Grupo XIX de Teatro segue com mostra de espetáculos na Vila Maria Zélia


Sábado, 25 de abril de 2015, às 18h27

 

Memórias de Cabeceira. Foto: Divulgação

Memórias de Cabeceira. Foto: Divulgação

O Grupo XIX de Teatro dá sequencia na programação da mostra de espetáculos montados durante os núcleos de pesquisa 2014. Dia 26 de abril, domingo, tem exibição do vídeo Dramaturgias Secretas de Uma Vida Sexual Pública (às 19h) e apresentação dos espetáculos Memórias de Cabeceira (às 20h30, na praça da vila) e Foi Um Carnaval Que Passou, com direção e orientação dramatúrgica de Ronaldo Serruya (às 20h30, no Armazém 19). Toda programação acontece na Vila Maria Zélia e tem entrada gratuita.

 Foi Um Carnaval Que Passou. Foto: Ronaldo Serruya

Foi Um Carnaval Que Passou. Foto: Ronaldo Serruya

As ações fazem parte do novo projeto do grupo Teorema: Sobre Certezas, Hipóteses e Vagalumes, contemplados pela 26º Edição da Lei do Fomento ao Teatro Para a Cidade de São Paulo, que prevê, ainda, a montagem de espetáculo inédito sobre a obra Teorema, de Pier Paolo Pasolini, com dramaturgia de Alexandre Dal Farra em colaboração com grupo (previsão de estreia no segundo semestre).

Programação do Armazém 19
Dia 26 de abril - Domingo
19h – Vídeo/instalação Dramaturgias Secretas de Uma Vida Sexual Pública
20h30 - Espetáculo Memórias de Cabeceira (na praça da vila)
20h30 – Espetáculo Foi Um Carnaval Que Passou (no Armazém)

 


Serviço:
ARMAZÉM 19 – Rua Mário Costa 13 (Entre as ruas Cachoeira e dos Prazeres) – Belém. Telefone – (11) 2081-4647. Acesso para deficientes físicos. Informações e reservas, de segunda a sexta-feira das 14 às 18h. Estacionamento gratuito. Site - www.grupoxix.com.br

Sinopses dos espetáculos

Memórias de Cabeceira 

Esse núcleo teve como foco da pesquisa a criação de um retrato cênico de pessoas próximas a seus integrantes. Um caminho para a elaboração de uma dramaturgia própria dos atores a partir de memórias sobre seus retratados. Ao longo dos encontros, cada retrato foi contaminado pelo coletivo, criando um único experimento para ser compartilhado com o público.

Durante o processo, cada integrante pode aprofundar seu entendimento sobre o outro e sobre si mesmo, ao compreender os motivos que o fizeram escolher determinada pessoa como modelo e que o guiou na elaboração desse depoimento teatral.

Ficha técnica:
Orientação: Rodolfo Amorim. Participantes: Bruno Canabarro, Cleuber Gonçalves, Natália Ribeiro e Vinícios Titae. Iluminação: Michel Fogaça. Cenotécnico: Luciano Morgado. Duração: 60 minutos. Classificação: Livre. Capacidade: 36 lugares. Local: Praça da Vila Maria Zélia.

Foi Um Carnaval Que Passou

A partir da ideia do carnaval como metáfora da subversão e da ideia do corpo livre como utopia, os atores do núcleo de pesquisa ator-dramaturgo/2014 criaram personas e fantasias para falar do tempo em que vivem e da (im) possibilidade de construir novas identidades no mundo de hoje.

Usando referências autobiográficas, textos filosóficos e autores contemporâneos, os atores construíram seus discursos, em cenas que se contaminam entre si, num espaço livre onde os espectadores constroem espacialidades e sentidos.

Ficha técnica:
Direção e orientação dramatúrgica: Ronaldo Serruya. Atores dramaturgos: André Martins (Rainha da Melancolia), Edson Raphael (Homem-amarra), Fernanda Roman (Dorotéia Borrada), Lucas Dantas (Bom Moço), Tâmara Vasconcelos (Palhaço das Perdidas Ilusões), Tatiana Caltabiano (A Mulher Bomba) e Tuany Mancini (Filha da Vergonha). Duração: 60 minutos. Classificação: 16 anos. Capacidade: 40 lugares.

Vídeo/instalação

Dramaturgias Secretas de Uma Vida Sexual Pública

Um vídeo/instalação com duração de 20 minutos permite que cada expectador assista o vídeo sozinho e com fones de ouvido.

Hoje a vida sexual das pessoas é debatida por parlamentares e religiosos, redes sociais e aplicativos de celular e apresentam uma “nova” forma de conhecer as pessoas. A partir das narrativas trazidas pelos atores/pesquisadores o núcleo levantou um perfil possível de uma vida sexual contemporânea nos centros urbanos. Ao mesmo coloca em jogo as possibilidades de discutir esta questão em cena no espaço da cidade.

Foram usados recursos de audiovisual tanto para captação de depoimentos quanto para dramatizações dos mesmo. O resultado é um Plano Sequência que começa na Avenida Paulista e termina na Marginal Pinheiros, passando por estações, ruas, banheiros nos quais os atores/personagens se misturam com a cidade e revelam uma sexualidade que se apresenta nas frestas de uma metrópole que tem muitas camadas. O plano sequência aproxima a experiência ao teatro e a performance obrigando os atores a trabalharem sem truques ou efeitos.

Saiba mais:

Além de propiciar aos trabalhos que surgiram nos núcleos de pesquisa o local e estrutura necessárias para a continuidade, o grupo também promove uma programação intensa no intuito de manter o espaço aberto e com atividades que promovam a formação de público. Essa é também uma maneira de convidar pessoas que venham assistir os trabalhos a se inscreverem nos novos núcleos de 2015.

Desde 2005, o Grupo XIX de Teatro desenvolve projeto de oficinas gratuitas de longa duração que tem como objetivo o intercâmbio entre artistas de diversas formações, assim como estudantes de artes, e interessados em vivenciar uma experiência artística. Nesses 14 anos de trabalho ininterrupto o grupo dedicou-se a criação de cinco espetáculos com dramaturgias inéditas - todos em repertório até hoje.

A Vila Maria Zélia fundada em 1917 e tombada pelo Patrimônio Histórico em 1992 é um espaço de pesquisa, difusão e formação graças ao trabalho contínuo do grupo em colaboração com a comunidade e sob o apoio de alguns editais públicos que subsidiaram parte das ações do grupo nesse local. A ideia é ser um espaço de difusão e formação já que, além de receber espetáculos de teatro e dança em temporada e residências, exposições e exibições de filmes, acolhe também o projeto dos Núcleos de Pesquisa, uma das principais vertentes de trabalho do grupo hoje.

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*