Greves dos ônibus e cobradores em São Paulo

09h44 – Apesar de a forma ser considerada inapropriada por toda a sociedade, greve dos motoristas e cobradores de ônibus teve seu direito garantido até o final da noite de ontem. Um acordo foi firmado entre os grevistas e a prefeitura de São Paulo, garantiu a volta ao trabalho a 0h de hoje. Porém, os funcionários da empresa Santa Brígida continuaram a paralisação, prejudicando mais uma vez milhares de pessoas na zona Oeste. A polícia militar foi autorizada a intervir hoje, caso os motoristas repitam os atos de interferir nas vias públicas, como foi visto nos dois últimos dias. A categoria teria uma reunião marcada com o prefeito Fernando Haddad, daqui a pouco, mas as assessorias da Prefeitura e SP Trans informam que nas agendas oficiais do prefeito Fernando Haddad e do secretário dos Transportes Gilmar Tatto, essa reunião não consta. A Santa Brígida descumpre o acordo devido à não confirmação dessa reunião, segundo o G1. Apesar da alegação a reunião pode acontecer a qualquer instante.

10h01 – Empresas de ônibus da grande São Paulo entram em greve e representantes do movimento na cidade dizem que se o prefeito não recebê-los a paralisação pode recomeçar a qualquer instante, acaba de informar o G1.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*