Instituto Mamirauá lança vídeos sobre a Amazônia pré-colonial


Quarta-feira, 28 de março de 2018 às 17h03


Pesquisadores que integram o laboratório de arqueologia do Instituto Mamirauá realizaram, em janeiro e fevereiro, um resgate de vestígios arqueológicos no sítio UEA, na região do médio Solimões, no Amazonas. O trabalho da equipe foi gravado em uma série na internet com imagens do fotógrafo e cinegrafista Adriano Gambarini.

Agência FAPESP

Segundo o Instituto Mamirauá, as gravações acompanharam o dia a dia de uma grande expedição científica coordenada pelo Instituto Mamirauá e pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da USP em agosto de 2017. Uma equipe de pesquisadores brasileiros e estrangeiros investigou as dimensões espaciais e temporais da Boa Esperança, o segundo maior sítio arqueológico conhecido na região do médio Solimões.

 

Amazônia pré-colonial. Fotoframe: Instituto Mamirauá / Youtube / Reprodução

 

Entre a rotina de escavações, coleta e análise de vestígios e conversas com a comunidade local, os arqueólogos contam um pouco sobre os preparativos da expedição, dados da cultura dos antigos povos que habitaram aquela região e como as recentes descobertas feitas pela arqueologia se conectam ao que já se sabe sobre o passado da Amazônia.

 

Amazônia pré-colonial. Fotoframe: Instituto Mamirauá / Youtube / Reprodução

 

Foram coletados vestígios de ocupação humana ancestral, como camadas de “terra preta arqueológica” (também chamada de “terra preta de índio”), pedaços de cerâmica, carvões e material lítico (rochas e minerais).

 

Amazônia pré-colonial. Fotoframe: Instituto Mamirauá / Youtube / Reprodução

 

Os pesquisadores consultaram fontes documentais, entrevistaram antigos moradores e visitaram espaços públicos e propriedades privadas com indícios de cultura material secular. Os levantamentos são feitos há mais de três anos e localizaram uma porção de sítios arqueológicos no perímetro urbano de Tefé.


Os vídeos podem ser assistidos no canal do Instituto Mamirauá no YouTube: www.youtube.com/user/InstitutoMamiraua

Mais informações: https://goo.gl/WhsmYy

Instituto Mamirauá
Publicado em 7 de mar de 2018

Sistema meticuloso permite compilar informações sobre a vida e a morte há 10 mil anos em caverna de Lagoa Santa. Foto: Léo Ramos Chaves/Revista Pesquisa FAPESP

Leia mais sobre
ARQUEOLOGIA

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Cineasta sueco registrou a paisagem carioca vista do morro
Assista ao programa de TV Ciência Aberta
Alckmin inaugura estações com Operação Assistida grátis na ZL, vídeo
STF julga Habeas Corpus de Lula, assista ao vivo
Stella Artois | Buy A Lady A Drink – Social Experiment, vídeo
Centro faz pesquisas para tratar e prevenir a obesidade, vídeo
Acompanhe ao vivo o julgamento do recurso do ex-presidente Lula
  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Cineasta sueco registrou a paisagem carioca vista do morro

  • Assista ao programa de TV Ciência Aberta

  • Alckmin inaugura estações com Operação Assistida grátis na ZL, vídeo

  • STF julga Habeas Corpus de Lula, assista ao vivo

  • Stella Artois | Buy A Lady A Drink – Social Experiment, vídeo

  • Centro faz pesquisas para tratar e prevenir a obesidade, vídeo

  • Acompanhe ao vivo o julgamento do recurso do ex-presidente Lula

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*