Praça Silvio Romero: sujeira e lixo no coração do bairro


Segunda-feira, 22 de setembro de 2014, às 08h03 – Atualizado às 12h17


Tatuapé, SP – O que era para ser uma simples (simples?) demonstração da falta de cuidado com as praças do bairro e a publicação de algumas imagens da sujeira desta manhã de segunda-feira (22) na Praça Silvio Romero, rapidamente se transformou em mais uma notória falta de rigidez quanto aos próprios serviços prestados à Prefeitura, que por sua vez também é responsável.

Praça Silvio Romero, segunda-feira(22) às 07h30. Foto: aloimage

Transferências de ligações que se multiplicam, ou seja, você liga e vai sendo transferido até cansar e desistir. Site que deveria informar com a rapidez e agilidade da internet e ao contrário desinforma. Atendentes que desligam o telefone.

A Subprefeitura Mooca também não soube informar o horário de coleta de lixo da Praça Sílvio Romero, nem tampouco os dias. Na verdade a coleta é diária e noturna, com exceção dos domingos e foram mais de 30 minutos entre telefonemas e buscas na internet para descobrirmos, o que deveria estar claro para a população. A falta de informação também leva ao descarte incorreto de lixo, seja ele domiciliar ou comercial.

Deixando as regras claras, a todos os envolvidos – cidadãos e prestadores de serviços, além dos contratados – a Prefeitura também poderá exercer a cobrança do cumprimento correto dos dias e horários de coleta e varrição.

Centro financeiro e cartão postal do bairro, a Praça Sílvio Romero se encontrava em estado de abandono nesta manhã de segunda-feira. Pombos, baratas e ratos se misturavam ao lixo deixado no local. As irregularidades nas praças do bairro, como também já foi mostrado a respeito do Largo Nossa Senhora do Bom Parto, é notória e todas as vezes que a reportagem se detém nesse assunto lá estão os desajustes.

Lixo, ratos, pombos e insetos proliferam na sujeira. Foto: aloimage

Chorume a céu aberto. Coleta só deve ser feita no final da tarde de hoje, segundo informações da Loga, empresa responsável contratada pela Prefeitura. Foto: aloimage

Bairro de grandes proporções territoriais, o Tatuapé clama por uma Subprefeitura própria há mais de duas décadas. A Prefeitura de São Paulo insiste em atribuir essa condição, a de cuidar do Tatuapé à Subprefeitura Mooca, que já detém o cuidado e administração das seguintes regiões: Água Rasa, Belém, Brás, Pari e Mooca.

 


Leia também:

Praça Sílvio Romero: horários de coleta e informações desencontradas


 

Somente a área do Tatuapé, equivale às da Água Rasa, Belém e Pari juntas. A Mooca tem a mesma proporção e o Brás envolve uma das regiões de maior afluxo de pessoas da cidade. É muita responsabilidade para uma única Subprefeitura e isso é demonstrado a cada reportagem.

A cidade tem melhorado e recebido um planejamento, notoriamente um esforço nesse sentido tem sido realizado pela Prefeitura. Porém, alguns pontos merecem atenção, como a criação urgente da Subprefeitura Tatuapé. O local já existe para abrigar a sede, sendo propriedade da Prefeitura. Portanto, não geraria custos de grande monta. Alô Tatuapé trabalha nesse sentido há mais de 20 anos e um dos precursores dessa ideia foi o ilustre tatuapeense Carlos Pinto de Oliveira Sá.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*