Marginal do Tietê e Pinheiros, daqui alguns anos. Sonhar não custa nada


Domingo, 9 de novembro de 2014, às 11h48

Gerson Soares
Balões de gás no Rio Spree, onde existem projetos culturais, na Alemanha. Foto: Daniel Bueche

Balões de gás simulam o trajeto do Muro de Berlim no Rio Spree, onde existem projetos culturais, durante as comemorações da queda do muro na Alemanha. Foto: Daniel Bueche

Para um sistema totalitário e cruel, a queda do muro, erguido para separá-lo daqueles que discordavam de suas ideias e ideais, seria inimaginável à época do auge das suas convicções.

Esta imagem também nos remete de certa forma, a um tempo utópico, futurista, para uma cidade massacrada pela ignorância e a ambição.

Enquanto na distante Alemanha se erguia um muro a custa de vigilância pesada, tiros e mortes. Em São Paulo, erguia-se um monumento à falta de consciência ecológica, de desrespeito à natureza, aviltando a beleza e a história do Rio Tietê.

Em troca disso, o ganho fácil e o distanciamento do trabalho difícil que levaria às soluções mais inteligentes para o crescimento da grande metrópole que fazia saltar os olhos dos mais adiantados países do mundo, inclusive dos alemães.

“Sonhar não custa nada, e meu sonho é tão real”, dizem os versos do samba-enredo da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel do Rio de Janeiro, vencedora do Carnaval de 1992.

Com a reprodução desses versos, que ainda têm “não se paga pra sonhar”, fica o sonho de que um dia as novas gerações de paulistanos, possam se sentar tranquilamente às margens desse rio que somente pela sua trajetória – que da nascente segue para o interior ao invés de se dirigir ao mar –, já mereceria algum estudo antes de lhe impor um destino tão cruel.

À comparação feita aqui, deve ser dada a devida proporção; quer ela ser apenas, a afirmação de que quando se tem vontade tudo é possível. Até mesmo que toda a poluição do Tietê e do Pinheiros, seja lembrada com singelos balões, daqui a algum tempo.

 


Assuntos relacionados

 

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*