Clube C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes

Começamos esta reportagem com a sugestão de que o parque municipal que fica ao lado da estação Carrão do metrô, atualmente sem nome e fora da lista de parques da Prefeitura do Município de São Paulo, passe a se chamar Parque Sampaio Moreira. Seria natural e respeitaria a nomenclatura dada popularmente ao local há décadas, devido ao E.C. Sampaio Moreira, que faz alusão a um antigo proprietário de terras no Tatuapé, ligado ao ciclo cafeeiro paulista. Uma homenagem justa ao clube que já chega aos 100 anos e ao Ciclo do Café que introduziu inúmeras mudanças na vida paulistana.

Apesar da riqueza dos dados históricos o parque não consta nem na lista de parques no site da Prefeitura ou sequer tem um nome atualmente. O lugar já foi chamado de Centro Educacional e Esportivo Brigadeiro Eduardo Gomes, Clube da Cidade Tatuapé, mas é conhecido como Sampaio Moreira. Depois de uma busca demorada no portal da Prefeitura encontramos o nome atual que voltou a ser Brig. Eduardo Gomes. É considerado um clube e está ligado à Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação. Portanto, a notícia preliminar dada ontem sobre este centro difere do que foi informado no sentido do nome. Realmente não consta na relação de parques da prefeitura e sim na relação de clubes.

Inserida na área do clube municipal está em atividade a EMEI Quintino Bocaiúva que vem fazendo um trabalho profícuo na educação há décadas. Ao lado da EMEI, um campo de Gateball, onde vários imigrantes japoneses se divertem todas as manhãs. Também existem dois campos relativamente bem cuidados, onde acontecem os jogos do E. C. Sampaio Moreira, entre outros. O parque abriga um ginásio poliesportivo que não seria exagero dizer, poderia estar em condições muito mais adequadas. Fomos informados que as piscinas podem ser utilizadas, mas essa é mais uma incógnita. Hora sim, hora não, as piscinas são desativadas e fica difícil saber quando estão ou não em funcionamento.

Indecifrável essa é a palavra para o lugar que precisaria ser analisado pelo atual prefeito Fernando Haddad. A população pede ordem, programação de atividades regulares, incentivos à prática esportiva. Ao invés disso encontramos um cemitério alusivo à doação de órgãos, instalado bem em frente à entrada dos vestiários da piscina. A ideia de sensibilização é boa, mas fincá-la nesse lugar é polêmica. Por ali passam crianças que dificilmente irão entender a mensagem, mas ficaram confusas em ver um cemitério ao lado da piscina onde brincam.

Os túmulos serviriam melhor para simbolizar a situação do próprio clube, onde cresce o mato há incontáveis anos. O abandono é notório onde é possível ver que em algum momento houve a vontade de realizar algo concreto que lembraria verdadeiramente um clube ou um parque. O bebedouro próximo aos campos de futebol e quadras, onde a água sai pingada, serve mais para molhar os pés de quem bebe. Falta um sifão, o que leva a pensar nas poças formadas e na proliferação da dengue. Neste sábado, os vestiários do clube, ao lado do campo e das quadras estavam trancados com cadeados, o que existe são pichações e falta de cuidado com o bem público.

Existem três quadras que poderiam ser poliesportivas. Uma delas, mal consegue manter em pé a trave enferrujada para a prática do futebol de salão. Ao lado, um exemplo de conservação feita pela comunidade que teve de comprar do próprio bolso os aros e pintar as tabelas para o basquete. Na última não existe nada só o gradil que em outros pontos está degradado. Segundo os frequentadores, raramente alguém chega ao local para jogar tênis. Esta crítica ao clube poderia apontar vários problemas e outras tantas melhorias a serem feitas, mas cabe aos responsáveis essa análise.

Como uma dessas melhorias poderíamos citar o incentivo ao boxe e à academia alçada por tantos anos pelo famoso campeão mestre Balthazar (falecido em março de 2009). Falar do sucesso dos jovens que ali começaram é fácil, mas entender o quanto sofreram pela falta de alimentação e dinheiro para treinar é difícil. A eles sobrou vontade e isso é o que faltou aos responsáveis que levaram o clube a chegar ao estado em que se encontra.

Esta reportagem tem o intuito de ser construtiva, no sentido de que os aparatos municipais, como o Brigadeiro Eduardo Gomes, sejam entregues não pode apadrinhagem, mas a quem tem qualificação e garra para fazer algo de melhor, de mudar a mesmice observada em vários setores dos serviços públicos. A falta de respeito com aqueles que fornecem as verbas para que eles existam, através dos caros impostos pagos pela população não justificam a situação encontrada no C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes.

O que ouvimos dos moradores e frequentadores do clube resume bem esta reportagem: “Este lugar poderia ser tão bonito. Está bem localizado. Não dá para entender o porquê desse abandono”. As imagens falam mais do que mil palavras.


C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes
SEME (Secretaria de Esporte, Lazer e Recreação)
Subprefeituras Mooca e Vila Prudente
Rua Monte Serrat, 230 – Tatuapé
Fone: 2097-7435
Área: 95.000m²

C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado da estação Carrão do metrô. Foto: aloimage

C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado da estação Carrão do metrô. Foto: aloimage

C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado da estação Carrão do metrô. Foto: aloimage

C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado da estação Carrão do metrô. Foto: aloimage

C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado da estação Carrão do metrô. Foto: aloimage

C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado da estação Carrão do metrô. Foto: aloimage

C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado da estação Carrão do metrô. Foto: aloimage

C.E.E. Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado da estação Carrão do metrô. Foto: aloimage

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

8 Comentários

  1. Quando reabrira o clube para usuarios do esporte e lazer pois fecharao e abandonarao e esta fazendo muita falta estamos largadod ninguem dala nada

    Envie uma Resposta
    • alotatuape

      Nildo, seja bem-vindo. Essa é uma boa pergunta. A resposta que temos é a mesma.

      Envie uma Resposta
  2. O clube ainda pode ser frequentado mesmo estando em obras?

    Envie uma Resposta
  3. Bom dia, gostaria de saber como faço uma escrição pois não consigo falar no telefone informado no site. Quero saber se tem vagas abertas pois quero fazer Boxe e coloca meu filho na natação. Aguardo um resposta obrigada.

    Envie uma Resposta
  4. Já frequentei o Clube,gostei e adoraria retornar a freqüentar,como posso fazer?

    Envie uma Resposta
    • alotatuape

      Marinez, agradecemos seu contato. Hoje (21/01) estamos publicando matéria onde mostraremos imagens do clube que irá ser transformado em um CEU pela Prefeitura de SP. Sobre frequentar, apesar do transtorno das reformas, o clube é aberto ao público. Estivemos em recesso até hoje, por isso a demora para responder seu comentário.

      Envie uma Resposta

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*