No que deu a CPI da Petrobras? Pelo jeito nada, mas não pergunte para a raposa…


Terça-feira, 20 de outubro de 2015, às 16h48


Tentando, sem sucesso, denegrir a Operação Lava Jato da Polícia Federal, a CPI da Petrobras gastou verbas públicas para chegar a nenhuma conclusão. Pudera, colocaram a raposa para cuidar do galinheiro.

Gerson Soares
Operação Lava Jato que investiga o escândalo de corrupção conhecido como Petrolão. Ilustração: aloart

Ilustração: aloart

O relator da CPI da Petrobras, Luiz Sérgio (PT/RJ) conclui que nenhum político está envolvido no escândalo da Petrobras, muito menos o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Roussef. Tampouco, os ex-presidentes da companhia José Sérgio Gabrielli e Graça Foster. Por fim, o petista criticou a Operação Lava Jato que apresenta ao país um dos maiores escândalos de corrupção da história, punindo peixes grandes com a privação de liberdade.

E não há nenhuma novidade nisso, o que ocorre é que a raposa ficou o tempo todo tomando conta dos interesses do galinheiro (leia-se o relator e a Petrobras). Mas parece que sua conclusão não agradou vários deputados que participaram da investigação.

Brasilia - O relator da CPI da Petrobras, deputado Luiz Sergio (PT-RJ), lê o relatório final da CPI da Petrobras, elaborado por ele no qual o seu partido é o maior envolvido no escândalo. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Brasilia - O relator da CPI da Petrobras, deputado Luiz Sergio (PT-RJ), lê o relatório final da CPI da Petrobras, elaborado por ele no qual o seu partido é o maior envolvido no escândalo. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Como sempre, ficou para outro dia a conclusão final, se haverá ou não indiciados. De acordo com os insatisfeitos no mínimo 60 pessoas deveriam ser indiciadas, inclusive a presidente Dilma e Graça Foster, indicada por ela, ambas por responsabilidade. Os possíveis nomes citados serão conhecidos na próxima quinta-feira (22), quando será apresentada ou não, uma relação sobre esses indiciamentos e o relatório final deverá ser votado.

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP), disse que vai apresentar um relatório à parte sobre a CPI, já Bruno Covas (PSDB-SP) e outros sub-relatores não concordam com o relatório de Luiz Sergio e querem o indiciamento de vários envolvidos como Pedro Barusco, Paulo Roberto Costa, Renato Duque e outros personagens conhecidos ao longo dos depoimentos prestados.

O presidente da CPI deputado Hugo Motta (PMDB-PB), disse sem dizer nada, que na sua avaliação o trabalho não acabou em pizza. “Na minha avaliação a CPI não acaba em pizza, mas em muita investigação”, afirmou coisa nenhuma ou evidentemente aquilo que todos imaginavam que deveria ter sido feito.

 

A raposa (Luiz Sérgio), sai de fininho, deixando o fazendeiro (o presidente da CPI da Petrobras, Hugo Mota) com cara de patrão enganado, que fingindo estar ofendido, no fundo ficou aliviado por se livrar dela, a raposa... Até a próxima fábula. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A raposa (Luiz Sérgio), sai de fininho, deixando o fazendeiro (o presidente da CPI da Petrobras, Hugo Mota) com cara de patrão enganado, que fingindo estar ofendido, no fundo ficou aliviado por se livrar dela, a raposa... Até a próxima fábula. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 

A CPI da Petrobras, que se arrastou por oito meses, com viagens e despesas pagas pelos contribuintes, ainda pode ser prorrogada se o Plenário da Câmara aprovar requerimento apresentado pelo deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e pelo menos outros 20 deputados de seis partidos, que ainda não estão satisfeitos com as investigações. Lorenzoni gostaria de ouvir novamente o deputado Eduardo Cunha (PMSB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados.

Talvez ele pergunte: Vossa Excelência mentiu ou não sobre suas contas na Suíça?

E nós perguntamos: no que deu a CPI da Petrobras, após a divulgação do relatório pelo deputado Luiz Sérgio?

Apesar de tantas evidências, para a raposa não há nada errado em comer alguns ovos e matar algumas galinhas, contanto que o estoque seja mantido para o próximo ataque. Mesmo com notória bagunça no galinheiro, ninguém é culpado, nem a raposa. O Brasil é uma fábula.

Sessão do Congresso Nacional para a análise de trinta vetos presidenciais. Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Sessão do Congresso Nacional para a análise de trinta vetos presidenciais. Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Leia mais sobre
POLÍTICA

 

Em pronunciamento, senador Aécio Neves (PSDB-MG). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Em pronunciamento, senador Aécio Neves (PSDB-MG). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*