Observatório Chandra da Nasa, comemora o Ano Internacional da Luz

Terça-feira, 3 de março de 2015, às 17h01

O ano de 2015 foi declarado o Ano Internacional da Luz (IYL) pela Organização das Nações Unidas. Organizações, instituições e indivíduos envolvidos em ciência e nas aplicações da luz estarão unidos ao longo do ano nessa celebração para ajudar na divulgação das maravilhas da luz.

 

Explosão de uma estrela na Nuvem de Magalhães, galáxia próxima à Via Láctea, facilmente vista da terra. Foto: NASA / CXC / SAO

Explosão de uma estrela na Nuvem de Magalhães, galáxia próxima à Via Láctea. Foto: NASA / CXC / SAO

 

O Observatório de Raios-X Chandra da NASA, explora o universo através da emissão de raios-X, uma forma de alta energia da luz. Ao estudar os dados dos raios-X e comparando-os com as observações de outros tipos de luz, os cientistas podem desenvolver uma melhor compreensão dos objetos que circundam as estrelas e galáxias e geram temperaturas de milhões de graus e produzem raios-X.

Para dar início ao IYL, o Centro de raios-X Chandra está lançando um conjunto de imagens que combinam dados de telescópios sintonizados com diferentes comprimentos de onda de luz. A partir de uma galáxia distante até o campo de destroços que se encontram relativamente perto de uma estrela que explodiu, essas imagens demonstram as inúmeras maneiras que as informações sobre o universo nos é comunicada através da luz.

Nesta imagem, um escudo de expansão de detritos chamado SNR 0.519-69,0 é deixado para trás depois que uma estrela maciça explodiu na Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia satélite da Via Láctea. Gases com milhões de graus de temperatura são vistos nos raios-X do Chandra, em azul. A borda exterior da explosão (vermelho) e as estrelas no campo de visão são vistos na luz visível do telescópio espacial Hubble.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*