Demian Maia faz luta estratégica e bate Ryan Laflare no UFC Rio


Segunda-feira, 23 de março de 2015, às 17h12


Rio de Janeiro - Brasil, por Equipe UFC – A torcida brasileira fez a festa e saiu satisfeita com os resultados do UFC Rio, que ocorreu na noite deste sábado (21). Na luta principal do evento, Demian Maia mostrou toda a sua experiência no jiu-jitsu e venceu Ryan LaFlare por decisão unânime (triplo 48-46) após cinco rounds. O brasileiro teve domínio por quase toda a luta, chegando perto de conseguir algumas finalizações, mas cansou no último período e teve um ponto retirado como punição por fugir do combate.

“Preciso agradecer a quem ficou até tarde, até o fim aqui para me ver no meu retorno. Eu tentei trazer uma finalização para vocês, mas fiquei três meses parado. Lutei com esse grande atleta que, inclusive, estava na frente na bolsa de apostas. Para mim é uma honra poder lutar no Rio de Janeiro, o berço do jiu-jitsu, onde pessoas como Hélio Gracie e Carlson Gracie lutaram”, falou o brasileiro logo após a vitória.

Card Principal. Demian Maia x Ryan LaFlare - Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/UFC

Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/UFC

Vitória do brasileiro Demian Maia. Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/UFC

No segundo combate mais importante da noite, Erick Silva mostrou toda a sua agressividade para conseguir finalizar Josh Koscheck no final do primeiro round. Após um início de luta mais amarrado, o brasileiro conseguiu encaixar boas combinações até encaixar uma belíssima guilhotina. “Poucas pessoas sabem, mas passei muitas provações durante todo meu camp. Vim aqui hoje para pegar o que é meu. Eu sabia que o Josh ia querer buscar a luta agarrada, botar para o chão, e eu e meu time treinamos muito em pé, golpes retos. Consegui acertar e ele sentiu bastante”. Esta é a primeira vez que Erick consegue duas vitórias consecutivas no Ultimate.

Card Principal - Erick Silva x Josh Koscheck
Foto: William Lucas/Inovafoto/UFC

Vitória com guilhotina do brasileiro Erick Silva. Foto: William Lucas/Inovafoto/UFC

A primeira luta do card principal foi entre o brasileiro Godofredo Pepey e o norte-americano Andre Fili. O cearense manteve a boa fase e finalizou o oponente no primeiro round com um triângulo espetacular. Esta é a terceira vitória consecutiva de Pepey, que declarou seu amor à torcida após o combate. Já Fili não conseguiu repetir o bom desempenho que teve na sua última visita ao Rio de Janeiro, quando venceu Felipe Sertanejo por decisão unânime no UFC 179.

No duelo entre brasileiros, Gilbert Durinho teve dificuldades, mas bateu Alex Cowboy com uma chave de braço no terceiro round. O estreante usou a maior envergadura para levar vantagem na trocação, mas foi derrubado pelo pupilo de Vitor Belfort e não conseguiu escapar da finalização. Entre as mulheres, Amanda Nunes arrasou Shayna Baszler e venceu por nocaute técnico no primeiro round. A brasileira mostrou toda a sua força na trocação e deixou a oponente intimidada desde o início do combate, até que acertou um chute no joelho da norte-americana, que sentiu muita dor e foi à lona.

Finalizando as lutas da noite, o vencedor da segunda edição do TUF Brasil, Léo Santos, usou todo o seu conhecimento no jiu-jitsu para derrotar Tony Martin com um mata-leão. Após um primeiro round equilibrado, o atleta da Nova União conseguiu levar o rival para o chão no segundo período e trabalhou a arte suave até conseguir passar seu braço pelo pescoço do norte-americano. “Estou muito feliz de estar aqui hoje. Ele estava se movimentando bastante, esperei um bom momento para finalizar. Ele me deu a oportunidade e consegui a finalização que tanto sonhei”, comentou o lutador, que ainda não perdeu no UFC.

 


Resultados


 

Card Principal

Demian Maia venceu Ryan LaFlare por decisão unânime (triplo 48-46)
Erick Silva venceu Josh Koscheck por finalização no R1
Léo Santos venceu Tony Martin por finalização no R2
Amanda Nunes venceu Shayna Baszler por nocaute técnico no R1
Gilbert Durinho venceu Alex Cowboy por finalização no R3
Godofredo Pepey venceu Andre Fili por finalização no R1


Card Preliminar

Francisco Massaranduba venceu Akbarh Arreola por decisão unânime (triplo 30-27)
Kevin Souza venceu Katsunori Kikuno por nocaute no R1
Leandro Buscapé venceu Drew Dober por finalização no R2
Leonardo Macarrão venceu Cain Carrizosa por decisão unânime (30-26; 30-27; 30-27)
Christos Giagos venceu Jorge Blade por finalização no R1
Fredy Serrano venceu Bentley Syler por nocaute no R3

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*