Para uma alimentação infantil saudável


Terça-feira, 28 de novembro de 2017 às 20h49


Relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) mostra que 7,3% das crianças brasileiras menores de cinco anos estão acima do peso. As causas vão desde a ingestão de comidas prontas até a falta de atividade física. O resultado da má alimentação e do sedentarismo é a obesidade, que vem acompanhada de outros problemas de saúde.

“A alimentação equilibrada da criança é fundamental para seu crescimento e desenvolvimento adequados. Oferecer alimentos com entrega recomendada de nutrientes evita os distúrbios nutricionais tanto na prevenção da obesidade como na subnutrição. Mas é preciso respeitar a vontade da criança: não forçar, insistir ou agradar. Muitas vezes, a recusa inicial se torna prazerosa posteriormente. Em algumas ocasiões pode ser permitido um doce, chocolate, sorvete, um suco integral, o bolo da vovó ou um pastelzinho de queijo. Nada de neuras”, afirma o pediatra Rubens Feferbaum, presidente do Departamento Científico de Nutrição da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP).

 

Para saber se a criança está se alimentando corretamente, é preciso uma avaliação clínica do crescimento e orientação nutricional feita durante a consulta com o pediatra. Foto: divulgação SPSP

 

O médico alerta: “há de ter cuidado para não demonizar alimentos. Gorduras, por exemplo, podem ser fundamentais ao metabolismo energético e algumas delas são essenciais na formação do cérebro. Açucares são outra classe de nutrientes importantes para o metabolismo energético da criança. O problema está no excesso ou nas deficiências de ingestão de alimentos. Claro que aditivos artificiais para reforçar sabor, cor, odor devem ser evitados por ocasionar riscos de alergia e possíveis consequências em longo prazo.”

Uma refeição saudável começa no aleitamento materno, que deve ser exclusivo até o primeiro semestre da vida do bebê. A partir daí, mantem-se a amamentação e se inicia a chamada alimentação complementar, constituída por carnes, verduras, legumes, tubérculos, grãos e frutas.

“Próximo ao primeiro ano de vida, a criança pode se alimentar da comidinha caseira composta com os grupos de alimentos citados, porém preparados sem temperos fortes, com pouco sal, açúcar e gordura. A culinária e os bons hábitos alimentares regionais devem ser incentivados”, acrescenta Feferbaum.

O pediatra informa ainda que a alimentação deve ser variada e constituída de fontes nutricionais que garantam o crescimento adequado da criança tanto nos macronutrientes (proteínas, gorduras e carboidratos) como fornecer minerais como cálcio e micronutrientes como ferro, zinco e outros. Também é recomendada uma fonte proteica como leite, carnes, ovos, além de verduras, legumes e frutas oferecidos de maneira equilibrada durante as refeições do dia.

A hora da refeição também é sagrada. Nada de comer na frente da telinha (TV, celulares, joguinhos). O ideal é que sejam feitas em família com horários pré-estabelecidos e evitar consumo de alimentos fora de hora. E se hidratar com muita água natural! Na preparação do lanche escolar, as escolhas devem ser saudáveis, “com uma fonte proteica e energética, como pão integral e queijo branco, uma fruta ou um suco integral de boa qualidade”, aconselha o especialista.

Para saber se a criança está se alimentando corretamente, é preciso uma avaliação clínica do crescimento e orientação nutricional feita durante a consulta com o pediatra. “Toda criança merece e precisa ter um pediatra para assegurar o seu potencial de crescimento e desenvolvimento saudável!”, finaliza.

medicinasaude

Acesse a nova página especial sobre Medicina&Saúde, onde encontra todos os os posts do site sobre o assunto com um só clique. Ilustração: aloart

Leia mais sobre
MEDICINA&SAÚDE

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*