Comdores no Asfalto, no Leste Europeu

Esta é mais uma viagem dos aventureiros e bem humorados, Comdores do Asfalto, isso mesmo com a letra “m” no lugar do “n”, pois assim se auto-denominam numa brincadeira que eles mesmos fazem a respeito de serem um grupo de senhores que já não tem 20 anos de idade e pilotar suas potentes motos durante horas observando lindas paisagens, agora lhes causam algumas... digamos dores nas juntas... Mas essa história parece estar mudando e rapazes bem jovens não resistem à sua companhia, e também podem ser vistos acompanhando-os em suas aventuras. A penúltima delas foi pelas areias do Deserto do Saara, passando por Casablanca e Marrakesh, onde foram filmados Laurence da Arabia e Casablanca, filme homônimo do lugar.


Mas agora eles acabam de voltar do Leste europeu, onde estiveram em número de 28 motoqueiros, equipados para o frio congelante dos Balcãs. Montados em suas BMW, os Comdores no Asfalto saíram para conhecer a ilha onde morou o viajante e explorador italiano Marco Polo, pisaram no mesmo solo onde Átila, o rei dos Unos, deixou suas marcas antes de conquistar Roma, derrubando o poderio do Império Romano, ou ainda explorando as belezas, as comidas e as bebidas daquelas regiões.


Conheceram Dubrovnik e a grande muralha dos Croatas, orgulhosos por tê-la defendido através dos séculos, sem nunca terem deixado os inimigos transpô-la. Os motoqueiros posaram ao lado da estátua do Rei Estevão da Hungria, que foi reconhecido como um Cristão na Europa recebendo a Cruz Apostólica da Igreja e depois de sua morte foi elevado a santo da igreja católica.


Os Comdores visitaram um dos maiores museus da Europa, localizado na Alemanha, onde existem registros das atividades humanas em todos os tempos, entre ciências e tecnologia, desenvolvimento, guerra ou medicina, fotografia, navegação e outros. Passaram também por um campo de concentração preservado e estiveram na Igreja dos Ossos, uma obra inusitada composta de infindáveis esqueletos humanos.

Para finalizar chegaram à Alemanha, tiveram a sorte de participar do Oktoberfest e, literalmente, tomarem cerveja como nunca, pois as quantidades são computadas em litros, não em mililitros. Joelho de porco, vinhos e outras iguarias fizeram parte da viagem, que incluiu um charmoso jantar sob teto de oliveiras carregadas de azeitonas.

Comdores no Asfalto. Foto: Divulgação

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*