Novo governo assume e faz lição de casa na primeira semana


Sábado, 21 de maio de 2016 às 17h20


A nova equipe do presidente em exercício Michel Temer, que assumiu no dia 12 de maio, tomou as rédeas ou o leme da gigantesca nau Brasil, antes totalmente desgovernada, um navio à deriva num mar agressivo aos despreparados para enfrentar o mundo mutável em que se vive atualmente. Mercados como o das novas tecnologias, podem ser criados e recriados a qualquer instante. A economia mundial, na qual o Brasil chegou a despontar há alguns anos, não é para amadores, assim como a política não deve ser castelo de guarida aos corruptos.

Gerson Soares

Efetivamente, desde o dia 16 de maio sob um novo comando – depois da brusca mudança de governo no dia 12 –, a política começa a tomar novos rumos e procura adquirir um pouco mais de educação e classe, já em alguns setores primordiais como o econômico e da justiça. Sim, parece que a qualquer momento, a falta dessas faculdades podia ser usada livremente pelo governo anterior e seus aliados, que com atitudes e atos, inconsequentes e descabidos, só depreciaram a nação.

 

O presidente interino, Michel Temer, recebe deputadas da bancada feminina da Câmara dos Deputados. Fotos: (maior) Marcelo Camargo/Agência Brasil. Foto novelo:  Emma McCreary / Getty Images. Fotos menores: (E) Marcos Corrêa, Carolina Antunes/PR, Portal Brasil. Sobrefotos e ilustração: aloart

O presidente interino, Michel Temer, recebe deputadas da bancada feminina da Câmara dos Deputados. Fotos: (maior) Marcelo Camargo/Agência Brasil. Foto novelo: Emma McCreary / Getty Images. Fotos menores: (E) Marcos Corrêa, Carolina Antunes/PR, Portal Brasil. Sobrefotos e ilustração: aloart

 

Além do que, fazer política com um pouco de classe não faz mal a ninguém. Ter classe não significa: fazer concessões, deixar de tomar medidas difíceis, dar notícias ruins, nomear parentes ou apadrinhar aliados políticos. Ao assumir a presidência da Petrobras, Pedro Parente, indicado pelo presidente em exercício, já avisou: “Na Petrobras não haverá indicação política”. Classe também é serenidade e esse foi também um aviso à classe (de políticos e seus comparsas que arrasaram a companhia), dado com educação e firmeza.

Temer não diz que é o santo salvador da Pátria, mas sua equipe econômica dá sinais de percepções mais sensíveis aos anseios nacionais que abrangem todas as classes, inclusive a política. Ele também percebeu rapidamente a insatisfação das mulheres. Depois de enfrentar uma semana de críticas por não ter nomeado o gênero feminino em seu ministério – tentou, mas não deu certo –, o presidente em exercício fez a lição de casa e convidou-as todas, representadas pela ala feminina do parlamento, para uma reunião na quinta-feira, dia 19.

Pronto! Conseguiu contrariar a tendência de instalação de uma animosidade decantada diariamente por elas, que reclamavam, e agiu com habilidade ao informar que criará “mais à frente” um novo ministério para tratar das questões da mulher. Na base do diálogo, a bancada feminina da Câmara dos Deputados entendeu que, no momento, o mais importante é diminuir a máquina governamental. Sem perder a viagem, elas aproveitaram para indicar a coordenadora do PMDB Mulher, Fátima Pelaes, ao comando da Secretaria de Política para as Mulheres, vinculada ao Ministério da Justiça e ele disse que responderá nos próximos dias, além de pedir reformas políticas.

Nestes primeiros dias de governo, como era de se esperar de um líder político, fez o que tinha de fazer. Convidou os senadores para uma conversa na quarta-feira (18) e no mesmo dia contornou a resistência de artistas e servidores, afirmando que vai assegurar recursos para pagar as dívidas do Ministério da Cultura que passou à condição de Secretaria vinculada ao Ministério da Educação. Quem definiu Temer em palestra no início do mês de maio, antes mesmo de ele ter assumido o governo interinamente, foi Delfim Neto. Em artigo publicado pela Folha de São Paulo, disse: “É um dos últimos políticos do país que consegue fazer tricô com quatro agulhas”.

Uma boa equipe econômica trabalha com a realidade e não com promessas. Fazendo também a sua lição de casa, elaborou um levantamento sério da situação financeira do País e encontrou o dobro do déficit projetado pelo governo anterior – R$ 17,496 bi contra R$ 97. Com os números e a situação – ruim, mas conhecida – nas mãos, Meirelles tem voz de comando e conduz sua equipe. Temer, por sua vez, terá de cumprir as promessas feitas às mulheres, sob o risco de confusão ainda maior do que não ter conseguido encaixar nomes do gênero em seus ministérios. Um bom articulador sabe que não deve mexer com o humor delas, todas de uma vez então é suicídio. Com o apoio do Congresso e o voto de confiança da Nação, obter o apoio feminino também é essencial. Aliás, desde quando se nasce.

Michel Temer ao lado do presidente do Senado Renan Calheiros e do presidente do PSDB, senador Aécio Neves: árdua tarefa de conciliar interesses tão difusos se estende aos líderes dos demais partidos, da sociedade e setores econômicos. Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Michel Temer ao lado do presidente do Senado Renan Calheiros e do presidente do PSDB, senador Aécio Neves: árdua tarefa de conciliar interesses tão difusos se estende aos líderes dos demais partidos, da sociedade e setores econômicos. Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Leia mais sobre
OPINIÃO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*