Inclusão para dependentes químicos

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira, 25, a inclusão de dependentes químicos, em tratamento, no Programa Emergencial de Auxílio Desemprego (Frente de Trabalho).

Alckmin ressaltou que o tratamento do dependente é essencial e precisa de acompanhamento. Foto: Diogo Moreira

Alckmin ressaltou que o tratamento do dependente é essencial e precisa de acompanhamento. Foto: Diogo Moreira

Em parceria com a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania irá oferecer reinserção social aos interessados, com tratamento, trabalho e capacitação profissional, dando ao participante a oportunidade de uma nova vida.

“O tratamento do dependente é essencial e precisa de acompanhamento”, ressaltou Alckmin.

O programa disponibilizará, inicialmente, 40 vagas da Frente de Trabalho para a contratação de interessados que aderiram ao Programa Recomeço. As primeiras 13 pessoas que já se inscreveram no projeto estão em tratamento no Centro de Referência de Álcool, Tabaco e outras Drogas (Cratod).

Cerimônia aconteceu no Palácio da Justiça, no centro da capital. Foto: Diogo Moreira

Cerimônia aconteceu no Palácio da Justiça, no centro da capital. Foto: Diogo Moreira

Os participantes irão trabalhar nos prédios da Secretaria da Justiça, como auxiliares de serviços gerais e administrativos, ou no Cratod, oferecendo apoio a novos usuários em busca de tratamento/ajuda. Desde a criação do Programa Frente de Trabalho, é a primeira vez que as vagas são disponibilizadas a dependentes químicos em tratamento.

O contrato da Frente de Trabalho terá duração de nove meses e prevê uma ajuda de custo mensal de R$ 395 (vale transporte e vale refeição). Os dependentes irão trabalhar de segunda a quinta-feira, seis horas por dia, devendo manter-se em tratamento no Cratod. Na sexta-feira, deverão participar de curso de capacitação profissional.

Balanço

O Programa Recomeço foi criado pelo Governo do Estado de São Paulo, no ano passado, para tratar dependentes químicos e familiares. Ações integradas entre as secretarias da Justiça e da Defesa da Cidadania, Saúde, Assistência Social e Emprego e Relações do Trabalho são oferecidas para tratamento de saúde, reinserção social, apoio familiar e frente de trabalho.

De acordo com o grupo gestor do Programa Recomeço, atualmente existem 2.359 vagas de acolhimento social e saúde, com previsão de abertura de mais 848 vagas nos próximos meses.

Após a implantação do Plantão Judiciário no Cratod, em 21 de janeiro do ano passado, 3.230 dependentes químicos foram internados até 21 de janeiro de 2014. Dessas internações, a maioria ocorreu de forma voluntária, totalizando 2.873 casos. As involuntárias, que ocorrem a pedido de parentes ou terceiros, somam 353 casos e as compulsórias, que são por decisão judicial, totalizaram quatro.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*