Estudantes continuarão ocupando escolas, mesmo após recuo do governo


Segunda-feira 7 de dezembro de 2015, às 07h45


De acordo com a UBES, os estudantes devem continuar ocupando as escolas até que as mudanças pretendidas pelo Governo do Estado de São Paulo sejam totalmente canceladas.

Uma vitória! Assim está sendo encarado o recuo do governador Geraldo Alckmin divulgado na última sexta-feira (4) quanto à reorganização escolar, além de o secretário da Educação Herman Voorwald ter deixado o cargo. Porém, os estudantes devem continuar ocupando as escolas – por volta de 200, segundo o levantamento da Secretaria da Educação.

De acordo com a UBES, dezenas de estudantes representando mais de 40 escolas ocupadas no Estado de São Paulo se reuniram no início da noite desta sexta-feira na E.E. Caetano de Campos, na Aclimação, e decidiram de forma unânime manter as ocupações das escolas até que a reorganização escolar seja oficialmente revogada pelo governador Geraldo Alckmin. Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

De acordo com a UBES, dezenas de estudantes representando mais de 40 escolas ocupadas no Estado de São Paulo se reuniram no início da noite desta sexta-feira na E.E. Caetano de Campos, na Aclimação, e decidiram de forma unânime manter as ocupações das escolas até que a reorganização escolar seja oficialmente revogada pelo governador Geraldo Alckmin. Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

De acordo com a presidente da UBES (União Brasileiros dos Estudantes secundaristas), Camila Lanes, os estudantes devem seguir em luta até o fechamento das escolas ser totalmente cancelado e defendeu o projeto da UBES de Reformulação do Ensino Médio e uma nova proposta para a educação paulista.

Alckmin anunciou a suspensão da reorganização escolar em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, tendo como objetivo “ampliar o espaço para o debate com a comunidade escolar e tirar todas as dúvidas de professores, alunos e pais”, de acordo com a nota divulgada pelo Portal do Governo. “Entendemos que nós devemos aprofundar o diálogo, acreditamos nos benefícios da reorganização e isso fecha um ciclo, que permite a gente ajudar também no ensino infantil, só na cidade de São Paulo faltam 150.000 vagas em creche, fora a pré-escola, então vamos dialogar, escola por escola”, afirmou o Governador Geraldo Alckmin, ao anunciar a decisão.

O secretário da Educação de São Paulo deixa o cargo. Foto: Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

O secretário da Educação de São Paulo deixa o cargo. Foto: Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

Na quinta-feira (3), o Ministério Público de São Paulo, por meio do Grupo de Atuação Especial de Educação da Capital (GEDUC) e da Promotoria de Justiça da Infância e Juventude da Capital e a Defensoria Pública do Estado haviam ajuizado ação civil pública com pedido de liminar contra a Fazenda Pública do Estado buscando a suspensão do plano de reorganização escola.

Diante da decisão do governo estadual de adiar a implantação do plano, o GEDUC aguarda a formal revogação do Decreto da Reorganização Escolar e fiscalizará se os alunos de fato estão tendo as matrículas garantidas nas escolas de origem, bem como se as escolas que seriam fechadas permanecerão abertas e retomarão seu normal funcionamento.

Ainda de acordo com o GEDUC, “a ação civil pública continua tramitando, pois tem pedido mais amplo, de garantia da retomada de participação das comunidades escolares e de toda a sociedade na construção democrática de projeto de melhoria da qualidade de ensino”.

Cerimônia de abertura da 38ª sessão da Conferência Geral da UNESCO em Paris, no dia 3 de novembro de 2015. Foto: © UNESCO/Nora Houguenade

Cerimônia de abertura da 38ª sessão da Conferência Geral da UNESCO em Paris, no dia 3 de novembro de 2015. Foto: © UNESCO/Nora Houguenade

Leia mais sobre
EDUCAÇÃO

Av. 23 de Maio. Foto: Silvio Tanaka / Wikipedia

Queda nos acidentes de trânsito liberará leitos do SUS, diz Prefeitura. Av. 23 de Maio. Foto: Silvio Tanaka / Wikipedia

Leia mais sobre
ALÔ SÃO PAULO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*