No Brasil “é por debaixo dos panos”, no atacado e varejo


Quarta-feira, 4 de agosto de 2015, às 07h58


O Brasil é um país que dá margem para a corrupção. “Lava-Jato envolve o crime no atacado, não mais no varejo”, disseo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio, após a prisão de José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o Ministério Público Federal, mesmo cumprindo prisão domiciliar devido à sua condenação no processo do Mensalão ele continuava exercendo sua influência.

Gerson Soares

Este é o panorama político, que envolve a Justiça e aqueles que trabalham contra a corrupção, a fim de transformar o Brasil num lugar melhor para se viver. Estas palavras podem soar alvissareiras de certo modo, mas muito tempo vai passar até que se atinja esse patamar, o de uma terra mais justa para o povo.

No tocante aos lucros ilícitos ou obtidos de modo peculiarmente estelionatário, prática comum entre as empresas que se encontram no topo das listas do Procon, a Justiça também está presente. Através do sistema judiciário, essas empresas que devem ser fiscalizadas pelas agências reguladoras das telecomunicações, saúde, energia, conseguem se manter acima da lei e da justiça, muito diferente dos cidadãos. Não possuem fóruns privilegiados, mas recebem tratamento tal que lhes é possível continuar atuando, mesmo depois de autuadas e multadas.

 

Acesse o ranking das piores empresas na lista do Procon de São Paulo. Foto: reprodução

Acesse o ranking das piores empresas na lista do Procon de São Paulo. Foto: reprodução

 

O Procon de São Paulo, aplica multas milionárias que não surtem os efeitos necessários, pois essas empresas continuam incorrendo nos mesmo delitos. O maior deles as cobranças indevidas nas contas dos clientes, que se quiserem tentar receber de volta o seu dinheiro terão de percorrer os lentos processos judiciais.

O Governo Federal durante décadas, lança slogans e campanhas: “Este é um país que vai pra frente”, “Pátria Educadora”, “País rico é país sem pobreza” e tantos outros, como se as frases pudessem mudar o estado em que as coisas acontecem, que leva a outro chavão: “É por debaixo dos panos”.

A imprensa mostra, a justiça processa, mas a situação não muda. Às vezes, o brasileiro se sente um pouco mais esperançoso, aí vem um balde de água fria, como o que está sendo jogado na economia. Para quem pode cobrar quanto quer, esteja certo ou errado, não há crise. Pequenas cobranças indevidas nas contas de celulares, água, luz, tvs a cabo, resultam em milhões no final de um ano. Muito diferente do consumidor que amarga com inflação e vê o seu dinheiro minguar.

A corrupção começa a cada manhã, trabalhando muito mais do que qualquer cidadão possa empreender, mais cedo ou mais tarde alguns dos seus tentáculos o atinge. Forças se unem contra os malefícios dessa tradição. Mas as batalhas, que se perderam na memória, ainda dão vantagem aos mais espertos que usam artifícios ilícitos e depois se beneficiam da imoralidade.

As décadas voam, sem que possamos perceber o quão rápido se movimentam. As tecnologias avançam, o mundo passa por mudanças e o Brasil também se encontra nesse contexto, assumindo importantes papéis. Porém, no bojo da sua história, continua tradicionalmente corrupto, dando margem aos ilícitos.

Entre as maiores e mais conhecidas empresas do país, como Itaú, Bradesco, Vivo, Claro, Net, Sky, Telefônica, Pão de Açúcar, Ponto Frio, Extra, Casas Bahia, Tim, Carrefour, Tam, Gol, Oi, Banco do Brasil, Eletropaulo e tantas outras, seus nomes ocupam os primeiros lugares na lista do Procon de São Paulo.

Acesse aqui as piores empresas no ranking dos ilícitos de “colarinho branco” e (se for possível) escolha bem antes de fechar negócio com quem está na lista do Procon.

swissleaks hsbc dest

Brasileiros tinham US$ 5,4 bilhões depositados no HSBC suíço em 2006. Ilustração: aloart

Leia mais sobre
ECONOMIA

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*