Inscrições de incentivo ao teatro terminam dia 8 de outubro


Sábado, 20 de setembro de 2014, às 11h08

Lançado no início do mês, prêmio de incentivo à produção teatral vai contemplar projetos com R$ 200 mil e homenageia o diretor teatral paulistano José Renato Pécora (1926-2011)

O lançamento do Prêmio José Renato Pécora de Teatro, foi realizado no dia 8 de setembro, no Theatro Municipal, região central da cidade. A iniciativa foi instituída pela lei nº 15.951/2014 para apoiar a produção e desenvolvimento da atividade teatral para a cidade de São Paulo. O edital com as regras para as inscrições foi publicado na edição do dia 9, no Diário Oficial do Município e o período de inscrições vai só até o dia 8 de outubro de 2014.

Lançamento do Prêmio “José Renato Pécora” de TeatroCesar Ogata / SECOM

Lançamento do Prêmio “José Renato Pécora” de TeatroCesar Ogata / SECOM

“Eu acho que nós estamos evoluindo nas políticas culturais da cidade, com mais vontade de envolver a classe artística, e isso nos dá mais esperança que nós vamos viver em uma cidade mais humana, mais democrática e mais voltada para a produção cultural”, afirmou o prefeito.

Por meio desta nova modalidade de fomento ao teatro, os projetos poderão ser contemplados com prêmios de R$ 200 mil, sendo que o valor disponibilizado para esta primeira edição é de R$ 4 milhões.

Entre as despesas que poderão compor o orçamento de cada projeto, estão itens como recursos humanos e materiais, equipamentos, locação, material gráfico e publicações para a sua divulgação, além do pagamento de artistas e intérpretes a título de direitos autorais.

“Eu me orgulho muito por fazer parte desta administração que está trabalhando para humanizar a cidade, para fazer com que o paulistano recupere uma relação saudável com a cidade e que a cidade possa ter mais convivência nos espaços públicos. O desenvolvimento das artes é fundamental nesse processo. São Paulo talvez seja a cidade brasileira com maior tradição teatral”, afirmou o secretário municipal de Cultura, Juca Ferreira.

Lançamento do Prêmio “José Renato Pécora” de TeatroCesar Ogata / SECOM

Lançamento do Prêmio “José Renato Pécora” de TeatroCesar Ogata / SECOM

Com a nova lei, serão beneficiados núcleos artísticos e pequenos e médios produtores independentes com vistas à produção de espetáculo e apresentação de espetáculos, com a realização de temporada ou circulação na cidade de São Paulo.

“Eu acho que estamos vivendo um grande momento na cultura. Eu acho que o que a gente vê no centro da cidade, nos bairros periféricos, já é uma transformação que está tomando conta das ruas da cidade. Uma cidade precisa respirar cultura 24 horas por dia”, disse o prefeito destacando as ações adotadas pela administração municipal para incentivar a produção cultural em toda a capital.

De acordo com o edital, não poderão concorrer ao prêmio nenhum órgão ou projeto ligado à administração pública, seja ela de âmbito federal, estadual ou municipal. No ato da inscrição, que deverá ser realizada pessoalmente na sede da Secretaria Municipal de Cultura, localizada na rua São João, 473, 9º andar, os proponentes deverão declarar compromisso de temporada a preços populares.

Os projetos serão analisados por uma comissão julgadora composta por cinco pessoas com notório saber em teatro, com experiência em produção, criação, crítica, pesquisa ou ensino.

A viabilidade, a qualidade artística do projeto e a qualificação dos artistas e técnicos envolvidos estão entre os critérios que serão avaliados. O resultado do processo seletivo será publicado pela Secretaria Municipal da Cultura, que, no mesmo ato, notificará os proponentes contemplados, que terão um prazo de cinco dias úteis para manifestarem interesse.

José Renato Pécora

Esta nova modalidade de apoio ao desenvolvimento teatral homenageia o diretor teatral paulistano José Renato Pécora (1926-2011). Ator formado na primeira turma da Escola de Arte Dramática (EAD), dramaturgo e diretor, tem em seu legado dentro e fora dos palcos a idealização e fundação do Teatro de Arena e a direção de uma das maiores expoentes do teatro brasileiro, a montagem de “Eles não usam black-tie”.

À época de sua morte, ele integrava o elenco da montagem “Doze homens e uma sentença”, que proporcionou, acima de tudo ao público jovem, o contato com uma das forças criativas que impulsionou grande transformação na cena brasileira, num vigor juvenil daquele artista de 85 anos.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*