Não vai ter copa!

Gerson Soares

30 de abril, atualizado às 8h30.

A polícia militar divulgou que o número de manifestantes de ontem, cuja concentração foi iniciada na Rua Tuiuti, chegou a mais de 800 pessoas. Ontem, durante a manifestação a PM dizia que não passava de 300. Esse número foi elevado para 500 e hoje chegou à marca dos 800, número que expressa melhor o que pode ser visto.

 

Tatuapé, São Paulo – Passava das 20h quando a manifestação contra a realização da Copa do mundo da Fifa, tomou corpo e começou sua caminhada em direção ao centro da cidade.

 

A concentração aconteceu na Rua Tuiuti esquina com a Radial Leste, palco de uma das maiores manifestações contra o atual governo na zona Leste de São Paulo, em junho do ano passado. Nesta noite, o movimento, em sua maioria de jovens, reclamou ordeiramente contra a realização da Copa do mundo que começa no dia 12 de junho em São Paulo, mas para eles a palavra de ordem era: “Não vai ter Copa”.

Movimento contra a Copa da Fifa na Rua Gonçalves Crespo em frente a Rua Jarinu. Foto: aloimage

Movimento contra a Copa da Fifa na Rua Gonçalves Crespo em frente a Rua Jarinu. Foto: aloimage

A polícia militar conseguiu garantir que a manifestação se dirigisse para o Viaduto Padre Adelino ao invés de fechar a Radial Leste na estação Tatuapé do Metrô. Os manifestantes seguiram até a Av. Álvaro Ramos pela Rua Padre Adelino e então tomaram a pista bairro-centro da avenida mais movimentada da zona Leste, que ficou paralisada nos dois sentidos até que o último manifestante a atravessasse.

Manifestantes ficam indecisos por alguns instantes, se seguiriam para o Viaduto Padre Adelino ou para a Radial Leste: Seguiram a primeira opção. Foto: aloimage

Manifestantes ficam indecisos por alguns instantes, se seguiriam para o Viaduto Padre Adelino ou para a Radial Leste: Seguiram a primeira opção. Foto: aloimage

Neste momento devem estar chegando ao centro da cidade de São Paulo, conforme informou um dos manifestantes. Os acompanhamos da estação Tatuapé até o metrô Belém, e neste trajeto não houve tumultos ou quaisquer tipos de arruaças por parte dos manifestantes. Policiais militares e a tropa de choque seguiu escoltando-os a pé e nas viaturas, pacificamente, sem alterações de comportamento de ambos os lados até há pouco quando os deixamos embaixo da passarela do metrô Belém.

Movimento, na maioria jovens mas ladeados por pessoas de todas as idades, são acompanhados pela PM sobre o Viaduto Padre Adelino. Foto: aloimage

Movimento, na maioria jovens mas ladeados por pessoas de todas as idades, são acompanhados pela PM sobre o Viaduto Padre Adelino. Foto: aloimage

Outro movimento que expunha uma faixa com os dizeres Unfair Players, se juntou aos demais e seguiram na direção do centro, repetindo ao som dos tambores, as palavras de ordem “Não vai ter copa”.

O governo de Dilma Roussef se preocupa com essas manifestações e o congresso se apressa em aprovar leis para coibir alguns tipos de movimentos e garantir as ações das polícias nas cidades-sedes onde ocorrerão os jogos. Quem acompanha os manifestantes sabe que será um embate difícil, pois a Copa do mundo se tornou não uma pedra no sapato, mas um paralelepípedo no colo da organização.

Encontro com outro grupo que os aguardava sobre a passarela do metrô Belém. Foto: aloimage

Encontro com outro grupo que os aguardava sobre a passarela do metrô Belém. Foto: aloimage

Os bilhões gastos não justificam nem retratam a realidade do país, onde os casos mais escabrosos desde a saúde até a educação, escandalos seguidos entre Mensalão, Petrobrás, doleiro, lavagem de dinheiro, laboratório fantasma, compra de usina sucateada, corrupção e gastos excessivos, levaram a população ao não engajamento na Copa da Fifa que certamente terá problemas para se realizar. Este é o 6º movimento organizado contra essa realização.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*