Governador visita Centro Integrado de Comando da Copa do Mundo

O governador Geraldo Alckmin visitou nesta segunda-feira, 26, o Centro de Comando Integrado de Monitoramento, na Luz, centro da Capital. O órgão funcionará como um centro de coordenação da Operação de Segurança da Copa do Mundo, integrando e monitorando informações de pelo menos 41 órgãos.

Governador Geraldo Alckmin, secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, e secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Julio Semeghini, visitam o Centro Integrado de Comando e Controle Regional. Foto: Edson Lopes Jr.

Governador Geraldo Alckmin, secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, e secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Julio Semeghini, visitam o Centro Integrado de Comando e Controle Regional. Foto: Edson Lopes Jr.

O imóvel onde foi instalado o Centro pertence à Secretaria Estadual de Planejamento e recebeu um investimento de R$ 2,25 milhões do Governo do Estado para reforma e adequação. Os equipamentos e mobiliário foram adquiridos pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), do Ministério da Justiça.

“O Centro já está funcionando desde a última sexta-feira. Teremos aqui quatro áreas importantes, uma de segurança e defesa, uma de defesa civil e bombeiros, uma de agências e uma de mobilidade e trânsito. Cada uma dessas áreas com inúmeros agentes, seja do governo federal, do estado ou do município”, ressaltou o governador.

“A partir do dia 10 de junho, o Centro estará funcionando 24 horas, 7 dias por semana. Ele fará monitoramento das áreas do entorno do estádio, das áreas de acesso, das fun fest e de maior concentração do público. Quero destacar a integração dos órgãos do estado – polícias civil, militar e científica, com a polícia federal, forças armadas, agências de inteligência e órgãos municipais. Ressaltar ainda o ótimo exemplo de legado. Quando acabar a Copa do Mundo, esse centro ficará como centro de inteligência para o Estado”, concluiu Alckmin.

Alckmin diz que o Centro é um exemplo de um bom legado da Copa para a área de segurança pública. Foto: Edson Lopes Jr.

Alckmin diz que o Centro é um exemplo de um bom legado da Copa para a área de segurança pública. Foto: Edson Lopes Jr.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública, o Centro irá operar, por meio de um videowall, 30 câmeras instaladas no entorno da Arena Corinthians e em outros pontos principais. Além disso, a Capital receberá cinco Centros de Controle Móveis – três carretas e duas plataformas de observação elevada, para que a Polícia Militar monitore jogos, Fan Fests e outros eventos relacionados à Copa.

Desde sexta-feira, 23, estão em funcionamento a sala de operações (NOC – Network Operations Center), de atendimento, de armazenamento de dados (Datacenter), de crise, planejamento, escolta e administração e os equipamentos do Centro.

Atualmente, o Centro conta com 53 assentos na sala de operações para órgãos públicos e empresas parceiras ligadas à operação do evento mundial, com possibilidade de ampliação para 60 assentos. Dentre eles, estão a Secretaria da Segurança Pública (SSP), as polícias Militar, Civil e Técnico-científica, o Corpo de Bombeiros, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), entre outros.

Segundo o governo do Estado, após a Copa do Mundo, o Centro deixará como legado o trabalho integrado entre as várias forças de segurança federais, estaduais e municipais, além de órgãos de regulação e controle e outras instituições que atuam em grandes eventos, como da área de saúde e defesa civil. As secretarias da Segurança Pública e do Planejamento de Desenvolvimento Regional compartilharão a administração do Centro, que terá como coordenador um delegado da Polícia Federal.

Imagens de 30 câmeras instaladas no entorno da Arena Corinthians são exibidas em um videowall. Foto: Edson Lopes Jr.

Imagens de 30 câmeras instaladas no entorno da Arena Corinthians são exibidas em um videowall. Foto: Edson Lopes Jr.

No país

Todas as cidades-sede da Copa do Mundo terão um Centro Integrado de Comando e Controle Regional, que será interligado ao comando central, em Brasília. O órgão vai integrar e apoiar as ações das instituições envolvidas, mantendo atualizadas as informações para os governos.

O Centro faz parte do Sistema Integrado de Comando e Controle da Segurança Pública para Grandes Eventos (SICC), instituído pela Sesge. O SICC é a união das atividades de planejamento, coordenação, acompanhamento, avaliação e integração da Operação de Segurança da Copa.

 

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*