Debate avalia primeiro semestre do Conselho Participativo

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 15h11

Por Roberto Vieira – CMSP

A Câmara Municipal de São Paulo realizou na noite desta quinta-feira (21/8) debate para avaliar os primeiros seis meses de trabalho do Conselho Participativo da cidade. A reunião foi uma iniciativa do vereador José Police Neto (PSD), autor de uma emenda parlamentar que cria o Conselho por meio da Lei de Reforma Administrativa.

 

Conselheiros de diversas área da cidade de São Paulo, participaram de debate realizado na Câmara.  Foto: Luiz França / CMSP

Conselheiros de diversas área da cidade de São Paulo, participaram de debate realizado na Câmara. Foto: Luiz França / CMSP

 

“Todos os conselheiros sabiam da dificuldade que existia em relação ao diálogo com a prefeitura. A partir da participação deles, hoje conseguimos levar ao poder público as opiniões de pessoas que estão envolvidas com as questões locais. Assim ocorreu com o Plano Diretor, os planos de bairros e orçamento regional”, analisou Cláudio Vieira, do projeto Adote um Vereador.

Djair de Almeida, conselheiro em Jacanã/Tremembé, apontou as ocupações irregulares como um dos grandes desafios de sua região. “Nós estamos travando uma luta para conseguir a regularização e a urbanização de algumas áreas. A falta de moradia é um grande problema que temos que resolver”, destacou.

Alguns conselheiros admitiram estar ainda em fase de aprendizagem. “Como o Conselho é uma coisa nova, nós estamos aprendendo muito e inicialmente procuramos nos interar mais sobre nossa atuação”, afirmou um dos conselheiros do distrito de Itaquera, João Estevam da Silva. “Eu não consigo analisar nosso trabalho neste primeiro semestre porque estamos ainda aprendendo”, completou Clara Politi, representante dos conselheiros imigrantes da subprefeitura de Pinheiros.

Police Neto lembrou sobre os próximos desafios dos conselheiros neste segundo semestre de 2014. “Temos que analisar como o Conselho participará da elaboração do primeiro orçamento do município de sua gestão, fato que será discutido até o final deste ano”, pontuou.

Sobre o Conselho Participativo
Criado em 2013, o Conselho Participativo Municipal é um organismo da sociedade civil, reconhecido pelo Executivo, que visa assegurar a participação representativa e consultiva da população no planejamento e fiscalização das ações e gastos públicos nas regiões, como também sugerindo ações e políticas públicas nos territórios.

Os conselheiros foram eleitos através do voto direto e representam todos os distritos da cidade de São Paulo. Cada Conselho possui um número de integrantes que varia entre 19 e 51 representantes, estabelecidos de acordo com a distribuição das subprefeituras e seus distritos.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*