Direto do Gabinete

Toninho Paiva na tribuna da Câmara Municipal de São Paulo. Foto: Divulgação

Toninho Paiva na tribuna da Câmara Municipal de São Paulo. Foto: Divulgação


Quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Nesta tarde de quinta-feira (10), conversamos com o Vereador Toninho Paiva, que em pouco mais de dez minutos traçou um ligeiro panorama sobre alguns assuntos relevantes.

capa54aSUBPREFEITURA DO TATUAPÉ
Não há novidades, segundo ele, no que diz respeito à criação de uma Subprefeitura para o Tatuapé. Tão almejada há quase duas décadas por líderes do bairro, como Carlos Pinto de Oliveira Sá e Antonio Giaquinto, estes já faleceram sem ver seu sonho realizado e parece que a situação não muda tão cedo.

BURACOS (1)
O Vereador criticou a situação das vias públicas, que julga ter piorado em um ano, assim como as praças de forma geral. “O que eu vejo é uma situação de abandono”.

capa144BURACOS (2)
Alô Tatuapé chegou a fazer uma série de reportagens sobre o assunto, intituladas “A volta dos Tatus”, numa brincadeira com os pequenos animais que dão nome ao bairro, principalmente por terem sido abundantes na região. O trocadilho é alusivo ao fato de os tatus construírem tocas ou buracos e como a situação requeria providências rápidas naquele momento resolvemos criticar com bom humor.

COSTELA DE BÚFALO
Ainda sobre o assunto, deixamos para o Vereador a seguinte dica: Rua Azevedo Soares, altura da E. E. Ascendino Reis. Nesse local existe um costela de vaca (ou búfalo? como disse brincando o Vereador); a altura da deformidade no asfalto chega a assustar os motoristas, que para desviar precisam andar na contra mão, a fim de evitarem a colisão com o assoalho dos veículos ou coisa pior.

HOSPITAL MUNICIPAL DO TATUAPÉ
Quando se fala na história recente da instituição, devemos lembrar do médico Plínio Bertocco e a condução dos trabalhos que exerceu junto aos residentes, também em outras áreas do hospital, chegando ao cargo de diretor. Remontando a esse nome de alta estima entre os médicos, Toninho Paiva o citou, antes de concluir: “Acabei de vir da Secretaria da Saúde e a situação é difícil. A saúde está encolhendo ao invés de aumentar. Mas o Hospital do Tatuapé ainda é um dos que melhor atende a população comparado, por exemplo, com o da Cidade Tiradentes; faz operações de risco, profissionais que atendem no Einstein e outros hospitais de ponta trabalham lá”, disse. “Só não faz transplantes”, completou.

AUMENTO DO IPTU
Sobre o indigesto aumento do IPTU desejado pela Prefeitura de São Paulo para 2014: “Sobre esse percentual eu já falei que não voto”, revelou. O aumento pleiteado pode chegar até 26% em média para os imóveis de maior valor, ficando na casa dos 18% para as residências. “Esse valores podem atingir bairros como o Tatuapé”, diz. O aumento deverá ser votado até o final do ano pela Câmara Municipal de São Paulo. Toninho Paiva, expõe que a votação do IPTU requer apenas 28 votos. “Essa votação é simples, diferente da qualificada que precisa de 37 votos para passar”.

AVENIDA CELSO GARCIA
Sobre o famigerado destino da Avenida Celso Garcia ou como quer a Prefeitura nova Celso Garcia, ele também não acredita em mudanças. “Existe um projeto de desapropriação de 25 metros. O Tatuapé é um bairro antigo e os moradores ficam alarmados pensando que vão derrubar as suas casas. Nada vai acontecer por enquanto, mas fica todo mundo em alvoroço”.

FOOTING E POINT
O alargamento da Avenida Celso Garcia, entre outras obras de melhoria propostas desde o governo de Marta Suplicy, apenas para citar uma das gestões que fizeram promessas de mudanças, há muito que não saem do papel. Com isso o que se vê é uma deterioração cada vez mais acentuada na avenida, onde se fazia o famoso footing nos seus áureos tempos. Traduzindo: A Celso Garcia já foi um point importante pela modernidade e infraestrutura, onde rapazes e moças se encontravam nos cinemas, praças, docerias ou caminhando de um lado para o outro – fazendo footing, um costume da velha São Paulo.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*