Entre o parto normal e a cesárea


Sábado, 29 de julho de 2017 às 12h19


Para especialista a mulher deve escolher a melhor posição durante o trabalho de parto, a fim de facilitar o nascimento do bebê.

Decidir entre parto normal e cesariana é uma das questões mais relevantes durante a gravidez. Dados do Ministério da Saúde de 2016 apontam que 55% dos procedimentos realizados no país são cesáreas, número que cresceu 40% em 15 anos. Os especialistas apontam algumas razões para esse aumento: medo da dor, falta de informação para a gestante, carência de leitos e de profissionais nos hospitais e maternidades e baixa remuneração dos médicos.

O tocoginecologista Carlos Alberto Politano, coordenador dos Representantes Credenciados da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP), ressalta que é essencial a participação ativa da parturiente no pré-natal, no parto e no pós-parto. “A preferência da cesariana se deve a uma conjuntura de fatores que se interpõe durante o período gestacional desde medo pelo desconhecido, passando por experiências desagradáveis de parentes e culminando com a influência do meio social em que vive”, analisa o médico.

 

Mulher deveria poder escolher a melhor posição para seu conforto na hora do parto; o importante é pensar no seu bem estar e do bebê. Foto: divulgação / SOGESP

 

Segundo Politano, o importante é pensar no bem estar da mãe e do bebê. “Nesse momento, mais do que nunca, com todo avanço da tecnologia na área médica, não podemos pensar em prós e contras quando a nossa preocupação é o binômio materno-fetal. É inaceitável uma complicação por uma cesariana inadequadamente indicada, assim como um parto extremamente demorado e nascimento de uma criança com sequelas futuras. Precisamos urgentemente derrubar esse muro em que de um lado estão os médicos que acham que a cesariana é sempre a melhor via de parto e do outro os colegas que vão ao extremo para fazer um parto via vaginal”, afirma.

Para as mulheres que precisam escolher o tipo de parto, o tocoginecologista faz uma advertência quanto ao que pode ajudar na hora do nascimento do bebê. “É muito simples: pré-natal realizado de forma adequada responde a todas as perguntas. Quando a mulher chega ao consultório com um teste positivo de gravidez, ela tem uma quantidade imensa de dúvidas. Nesse momento, começa a se definir a via de parto. O acolhimento a essa paciente é a chave de tudo, ali se inicia uma empatia entre médico e gestante, que tem de sair dessa consulta com suas dúvidas dirimidas e confiante de que a escolha do médico que vai acompanhar a gestação, parto e puerpério foi a correta”, acrescenta.

O ideal, para Politano, é a mulher perguntar ao médico que a está atendendo se ele faz parto normal ou só cesariana. “É preciso discutir todas as possibilidades de ambos de forma clara, de tal modo que a decisão, que é sempre direito da paciente, se superponha ao ideal para aquela gestação. Importante nesse momento é informar que intercorrências gestacionais podem definir a via de parto para a segurança de ambos”, informa.

“Não existe mais espaço na obstetrícia moderna para, durante o trabalho de parto, a mulher ficar deitada sem se movimentar. Ela naturalmente se adequa a posições mais confortáveis. É interessante mudar a posição, caminhar, se exercitar durante o trabalho de parto. Na hora do nascimento, a posição vertical pode ser escolhida pela mulher, de tal forma que se sinta mais confortável e com facilidade para empurrar o bebê”, finaliza Carlos Alberto Politano.

medicinasaude

Acesse a nova página especial sobre Medicina&Saúde, onde encontra todos os os posts do site sobre o assunto com um só clique. Ilustração: aloart

Leia mais sobre
MEDICINA&SAÚDE

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*