Medicina: como lidar com o puerpério


Quinta-feira, 24 de março de 2016 às 12h20


O nascimento do bebê proporciona uma imensa alegria. Apesar das transformações que se estabelecem na rotina familiar, as emoções prevalecem em volta de uma nova vida que requer atenção e amor em tempo integral. A mulher precisa lidar, então, com o desafio de conciliar a maternidade com os cuidados à sua saúde no puerpério – como é chamado o período pós-parto. Uma boa alimentação e a alta ingestão de líquidos são os grandes aliados nesta fase.

“Claro que a principal preocupação deve ser com a amamentação. O aleitamento materno exclusivo (AME) é recomendado até os seis meses de vida, prorrogáveis até os dois anos ou mais, com a alimentação complementar. É fundamental buscar a orientação médica para apreender a técnica correta, que inclui a pega e a posição, além de se atentar aos mamilos, visando promover um AME bem sucedido”, explica dr. Corintio Mariani Neto, membro da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP).

 

Novos mamães dão atenção integral aos recém-nascidos, mas também precisam cuidar de si mesmas para amá-los ainda mais. Foto: divulgação

Novos mamães dão atenção integral aos recém-nascidos, mas também precisam cuidar de si mesmas para amá-los ainda mais. Foto: divulgação

 

Em relação à recuperação de seu organismo, o mais importante é o sangramento. Ele deve diminuir progressivamente, entretanto, não é possível determinar o tempo exato de sua duração, pois é variável. Depois de alguns dias, ele se torna mais escuro e nas semanas seguintes pode adquirir uma tonalidade amarelada até cessar, em cerca de um mês.

É comum apresentar dor em caso de parto cesárea, que deve desaparecer aos poucos, de acordo com a sensibilidade da mulher. Neste caso, é recomendado um analgésico que não comprometa a qualidade do leite materno. Pode ocorrer alguma cólica também, devido ao processo de o útero voltar ao normal, principalmente durante as mamadas, o que é considerado normal.

Se houver dor persistente na parte debaixo da barriga, além de sangramento vaginal com cheiro desagradável e febre, recomenda-se procurar atendimento médico o mais breve possível para afastar o risco de infecção.

Independente da via de parto, a higiene é essencial, mantendo a cicatriz bem limpa por meio da lavagem com sabonete e secando bem a região. No parto normal, os pontos costumam cair sozinhos; na cesariana, eles são retirados nas Unidades de Saúde, até 15 dias depois.

Consulta ginecológica

A menstruação pode demorar a vir quando a mulher está amamentando. Em função disso, recomenda-se retomar a visita e os exames ginecológicos antes de completar seis meses do parto, porém ela passa por revisão após duas semanas e aos 40 dias, para verificar se está recuperando adequadamente.

Durante a avaliação médica, deve-se checar a amamentação, o sangramento vaginal, a cicatrização e os métodos anticoncepcionais – embora seja necessário aguardar, em média, 40 dias para retomar as relações sexuais. Este período é necessário para o organismo se restabelecer. Pode haver desconforto na primeira relação pós-parto, mas o corpo volta ao normal gradualmente. Nesta consulta, a mulher também escolhe a anticoncepção mais apropriada para combinar com o aleitamento materno.

Apesar de ser pequeno e ter apenas 3 quilos, o cérebro humano requer 10 vezes mais nutrientes e glicose do que qualquer outro órgão do corpo. Imagem: divulgação

Apesar de ser pequeno e ter apenas 3 quilos, o cérebro humano requer 10 vezes mais nutrientes e glicose do que qualquer outro órgão do corpo. Imagem: divulgação

Leia mais sobre
MEDICINA

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*