O mais covarde ataque do século XXI

Foto: PA3/ Thomas Sperduto (11/09/2001)

Quinta-feira, 11 de setembro de 2014, às 09h42


Ataques aos EUA, levados a cabo no dia 11 de setembro, completam 13 anos hoje. A humanidade deve se lembrar deste dia para que a covardia impetrada contra civis e sua dor não passe despercebida. Mesmo quando a injustiça e o mal conseguirem se impor em sua agonia eterna, a justiça e o bem triunfarão no final, se esse for o desígnio. Cabe a cada um analisar os motivos e objetivos de tão grande desastre contra pessoas que nada têm haver com idealismos, religiosidades, fanatismos, só vivam as suas próprias vidas.

Ataques do 11 de setembro

Wikipedia – Ataques ou atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 (às vezes, referido apenas como 11 de setembro) foram uma série de ataques suicidas contra os Estados Unidos coordenados pela organização fundamentalista islâmica al-Qaeda em 11 de setembro de 2001.

Na manhã daquele dia, dezenove terroristas sequestraram quatro aviões comerciais de passageiros. Os sequestradores colidiram intencionalmente dois dos aviões contra as Torres Gêmeas do complexo empresarial do World Trade Center, na cidade de Nova Iorque, matando todos a bordo e muitas das pessoas que trabalhavam nos edifícios. Ambos os prédios desmoronaram duas horas após os impactos, destruindo edifícios vizinhos e causando vários outros danos. O terceiro avião de passageiros colidiu contra o Pentágono, a sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, no Condado de Arlington, Virgínia, nos arredores de Washington, D.C. O quarto avião caiu em um campo aberto próximo de Shanksville, na Pensilvânia, depois de alguns de seus passageiros e tripulantes terem tentado retomar o controle da aeronave dos sequestradores, que a tinham reencaminhado na direção da capital norte-americana. Não houve sobreviventes em qualquer um dos voos.

Quase três mil pessoas morreram durante os ataques, incluindo os 227 civis e os 19 sequestradores a bordo dos aviões. A esmagadora maioria das vítimas eram civis, incluindo cidadãos de mais de 70 países. Além disso, há pelo menos um óbito secundário – uma pessoa foi descartada da contagem por um médico legista, pois teria morrido por doença pulmonar devido à exposição à poeira do colapso do World Trade Center.

Os Estados Unidos responderam aos ataques com o lançamento da Guerra ao Terror: o país invadiu o Afeganistão para derrubar o Taliban, que abrigou os terroristas da al-Qaeda. Os Estados Unidos também aprovaram o USA Patriot Act. Muitos outros países também reforçaram a sua legislação antiterrorismo e ampliaram os poderes de aplicação da lei. Algumas bolsas de valores estadunidenses ficaram fechadas no resto da semana seguinte ao ataque e registraram enormes prejuízos ao reabrir, especialmente nas indústrias aérea e de seguro. O desaparecimento de bilhões de dólares em escritórios destruídos causaram sérios danos à economia de Lower Manhattan, em Nova Iorque.

Os danos no Pentágono foram reparados em um ano, e o Memorial do Pentágono foi construído ao lado do prédio. O processo de reconstrução foi iniciado no local do World Trade Center. Em 2006, uma nova torre de escritórios foi concluída no local, o World Trade Center 7. A torre One World Trade Center foi concluída em julho de 2013 e ficou conhecida como a Freedom Tower, Torre da Liberdade.

Foto: U.S. Air Force/ Tech. Sgt. Mark C. Olsen, 177th Fighter Wing Public Affairs (14/09/2001)

Foto: PAC Brandon Brewer/U.S.-Coast-Guard-District (26/09/2001)

Foto: U.S. Air Force/ Tech. Sgt. Mark C. Olsen, 177th Fighter Wing Public Affairs (14/09/2001)

Foto: U.S. Air Force/ Tech. Sgt. Mark C. Olsen, 177th Fighter Wing Public Affairs (14/09/2001)

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*