Parceria com a iniciativa privada revitalizará 40 campos de futebol na cidade


Segunda-feira, 1º de junho de 2015, às 08h59


Projeto “Viva o Campinho”, da Ambev, levará gramado sintético para 12 campos públicos e obras como iluminação, alambrados e vestiários para outros 28 locais. Investimento previsto é de cerca de R$ 15 milhões, sem custos para o município.

SECOM | PMSP – A Prefeitura de São Paulo firmou na última quinta-feira (28), um convênio com a empresa Ambev para a revitalização de 40 campos de futebol, localizados em áreas públicas da cidade de São Paulo. Com o projeto “Viva o campinho”, 12 espaços esportivos ganharão gramado sintético, além de melhorias como iluminação, alambrados, vestiários e espaços de lazer, que beneficiarão também outros 28 campos públicos da capital paulista.

Parceria com a iniciativa privada revitalizará 40 campos de futebol. Foto: Fernando Pereira - SECOM

Parceria com a iniciativa privada revitalizará 40 campos de futebol.
Foto: Fernando Pereira - SECOM

O investimento previsto é de cerca de R$ 15 milhões, integralmente pagos pela empresa, sem qualquer custo para o município. A expectativa é que as obras sejam concluídas até dezembro de 2016. A única contrapartida do município será permitir, até 2018, a publicidade da empresa nas áreas internas dos locais alvos das revitalizações, respeitando a Lei Cidade Limpa.

“Essa é uma ideia muito legal, porque hoje o campo tem outra importância. No meu tempo, jogava bola na rua ou em terreno baldio. Hoje, se não houver um campo, com gramado, é difícil para as crianças começarem”, disse o prefeito Fernando Haddad.

Entre os 12 locais que serão beneficiados com gramado sintético estão os Clubes da Comunidade (CDCs) Paulo Raimundo, no Campo Limpo, Jardim São José, em Pirituba, Prol Leste, em Itaquera, Antonio Rodrigues Filho, no Butantã, União Central, em São Miguel Paulista, e Ana Gonçalves, no M’Boi Mirim.

Quatro Centros Esportivos, sendo três na zona leste e um na zona norte, também ganharão gramado sintético, além dos campos do Tarugo, no Ipiranga, e do Benfica, na Vila Maria. Os outros 28 espaços públicos esportivos que serão beneficiados com obras como iluminação e vestiário ainda estão sendo vistoriados pela empresa, antes da definição das obras.

Assinatura do contrato entre a AMBEV e a Prefeitura de São Paulo. Foto: Fernando Pereira - SECOM

Assinatura do contrato entre a AMBEV e a Prefeitura de São Paulo. Foto: Fernando Pereira - SECOM

O convênio foi assinado pelo secretário municipal de Esportes, Lazer e Recreação, Celso Jatene, o diretor de Relações Institucionais da Ambev, Disraelli Galvão Guimarães, e o diretor jurídico e de relações corporativas da empresa, Pedro Mariani, durante audiência com o prefeito, na sede da Prefeitura.

“São locais em que já tínhamos demanda da população para essas reformas. Esperamos, em outra fase ou até nesta fase mesmo, conseguir outras parcerias para que outros campos também recebam as melhorias”, disse Jatene.

“Além de ser umas das cidades que receberá mais investimentos do projeto “Viva o Campinho”, São Paulo também é uma das que saem na frente, com mais agilidade para fecharmos a parceria”, afirmou Mariani.

A experiência da Ambev começou no ano passado, com a revitalização do campinho no Jardim Peri Alto, na zona norte, que já foi entregue e não faz parte dos 40 que serão alvos da nova intervenção. O local, que era um campo de terra, agora é uma praça esportiva, com grama sintética, alambrado e iluminação.

Campos que receberão gramado sintético:

CDC Paulo Raimundo (Campo Limpo)
CDC Jardim São José (Pirituba)
CDC Prol Leste (Itaquera)
CDC Antonio Rodrigues Filho (Butantã)
CDC União Central (São Miguel Paulista)
CDC Ana Gonçalves (M’Boi Mirim)
Campo do Tarugo (Ipiranga)
Campo do Benfica (Vila Maria)
Centro Esportivo Teotônio Vilela (Sapopemba)
Centro Esportivo Vila Manchester (Aricanduva)
Centro Esportivo Jardim São Paulo (Santana/Tucuruvi)
Centro Esportivo José Bonifácio (Itaquera).

*CDCs são Clubes da Comunidade, espaços administrados pela sociedade civil; Centros Esportivos são administrados pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria de Esportes; os outros dois casos (Tarugo e Benfica) são campos também administrados pela sociedade civil, porém por meio de associações.

Foto: Divulgação

Leia mais sobre
ESPORTES

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*