Para se manter, o PT acusa a oposição, que é a maioria do país


 

 

 

 

 

 

Presidente Dilma Roussef em rede de rádio e televisão. Fotoframe de vídeo divulgado pelo PT no Youtube. 

"Este é o panelaço que gostamos de fazer", diz o PT, que afirma ter colocado comida na mesa dos brasileiros. Fotoframe de vídeo divulgado pelo PT no Youtube. 

Dilma: "Ouvidos para ouvir". Fotoframe de vídeo divulgado pelo PT no Youtube. 

Militantes do PT, assistem ao pronunciamento da presidente Dilma, em Brasília. Foto: Agência Brasil


Sexta-feira, 7 de agosto de 2015, às 12h27


A política demonstra ser eficiente forma de varrer a sujeira para debaixo de um tapete; persa, devido à sua beleza e brilho desviarem a atenção daquilo que não deveria ser notado. No entanto, os detritos não sumirão enquanto uma boa limpeza não for feita.

Gerson Soares

Durante as batidas nas panelas e as buzinadas desta quinta-feira (6), com vídeo divulgado antes mesmo de ir ao ar em rede de rádio e televisão, a presidente Dilma Roussef – com apenas 8% de aprovação e 71% de rejeição – chamou seu maior aliado, o Lula, para denegrir a imagem da oposição que lhes cobra medidas e providências para a crise econômica, política e institucional que se instalou em seu segundo governo, ao mesmo  tempo que ironizou o também prenunciado panelaço.

Com os arrepios da operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse que “o nosso pior momento ainda é melhor para o trabalhador, do que o melhor momento dos governos passados”, atacando a oposição. Referindo-se ao panelaço que tomou conta das capitais do País na noite de ontem (6) durante o programa, o PT afirmou que foi quem mais colocou comida nas panelas do povo, ironizando.

O Brasil está regredindo, seis anos a cada seis meses, os índices econômicos voltaram às notas do final dos anos 90, o dólar sobe (neste momento ultrapassa a marca dos R$ 3,50) e a inflação grita nas feiras e supermercados. Parece que o segundo mandato da presidente Dilma, está aí para desafiar tudo aquilo que o PT pregava quando era oposição ao governo de Fernando Henrique Cardoso.

A responsabilidade pela condução do país cabe ao governo que está cobrando caro pelo serviço: o impostômetro da Associação Comercial de São Paulo, marcava mais de 1 trilhão, ontem na capital paulista, um novo recorde. Portanto, ser pressionado pelo Congresso, por líderes de partidos da oposição ou pelo povo deveria ser natural. Não lhes dar respostas a altura é que deixa a desejar pelo valor cobrado.

Enfim, o que se observa é a decadência na condução da política nacional pelo governo que aí está, nunca se viu tanta corrupção, onde os valores saltam os olhos até aos mais acostumados com os desajustes praticados há décadas.

Está na hora de o país se ajustar aos novos tempos, com sacrifícios se necessários, mas que sejam seguidos por metas que comprovem sua eficácia num futuro próximo. Tapar um buraco aqui outro ali, a cada dia, só leva à instabilidade e desconfiança.

Um exemplo de irresponsabilidade e falta de ouvidos – apesar de em sua fala, a presidente admitir que sabe ouvir –, foram os gastos com a Copa do Mundo de 2014, em que o Brasil foi humilhado em tantos aspectos que é bom nem lembrar agora.

Em nota, o PSDB manifestou-se sobre a fala petista de ontem à noite. “A presidente Dilma e o comando do PT se calam sobre a crise social, minimizam a crise econômica e divulgam a crise política como obra da oposição. Querem parecer vítimas injustiçadas e não autores do enredo das múltiplas crises em que enterrou o Brasil e os brasileiros”, rebateu o senador Aécio Neves. “Nenhuma palavra sequer sobre corrupção! Nenhuma palavra sobre a prisão de um dos principais líderes do partido, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu”.

Há um ano da realização dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, um evento de tal importância não foi motivo suficiente para despoluir a tempo a Baía da Guanabara, onde o medo circula entre os atletas que ali disputarão modalidades aquáticas. Independente do Governo do Rio, que compartilha responsabilidades com o Governo Federal, o peso maior recai sobre o último que representa toda a nação.

Salvas as exceções que existem entre os políticos brasileiros, a Baía da Guanabara – poluído cartão-postal da cidade maravilhosa e ao mesmo tempo uma das mais belas vistas do mundo – traduz bem a falta de bom senso que impera entre os governantes brasileiros: beleza por cima e sujeira por baixo.

Capa da revista Marvel de 1939, com ilustração de Norman Saunders e textos de Eando Binder. Foto: Wikipedia

Capa da revista Marvel de 1939, com ilustração de Norman Saunders e textos de Eando Binder. Foto: Wikipedia

Leia mais sobre
ARTIGOS

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*