Confira o que rolou de melhor no 8º dia dos Jogos Rio 2016


Domingo, 14 de agosto de 2016, às 09h49


Sábado de emoções mil nos Jogos Olímpicos: mais um ouro de Phelps, festa da torcida argentina, feito inédito de Porto Rico e mais.

Rio 2016

Não chega a ser novidade. Na verdade, é a notícia mais repetida dos Jogos Olímpicos. Michael Phelps ganhou ouro. Mas não foi um ouro qualquer, se é que algum deles tenha disso. Foi o 23º. Foi o último. Com lágrimas, algo que se tornou habitual no Rio de Janeiro. E que mostra o lado humano de um atleta que sempre se mostrou um super-humano. E que torna a natação, daqui para a frente, um pouco menos previsível. Infelizmente...

 

Equipe de revezamento dos EUA, com Phelps no meio, agradece ao Rio. Foto: Getty Images/Adam Pretty

Equipe de revezamento dos EUA, com Phelps no meio, agradece ao Rio. Foto: Getty Images/Adam Pretty

 

O maior

Quando Phelps saltou à piscina no revezamento 4x100m medley, que os EUA vencem sempre desde os Jogos Los Angeles 1984, a Grã-Bretanha tinha a liderança. Pois ele virou o jogo, que não me revirou. A medalha de ouro fechou, assim, a carreira do maior atleta Olímpico da história. Que terminou com um “muito obrigado, Rio”. Um agradecimento justo a uma torcida que o abraçou como se fosse um deles. Deixará saudade.

 

Phelps e as lágrimas que sucedem o último ouro. Foto: Getty Images/Adam Pretty

Phelps e as lágrimas que sucedem o último ouro. Foto: Getty Images/Adam Pretty

 

Haja emoção

Foram duas prorrogações no clássico disputado no basquetebol Olímpico. À parte o melhor início da Argentina, na maior parte do jogo ficou a sensação de que o Brasil venceria. Foi assim no finalzinho do tempo regulamentar. E foi assim no finalzinho da primeira prorrogação. Nas duas vezes, porém, o placar acabou igual. Aí, na segunda prorrogação, desde o início ficou evidente que os argentinos venceriam. E isso de fato aconteceu.

 

 

Nocioni e Ginobili: Argentina foi demais para o Brasil. Foto: Getty Images/Elsa

Nocioni e Ginobili: Argentina foi demais para o Brasil. Foto: Getty Images/Elsa

 

Matador de gigantes

Primeiro foi Novak Djokovic, agora Rafael Nadal. O argentino Juan Martín del Potro eliminou os dois monstros na disputa do tênis de simples dos Jogos Rio 2016. Neste sábado (13), diante do espanhol, precisou do tie-break no terceiro set. Agora, Andy Murray que se prepare, porque enfrentará o argentino na final Olímpica. Será que a terceira surpresa vem aí?

A primeira vez

Porto Rico chegou aos Jogos Rio 2016 sem nenhuma medalha de ouro Olímpica. Difícil imaginar que ela viria como veio, no torneio de simples do tênis feminino. Pois a heroína portorriquenha foi Monica Puig, que na final superou a número 2 do mundo, a alemã Angelique Kerber.

 

 

O inquebrável

Quando foi ao chão, no meio da prova dos 10.000m, o próprio Mo Farah pensou “Meu Deus, já era”. Não foi o único. Mas talvez tenha sido o único a pensar, logo na sequência, que seria possível se recuperar. E o fez em grande estilo, com um sprint no finalzinho que deu ao britânico o bicampeonato Olímpico.

 

Mo Farah celebra ajoelhado o bicampeonato Olímpico. Foto: Getty Images/Ezra Shaw

Mo Farah celebra ajoelhado o bicampeonato Olímpico. Foto: Getty Images/Ezra Shaw

 

A vez de Neymar

O futebol brasileiro está em paz com a torcida novamente. Neymar também. Com gol dele, o Brasil venceu a Colômbia e se garantiu na semifinal do futebol feminino. Luan ainda marcou o segundo gol, mas o primeiro, de Neymar, foi emblemático. Ele precisava disso para fazer as pazes com a arquibancada.

 

Neymar e o gol da redenção. Foto: Getty Images/Alexandre Schneider

Neymar e o gol da redenção. Foto: Getty Images/Alexandre Schneider

Renzo Agresta é um dos atletas mais experientes da esgrima brasileira (Foto: Getty Images/GuidoManuilo)

Renzo Agresta é um dos atletas mais experientes da esgrima brasileira (Foto: Getty Images/GuidoManuilo)

Leia mais sobre
JOGOS OLÍMPICOS
RIO 2016

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*