MP instaurou inquérito para apurar a reorganização da rede estadual de ensino


Quinta-feira, 29 de outubro de 2015, às 17h35


GEDUC investiga implicações da medida anunciada pela Secretaria da Educação.

Do Núcleo de Comunicação do MPSP
Ilustração: aloart. Foto: Stock Photo

Ilustração: aloart. Foto: Stock Photo

O Grupo de Atuação Especial de Educação (GEDUC) do Ministério Público de São Paulo (MPSP) instaurou inquérito civil para apurar a reorganização da rede estadual de ensino em unidades de ciclo único e as implicações decorrentes dessa medida para milhares de estudantes. O inquérito foi instaurado no último dia 6.

Segundo informações publicadas no site da Secretaria Estadual de Ensino, a pasta pretende reorganizar a distribuição dos alunos em unidades que atenderão, prioritariamente, a cada um dos três ciclos de ensino (fundamental I, II e ensino médio).

Na portaria de instauração do inquérito civil, o GEDUC destaca que o processo de reorganização afetará a rotina escolar de muitos estudantes, pois precisarão ser realocados em novas unidades de ensino, o que traz insegurança a crianças e adolescentes e preocupações aos pais, principalmente em relação ao transporte, superlotação de salas de aula e adaptação pedagógica de seus filhos.

O GEDUC expediu ofício à Secretário de Estado da Educação solicitando informações detalhadas a respeito do novo modelo de organização da rede estadual de ensino em escolas de ciclo único, medidas pedagógicas e administrativas adotadas para a implantação de tal plano, bem como os benefícios esperados a curto, médio e longo prazo, no aspecto de gestão e da melhoria da qualidade do ensino.

Também foi solicitado que a Secretaria informe como se dará a escolha das escolas que passarão a trabalhar com ciclo único e como se dará a execução do plano de reorganização da rede, a partir do ano de 2016, apontando o número de escolas e de alunos atendidos, com prazo de 30 dias para a resposta.

O Ministério Público solicitou, ainda, que as comunidades escolares e entidades de classe sejam consultadas sobre o plano de reorganização, garantindo-se maior clareza e transparência na implementação da proposta.

Com a posterior notícia de fechamento de 94 escolas, foram requisitadas novas informações sobre a localização exata dos prédios e a destinação de interesse público, para verificar se de fato são equipamentos ociosos e se houve atendimento integral dos alunos em escolas próximas e sem superlotação das salas de aula para onde serão transferidos.

O GEDUC ainda aguarda as informações solicitadas à Secretaria Estadual da Educação.

Ilustração: aloart. Foto: Stock Photo

Ilustração: aloart. Foto: Stock Photo

Leia mais sobre
EDUCAÇÃO

Avenida Paulista. Foto: André Tambucci / Fotos Públicas

Avenida Paulista. Foto: André Tambucci / Fotos Públicas

Leia mais sobre
ALÔ SÃO PAULO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*