Ipea e Fiocruz lançam portal que indica cenários para o futuro da saúde no Brasil

03 de junho de 2014 às 17h54

Renata Moehlecke da Agência Fiocruz
Para os idealizadores do site, olhar para o cenário daqui a 20 anos ajuda a pensar o presente. Foto: Divulgação/Fiocruz

Para os idealizadores do site, olhar para o cenário daqui a 20 anos ajuda a pensar o presente. Foto: Divulgação/Fiocruz

Em 2012, a Fiocruz, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE) e o Ministério da Saúde se reuniram em um esforço conjunto para tornar públicos estudos de especialistas em diversas áreas, que apresentam uma prospecção sobre o sistema de saúde no país para os próximos anos. Esse trabalho resultou no livro A Saúde no Brasil em 2030: diretrizes para a prospecção estratégica do Sistema de Saúde Brasileiro, que traçou diretrizes possíveis a partir das óticas “Otimista e Possível”, “Pessimista e Plausível” e “Inercial e Provável”. Agora, a iniciativa alcança uma nova etapa de mapeamento e divulgação dos rumos da saúde no Brasil. Na última quarta-feira (28/5), as instituições lançaram na Fundação o portal Saúde Amanhã, um instrumento de apoio à gestão estratégica do Sistema Único de Saúde (SUS), a partir do acompanhamento das transformações do setor.

“Queremos construir um instrumento de ação política: a meta é ter capacidade, com base em evidências, não só de desenhar cenários futuros, mas apontar quais são os pontos de percurso para alcançarmos um desejável”, destacou Paulo Gadelha, presidente da Fiocruz e um dos coordenadores do livro, na abertura do evento. “A intenção é que a iniciativa agora também incorpore outras instituições e trabalhos. Considero que esse projeto é igualmente central para pensarmos a Fiocruz do ponto de vista de uma instituição referencial e estratégica do estado brasileiro, elaborando uma rede permanente de prospectiva estratégica no campo da saúde. É válido ressaltar que estudos prospectivos não são estáticos: o desenvolvimento de elementos conjunturais políticos e econômicos pode redesenhar os cenários e o alcance do norte pode ser um processo móvel”.

Umberto Trigueiros, diretor da unidade responsável pelo portal na Fundação, o Instituto de Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fiocruz (Icict/Fiocruz), complementou: “É com muita satisfação que lançamos portal na semana do aniversário de 114 anos da Fundação. A Fiocruz entrou nesse projeto com duas pernas, uma de pesquisa e prospecção, e a outra que era essa missão de traduzir conclusões de pesquisas de forma compreensível para que gestores da área da saúde, ciência e tecnologia, e a população em geral. Nesse sentido, o site Saúde Amanhã cria uma sinergia muito interessante, pois faz com que todos possam refletir sobre o mesmo problema e buscar alternativas juntos”.

O coordenador-executivo da iniciativa Brasil Saúde Amanhã, José Carvalho de Noronha, apresentou brevemente alguns resultados de pesquisas já disponíveis nas diferentes áreas do portal. “É importante termos um projeto de futuro. Olhar para o cenário daqui a 20 anos também ajuda a pensar melhor o presente. Na área da saúde, a Fiocruz e o Ipea estão sendo pioneiros no planejamento a longo prazo a partir do estudo de cenários futuros”, comentou. Com relação aos próximos passos, Noronha apontou: “Há temas que, dentro do esforço prospectivo, merecem destaque e servirão de insumo a esse trabalho. Um deles é o de prospecção das bases para o exercício da política nos próximos anos”.

O Saúde Amanhã está estruturado em sete áreas temáticas: Desenvolvimento e Saúde, Condicionantes Sociais e Econômicos da Saúde, População e Saúde, Organização do Sistema de Saúde, Financiamento Setorial, Prospecção Estratégica e Saúde e Complexo Econômico e Industrial da Saúde. Todas as áreas oferecem a proposição de um cenário aprofundado correspondente (com base nos resultados da primeira etapa da pesquisa, publicados no livro Saúde no Brasil em 2030). Cada uma dessas áreas traz uma série de notícias e a proposta é que as notícias publicadas permitam uma interação com o público leitor, que poderá deixar comentários e sugestões sobre a informação disponível. As áreas também apresentam bibliografias sugeridas. Sobre a elaboração do conteúdo de cada área, o portal conta com um conselho editorial formado por pesquisadores de diversas instituições participantes do projeto. No site, o internauta também encontra o livro A Saúde no Brasil em 2030, que pode ser baixado na íntegra ou em capítulos. O espaço será atualizado a partir de colaborações de pesquisadores de áreas multidisciplinares, oriundos das instituições envolvidas na iniciativa.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*