Marina Silva está animada e confiante, diz Pedro Simon

Quarta-feira, 20 de agosto de 2014 às 18h48 – Atualizado às 21h05

Karine Melo e Carolina Gonçalves – Repórteres da Agência Brasil
Edição: Lílian Beraldo

A ex-senadora Marina Silva passou a manhã de hoje (20) na Fundação João Mangabeira, em Brasília, onde se reuniu com assessores e lideranças políticas, entre elas, o deputado federal Beto Albuquerque (RS), o presidente do PSB, Roberto Amaral, e os governadores Renato Casagrande (ES) e João Lyra (PE). O senador Pedro Simon (PMDB-RS), amigo pessoal de Marina, disse que veio ao seu encontro para dar alguns “palpites” sobre a campanha.

 

Senador Pedro Simon (PMDB-RS): Apoio a Marina no Rio Grande do Sul. Foto: Divulgação / Facebook

Senador Pedro Simon (PMDB-RS): Apoio a Marina no Rio Grande do Sul. Foto: Divulgação / Facebook

 

Simon disse que Marina está animada, confiante e firme. “A Marina é a candidata da esmagadora maioria do Brasil e quer mudar”, disse.

Segundo ele, Marina achou “ótima” a escolha do deputado federal Beto Albuquerque, líder do PSB na Câmara, para acompanhá-la como vice na chapa. Simon destacou que o fato de Albuquerque não ser conhecido nacionalmente não deve ser motivo de preocupação para o PSB que queria um nome que simbolizasse a legenda.

“A linha dele é correta, ele é bom de tribuna e tem uma boa biografia. Ele é jovem, é brilhante, grande orador, tinha uma intimidade muito grande com Eduardo Campos e tem com a Marina. É importante para a afirmação do partido”, explicou.

Para compor a chapa, Albuquerque, que era candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, teve que abrir mão da disputa no estado. Pedro Simon, que poderia assumir a candidatura, descartou qualquer possibilidade de campanha alegando problemas de saúde, mas garantiu que Marina terá o apoio do PMDB no território gaúcho.

 

Marina Silva durante a missa de 7º dia de Eduardo Campos em Brasília. Foto: Geraldo Magela / Agência Senado

Marina Silva durante a missa de 7º dia de Eduardo Campos em Brasília. Foto: Geraldo Magela / Agência Senado

 

As articulações entre Marina e outros políticos ocorreram ao mesmo tempo em que parlamentares e dirigentes do PSB se reuniam para construir uma carta reafirmando os compromissos de Eduardo Campos e apoiando a nova composição da chapa.

O documento será apresentado na reunião da Executiva Nacional do partido marcada para as 15h de hoje em Brasília, quando o PSB oficializa a chapa com os nomes de Marina Silva e Beto Albuquerque.

Em nota, o PPS reafirmou o compromisso com a coligação. “Temos a certeza de que a chapa Marina Silva e Beto Albuquerque honrará o compromisso de Eduardo de não desistir do Brasil, mantendo acesa a chama da mudança. O PPS compromete-se com a candidatura de Marina-Beto Albuquerque com o mesmo empenho e com a mesma dedicação com que se lançou como partícipe do projeto Eduardo-Marina”, disse em nota o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, que se reuniu com a Executiva Nacional do partido hoje (20).

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*