Exposição fotográfica com audiodescrição para deficientes visuais


Segunda-feira, 14 de setembro de 2015, às 15h41


“Lentes da memória: a descoberta da fotografia de Alberto de Sampaio (1888-1930)” apresenta fotografias inéditas e conta com recurso de descrição de obras destinado ao público cego ou com baixa visão ao vivo ou por aplicativo AudiFoto.

Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio (Rio de Janeiro, 1870) estarão expostos pela primeira vez na mostra “Lentes da memória: a descoberta da fotografia de Alberto de Sampaio (1888-1930)”, no Instituto Tomie Ohtake, até 01 de novembro.

 

Nome da obra: Ipanema Legenda original: Praia do Arpoador com pedra à direita, já destruída (no site da exposição é possível ler e ouvir a descrição desta imagem)

Nome da obra: Ipanema. Legenda original: Praia do Arpoador com pedra à direita, já destruída (no site da exposição é possível ler e ouvir a descrição desta imagem)

 

A exposição exibe fotografias que são retrato de uma época e mostram a vida de pessoas comuns num cruzamento com eventos cruciais para a história do Brasil no Rio de Janeiro. E para os visitantes cegos ou com baixa visão grande parte das obras poderão ser apreciadas por meio da audiodescrição. O recurso estará disponível a partir e 17 de setembro no aplicativo AudiFoto, gratuito, lançado este mês pela Fundação Dorina Nowill para Cegos. Este recurso será ativado após os usuários baixarem o app AudiFoto e, ao passar pelas obras, terão a possibilidade de ouvir automaticamente o que está retratado em cada peça – fotografia ou objeto – devido a um sensor instalado nas obras. Os espaços, objetos e obras que não contarem com descrição gravada, terão o apoio de um audiodescritor ao vivo, e também por caneta pentop para aqueles que não baixarem o aplicativo.

Além da audiodescrição a exposição tem ainda, maquetes táteis dos espaços expositivos e de uma câmera fotográfica do início do século XX. O site do projeto (www.albertodesampaio.com.br) também está acessível e apresenta descrição de cada fotografia. O roteiro e gravação de descrição e de audiodescrição é assinado por Cinema Falado Produções, sob a coordenação de Graciela Pozzobon.

Para a organização da mostra, a descrição narrativa das imagens para pessoas com deficiência visual é uma forma de tradução visual, em palavras, que permite a inclusão de públicos mais amplos que participam e dialogam com as mudanças da sociedade atual. As ações atendem à importante demanda de proporcionar a inclusão de pessoas cegas ou com baixa visão na vivência cultural. A fotografia, inserida no cotidiano moderno, assim como suas histórias, fazem parte cada vez mais da vida de todos. Este é o motivo de a exposição ter sido planejada para tornar as imagens desse desconhecido fotógrafo amador, chamado Alberto de Sampaio, acessíveis.

A realização da exposição e a digitalização do acervo foram viabilizadas por patrocínio da Unipar Carbocloro. Após a passagem por São Paulo, estão programadas exposições em Cubatão (SP), ainda em 2015, e para o Rio de Janeiro em 2016. A concepção e curadoria são de Adriana Maria Martins Pereira, que encontrou o acervo por um acaso na sede da Sociedade Petropolitana de Fotografia, na cidade de Petrópolis (RJ), e começou a organizá-lo com afinco, tarefa que lhe rendeu um mestrado e um doutorado sobre o tema.


Serviço

Exposição com audiodescrição “Lentes da memória: a descoberta da fotografia de Alberto de Sampaio (1888-1930)”
Onde: Instituto Tomie Ohtake
Livre para todas as idades
Pré-agendamento para grupos
Visitas em grupos com deficiência visual, com disponibilidade de traslado gratuito
E-mail expoagendamento@gmail.com ou telefones (11) 98967-0078 e (11) 97535-5558
Dias e horário: Quarta, quinta e sexta-feira - 10h30

Entrada franca
Até 01 de novembro de 2015 - terça a domingo, das 11h às 20h
Av. Faria Lima 201 (Entrada pela Rua Coropés, 88) - Pinheiros (SP)
Metrô mais próximo - Estação Faria Lima/Linha 4 - Amarela
Informações: 11 2245 1900

Audiodescrição ao vivo com monitor para pessoas com deficiência visual sem agendamento
Quarta, quinta e sexta-feira - 13h às 18h
Sábado - 11h às 19h

Audiodescrição gravada para público espontâneo de pessoas com deficiência visual. Disponível nos dias e horários em que a exposição está aberta ao público.

entretenimentoLeia mais sobre
ENTRETENIMENTO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
  • Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*