e Controle, pois possibilita a integração com outros órgãos prestadores de serviço público, como Metrô, CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), SPTrans e Vivo. A ação conjunta facilita o planejamento, coordenação e acompanhamento de atividades conjuntas entre os envolvidos. “Nós já fizemos a licitação e contratamos a empresa que será responsável pelo atendimento, desta forma conseguiremos liberar 280 policiais militares para atuarem em outras funções”, explicou o governador, ressaltando que “o atendimento vai ser feito por civis, mas o despacho (decisão quanto à ação a ser adotada) será feita por policiais militares”. O espaço tem um videowall (telão) com 95 monitores de 55 polegadas. Ele permitirá, em tempo real, a análise inteligente da dinâmica criminal por meio de imagens de câmeras de videomonitoramento, mapas georreferenciados com posicionamento das ocorrências e da localização em tempo real das viaturas. No videowall, será possível monitorar as imagens das 352 câmeras em pontos estratégicos da capital para realizar o patrulhamento e o planejamento policial. Tecnologia Uma inovação da nova sede do Copom é a rede de dados totalmente dedicada para os seus serviços. Isso permite o recebimento e transmissão de imagens e informações em tempo real com os demais COPOMs e COBOMs (Centros de Operações de Bombeiros) do Estado, além de outras centrais de emergência. No primeiro andar do edifício funciona a sala do “Olho de Águia”, um sistema que permite aos policiais ter acesso ao vivo a imagens captadas pelas câmeras dos helicópteros e motocicletas da PM durante o acompanhamento de ocorrências. Por meio da ferramenta, as imagens são capturadas e retransmitidas à sala do “Olho de Águia” do Copom. A sede conta com sistemas de gravação de áudio do atendimento 190 e de despacho por rádio, o que viabiliza o controle e auditoria de qualidade. O Copom da capital recebe 40...

Leia mais
Centro de Cooperação Policial Internacional é inaugurado em Brasília
jun09

Centro de Cooperação Policial Internacional é inaugurado em Brasília

Segunda-feira, 9 de junho de 2014 às 15h50 Centro de Cooperação Policial Internacional inicia atividades nesta segunda. Serão cerca de 220 policiais das 32 seleções participantes da Copa e mais cinco outras nações convidadas trabalhando pela segurança no Mundial, as informações são da agência Portal Brasil do Governo Federal.     Foi inaugurado nesta segunda-feira (9), em Brasília (DF), o Centro de Cooperação Policial Internacional (CCPI), com o objetivo de garantir a segurança da Copa do Mundo 2014. A ação vai unir todas as polícias dos 32 países participantes da Copa, mais cinco outras nações convidadas, além de três organismos internacionais (ONU, Interpol e Ameripol), para cooperar na segurança do evento de futebol, em intercâmbio direto de informações. O esquema operacional foi definido no ano passado e feito piloto nas Copas das Confederações. Serão quase 220 policiais trabalhando de forma ininterrupta até o dia 15 de julho, uma das maiores operações com cooperação internacional. Pela cooperação internacional, a Polícia Federal (PF) já possui banco de dados de exploradores sexuais de menores, torcedores violentos e criminosos de todo o planeta. “A ideia é o controle preventivo com relação a qualquer tipo de crime nesse período da Copa, não necessariamente, os envolvidos só nos estádios”, esclareceu o delegado chefe da Interpol no Brasil, Luiz Eduardo Navajas. No entanto, segundo a agência, a Interpol fez um trabalho específico voltado para torcedores com histórico de violência em eventos esportivos. A Argentina, por exemplo, disponibilizou à PF brasileira uma lista de pessoas proibidas de frequentar estádios por casos de confusões. No caso de alguns países onde a legislação não permite o repasse dos nomes, como a Inglaterra com os famosos “hooligans”, a própria polícia do país confiscou o passaporte dos torcedores violentos para impedir que eles viajassem ao Brasil. “Já foram identificados 2.100 torcedores argentinos que estão banidos de seus estádios, e se tentarem entrar no Brasil, serão deportados”, garantiu Navajas. Para a operação no Centro de Cooperação, cada delegação dos países participantes trará ao Brasil cerca de sete integrantes. Quatro desses policiais viajarão com seu respectivo time e trabalharão uniformizados nos estádios onde suas seleções se apresentarão. Esses oficiais estrangeiros de campo conhecem suas respectivas torcidas e poderão auxiliar com ações estratégicas de pronta intervenção. Contudo, eles não portarão armas, atuando em conjunto com as forças nacionais de segurança pública. Outros três integrantes das comitivas de cada país ficarão sediados no CCPI compartilhando seus acessos a bancos de dados e visualizando, por meio de câmeras, todos os estádios e deslocamentos de suas seleções, em um vídeo wall, com telões gigantes. Todos os integrantes fixos trabalharão no mesmo espaço, em constante...

Leia mais
Governador inaugura base comunitária na Nova Luz
jun04

Governador inaugura base comunitária na Nova Luz

4 de junho de 2014 às 19h20 O governador Geraldo Alckmin inaugurou nesta terça-feira, 3, a Base Comunitária de Segurança (BCS) Aliança, na região da Nova Luz, no centro da capital. A unidade, que fica no Largo Coração de Jesus, reforçará o policiamento na área.  Além da base fixa, também foi revitalizada a praça em que ela está instalada, com parquinho infantil, duas quadras reformadas, coreto coberto e mesas de jogos.   “Instalamos, junto com a Prefeitura, a base fixa da Polícia Militar. A Polícia Comunitária é muito importante, porque o policial sabe o nome das pessoas e está muito próximo da comunidade. Essa revitalização contribui com a sensação de segurança e tem o intuito de fazer com que as pessoas voltem a morar na Luz”, ressaltou o governador. As informações são da secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP/SP), informando que o monitoramento no entorno da base também será reforçado por 16 câmeras de segurança, que foram instaladas na parte interna e externa da base e no seu entorno. A BCS Aliança será subordinada à equipe da PM responsável pela Operação Nova Luz, que atua no combate ao tráfico de drogas e a outros crimes na região central. Seguindo a diretriz de polícia comunitária, a base vai integrar ainda mais PMs, moradores e trabalhadores locais. A unidade de 122 m² foi cedida pela Guarda Civil Metropolitana (GCM) à Secretaria da Segurança Pública (SSP). Por meio dela, a PM estenderá seu apoio a projetos sociais como o Recomeço, do Governo do Estado, e o Braços Abertos, da Prefeitura de São Paulo. Na base, atuarão 24 policiais com o apoio de quatro viaturas. Além disso, o efetivo contará com unidades especializadas da PM, como as Rondas Ostensivas com Apoio de Motos (Rocam) e a Ronda Escolar Antidrogas, que orienta alunos de sete escolas do Centro sobre drogas e direitos humanos. Em toda a área da Nova Luz atuam 121 policiais. Ações Os PMs da região já possuem uma rotina de visitas comunitárias aos moradores e pessoas que convivem no bairro da Luz para detectar problemas e propor soluções. Segundo a SSP/SP, desde 2010, Governo do Estado e Prefeitura atuam para revitalizar a área e desestruturar o tráfico de drogas. Até agora, 1.143 pessoas foram presas em flagrante, 326 procurados foram capturados e 694 adolescentes apreendidos. A ação das polícias reduziu os índices criminais na região. Comparando-se o primeiro trimestre deste ano com o mesmo período do ano passado, houve 17,29% de queda nos furtos, 22,29% nos roubos, 41,67% nos roubos de veículos e 60% nos homicídios dolosos. Investimento O Estado de São Paulo conta com 483 bases...

Leia mais
Copa do Mundo / World Cup – Segurança e protestos no Brasil
maio29

Copa do Mundo / World Cup – Segurança e protestos no Brasil

Gerson Soares Os protestos estão programados, mas já acontecem quase diariamente por todo o país, e já está difícil saber onde será o próximo. O MTST que levou 15 mil pessoas às ruas em São Paulo, promete continuar se as reivindicações não forem atendidas. Para amanhã está marcado mais um protesto em Brasília e outro no bairro de São Mateus, na capital paulista. Mas estes são apenas dados superficiais que dão o clima da Copa. Os metroviários prometem greve para o dia 05 de junho e são esperadas mais manifestações dos movimentos Contra a Copa. Professores protestaram cercaando o ônibus da seleção brasileira no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira. Um dos cartazes dizia: “Não vai ter copa, vai ter greve”. As imagens do confronto de índios e manifestantes contra a polícia militar desta terça-feira, em Brasília, foram vistas nos sites mais importantes do mundo. Os fatos de um país dividido entre os que não querem a realização do evento, os que não se importam e aqueles que irão aos estádios, já que as lotações estão praticamente garantidas. No coração das crianças ainda não há lugar para tanta confusão, mas eles são herdeiros do caos criado pela irresponsabilidade e a ganância. É o Brasil que apresenta dramaticamente suas facetas, como um diamante mal lapidado. Segurança Diante desse panorama, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, classificou como pontual a falha de segurança que permitiu que manifestantes cercassem o ônibus da seleção brasileira no Rio de Janeiro. Ele voltou a defender as manifestações populares, desde que elas sejam pacíficas. “Cabe a nós garantirmos a liberdade de manifestação, mas jamais permitiremos abusos, seja de onde vierem. Não podemos permitir que pessoas usem a liberdade de manifestação para praticar atos ilícitos, nem que exista violência por parte de policiais. Tudo isso está planejado dentro do que concebemos para ter uma boa Copa e um bom padrão de segurança”, disse. Para Cardozo, os episódios recentes de manifestações, principalmente perto de estádios da Copa, não devem afastar os torcedores de outros países. “Acho que os estrangeiros devem se sentir seguros, sim. A atuação das forças de segurança mostra que a polícia está presente para garantir a lei, a liberdade de manifestação e não permitir abuso. Em várias partes do mundo, sempre que tivemos eventos, houve manifestações e, em alguns casos, com ultrapassagem do limite. A polícia deve garantir a liberdade de manifestação e evitar que as pessoas abusem. Quem abusar, será punido”, afirmou o ministro, ontem.   Saiba mais Copa do Mundo / World Cup – Governo tenta amenizar a situação Copa do Mundo / World Cup – Tour da...

Leia mais
Bombeiros terão poder de polícia
maio29

Bombeiros terão poder de polícia

Diária Especial é ampliada e reforça policiamento no Estado com mais 900 PMs. Durante o anúncio, o governador encaminhou para a Alesp o projeto que concede poder de polícia administrativa ao Corpo de Bombeiros. O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 29, o reforço do policiamento no Estado de São Paulo com mais 900 policiais militares, que irão trabalhar voluntariamente em suas folgas, com direito à Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM). Além disso, 100 bombeiros também irão fazer parte do programa. Com essa ampliação, o efetivo empregado pela Diária Especial chegará a 2 mil PMs em 83 cidades. O governador ressaltou a importância da medida. “A sociedade também ganha porque a população passa a contar com uma presença maior da polícia nas ruas”, afirmou Alckmin. “Além do mais, o policial vai trabalhar fardado, armado e sob o comando da Polícia Militar, onde se faz mais necessário”, completou. Durante o evento, o governador assinou o envio à Assembleia Legislativa do Projeto de Lei Complementar (PLC) que cria o Código Estadual de Proteção Contra Incêndios e Emergências. O código concede ao Corpo de Bombeiros o poder de polícia administrativa – que atualmente só é empregado por agentes municipais -, ou seja, permite aos Bombeiros advertir, notificar e multar um infrator e também interditar ou embargar obras, serviços, habitações e locais públicos ou privados sem condições de segurança. O código permite aos Bombeiros advertir, notificar e multar infratores, além de interditar ou embargar obras, habitações e locais sem condições de segurança. Foto: Diogo Moreira Diária Especial é ampliada e reforça policiamento no Estado com mais 900 PMs. Foto: Diogo Moreira...

Leia mais
Governador visita Centro Integrado de Comando da Copa do Mundo
maio26

Governador visita Centro Integrado de Comando da Copa do Mundo

O governador Geraldo Alckmin visitou nesta segunda-feira, 26, o Centro de Comando Integrado de Monitoramento, na Luz, centro da Capital. O órgão funcionará como um centro de coordenação da Operação de Segurança da Copa do Mundo, integrando e monitorando informações de pelo menos 41 órgãos. O imóvel onde foi instalado o Centro pertence à Secretaria Estadual de Planejamento e recebeu um investimento de R$ 2,25 milhões do Governo do Estado para reforma e adequação. Os equipamentos e mobiliário foram adquiridos pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), do Ministério da Justiça. “O Centro já está funcionando desde a última sexta-feira. Teremos aqui quatro áreas importantes, uma de segurança e defesa, uma de defesa civil e bombeiros, uma de agências e uma de mobilidade e trânsito. Cada uma dessas áreas com inúmeros agentes, seja do governo federal, do estado ou do município”, ressaltou o governador. “A partir do dia 10 de junho, o Centro estará funcionando 24 horas, 7 dias por semana. Ele fará monitoramento das áreas do entorno do estádio, das áreas de acesso, das fun fest e de maior concentração do público. Quero destacar a integração dos órgãos do estado – polícias civil, militar e científica, com a polícia federal, forças armadas, agências de inteligência e órgãos municipais. Ressaltar ainda o ótimo exemplo de legado. Quando acabar a Copa do Mundo, esse centro ficará como centro de inteligência para o Estado”, concluiu Alckmin. Conforme a Secretaria de Segurança Pública, o Centro irá operar, por meio de um videowall, 30 câmeras instaladas no entorno da Arena Corinthians e em outros pontos principais. Além disso, a Capital receberá cinco Centros de Controle Móveis – três carretas e duas plataformas de observação elevada, para que a Polícia Militar monitore jogos, Fan Fests e outros eventos relacionados à Copa. Desde sexta-feira, 23, estão em funcionamento a sala de operações (NOC – Network Operations Center), de atendimento, de armazenamento de dados (Datacenter), de crise, planejamento, escolta e administração e os equipamentos do Centro. Atualmente, o Centro conta com 53 assentos na sala de operações para órgãos públicos e empresas parceiras ligadas à operação do evento mundial, com possibilidade de ampliação para 60 assentos. Dentre eles, estão a Secretaria da Segurança Pública (SSP), as polícias Militar, Civil e Técnico-científica, o Corpo de Bombeiros, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), entre outros. Segundo o governo do Estado, após a Copa do Mundo, o Centro deixará como legado o trabalho integrado entre as várias forças de segurança federais, estaduais e municipais, além de órgãos de regulação e controle e outras instituições que atuam em grandes eventos, como da área de saúde e defesa civil....

Leia mais
Prefeitura notifica sindicatos e faz parceria com PM para garantir regularidade do transporte público
maio21

Prefeitura notifica sindicatos e faz parceria com PM para garantir regularidade do transporte público

Ministério Público abriu inquérito policial para apurar responsabilidades dos transtornos causados na cidade devido à paralisação de motoristas e cobradores. 20h39 | Da Secretaria Executiva de Comunicação da PMSP O prefeito Fernando Haddad informou em entrevista coletiva na noite desta quarta-feira (21) que a SPTrans (São Paulo Transporte) enviou uma notificação ao Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário e Urbano e ao SPUrbanuss (Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo) exigindo que adotem medidas “imediatas e efetivas” para garantir o serviço de transporte público coletivo na cidade. Além das notificações, a SPTrans e a Polícia Militar passam a atuar juntas para garantir a regularidade do serviço público. O Ministério Público do Estado também abriu inquérito para apurar as responsabilidades dos transtornos. As ações têm início imediato.   “A prefeitura está absolutamente em dia com os seus contratos e tem que exigir, em nome da população, o cumprimento das obrigações da contraparte, empregados e empregadores. É isso que nós fizemos, nós notificamos os dois sindicatos para cumprirem as suas obrigações frente à Prefeitura para que o povo, que é representado nessa relação pela Prefeitura, não venha ser penalizado”, afirmou Fernando Haddad. Durante o dia de hoje foram feitas várias reuniões para soluções desse conflito, que atinge mais de 1 milhão de pessoas. “Depois de tudo que se apurou, é um conflito interno ao sindicato. Não é um conflito que envolve as empresas que fizeram as propostas e nem a Prefeitura, que cumpre diligentemente com as suas obrigações em relação ao sistema”, ressaltou Haddad. “Nós não vamos aceitar sabotagens de quem quer que seja na cidade de São Paulo. Nós vamos ser firmes no sentido de fazer com que o serviço seja prestado, porque a Prefeitura está cumprindo a sua parte, a população está pagando os seus impostos, pagando a passagem e ela quer e merece um transporte na cidade de São Paulo com qualidade”, afirmou o secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto. Notificações Na notificação, Jilmar Tatto pede que o sindicato dos trabalhadores, como representante legal da categoria, adote medidas para acabar com a paralisação dos motoristas e cobradores das empresas. Caso os ônibus não voltem a circular, Tatto diz no documento que serão adotadas todas as medidas cíveis e penais para responsabilizar os diretores, inclusive pelos prejuízos decorrentes da omissão. Já ao sindicato patronal, Tatto pede que as empresas concessionárias do serviço de transporte cumpram “integralmente” os termos previstos nos contratos de concessão firmados com o município e colocem em operação a frota pré-estabelecida. O secretário também ressalta a possibilidade de responsabilizar civil e penalmente os diretores do sindicato por omissão. “Na...

Leia mais
Estado de SP e Reino Unido anunciam parceria contra corrupção
maio13

Estado de SP e Reino Unido anunciam parceria contra corrupção

Fundo do governo britânico vai investir R$ 700 mil em projeto para a administração paulista ampliar suas bases de dados na internet, melhorar a acessibilidade dos portais e estimular a criação de novos aplicativos, serviços e negócios. O Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira, 12 de maio, no Palácio dos Bandeirantes, uma parceria inédita com o Reino Unido, para incrementar seu ambiente de negócios por meio da ampliação da transparência pública, maior oferta de dados abertos e aperfeiçoamento das políticas de prevenção e combate à corrupção. O projeto prevê investimentos de R$ 1,65 milhão na melhoria dos portais Transparência SP (www.transparencia.sp.gov.br) e Governo Aberto SP (www.governoaberto.sp.gov.br) e na capacitação de funcionários estaduais para aplicação da recém-aprovada legislação anticorrupção no país. Os recursos para implantação do programa virão do fundo britânico Prosperity Fund, no valor de R$ 700 mil reais (185 mil libras), com a contrapartida de R$ 950 mil do governo paulista. O anúncio desta parceria foi feito em conjunto pelo secretário estadual Julio Semeghini (Planejamento e Desenvolvimento Regional) e pelo ministro da Justiça do Reino Unido, Chris Grayling. “É com grande satisfação que lanço esse novo projeto, hoje, para compartilhar experiências com nossos parceiros em São Paulo e prosseguir com nossa forte cooperação bilateral no combate à corrupção e ampliação dos mecanismos de transparência”, disse o ministro. Na audiência, Grayling explicou o duplo desafio deste projeto. “Combater a corrupção de forma a contribuir com o desenvolvimento econômico e trabalhar com uma agenda transparente, o que resulta em melhores serviços para o público e melhores oportunidades para empresas trabalharem com o governo, ajudando a sociedade. Um governo de melhor qualidade é o que a transparência traz. Estamos muito entusiasmados com o trabalho conjunto de nossos governos, que desejamos estender a outros Estados”, concluiu. O secretário Semeghini destacou que a parceria visa promover melhorias em cinco principais pontos. “Primeiro vamos aprimorar e estruturar o Governo de São Paulo no combate à corrupção. Também é prioridade abastecer com esse banco de dados abertos as áreas de Segurança Pública, Saúde, Educação e a Economia, para promover avanços socioeconômicos. O Governo do Estado também se compromete com o Reino Unido a auxiliar na expansão das práticas para outras regiões do país”. De acordo com o presidente da Corregedoria Geral da Administração, Gustavo Ungaro, a possibilidade de complementar as ferramentas já existentes, em termos de transparência na gestão pública e combate à corrupção no Estado de São Paulo, com a experiência do Reino Unido, representa um grande avanço. “O Portal da Transparência do Estado de São Paulo é o melhor do Brasil, mas podemos avançar a partir deste patamar de excelência tendo como...

Leia mais
São Paulo ganha mais de 900 policiais
maio13

São Paulo ganha mais de 900 policiais

Os primeiros policiais do São Paulo Contra o Crime começam a atuar. O governador Geraldo Alckmin participou nesta segunda-feira, 12, da formatura de 559 novos policiais, com 302 agentes policiais, 117 agentes de telecomunicações, 22 auxiliares de necropsia, 42 médicos legistas e 76 peritos criminais. Outros 360 investigadores também foram empossados e iniciarão o curso de formação. Com isso, o efetivo das Polícias Civil e Técnico-Científica do Estado de São Paulo recebe o reforço de 919 novos policiais, que serão destinados a unidades de todas as regiões do Estado – capital, Grande São Paulo e interior. “Hoje é um dia histórico na vida de cada um dos formandos e empossados. Quero dar os parabéns e cumprimentá-los por estarem ingressando na melhor polícia do Brasil que é a Polícia de São Paulo. É um dia histórico para o nosso Estado, para os 42 milhões de brasileiros paulistas que também dependem do trabalho de cada um de vocês que vão fazer a diferença para salvar vidas, para preservar a vida das pessoas, a liberdade de ir e vir e principalmente servir ao nosso Estado. Vocês são homens e mulheres de coragem, que colocaram a profissão para servir aos 42 milhões de paulistas. Polícia não é lugar para amadores, é profissionalismo, cada vez mais inteligência, equipamento, um time para poder fazer a diferença. Nós estamos muito felizes”, ressaltou Alckmin. O Governo, por meio do programa São Paulo Contra o Crime, lançado em maio do ano passado, está fazendo contratações recordes para as Polícias Civil e Técnico-Científica, com 3.981 novas vagas. O investimento anual com todas as contratações do programa será de R$ 305 milhões. As informações são da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo. Os 559 policiais recém-formados serão destinados à capital (157), Grande São Paulo (79) e interior (323). Saiba mais Corrupção: SP e Reino Unido anunciam parceria Mobilidade: Obras concluídas na Estação Domingos de...

Leia mais
Governador apresenta sistema inteligente de monitoramento de crimes
abr16

Governador apresenta sistema inteligente de monitoramento de crimes

Ferramenta paulista será pioneira fora de Nova Iorque, onde foi idealizada pela Microsoft para ações de contraterrorismo e no combate a delitos. O governador Geraldo Alckmin apresentou nesta quarta-feira, 16, a nova etapa do Detecta, moderno sistema que constrói um “mapa do crime” dinâmico e que faz parte do programa SP Contra o Crime. Em parceria com a Microsoft e seguindo o modelo existente há sete anos em Nova Iorque, o novo sistema de monitoramento inteligente é uma ferramenta de tecnologia de ponta que ajudará no patrulhamento, investigação, planejamento de combate a crimes e identificação dos padrões de delitos em cada localidade.   “Teremos um grande avanço para a segurança pública de São Paulo. Uma inovação muito importante contra o crime. É a primeira vez que esse modelo de sistema, com alarme e monitoramento inteligente, sai dos Estados Unidos e vamos implantá-lo aqui em São Paulo. Esperamos que ele esteja operando em 120 dias. É um software extremamente inteligente que integra informações, buscas, alarmes, ou seja, uma ferramenta importantíssima para o combate ao crime”, frisou Alckmin. O Detecta será aprimorado para ser o mesmo sistema utilizado pela polícia de Nova Iorque, que foi desenvolvido pela Microsoft em parceria com a polícia da cidade. A ferramenta foi idealizada para ações de contraterrorismo na cidade americana e passou também a ser utilizada no trabalho contra outros tipos de crimes. Esta é a primeira vez em que o sistema será utilizado fora de Nova Iorque. “Este sistema vai permitir um salto de qualidade na investigação policial e também na prevenção e no policiamento ostensivo”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira. “O novo Detecta é algo pioneiro, que tenho certeza será utilizado futuramente em escala nacional, de maneira integrada com outros Estados.” Alarmes Com o Detecta, serão emitidos alarmes automáticos para ajudar no trabalho policial. Isso permite que PMs e policiais civis recebam informações de inteligência sem que seja necessário operar o sistema a todo momento. Por exemplo, um suspeito foge em um carro vermelho em que só se sabe parte do número da placa. Com apenas isso, o sistema pode ser configurado para localizar todos os veículos com aquele número parcial, da mesma cor, e apresentar essas localizações em um mapa. Além disso, a viatura mais próxima será alertada dessa ocorrência. Essas localizações podem ser feitas por sensores de leitura de placas ou por câmeras que também têm essa capacidade. Isso também pode ser feito para o caso de um procurado pela polícia. Toda vez em que as características desse procurado forem inseridas em algum dos sistemas das polícias, um alerta será acionado e apresentará o histórico desse procurado....

Leia mais
Governador dá início a reforço de mil policiais militares nas ruas por dia
abr03

Governador dá início a reforço de mil policiais militares nas ruas por dia

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta quarta-feira, 2, o início da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM), que colocará mil policiais militares por dia a mais nas ruas da Região Metropolitana de São Paulo, da Baixada Santista e de Campinas. A Diária Especial permite aos policiais militares trabalharem voluntariamente em suas folgas, com direito a uma remuneração adicional. Nesta primeira etapa, três mil policiais aderiram à DEJEM, o que irá possibilitar a distribuição de mil PMs por dia. “Vamos ter maior número de policiais e nos pontos mais críticos. Estamos começando com mais de três mil PMs, o que vai garantir mil policiais por dia nas ruas. Eles vão para onde o registro de análise gerencial de crimes indicar, por exemplo o ladeirão e o CPA/M-9, na zona leste. É um ganha-ganha: ganha o policial que vai receber a mais por mês e ganha a população por ter maior números de policiais nos pontos mais críticos”, ressaltou o governador. Os policiais trabalharão fardados, com equipamentos adequados e respaldo do comando da corporação. O efetivo, que também será empregado aos finais de semana, vai ajudar no combate à criminalidade ao reforçar o policiamento preventivo e ostensivo. Cada PM poderá trabalhar até 8 horas diárias fora da jornada normal, por até 10 dias no mês – um total de 80 horas -, para que o serviço extraordinário não prejudique o seu descanso. O Governo investirá, por mês, cerca de R$ 4,8 milhões para pagar as diárias especiais de R$ 193,34 para oficiais e de R$ 161,12 para praças. Até o final do ano, o gasto será de R$ 44,5 milhões. Os primeiros locais de implantação da DEJEM foram estabelecidos de acordo com planejamento do Comando da Polícia Militar, com foco nas áreas com mais demanda de policiamento no Estado. A Diária Especial foi instituída por meio da Lei Complementar 1.227/13, sancionada pelo governador em dezembro do ano passado. Distribuição Na Região Metropolitana de São Paulo, 650 policiais atuarão por meio da Diária Especial. Além disso, o aumento de efetivo nas ruas será de 200 PMs na Baixada Santista e de 150 PMs na cidade de Campinas. Valorização Além do DEJEM, a Polícia Militar recebeu, em dezembro, quatro outras medidas que beneficiam a corporação. A primeira foi a criação de 5 mil cargos de oficiais administrativos, que substituirão gradativamente soldados temporários ao fim de seus contratos. Com as nomeações, policiais que atuam nas ruas não precisarão ser remanejados para as funções administrativas. Os oficiais administrativos serão civis, uma inovação na gestão da Polícia Militar. As contratações se darão por meio de concurso público, que foi autorizado em fevereiro...

Leia mais