Especialistas discutem regulamentação do Uber


Terça-feira, 18 de agosto de 2015, às 05h50


CMSP | Jeldean Silveira

Com o tema Mobilidade Urbana Compartilhada: Construindo soluções para o conflito Táxi X Uber, o encontro ‘Pensando a Cidade’ discutiu com especialistas as possíveis soluções para mobilidade e os conflitos gerados pelos aplicativos de carona remunerada ou não na cidade de São Paulo. O debate promovido pelo vereador José Police Neto (PSD), na noite desta segunda-feira (17/8), na Câmara Municipal, apontou a possível regulamentação dos aplicativos como uma das principais soluções para os conflitos.

Proibição do aplicativo Uber. Ilustração: aloart

Proibição do aplicativo Uber. Ilustração: aloart

O diretor de comunicação da Uber, Fabio Sabba, defendeu que o aplicativo não é uma ferramenta ilegal. “A Uber, na verdade, é uma empresa de tecnologia, e o que fazemos é conectar motoristas profissionais com usuários. Se pegarmos a Política Nacional de Mobilidade Urbana, a Lei 12. 587, ela tipifica os tipos de transporte e deixa claro que você tem dentro da cidade o transporte publico individual e o privado individual, que seria onde a empresa se encaixa. O que acontece é que não tem uma regulação especifica, portanto, a Uber é completamente legal. O que ocorre é que ainda não existe essa regulamentação”, afirmou.

Para o professor e coordenador do Centro de Pesquisa em Estratégia do Inspe, Paulo Furquim de Azevedo, responsável pela pesquisa ainda não divulgada sobre regulamentação de aplicativos de transporte, é preciso uma reforma nas regras de mobilidade em São Paulo.

“Vejo mais oportunidades do que problemas nesse momento. A tecnologia colocou em xeque o modo como a mobilidade era regida. A regulamentação que temos hoje de um modo geral, não só para o transporte privado, como o Uber, mas também do taxi e do ônibus, é anacrônica. A tecnologia deu um choque e tornou essa regulação antiga e, por isso, este é o momento de rever. E é bom que seja revisto tudo ao mesmo tempo para que haja um equilíbrio entre essas partes”, afirmou.

 

Debate abordou tema “Mobilidade Urbana Compartilhada: Construindo soluções para o conflito Táxi X Uber”. Foto: André Bueno / CMSP

Debate abordou tema “Mobilidade Urbana Compartilhada: Construindo soluções para o conflito Táxi X Uber”. Foto: André Bueno / CMSP

 

O diretor e idealizador do Caronetas – aplicativo de caronas inteligentes que visa estimular o uso compartilhado de carros na cidade – Márcio Nigro, acredita que a regulamentação deve criar oportunidades iguais para todos os prestadores de serviço. “Acho que deve se permitir que haja níveis de serviço diferentes para podermos expandir e melhorar o serviço atual. Com uma regulamentação não só para o Uber, mas que permita que qualquer micro empresário possa também colocar uma frota na rua com seu aplicativo específico e prestar o serviço. Não criar apenas um modal, mas um modelo de negócio que todo mundo possa trabalhar”, disse.

O vereador Police Neto deve apresentar um Projeto de Lei que regulamenta o sistema de compartilhamento de veículos na cidade de São Paulo. “Na realidade, vou trazer a regra que já esta no PDE (Plano Diretor Estratégico), de como compartilhar o automóvel. Depois de um ano que o Executivo teve a oportunidade de regulamentação, a gente vem discutindo na cidade como compartilhar veículo, como compartilhar veículo com motorista e como compartilhar viagens. Vamos continuar um debate que se iniciou há um ano quando aprovamos o PDE”, explicou.

Também participaram do debate o diretor de Políticas Públicas da Uber no Brasil, Daniel Mangabeira, o presidente e fundador da Zazcar, empresa pioneira no compartilhamento de veículos (carsharing) no Brasil, Felipe Barroso, o advogado e professor de Direito Digital e Internacional da Faculdade de Direito do Mackenzie, Renato Leite Monteiro, e o Superintendente da ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), Luiz Carlos Mantovani Néspoli.

Redução de velocidade nas marginais causa polêmicas. OAB-SP pretende mover ação contra medida. Foto: Fernando Stankuns / Wikipedia. Sobrefoto: aloart

Redução de velocidade nas marginais causa polêmicas. OAB-SP pretende mover ação contra medida. Foto: Fernando Stankuns / Wikipedia. Sobrefoto: aloart

Leia mais sobre
MOBILIDADE URBANA

 

São Paulo concentrou capacidades de comando sem perder completamente a produção industrial. Foto: Leo Ramos

São Paulo concentrou capacidades de comando sem perder completamente a produção industrial. Foto: Leo Ramos

Leia mais sobre
ALÔ SÃO PAULO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*