Faro de cães ajudam meio ambiente

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 16h07

Faro do melhor amigo do homem é usado em prol da natureza. Organização dos EUA Working Dogs for Conservation usa cachorros para ajudar a preservar a natureza

por redação eCycle
Working Dogs Conservation. Foto: Divulgação

Working Dogs Conservation. Foto: Divulgação

Todos nós já ouvimos falar de cães que farejam drogas, bombas escondidas e pessoas soterradas. Até mesmo a capacidade desses animais de detectar câncer tem sido muito divulgada. Mas além dessas utilidades já conhecidas do aguçado faro canino, ele também presta serviço ao meio ambiente.

A organização americana Working Dogs for Conservation foi fundada com esse objetivo: fazer com que o melhor amigo do homem dê uma mãozinha ao meio ambiente. Dirigida por quatro mulheres (Aimee Hurt, Alice Whitelaw, Deborah Woollett e Megan Parker), a organização leva cães treinados para detectar ameaças ambientais e animais raros em diversos ambientes pelo mundo e, assim, ajudar a preservar a natureza.

Faro do melhor amigo do homem é usado em prol da natureza. Working Dogs Conservation. Foto: Divulgação

Faro do melhor amigo do homem
é usado em prol da natureza. Working Dogs Conservation. Foto: Divulgação

As habilidades dos cães vão desde encontrar pequenos mamíferos e grandes carnívoros até pragas de plantações e substâncias tóxicas no ambiente. Você pode conhecê-los melhor e com muito bom humor aqui (em inglês).

Entre diversos trabalhos, o grupo já atuou:

:: Detectando rastros de animais ameaçados de extinção para ajudar projetos de preservação das espécies. Os cães já farejaram os rastros de gorilas em Camarões; de grandes felinos nas savanas de Zâmbia, Botswana e África do Sul; dos ursos-lua na China; de lagartos Gambelia sila na Califórnia e muitos outros;

:: Retirando armadilhas de reservas ambientais, combatendo o tráfico de produtos derivados de animais selvagens;

:: Participando de um projeto de monitoração de contaminantes aquáticos. Os cães encontravam fezes de lontras e martas, que são o topo da cadeia alimentar dos rios do estado de Montana, nos EUA. A presença desse material indica que os predadores estão se alimentando bem, mostra uma boa biodiversidade, e significa que o local é menos poluído;

:: Combatendo ervas daninhas invasoras em plantações de alfafa em Montana. Os cães conseguiam detectar a praga antes do florescimento. Deste modo, a equipe podia evitar que se reproduzisse;

:: Detectando um besouro que estava atacando florestas em Minnesota.

Fonte: eCycle, via Portal do Meio Ambiente
alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*