Diretor do INPE abre evento internacional sobre água

Na terça-feira, 11 de março, o diretor Leonel Perondi abriu o “International Expert Panel on Global Challenges of Water Governance”, realizado no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos. O evento teve como objetivo aproximar o conhecimento da comunidade científica das necessidades dos gestores e tomadores de decisão para a definição de novas metas, linhas de pesquisa e fomento para a melhoria na governança dos recursos hídricos.

“As mudanças climáticas e o aumento da população representam grandes desafios para a gestão deste recurso vital. Este evento identifica os desafios da comunidade científica no sentido de auxiliar tomadores de decisão para uma melhor gestão da água”, disse o diretor Leonel Perondi.

Durante o evento, especialistas internacionais em diversas áreas apresentaram suas perspectivas sobre os principais desafios da governança da água no século 21. O painel foi coordenado por José Luiz Stech, pesquisador da Divisão de Sensoriamento Remoto (DSR) do INPE, e mediado por Douglas Gherardi, chefe da DSR, e teve entre os participantes Américo Sampaio, superintendente da Divisão de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP); Carlos Nobre, secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI); Deepak R. Mishra, professor do Departamento de Geografia da Universidade de Georgia (UGA); João Lorenzzetti, pesquisador da Divisão de Sensoriamento Remoto do INPE; Fernanda G. Sampaio, pesquisadora do Laboratório de Ecossistemas Aquáticos da Embrapa Meio Ambiente; José G. Tundisi, presidente do Instituto Internacional de Ecologia.

“Para superar os desafios associados à disponibilidade futura
de água, os decisores políticos e gestores ambientais devem ser capazes, em um futuro próximo, de desenvolver e promover uma melhor gestão da água. O objetivo principal deste evento é criar uma lista dos principais desafios enfrentados pela comunidade científica no sentido de ajudá-los neste esforço”, reforçou Perondi em seu discurso.

Vitória-régia no Amazonas: Entender os processos naturais ainda poderá salvar a humanidade. A delicadeza e a evolução desta planta, entre as gigantes do planeta, desde sua reprodução, vida e beleza, é um exemplo e já seria uma aula aos homens sobre o quanto devem avaliar suas ações junto à natureza; como o desmatamento por exemplo.  A natureza muitas vezes perdoa, mas demora.

Diretor do INPE, Leonel Perondi. Foto: INPE

Hidrosfera, waterpanel. Site do evento.

Centro de visitantes no INPE: Portas abertas a todos que têm interesse em aprender. Foto: INPE

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*