Excesso de carrros provoca trânsito na porta de prédio

Buzinaço para entrar em casa no Tatuapé

Congestionamento em porta de prédio no Tatuapé, apartamentos vendidos por mais de 1 milhão: Durante a volta para o lar, diversos carros causam congestionamento diário na via para entrar em casa, ou seja, na própria garagem, como mostram as imagens. O buzinaço dos outros motoristas tira a tranquilidade de quem paga caro para morar no bairro.

Foto: aloimage

Foto: aloimage

Foto: aloimage


Sexta-feira, 20 de março de 2015, às 18h59 - atualizado às 19h57


O excesso de veículos sem que haja planejamento e investimentos de infraestrutura no Tatuapé, tem provocado situações intensas. Sem comando, bairro vive a mercê de subprefeituras distantes dos seus problemas.

Gerson Soares

Tatuapé – SP | Para muita gente, o Tatuapé não tem nenhuma dificuldade. Mas na verdade, a marcha do progresso o faz avançar sem planejamento, um tanto desnorteado. Falta comando para ordenar interesses. O mesmo ocorre numa esfera maior, como observamos na condução do país, que amarga na corrupção e nos péssimos serviços prestados pelos governos em todos os níveis, apesar de exceções. Notícia enviada hoje (20) da Europa, causa espanto aos estrangeiros saber da falta de água em São Paulo. Como é possível acontecer isso num país com tanta água como o Brasil?, perguntam.

A falta não é só de água, mas também de interesse em resolver as questões que atravancam a vida da população e fazem recuar programas até bem intencionados, como por exemplo, o CET no Seu Bairro que teve início em fevereiro de 2014. As atualizações no site da Companhia de Engenharia de Tráfego pararam na 8ª edição em outubro do ano passado. Segundo as informações, abrangeu 49 regiões, mas o Tatuapé ou Jardim Anália Franco ainda nem estavam nas projeções futuras, apesar de termos enviado diversas situações críticas ao secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

Tudo o que se fala é que o bairro é ótimo e está entre os melhores de São Paulo para morar. E, em diversos aspectos, isso não deixa de ser verdade. Mas parece ter sido esquecido, depois que muitas lideranças deixaram de existir por aqui. Homens como Alfredo Martins, Antonio Giaquinto, Ricardo Izar, Carlos Pinto de Oliveira Sá, entre outros tantos, deixaram seu amor pelo bairro e uma herança de serviços nos poderes municipal, estadual e federal, que aos poucos vai sendo carcomida.

O poder financeiro das grandes empresas que aqui se instalam, trazendo consigo todas as boas e más consequências, buscam um interesse maior que é vender produtos e serviços, mas pouco ou nada investem na infraestrutura ou em melhorias para o bairro.

O aumento do número de veículos circulando nas ruas, por exemplo, traz à tona fatos inusitados, como o trânsito no interior das garagens dos edifícios, outro fenômeno de expansão no Tatuapé. Modelos de segurança, totalmente defasados em matéria de expertise e inteligência de portarias, deixam os próprios moradores que os contratam expostos a toda sorte de ocorrências.

 

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*